Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "UDESC"

Conferência internacional de Design, Engenharia e Gestão para a inovação

06 de outubro de 2015 0

Com o objetivo de debater a inovação nas áreas de Design, Engenharia e Gestão, o Centro de artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) realiza em Florianópolis, entre os dias 7 e 10 de outubro, a 4ª Conferência Internacional de Design, Engenharia e Gestão para a inovação – Idemi 2015. Aproximadamente 300 participantes já estão inscritos na conferência, que nesta edição tem como tema “Inovando sem limites”.

Seis palestrantes estão confirmados no evento, provenientes do Brasil, Argentina, México, Espanha e Finlândia: Alastair Fuad-Luke da Universidade de Aalto, na Finlândia; Henrique Rozenfeld, da Universidade de São Paulo (USP); José Antonio Diego-Más, da Universidade Politécnica de Valência, na Espanha; Marcelo Ferraz, da Escola da Cidade, em São Paulo; Pablo Kunst, do Centro de Design de Rosário, na Argentina; e o consultor em Design e Inovação Federico Hess, do Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey, no México.

Além das conferências, a programação conta com workshops, apresentações culturais, lançamentos de livros, apresentações de artigos científicos e palestras. Desde a sua primeira edição, em 2009, o Idemi vem se consolidando como um importante espaço para o debate dos avanços nas pesquisas em Design, Engenharia e Gestão – e áreas correlatas, tais como Ergonomia, Moda e Arquitetura – e da contribuição destas pesquisas para a inovação.

O evento é um fórum científico organizado em parceria entre a Udesc, Universidade do Porto  e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Realizado alternadamente no Brasil e em Portugal, consolidou-se como um dos principais espaços de debate sobre os avanços e inovações nas áreas que pretende discutir.

O Idemi será realizado no hotel Jurerê Beach Village  e as inscrições podem ser feitas pelo site do evento ou no local durante a conferência (confira valores no site). Mais informações pelo telefone (48) 3321-8371, pelo e-mail idemi2015@gmail.com, ou pela página no Facebook. (Assessoria de imprensa)

 

 

Projeto "Saberes e Sabores" quer levar o design para a mesa catarinense

29 de junho de 2015 0

Saberes e Sabores de Santa Catarina é um projeto que pretende melhorar a qualidade da oferta dos pratos típicos da culinária catarinense por meio da incorporação do design em sua preparação, apresentação e consumo. A ideia é que os os produtos e serviços oferecidos pelo restaurantes credenciados sejam certificados pelo programa “Florianópolis Cidade UNESCO da Gastronomia”. Para isso, será realizada uma Oficina Criativa com coordenação geral dos designers Eduardo Barroso e Gabriela Mager, a partir de três grupos com no máximo 12 participantes:

1 – Culinária do interior / Líder do grupo: Marcelo de Resende / Líderes de projeto: João Luis Rieth; Monica Pujol (Argentina); Manuel Ernesto (Colômbia)

2 – Culinária do Litoral / Líder do grupo: Federico Hess (México) / Líderes de projeto: Luiza Barroso (França) ; Patricia Torres (México);

3 – Culinária de Floripa / Líder do grupo: Regina Alvarez (Minas Gerias) / Líderes de projeto: Eduardo Furhmann (Argentina), Virginia Borges (São Paulo)

O resultado será o desenvolvimento de uma marca pelo Núcleo de Inovação Cultural / Laboratório de Design da CEART – UDESC que será uma referência visual utilizada pelos restaurantes para demonstrar sua adesão ao Projeto “Saberes e Sabores de Santa Catarina”. Isso significa que naquele estabelecimento são oferecidos pratos da culinária típica do estado e são atendidos de modo satisfatório os critérios de qualidade definidos pelo Programa.

Como parte do projeto, acontece dia 30 de junho o seminário internacional sobre Identidade Cultural na Gastronomia de Santa Catarina. Confira a programação:

9:15 Abertura

  • Durcelice Candida Mascene coordenadora do programa de Artesanato do SEBRAE Nacional
  • Denise Bax da UNESCO.

