Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de agosto 2009

Negando negociações

31 de agosto de 2009 Comentários desativados

 

          Presidente Eduardo Pinho Moreira não gostou da nota do governador Luiz Henrique sobre as especulações em torno de hipotético acordo entre o PMDB e o PT catarinense.  Cobrou posições dos deputados federais ligados ao governador.

           Esclareceu depois que não iniciou negociações oficiais com o PT e que apenas e encontrou por acaso com a senadora Ideli Salvati. Negou que tivesse marcado um novo encontro oficial.

           Ou voltou atrás ou chega tarde com a negativa.

Postado por Moacir Pereira

Confundindo?

31 de agosto de 2009 3

Leia atentamente este item da nota oficial do governador, a propósito da reunião com os líderes do PMDB: entende como especulação, sem nenhum fundamento, sua candidatura a vice-presidente da República. Entende, ainda, que as especulações neste sentido têm o propósito de confundir e dividir os partidos da polialiança.

Pelas leituras correntes no Centro Administrativo, quem está tentando dividir a tríplice aliança e dividir a base governista são dois líderes de expresão estadual. Um seria Eduardo Moreira (PMDB). O outro, Cláudio Vignatti (PT).

Postado por Moacir Pereira

Pré-Sal

31 de agosto de 2009 5

Senadora Ideli Salvatti (PT-SC) cumpre hoje dois compromissos importantes em Brasília: participação em mais uma reunião do Conselho Político do governo Lula e presença nos atos de lançamento do pré-sal.

A líder petista, de qualquer maneira, não estaria presente ao encontro do Fórum na Casa da Agronômica. Acha que Luiz Henrique já fez opção por José Serra (PSDB) e tem sido crítico duro do governo Lula (PT).

Estranhou, inclusive, que o governador não esteja hoje em Brasília para defender os interesses de Santa Catarina na exploração do pré-sal.

Postado por Moacir Pereira

A nota do governador

31 de agosto de 2009 1

A Diretoria de Imprensa do Centro Administrativo acaba de divulgar a seguinte nota sobre a reunião do governador Luiz Henrique com os principais líderes do PMDB catarinense:

O governador Luiz Henrique, reunido na manhã desta segunda-feira, dia 31 de agosto, com o presidente de honra do PMDB, Casildo Maldaner, o presidente do PMDB, Eduardo Pinho Moreira, o senador Neuto de Conto e cinco deputados da bancada federal do partido (PMDB), manifestou que:

1) Defende como prioridade a manutenção da polialiança partidária;

2) Para isso entende que deva ser respaldada a candidatura que tiver melhor chance de vitória no pleito de 2010;

3) Entende como especulação, sem nenhum fundamento, sua candidatura a vice-presidente da República. Entende, ainda, que as especulações neste sentido têm o propósito de confundir e dividir os partidos da polialiança;

4) Agendou para o próximo dia 18, às 17 horas, a nova reunião dos partidos da polialiança.

Postado por Moacir Pereira

Moreira desautorizado

31 de agosto de 2009 3

A nota divulgada pelo governo do Estado depois da reunião do governador Luiz Henrique com Eduardo Pinho Moreira, Casildo Maldander, senador Neuto de Conto, os deputados federais e o estadual Eliseu Matos, na prática desautoriza os contatos que Eduardo Moreira vem realizando com o PT, sobre as eleições de 2010.

Luiz Henrique volta a enfatizar que a prioridade é a tríplice aliança e nega qualquer conversa — desmente até especulações — sobre aproximação com o PT em relação à sucessão presidencial.

Postado por Moacir Pereira

Os cortes e a reunião palaciana

31 de agosto de 2009 Comentários desativados

Apenas o deputado federal Décio Lima representou o PT na reunião do Fórum Parlamentar Catarinense com o governador Luiz Henrique, na Casa da Agronômica.

Decisão tomada: pressão sobre o governo para tentar reverter, ao menos, os R$ 50 milhões destinados às obras de emergência nas cidades atingidas pelas enchentes.

Outra ação forte será executada em relação ao corte de R$ 5 milhões da área da saúde, destinados à UTI do Hospital de Caridade.

Postado por Moacir Pereira

Ordenação

29 de agosto de 2009 Comentários desativados

Católicos de Santa Catarina estarão em festa hoje. Prevista para as 18h15min, na Catedral Metropolitana, a ordenação sacerdotal do diácono Hélio Luciano.

Teve sua formação na Espanha. A cerimônia será presidida pelo arcebispo dom Murilo Krieger. O novo sacerdote seguirá em seguida para Roma, onde fará doutorado em Bioética.

Postado por Moacir Pereira

Alencar, um gigante

29 de agosto de 2009 3

O vice-presidente, José Alencar, está dando a todos os brasileiros e ao mundo um magnífico exemplo de cidadania. Padecendo de um câncer há mais de 11 anos, enfrenta com coragem e transparência todas as etapas de um tumor maligno que já exigiu incontáveis cirurgias.

O grande empresário mineiro vem atuando neste drama pessoal e familiar como um verdadeiro gigante. Serenidade, firmeza, informações precisas sobre tudo o que ocorre e muito otimismo, mostrando a todos os brasileiros, especialmente, os que padecem de algum mal, que o caminho será sempre a resistência física e espiritual.

Certamente o Brasil inteiro torce e ora por sua recuperação.

Postado por Moacir Pereira

Morre prefeito de Taió

28 de agosto de 2009 Comentários desativados

Faleceu esta noite no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, o Prefeito de Taió, Horst Purnhagen. A Câmara de Vereadores de Taió reuniu-se em sessão extraordinária, a partir das 23h30min, para a posse do vice Ademar Dalfovo.

Postado por Moacir Pereira

Municípios em crise

28 de agosto de 2009 3

Nota distribuída pelo presidente da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), o prefeito de Palhoça, Ronério Heiderscheidt (PMDB), acusa queda brusca na arrecadação dos municípios catarinenses por conta da crise financeira e pela redução nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Para agravar a situação, denuncia também que o governo estadual não vem transferindo os recursos de acordo com a legislação.

A nota tem o seguinte teor:

É preocupante a situação financeira dos 293 municípios catarinenses. O alerta é dado pelo presidente da FECAM, prefeito de Palhoça, Ronério Heiderscheidt. Ele comenta que a crise na arrecadação pública municipal, principalmente, em função da queda nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) pode resultar em cortes com a máquina pública, com o enxugamento do quadro funcional e pior: podendo paralisar serviços e até mesmo fechar as portas das prefeituras. Oitenta por cento das prefeituras de Santa Catarina dependem diretamente. Com relação ao FPM, a queda em 2009 alcançou o valor de R$ 77,5 milhões (R$ 1,27 bilhão de janeiro a julho de 2008 contra R$ 1,2 bilhão em 2009). A baixa foi motivada pela crise mundial e pela desoneração promovida pela União no IPI, tributo que compõe a base de formação do FPM juntamente com o Imposto de Renda.

E acrescenta:

Além da queda nos repasses federais, o Estado Santa Catarina também contribui em parte pela diminuição dos recursos municipais. Isso ocorre porque o Estado não tem depositado o valor pertencente aos municípios da arrecadação do Fadesc, o fundo que recebe os pagamentos das empresas beneficiárias do Prodec.

Postado por Moacir Pereira