Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Militares se reúnem

30 de outubro de 2009 26

A Associação dos Oficiais Militares de Santa Catarina, que reúne os oficiais da Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros, convocou reunião extra da Diretoria para a próxima terça-feira, 3 de novembro.

Tratarão do abono a ser concedido pelo governo aos delegados de polícia e vão encaminhar suas reivindicações ao comandante geral, coronel Eliésio Rodrigues, nos mesmos termos.

Apoiam o benefício concedido à Policia Civil, mas querem paridade salarial com a PM.

Postado por Moacir Pereira

Comentários

comments

Comentários (26)

  • Marcio diz: 30 de outubro de 2009

    Não existe equiparação entre cargos distintos! A inveja escraviza e destrói!Quer ter o salário de Del.? Faz concurso pra Delegado! Quer ter o salário de Juiz? Faz concurso para juiz! Quer ter o salário do MP? Faz concurso para o MP. É simples e o ingresso (em todas as carreiras jurídicas do estado) é público! Tiveram um aumento de quase 80% no período em que os del ficaram com o salário congelado e ainda querem mais? Trabalham só das 13 as 17h e ainda querem ganhar a msm coisa que os delegados?

  • Sérgio diz: 30 de outubro de 2009

    Enquanto para alguns tem que ser revisto o teto pois os salários são elevados, para outros o vale refeição é de 132 reais, e o piso de nível superior (equivalente ao de delegado) é de 1.200 reais. E querem a saúde sem greve???? Tem que parar mesmo…

  • Marcio diz: 3 de novembro de 2009

    O “colega alexandre” de Fpolis deve ser um Of. PM frustrado por não ter conseguido passar no concurso de delegado. Por isso se refere à autoridade policial como “delegadinhos”. Ainda bem que a psicologia ensina esse tipo de comportamento e diante de uma frustração, esse mecanismo de defesa é perfeitamente normal. O colega pm só não pode deixar que isso saia do controle para que a frustração de não ter conseguido ser autoridade policial o consuma e o torne uma pessoa infeliz.

  • Edosn diz: 1 de novembro de 2009

    As postagens para prejudicar a imagem dos oficiais são de uma criatividade de dar inveja. Mas infrutíferas. Não existe um mecanismo de gerenciamento funcional do Estado tão eficiente quanto o da PMSC. Dizer que oficiais ficam somente atrás da mesa, 6 horas por dia, é negar que todos os Batalhões possuem no mínimo um oficial de serviço no gerenciamento do policiamento, 24 horas por dia, bem como um supervisor. Sem falar no controle disciplinar frente ao cotidiano dos oficiais.

  • Pedro diz: 1 de novembro de 2009

    As falácias contra os oficiais são de tamanha discrepância que cabe o registro destas mensagens para mostrar o comportamento de seus autores. E mais. Caracterizarão a postura ética e ordeira dos oficiais, fruto de uma cultura organizacional de defesa do Estado. Que o governo saiba disso e lembre que quando precisar, para o bem do povo e do Estado, é só dizer quando e onde!

  • paulo diz: 1 de novembro de 2009

    Prezado Colunista. Com frequência tenho acompanhado vossas missivas acerca da questão salarial entre Delegados e Oficiais da PM. Entendo que ambos devem ser bem e, muito bem remunerados assim comos todos os Policiais. Por outro vértice deveria V.Sa., inteirar-se da decisão Judicial prolatada pelo STF, na qual, está cristalina não haver equiparação de vencimentos entre Delegdos e Oficiais, assim sendo, vale a máxima “o sol nasceu para todos”, portanto, deixem os Delegados em paz.

  • roberto tolledo diz: 31 de outubro de 2009

    olha acho um absurdo um oficial da PM querer ganhar isso tudo. Nem saem nas ruas para fazer Policiamento Ostensivo…e detalhe eles ganham muito mais do que falam…tem Major hj que já ganha 10 mil por mês, claro que terá descontos sobre isso, mas 10 mil é pouco? e um Sd que ganha mil reais? é muito? As funções de Delegado é totalmente diferente de oficial da Policia, este é função adm interna, do Delegado é diferente, atribuições legais imcomparáveis. Os oficiais que façam concurso pra delegado

  • vitor bianco júnior diz: 30 de outubro de 2009

    Eles deveriam se reunir para elaborar estratégia de prevenção a criminalidade e não para atrapalhar o avanço das demais categorias. Querem novo aumento se receberam aumento através da Lei Complementar 454/09, de agosto de 2009. Lei esta bastante combatida na ALESC e pelos praças que realmente trabalham e que receberam uma miséria, já os oficiais …