 

9:45 Mesa Redonda I: Cozinha Tradicional e Açoriana

  • Sérgio da Costa Ramos/ Mesa: A cozinha Açoriana
  • João Lombardo/ Retrospectiva da formação da culinária multicultural de Santa Catarina

 

11:00 Mesa Redonda 2: Cultura e Gastronomia

  • Laudelino José Sarda/ Identidade cultural de Florianópolis e de Santa Catarina
  • Peninha/ A cultura Açoriana

12:00 Almoço

14:30 Mesa Redonda 3: Gastronomia Contemporânea

  • Vitor Gomes/ Evolução da oferta gastronômica em Florianópolis
  • Jaime Barcelos/ A maricultura como insumo principal da nova gastronomia ilhoa
  • Fernando Mansur/ Paralelos com a cozinha do mediterrâneo e a cozinha oriental japonesa
  • Maria Alice Altenburg de Assis/ A Dieta do Atlântico Sul

16:00 Coffe Break

16:30 Resultados da Pesquisa memória gastronômica

Prof. Gabriela Mager/ Prof. Murilo Scoz / Prof. Marc Bogo — Núcleo de Inovação Cultural do LabDesign

Eduardo Barroso/ Validação dos resultados das pesquisas sobre memória gastronómica de Santa

Catarina

18:00 Encerramento

Semana de Design UDESC começa hoje

15 de junho de 2015 0

Projetos de Design associados a serviços, propostas que visam economia de água, projetos de sinalização, de utensílios para a gastronomia, editoriais e de Web Design. Estes são alguns dos temas dos projetos que serão apresentados na Semana Design Udesc, que ocorre entre os dias 15 e 19 de junho no Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Organizada semestralmente pelo curso de Design da Udesc, a semana tem como objetivo apresentar à comunidade acadêmica e externa os projetos desenvolvidos em disciplinas dos cursos de Design Gráfico e Design Industrial, incluindo a exposição de modelos e protótipos. Durante o evento, também haverá apresentação de curtas de animação realizados na disciplina de Produção da Imagem e Movimento (PIMO) e de projetos de modelamento virtual desenvolvidos na disciplina de Computação Gráfica III. Ao longo da semana os alunos apresentarão seus projetos no auditório do bloco amarelo da Udesc Ceart, que serão expostos no hall do bloco central, com visita guiada por monitores nos períodos da manhã e da tarde.  

Palestra
Neste semestre, o evento integra a programação das ações paralelas da Bienal Brasileira de Design, que ocorre até 12 de julho em diversos locais de Florianópolis e pretende aguçar a percepção do público sobre a presença do design no dia-a-dia e promover a atividade como fator decisivo de competitividade para produtos e serviços no país.

A Semana Design Udesc promoverá na sexta-feira, 19, às 19h, a palestra “Uma leitura sobre a Bienal de Design 2015 e o Design no Brasil”, com o curador geral da Bienal 2015, Freddy Van Camp, e os curadores adjuntos Célio Teodorico e Pedro Paulo Delpino. Os designers são curadores da principal exposição do evento, “Design para todos – para uma vida melhor”, que pode ser visitada até o dia 12 de julho no Museu de Arte de Santa Catarina (Masc), localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. (Assessoria de Comunicação da Udesc Ceart).

O QUÊ:  Semana Design Udesc
QUANDO: De 15 a 19 de junho
ONDE: Auditório e hall do Centro de Artes da Udesc (Av. Madre Benvenuta, 1907, Florianópolis/SC)
QUANTO: Gratuito

A arte da performance em debate na UDESC

24 de maio de 2015 0

O primeiro encontro do projeto Performance em Foco neste ano, promovido pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), ocorre no dia 27 de maio no Espaço 1 do Departamento de Artes Cênicas do Centro de Artes (Ceart). O projeto do programa de extensão Laboratório de Performance terá encontros sempre na última quarta-feira de cada mês, das 9h às 12h.

