Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Copa

31 de maio de 2009 11

Querem mesmo saber porque Santa Catarina ficou fora da Copa do Mundo de 2014? Porque os outros Estados candidatos foram mais competentes, uniram-se mais, tiveram mais criatividade, mais força política e mais competência para levar o projeto ao sucesso.

Aqui em Florianópolis tinha muita gente torcendo contra. Para variar, os contra de sempre. Mais detalhes na coluna da página 3 da edição impressa do DC desta segunda.

Postado por Moacir Pereira

Comentários

comments

Comentários (11)

  • Walmor diz: 1 de junho de 2009

    Pois é Moacir, o que a nossa representação política fez para ganhar essa parada, nada. Enquanto os representantes das bancadas do Norte e Nordeste usaram de todo o prestígio, coisa q falta na nossa representação, aliás a nossa representação hoje no Senado é uma das mais fracas das últimas décadas, não tem prestígio político nenhum em Brasília. Mas são craques em preencher cargos públicos, mas brigar pela população não, aí está o resultado dessa inércia.Continuamos a ser o zero da BR 101.

  • Emilio Monteiro diz: 1 de junho de 2009

    Qual a lógica de se escolher o continente e não a Ilha?
    Qual o motivo de colocar um politico na chefia da comissão?
    Qual o interesse do governo do estado não ter dado todo o apoio possivel?
    LOBBY!
    Para a primeira pergunta, é valido o complemento: “Aonde ficam todos os atrativos de Florianópolis?”
    Para a segunda é valido: “Quem é Joceli para o povo catarinense, no cenário nacional político, e para a FIFA?”
    Para a terceira: “Quem é o prefeito da capital, e qual o futuro dele?”
    Pois é…
    Abraços

  • Silvio Juliano Luchi diz: 1 de junho de 2009

    Mais uma vez ficou provado que o “planalto”, realmente, considera Santa Catarina como elo de ligação entre o Paraná e o Rio Grande do Sul, elo este, a bem da verdade, que está fadado a falência, graças a construção da BR-101 que não sai do lugar. Outra coisa também que deve ter influenciado na exclusão de Florianópolis, é o fato de termos no Congresso Nacional, somente “vaquinhas de presépios”.

  • Jose diz: 1 de junho de 2009

    Muita gente contra? Imagino que todos de azul e branco

  • Luiz Garbelotto diz: 1 de junho de 2009

    Prezado Moacir,

    Sugiro a você uma retratação, ou no mínimo uma boa explicação, da sua preconceituosa manifestação sobre o nosso pacato povo e seus valores. Nós podemos aceitar as influências dos que vindo de fora queiram viver entre nós, mas não aceitamos a mera renúncia dos nossos valores pelos deles. O que trazem e o que propõem pode e deve ser confrontado com os valores que nutrimos e, se formos sábios, haveremos de receber o que é bom e rejeitar o que não é.
    Sinceramente,
    Luiz Garbelotto

  • Reni Martins diz: 2 de junho de 2009

    Pois bem, sou catarinense e amo meu estado. Mas não se pode negar que infelizmente ele é o mais atrasado em quase todos os aspectos, da Região Sul. Na questão social, então, perdemos feio para os vizinhos. A questão ambiental, então, se dependesse do governador… Só se defende interesses econômicos e empresariais. Sobre a questão política, o que dizer da bizarra aliança entre PSDB, PMDB e PFL-DEM? Falta aí o PP, poderiam ser todos do mesmo partido…

  • ori ivonei diz: 1 de junho de 2009

    Foi melhor não participar, pois um estado onde não existe saneamento básico, a segurança pública está abandonada e não houve nenhum investimento em saúde e educação nos ultimos anos não pode participar. Sem contar que samos governados por um ditador.

  • João Batista dos santos diz: 1 de junho de 2009

    Caro Moacir,Parabéns pelo comentario sobre a copa de 2014,Na minha opinião faltou chamar a sociedade para se enganjar neste projeto,Deixar um projeto deste porte nas mãos só de politicos sem o clamor popular,tava na cara que iriamos sair derrotados, E Moacir perdemos pela nossa incompencia de não sermos proficionais. Agora achar que meia duzia de politicos sem apoio popular traria a copa praca e no minimo chamar a Fifa DE INCOPETENTE E ISTO ELES NÃO SÃO SÓ NO OBA OBA NÃO DEU CERTO QUE PENA.

  • gilberto diz: 1 de junho de 2009

    Moacir,concordo em parte com o comentário de hj na tua coluna do DC.Realmente aqui existe uma xenofobia, que aliás, já foi maior.Está melhorando. Porém, quando vc fala dos “contra”, deves levar em consideração que todo esse pessoal do Minist. Público Federal que embarga tudo que é empreendimento previamente aprovado,é de fora.Nenhum nascido aqui.Eles embargam obras legais e não estão nem aí p/ as ocupações irregulares em dunas, morros,encostas, mangues, áreas de preservação, etc..Pense nisso.

  • João diz: 1 de junho de 2009

    O prezado jornalista parece estar culpando quem não nunca teve poder de afetar o processo de escolha: a população! Por que não houve mobilização em todas as frentes sociais e políticas? Por que se deixou o projeto em mãos “pouco republicanas”? Por que o processo foi partidarizado? Por que se permitiu que a escolha virasse uma questão Avaí x Figueirense? Por quê? Depois disso, culpar supostos “contras” é muita infantilidade. Desculpe a contundência.

  • Emilio Monteiro diz: 1 de junho de 2009

    Moacir,
    Será que a existência deste pessoal que torcia contra não faz juz às divisões existentes no nosso estado?
    Avai x Figueirense
    Florianópolis x Joinville
    Triplice aliança x Resto
    É nítida a falta de bom senso do projeto.
    Mas o que fez o tal comitê para agregar valor humano à candidatura?
    Muito se fala da falta de lobby.
    Mas foi justamente este excesso lobby que sepultou a canidatura catarinense. (continua)