  • Carlos diz: 3 de novembro de 2009

    Realmente, não há como comparar delegados com Oficiais, aqueles (delegados) apenas fazem IP. Os Oficiais fazem IPM, comandam operações e trabalham efetivamente, e sem greve…

  • ADRIANO KRUL BINI diz: 2 de novembro de 2009

    O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou recentemente inconstitucional a equiparação salarial entre Polícia Civil e Militar Catarinense, através da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4009, ajuizada pela ADEPOL – BR em face da Lei 254/03.
    Portanto, não pode haver isonomia de tratamento salarial entre os Delegados de Polícia Civil e os Oficiais da Polícia Militar, pois caso contrário haverá descumprimento e afronta à decisão emitida pela corte.

    Adriano Krul Bini

  • Farah diz: 2 de novembro de 2009

    Incrível como não se consegue manter uma discussão sem agredir as partes (ambos os lados). Vencimento decente todo mundo merece. Equiparar funções e vencimentos é que não tem cabimento. “Delegadinhos” como disse um senhor aí faz bem mais que um oficial pode imaginar, e o oficial faz bem mais do que o Delegado.. Inclusive faz tanto que quer até fazer o trabalhos dos Delegados e da Polícia Civil. Isso sim é fato e não há como negar. Eqiparação é ilegal, inconstitucional, decidido pelo STF. Não né.

  • Carlos diz: 1 de novembro de 2009

    Oficial não trabalha então. Façam uma pesquisa. Conheçam a realidade. Hoje os tenentes estão comprometendo a sua vida familiar, isso quando arriscam constituir família. Praticamente moram no local de trabalho, pois a sobrecarga de serviço é enorme. Há um forte desgaste físico e psicológico para liderar um efetivo de qualidade na rua, visando manter Santa Catarina no patamar de Estado mais seguro do país.

  • Henrique diz: 31 de outubro de 2009

    Se a remuneração JUSTA para um oficial da PM deve ser obtida por meio de comparação com o que ganham os Delegados, afirmo que o soldo deveria ser de 30% do que é pago às Autoridades Policiais. Explico: todas as funções que os oficiais têm, que consistem basicamente em administração de pessoal, os Delegados também possuem. Contudo, estas atribuições não respondem nem por 30% do serviço que os delegados desenvolvem, eis que eles possuem inúmeras outras funções, as quais os oficiais querem usurpar.

  • Thiago diz: 1 de novembro de 2009

    Acredito que não só a Associação dos Oficiais deveria se reunir. Mas também a base da PM, pois com a parca credibilidade que os delegados possuem junto à comunidade, o governo deverá reconhecer a atuação da PM, que está 24 horas à nossa disposição, seja onde for e com grande agilidade.

  • paulo diz: 2 de novembro de 2009

    Com o devido respeito o comentário feito pelo cidadão Alexandre – Fpólis – datado de 02/11/09 – 10 h. e 53 min. – não contribui em nada para com a discussão acerca de tema. Deveria este cidadão, retornar aos bancos de escola ou quem sabe para a casa de seus pais, para novamente receber aulas de boas maneiras no que concerne a educação, principalmente,para com as Autoridades constituídas e, se é que é integrante de força policial, coitado do cidadão que depende de seus préstimos.RESPEITE.

  • caio diz: 31 de outubro de 2009

    Que se esclareça o motivo da movimentação dos oficiais: É MENTIRA que delegados não tenham tido melhoria salarial em 11 anos. Mas é verdade que os segmentos da segurança precisam ter melhores salários para recrutar, selecionar e manter os melhores profissionais. Porém, isso não se aplica somente aos delegados, que em uma visão egoísta sobre o sistema buscaram o benefício próprio, indigno da função pública.O equilibro entre delegados e oficiais é compromisso do Governador, que foi emparedado.

  • Ademir Miers diz: 2 de novembro de 2009

    Absurda e descabida a indignação dos oficiais. Nao ha como se comparar o trablho dos delegados de policia com o dos oficiais, com o devido respeito. Os praças sim merecem aumento!