O tema-guia do projeto Performance em Foco deste ano é “Dimensões Impossíveis”. A partir do grande tema, cada encontro terá como foco um subtema e será conduzido por dois convidados e mediado por uma das organizadoras do projeto – as professoras Daiane Dordete e Bianca Scliar, da Udesc, e a professora Janaína Martins, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Neste primeiro encontro, “O minimo do Corpo”,  os condutores serão Ana Alonso e Fábio Mello, e a mediação será feita pela professora Bianca Scliar. Serão realizadas discussões, vivências e mostras de práticas e teorias da Arte da Performance. A atividade é aberta à comunidade e não é necessária inscrição prévia para participar.

Mais informações pelo e-mail laboratoriodeperformance@gmail.com, pelo site do programa ou na página do Facebook.

Sobre o programa de extensão
O Programa de Extensão Laboratório de Performance  tem como objetivo fomentar discussões sobre a Arte da Performance. O programa está em seu quarto ano, e é coordenado pela professora Daiane Dordete, do Departamento de Artes Cênicas da Udesc Ceart, e tem como bolsistas os alunos Alyssa Tessari e Dimitri Camorlinga.

O programa possui três ações: o projeto Performance em Foco; o projeto Radiofonias, que visa à criação e veiculação de peças radiofônicas; e o evento Semana Performática, uma mostra de performances que será realizada no segundo semestre de 2015.

Sobre os condutores do encontro “Mínimo do Corpo”:
Ana Alonso é doutoranda em Teatro na Udesc Ceart, mestre em Educação pela UFSC, onde foi bolsista da Capes com dissertação sobre Contato Improvisação. Realizou intercâmbio no Departamento de Artes do Movimento no Instituto Universitário Nacional de Artes (IUNA) em Buenos Aires e atualmente é professora pesquisadora na área de Dança do curso de Licenciatura em Arte da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro).

Ensinou Dança Contemporânea entre 1999 e 2009, e foi bailarina e mentora do projeto Outra Dança de intervenções urbanas em 2006.  Promove jams de Dança desde 2004, e a partir de 2009 passou a trabalhar com Contato Improvisação em diversos projetos. Ana Alonso participa de festivais e encontros como performer e professora convidada. Coprodutora do Encontro Internacional de Professores de Contato Improvisação da America Latina em 2013, e do Curso de Formação de Professores de DanceAbility em 2011, Ana Alonso também é formada em DanceAbility;.

Desenvolveu ao longo de 2011 o projeto Dança para Todos: DanceAbilty na cidade de Florianópolis e coordenou oficina de DanceAbility no Festival de Contato Improvisação em Ilhabela, entre 2013 e 2015. Desde fevereiro de 2010 é integrante do planoB coletivo de experimentações em dança com pesquisa que une intervenção urbana, improvisação e C.I.

Fabio Mello é saxofonista e flautista, tendo iniciado seus estudos musicais aos oito anos de idade. Em 2000, ingressou no curso de Licenciatura em Música da Udesc e em 2004 entrou para o Conservatório Musical de Tatuí/SP no curso de Saxofone/MPB e Jazz. Integrou diversos conjuntos, entre os quais os grupos “Ritmos Brasileiros”, com o pianista André Marques e “Quebrando Galho”.

Em 2008 desenvolveu um trabalho de pesquisa e aprimoramento junto a João Francisco Corrêa (grupo Madeira de Vento) intitulado “Técnicas interpretativas no Choro” e em 2009 foi convidado a integrar a Orquestra Sinfônica de Santa Catarina (OSSCA), onde atuou como flautista. No ano de 2013 se apresentou com diversos grupos e formações, entre eles: Carolina Zingler, com o violonista Luiz Sebastião e Grupo Choro a Quatro (projeto este premiado pelo Edital Funarte de Música Brasileira), Projeto Sete Pontos, Brass Groove Brasil, Leandro Fortes, Wagner Segura, Felipe Coelho, Denise de Castro, Neno Miranda, François Muleka,Vilmar (Dedinho), A Corda em Si e Trio Braseiro. (Texto Assessoria de Comunicação da UDESC).

