Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Cassação (2)

17 de fevereiro de 2009 7

O processo de cassação do mandato do governador Jackson Lago, do PDT, será julgado quinta-feira pelo Tribunal Superior Eleitoral. Em Brasília, as informações de bastidores na Justiça Eleitoral têm a cassação como decidida. Se acontecer, assumirá o governo maranhense a senadora Roseana Sarney, do PMDB.

A saber se esta tendência do Tribunal Superior Eleitoral prejudica ou beneficia o governador Luiz Henrique, que está na fila dos julgamentos.

Nos dois Estados, o PMDB é o maior beneficiário.

Postado por Moacir Pereira

Comentários

comments

Comentários (7)

  • anilzo diz: 21 de fevereiro de 2009

    Se LHS vai ser absolvido ou cassado,nao é o grande MAL! O problema em todo o estado sao as SDRs.Um cabide de empregos de políticos derrotados nas urnas.E se os novos Governadores nao extinguirem esse gabide da gastança? Eu imaginava que quem desenvolvia uma regiao, fosem as universidades, o empresariado, bom ensino público e as organizaçoes civis bem organizadas e articulas!!

  • Yuri diz: 18 de fevereiro de 2009

    O PMDB ganha dois governos lá pra cima e perde um aqui no sul. Está no lucro. E tudo em um 3º turno, ou no tapetão, como costumam dizer o LHS e o Dário…

  • Luiz Fernando diz: 17 de fevereiro de 2009

    Moacir,
    Insinuas no último parágrafo que o PMDB influencia as decisões do TSE. Só isso salvaria o mandato do Luiz Henrique.
    Numa decisão imparcial ele estaria cassado, então?

  • Velci Nunes diz: 18 de fevereiro de 2009

    É isso mesmo, Luiz Fernando…

  • Michel diz: 18 de fevereiro de 2009

    Hum…interessante…Retiraram do ar a parte do comentário que falava que o TSE só não condenaria o LHS se fosse imparcial?
    O caso do LHS não é igual o caso do Cunha Lima na Paraíba. As denúncias são completamente diferentes, conforme bem salientou o colunista Roberto Azevedo.

  • Walmor Carpes Filho diz: 18 de fevereiro de 2009

    Político e um bicho engraçado. Quando a justiça cassa uma adversário, ela agiu corretamente, mas quando caça um correligionário, aí foi parcial, injusta, etc. Hoje no Senado não faltarão discursos condenando a atitude dos Juízes, mas se no Maranhão acontecer a mesma coisa, vão ficar caladinhos, ou então enaltecer a lisura da decisão judicial. Coisas de nossos políticos.

  • luiz antonio rufino diz: 4 de março de 2009

    bem dizem que a justiça e justa , se formos por esta leitura , teremos cassaçao ja que o crime dizem ter incorrido o governador , nao e diferente dos que ja foram cassados , justiça seja feita e o que esperamos .