Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Indignação

29 de setembro de 2008 3

O presidente do Diretório Municipal do PSDB de Florianópolis, deputado Marcos Vieira, está indignado com o encaminhamento dado pelo Tribunal Regional Eleitoral ao pedido de cassação do vereador Gean Loureiro, por ato de infidelidade partidária.

Primeiro, estranhou que após a cassação do vereador Deglaber Goulart, pelo mesmo motivo, há mais de dois meses, o relator, juiz Márcio Vicari, tenha permanecido quatro meses com o processo. Agora, queixa-se do pedido de vista do juiz Oscar Borges.

Reunido com lideranças tucanas registrou seu protesto, dizendo que aguardava o julgamento final ainda na sessão desta terça-feira.

Como se trata de caso rigorosamente idêntico ao de Deglaber Goulart, o deputado questiona o injustificável atraso na decisão da Justiça Eleitoral, ao enfatizar que “o PSDB, foi traído pelos ex-tucanos que se bandearam para o PMDB, seguindo o prefeito Dário Berger”.

Postado por Moacir Pereira

Comentários

comments

Comentários (3)

  • Gilberto diz: 30 de setembro de 2008

    É a “justiça” brasileira servindo a quem pode mais!

  • gilberto diz: 30 de setembro de 2008

    Não foi ele quem troxe o Dario e a turma toda para o PSDB? Então, quem pariu Mateus que o embale…Tá reclamando do que?

  • Claudenir diz: 30 de setembro de 2008

    Perfeito!
    Toda a razão ao Deputado Marcos Vieira, ambos praticaram o ato da traição ao mudarem de partido, no caso do PSDB para o PMDB! é injustificável o tratamento diferenciado, dá até pra desconfiar ….

    Mas aproveitando o momento vou fazer um questionamento ao mesmo parlamentar: o Ato da traição ocorre apenas por uma questão de data? não seria pelo fato de mudar de legenda no decorrer do mandato? se for assim como fica o GEGE???? ou vai dizer que é um problema de São José?