Serviço

O QUÊ: Primeiro encontro do projeto Performance em Foco, com o tema “O minimo do Corpo”
QUANDO: dia 27 de maio, das 9h às 12h
ONDE: Espaço 1, Departamento de Artes Cênicas da Udesc Ceart (Av. Madre Benvenuta, 1907, Florianópolis/SC)
QUANTO: Gratuito e aberto ao público

"Canasvieiras, um laboratório para o Design Brasileiro”, de Ethel Leon, é lançado hoje na UDESC

17 de março de 2015 0

Imagem livro - divulgacao

O LBDI - Laboratório Brasileiro de Desenho Industrial – completa 30 anos em 2015, ganha exposição na Bienal Brasileira de Design Floripa e publicação que será lançada hoje, no Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). “Canasvieiras, um laboratório para o Design Brasileiro”, da jornalista e pesquisadora Ethel Leon, resgata a história do Laboratório, pioneiro entre os laboratórios associados de desenho industrial do país.

O lançamento está marcado para as 19h no auditório da Udesc Ceart, com distribuição gratuita da publicação. Também será realizada a abertura de uma exposição que conta momentos da história do LDP/LBDI em Santa Catarina, por meio de projetos que foram desenvolvidos no laboratório – os projetos ficarão expostos até o dia 24 de março no hall do Bloco Amarelo da Udesc Ceart.

A publicação traz uma contextualização do cenário político e econômico das décadas de 70 e 80, com uma ampla visão do setor produtivo. Foram realizadas entrevistas com alguns profissionais que trabalharam no laboratório e levantados alguns projetos desenvolvidos na época. O livro faz parte de um projeto da Udesc intitulado “Resgate Histórico do Design no Estado de Santa Catarina: do LBDI aos dias de hoje”, coordenado pela professora Albertina Pereira de Medeiros, e contou com recursos da Fapesc.

Paralelamente ao desenvolvimento do livro, o projeto teve também como resultado uma pesquisa feita pela Udesc, sob coordenação da professora Albertina Medeiros, que procurou levantar o número e o perfil dos cursos de Design em Santa Catarina e identificar se o LBDI teve alguma influência no ensino de Design no Estado, uma vez que o laboratório tinha também como foco a capacitação de profissionais da área. O resultado da pesquisa também estará em exposição na Udesc Ceart após o lançamento da publicação.

 

LBDI

Localizado no bairro de Canasvieiras, em Florianópolis, o laboratório esteve ativo entre os anos de 1983 e 1997, sendo coordenado inicialmente pelo renomado designer alemão Gui Bonsiepe, e, posteriormente, pelos designers Eduardo Barroso e Marcelo de Resende.

“O Laboratório foi um centro importantíssimo de formação e também de coordenação da atividade do design no Brasil durante mais de uma década. Supriu a carência de cursos de formação para professores com pequena experiência projetual; promoveu encontros nacionais e internacionais e atendeu um grande número de empresas, sobretudo do Estado de Santa Catarina, mas também de outros lugares do país”, afirmou a autora Ethel Leon em entrevista para a Agitprop – Revista Brasileira de Design.

 

Especialista alemã em Design de Serviço realiza workshop na UDESC

24 de fevereiro de 2015 0

BirgitMager

O Centro de Artes (Ceart), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), recebe nos dias 3 e 4 de março a professora doutora Birgit Mager, referência mundial na área de Design de Serviço. Em sua vinda à Udesc, a professora da Köln International School of Design (KISD), instituição pertencente à Universidade de Ciências Aplicadas de Colônia, na Alemanha, ministrará o workshop “Design de Serviços e Fatores Humanos” - em inglês, sem tradução simultânea.

