Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Justiça (3)

31 de julho de 2008 Comentários desativados

Judiciário e imprensa defendem os mesmos valores e trabalham sobre os mesmos princípios e ideais. São duas faces da mesma moeda e pilares básicos do regime democrático. A convergência democrática é o objetivo a ser perseguido pelas duas instituições.

A tese foi defendida esta noite, na abertura do 1º Simpósio Judiciário & Imprensa pelo presidente do Sindicato dos Jornais e Revistas de Santa Catarina, Marcos Barbosa, também diretor institucional do Grupo RBS no Estado. Começou sua exposição de forma didática, projetando slides que revelaram números sobre o aumento da circulação e tiragem dos jornais em todo o mundo. O crescimento de títulos no ano passado foi de 3% e de 11% nos últimos cinco anos. O aumento do número de jornais impresssos foi de 4% em 2007 e de 15% no quinquênio.

Barbosa informou que 530 milhões de jornais são impressos diariamente em todo o mundo e que, ao contrário de avaliações pessimistas, os jornais continuam sendo mais lidos no planeta. Destacou, inclusive, que os jornais populares, vendidos a preços mais acessíveis ganham novos espaços, promovendo mais leitura e a inclusão social da população mais pobre. Fez um relato das restrições à liberdade de imprensa no mundo, dos atos de violência física contra os jornalistas e avaliou o cenário nacional.

— O Brasil imprime atualmente 8 milhões de jornais por dia — acrescentou o conferencista exibindo novos slides pelo sistema powerpoint e projetando as imagens e os dados na tela do auditório da Associação dos Magistrados. Concluiu sua exposição apontando os desencontros e os encontros entre Judiciário e Imprensa, salientando sua convicção de que encontros entre os jornalistas e os magistrados concretizarão a desejada convergência democrática, sempre atuando em nome do interesse publico.

Postado por Moacir Pereira

Comentários

comments

Não é possível comentar.