  • Marcelo Medeiros diz: 31 de outubro de 2009

    Prezado Moacir,

    quer saber quem tem direito a reajuste, faça a seguinte proposta: uma folha de pagamento de um coronel e de um delegado especial (último posto nas 2 corporações) e uma folha de um tenente e de um delegado substituto (primeiro posto em cada corporação). FAÇA UMA COMPARAÇÃO ENTRE ELAS DESDE O INICIO DOGOVERNO LHS. Todos merecem ganhar bem, porém com essa comparação, poderá constatar o que é tratamento igualitário. A folha dos delegados eu posso encaminhar, pois essa eu conheço!

  • Elfrieda Schmidt diz: 31 de outubro de 2009

    Prezado Moacir!Não existe isonomia entre cargos dos Delegados e oficiais.Além disso, possuem atribuições diferentes dos Delegados,vantagens pessoais diferentes e horários de trabalho diferentes.Então porque ganha igual aos Delegados?Cada “macaco no seu galho”.Pergunte aos Delegados quantas horas trabalham por dia para ganharem seus salários?Pergunte aos oficias quantas horas trabalham por dia para receberem seus “soldos”?O que fazem os oficiais fazem para receberem as horas extraordinárias?

  • alexandre diz: 2 de novembro de 2009

    TODAS AS FUNÇÕES QUE OS DELEGADINHOS TÊM OS OFICIAIS TAMBÉM TÊM. E MUITAS MAIS QUE DELEGADO NEM SONHA EM TER, A COMEÇAR POR JUIZ NA AJM E POR TRABALHAR, COISA QUE DELEGADO TAMBÉM NÃO SABE MUITO O QUE É…

  • Fernando Pereira diz: 31 de outubro de 2009

    Caro Moacir!A solicitação dos oficiais é fora de contexto, pois não possem as mesmas atribuições dos Delegados.Portanto, não tem isonomia.Compare os contracheques dos Delegados com os oficiais, então verificará a realidade.Verifique como os oficias fazem suas hora extras.Verifique se não estão jogando futebol no Batalhão, dando aulas ou no clube dos oficiais pela manhã. Eles ficam no quartel somente das 13hs às 19hs,em contrapartida os Delegados trabalham 08hs por dia. Aumento pros soldados.

  • MARCUS MAZZUCCO diz: 2 de novembro de 2009

    a culpa do problema desta “briga” entre delegados e oficiais da pc ( que se acham autoridades e querem na “marra” impor esta condição ) deve-se ao governo do estado. O governo não tem controle sobre os oficiais da pm, faz tudo o que eles querem, as vezes parece que tem rabo preso com os oficiais, afinal é só em sc que ac ontece isso. é um absurdo, o governo não governa e sim os oficiais. Chega DE se meterem nos assuntos da polica civil…essa é minha opinião sobre os oficiais.

  • Henrique diz: 31 de outubro de 2009

    Estou torcendo para que o Governo não dê aumento para os oficiais, só para ver o que eles vão fazer. Contar com a ajuda dos Praças eles não podem. Terão que brigar sozinhos. Tomara que façam greve, pois assim todos saberão que eles não fazem falta para a segurança pública, nem para a PM. Aposto que qualquer Praça com um pouquinho mais de experiência na PM pode fazer o “dificílimo”serviço deles. Chego a apostar que, sem os oficiais para atrapalhar, os números da PM vão melhorar muito. Greve já!!!

  • Graciela Schmidt diz: 31 de outubro de 2009

    Prezado jornalista!Não consigo entender o porquê de um “Militar” ganhar igual aos Delegados, pois são força reserva do Exército e não civis.Possuem isonomia com militares.Suas tarefas são diferentes, um age antes e outro depois do crime cometido.Os militares devem fazer rondas, bliz e prevenção.Onde estão as rondas, principalmente à noite?Onde está a prevenção?É só no trânsito?Quantas horas os oficiais trabalham por dia?Quantas horas os Delegados trabalham?São muitas as diferenças.

  • ASDRUBAL diz: 2 de novembro de 2009

    Caro Alexandre, seja mais explicito, vc confundiu capitão de fragata com capitão de gravata, até seu “Creison” ficou confuso.

  • Camilla Sagioratto diz: 31 de outubro de 2009

    Quem sabe os Delegados não devam se reunir no dia 04/11 para solicitar os mesmos benefícios concedidos aos Oficiais desde o início do Governo LHS. O direito por melhoria salarial é para todos, porém, neste caso, chega a ser rículo o que os Oficiais querem, ou seja, mais aumento (já tiveram vários – É SÓ PERGUNTAR AOS PRÓPRIOS PRAÇAS), enquanto os Delegados estão sem reposição há 11 anos. Pergunto quanto era o salário de um oficial em 1998 e quanto é agora!