As inscrições gratuitas podem ser realizadas pelo e-mail design.ceart@udesc.br, para o qual se deve enviar nome completo e telefone de contato. Serão 70 vagas, preenchidas por ordem de inscrição.

O evento é promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Design (PPGDesign) e pelo Departamento de Design da Udesc Ceart. Mais informações no Departamento de Design, pelo e-mail design.ceart@udesc.br ou pelo telefone (48) 3321-8321.

Sobre o Design de Serviço
De acordo com a Service Design Network, organização que conecta, em escala mundial, profissionais de design de serviços, acadêmicos, empresas e interessados na área, o “Design de Serviço é a atividade de planejamento e organização de pessoas, infraestrutura, comunicação e componentes materiais de um serviço, a fim de melhorar a sua qualidade e a interação entre prestador de serviços e clientes”.
Dessa forma, segundo a organização, o objetivo da metodologia do Design de Serviço “é projetar de acordo com as necessidades dos clientes ou participantes, de modo que o serviço seja de fácil utilização, competitivo e relevante para os clientes”.

Sobre a ministrante
Desde 1995 Birgit Mager detém a primeira cadeira europeia para Design de Serviço na Universidade de Ciências Aplicadas de Colônia, na Alemanha. Suas inúmeras palestras, publicações e projetos têm apoiado fortemente a implementação de uma nova compreensão da função econômica, ecológica e social do design nos serviços.

Doutora em psicologia morfológica pela Universidade de Colônia, Birgit Mager tem palestrado e ensinado como professora visitante em diversos países, e realizou projetos em Design de Serviços em colaboração com empresas como Deutsche Bank, Siemens, Nokia, OMV, German Telekom, entre outras.

UDESC promove workshop de Design Territorial e Urbano

26 de agosto de 2014 0

Banner-Design-Territorial-e-Urbano

Entre 1º e 5 de setembro, o Centro de Artes (Ceart), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Florianópolis, realizará um curso gratuito de introdução ao Design Territorial e Urbano, com o designer Eduardo Barroso Neto, que é conselheiro de instituições como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o Conselho Internacional das Organizações de Design Industrial (Icsid).

O curso, que ocorrerá no Auditório da Udesc Ceart, das 18h às 22h, busca apresentar uma metodologia propositiva para a construção de um cenário futuro possível e desejável para um determinado espaço territorial, com base nas suas vocações, aspirações e desejos.

Voltado para designers, arquitetos e urbanistas, engenheiros de tráfego, planejadores urbanos e estudiosos de Ciências Sociais em geral, o curso terá carga de 20 horas, com aulas expositivas, estudos de casos, exercícios individuais e em grupos, exercícios práticos e pesquisas de campo.

As inscrições gratuitas podem ser realizadas com o Departamento de Design da Udesc Ceart pelo e-mail design.ceart@udesc.br.

 

Contribuições da área
Entre as contribuições do Design Territorial, está a discussão de modelos alternativos de crescimento e desenvolvimento para as cidades ou territórios capazes de atrair e fixar capital humano e financeiro de qualidade baseada em sua capacidade criativa.

Outra ação é projetar produtos e serviços de interesse público, desde equipamentos de uso coletivo até sistemas de comunicação, que melhorem as condições de segurança e lazer da população e gerem novas oportunidades de trabalho e renda em nível local, respeitando a cultura e o ambiente.

Programa do curso

1º de setembro: Construção de cenários futuros
Aspectos abordados: Globalização e polarização do consumo; O mercado de bens simbólicos na América latina; A economia da experiência e a economia criativa.

Macro tendências: Produtos globais x produtos locais; Produtos efêmeros x produtos duráveis; Produtos físicos x produtos imateriais; Serviços massivos x serviços personalizados. Cenários possíveis; Oportunidades para o design; Ciclo da inovação e do design; O Design social (artesanato); Design territorial e urbano. Design estratégico.

Trabalho em grupo. Definir e caracterizar um território com base em suas especificidades e singularidades. Possibilidades e perspectivas futuras. Trabalho individual: pesquisa de referentes visuais.

2 de setembro: Identificação de necessidades e demandas
Aspectos abordados: Processo de identificação dos principais problemas da comunidade; públicos-alvo a serem pesquisados; Conteúdo e aplicação da ferramenta de pesquisa; Escuta sensível.

Trabalho individual: pesquisa com público-alvo

3 de setembro: Identificação da oferta
Aspectos abordados: Metodologia de pesquisa para identificação dos atrativos e da capacidade de resposta da comunidade frente aos novos desafios; Estado da arte na produção de bens simbólicos; Metodologia de pesquisa sobre Matriz Cultural.

Trabalho individual ou em duplas: pesquisa identitária; aplicação dos questionários; elaboração da matriz cultural.

4 de setembro: A imagem de um território
Aspectos abordados: A Comunicação no espaço público (segurança, serviços, informativa, publicitária, visual, sonora); Cartografia urbana; Marca de origem; Marca cidade; Estratégias de sensibilização.

Trabalho em grupo: conceito norteador para a imagem da cidade; acupuntura urbana; identificação de problemas e soluções de curto prazo.

5 de setembro: Apresentação dos resultados
Conceitos norteadores para projetos e ações nos seguintes temas:
- Design de suporte a gastronomia regional
- Divulgação eletrônica das rotas e atrativos
- Guia dos empreendimentos turísticos de referencia cultural
- Identidade visual de produtos promocionais das rotas
- Padronização de mobiliário urbano e viário
- Projetos dos equipamentos de apoio e serviços
- Valorização e promoção comercial de empreendimentos ou de produtos típicos.

Curadores do Brasil, Argentina e Portugal debatem experiências em Florianópolis

22 de abril de 2014 0
UDESC_CARTAZ_2
Começa nesta terça-feira (22), em Florianópolis, a primeira etapa do projeto Ações Curatoriais, que irá estabelecer um diálogo acerca das práticas e experiências de 10 curadores vindos do Brasil, Portugal e Argentina. O grupo foi selecionado pela organização do projeto formado pelas curadoras Kamilla Nunes, Beatriz Lemos, ambas do Brasil, e Marta Mestre de Portugal. “A ideia é viabilizar um espaço para que estas questões e atuações sejam compartilhadas e discutidas. Este projeto piloto, que tem planos para seguir para outros estados do Brasil, irá servir como experimento teórico e prático de novos pensamentos e estratégias em curadoria”, explica a idealizadora e curadora independente formada em artes plásticas pelo Centro de Artes (UDESC), Kamilla Nunes.
  
Segundo a organização do projeto esta é a primeira iniciativa no Brasil, que deve gerar desdobramentos sobre o assunto. Dentro da programação, com atividades envolvendo o grupo de curadores até 30 de abril, está confirmado evento aberto ao público. Nesta quinta-feira (24), na UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina), está agendada a Conversa com os curadores. A primeira rodada acontece na parte da manhã, das 10h às 12h, com a participação dos curadores Beatriz Lemos, Paulo Miyada, Júlio Martins e Santiago Navarro com mediação de Kamilla Nunes. À tarde, das 14h às 16h, o elenco composto por Marta Mestre, Gabriela Motta, Maria Montero e Andreza Gomes com mediação de Fernando Boppré assume a mesa. 
Após a conclusão da residência, o projeto parte para a segunda etapa prática, quando os 10 curadores participantes têm a missão de desenvolver e propor produções dentro da linha de pensamento construída durante a residência. Serão quatro projetos de ações curatoriais distribuídos em quatro cidades catarinenses com agenda ainda a ser confirmada.
O Ações Curatoriais foi concebido pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, tem coordenação do Instituto Meyer Filho e ainda parceria com o Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina. Informações sobre a programação e grupo de curadores envolvido estão disponíveis no site http://acoescuratoriais.wix.com/florianopolis
(Texto de Luciana de Moraes)

 

"Design italiano é vermelho, redondo e sexy".

25 de novembro de 2013 0

bloco 3 - poltrona gaetano pesce

Esse é o conceito de design italiano apontado pelos arquiteto italianos Alessandro Ubertazzi e Massimo Ruffilli, professores da Universidade de Firenze, na Itália, que estiveram em Florianópolis para participar de uma conferência sobre design, na UDESC. Eu fui assistir e convidei os dois e a diretora do Centro de Artes da UDESC, Gabriela Mager, para participar da entrevista. Fomos até o cenário da Mostra Casa Nova para gravar e apresentar um pouco da produção catarinense aos italianos, que se encantaram com os projetos de interiores.

No nosso longo bate-papo, eles falam do design italiano como referência a partir do mostra “Italy: The New Domestic Landscape”, de 1972, no MoMA, Nova York; de Fabio Novembre como atual destaque do design italiano; e que é preciso andar na direção da cultura, porque o design sem cultura não faz sentido.

Assista a entrevista hoje no Missão Casa a partir das 21h30min, na TVCOM.

Entrevista com os italianos durante visita a Mostra Casa Nova.

Entrevista com os italianos durante visita a Mostra Casa Nova.

Fabio Novembre, arquiteto italiano.

Fabio Novembre, arquiteto italiano.

 

Doações para o Café do MESC

31 de outubro de 2013 0
café

Café do Museu, foto Mariana Boro.

A arquiteta Bia Kubelka vai entregar a relação de doações do ambiente Café do Museu, projetado para a Mostra Casa Nova 2013, para o Museu da Escola Catarinense da UDESC (MESC). É hoje, dia 31 de outubro, a partir das 19h, no próprio café, com uma solenidade breve  que marca a entrega do café para a cidade. A diretora do MESC, Sandra Macowiecky, anuncia que a UDESC tem interesse em manter o café em funcionamento. “Já está sendo previsto no novo plano museológico. Aliás, todos os bons museus do mundo mantêm cantinas e cafés para a socialização e confraternização das pessoas”, defende ela. 

Mas, antes de abrir as portas definitivamente existe um processo burocrático pela frente. “A cessão do espaço físico da UDESC é regulamentada por lei e deve ser licitada. Nosso próximo passo é montar um memorial descritivo dos serviços a serem executados e encaminhar o pedido ao Pró-Reitor de administração da UDESC, que posteriormente irá deflagrar um processo licitatório na modalidade concorrência”, explica Sandra. Dentro deste memorial serão especificadas todas as expectativas referentes ao espaço, como: refeições que serão servidas, preços máximos, experiência no setor, entre outros itens.

Além deste atrativo, o MESC ainda programa projetos que pretendem movimentar a vida do museu com atividades artísticas e enriquecedoras para o fluxo de conteúdo e informação da cidade. “ Não é uma sobrevida, mas uma etapa nova que vivemos a partir de agora”, concorda Bia Kubelka.

LISTA DE DOAÇÕES CAFÉ DO MUSEU:

Finger Móveis Planejados: balcão de atendimento, bancada da pia, armários suspensos, prateleiras decorativas, armário baixo de portas de correr, painéis pretos e bancos.

Arquiteta Bia Kubelka:  mesas com tampos ilustrados, luminárias ilustradas, estofados dos bancos, pia com acessórios.

Arquiteto Chicô Gouvêa: imagens dos paineis, tampo redondo ilustrado da mesa Antonieta de Barros,imagens dos tempos das mesas e imagens das luminárias (feitas pelo Beto Plotagem).

Docol: torneira

MTR: granito da bancada da pia e da bancada de atendimento.

Floripa Mármores: revestimento de granito da vitrine.

Acervo do museu: cadeiras, conjunto de mesa e cadeiras Antonieta de Barros.

Ana Lubi:  persianas

Identidade visual: SEBRAE /SC