Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Água vai faltar

30 de dezembro de 2009 20

Presidente da Casan, Walmor de Lucca, anunciou agora há pouco: vai faltar água nesta virada de ano em várias praias do Norte da Ilha de Santa Catarina. Pontos críticos estão em Ponta das Canas, Praia Brava e Alto do Santinho. O aumento de consumo foi de 30% neste ano, revelou.

Os problemas de falta d`água vão se agravar. De Lucca prevê situação crítica neste fim de ano e durante a temporada em alguns balneários.

Diz que a prefeitura autoriza a construção de prédios sem que haja condições de garantir o abastecimento. Citou o caso de Itacorubi. Ali moravam 20 mil pessoas há dez anos. Hoje residem mais de 60 mil habitantes. E o sistema de distribuição não comporta mais fornecimento de água. Está estrangulado. A pressão só vai aumentar com uma nova rede, que custará R$ 26 milhões e exigirá bloqueio parcial da avenida Beira Mar Norte.

O presidente da Casan tem sobre sua mesa 50 pedidos para autorização de novos prédios. Não vai liberá-los porque a Casan não tem como garantir o fornecimento d`água.

Em 2008, a Casan aumentou em 35% a distribuição d`água na Ilha de Santa Catarina. Na temporada passada, garantiu, não faltou água. Este ano o aumento foi de 10%, em termos de investimentos, mas a demanda teve crescimento de 30%.

O Norte da Ilha não tem mais recurso hídrico. Está esgotado. Cacupé, Santo Antônio de Lisboa Sambaqui e Jurerê estão sendo abastecidos pela rede central, visando aliviar as praias do norte da Ilha.

— Qual a solução para este gravíssimo problema agora na temporada?

— Só com racionalização no uso de água — respondeu Walmor de Lucca, criticando a total falta de planejamento e a improvisação na cidade.

Postado por Moacir Pereira

Comentários

comments

Comentários (20)

  • Ricardo Moraes diz: 30 de dezembro de 2009

    O que me deixa apreensivo é que havendo racionamento, serão sacrificados sem sombra de dúvidas os moradores das localidades onde o roteiro turístico de floripa não abrange; ou seja, quem levanta cedo para trabalhar, rala o dia todo, vai chegar em casa e…”cadê a água”! Eles, que nasceram, e viveram a vida toda na Ilha da Magia serão preteridos para não arranhar a boa imagem, a credibilidade; visando sempre o lucro! Façamos estoques de água ou morreremos de sede!será que terá desconto na tarifa?

  • Carudo diz: 30 de dezembro de 2009

    Que beleuuuuzaaaaa!!! 50 na fila? Não deve estar barato liberar um prediozinho então… Espanta-me a inventividade em se criar dificuldades para… E os outros prediozinhos que foram liberados este tempo todo? Para eles havia rede que bastasse? Conta pro bonequinho aqui, ó!!!

  • Eduardo Bastos diz: 30 de dezembro de 2009

    Fica dificil viver nesta ilha a cada ano que passa. Temos problemas que ocorrem em cidades com populações 5, 6 vezes maiores!Será que deu para entender? Cangalha neles!

  • scsaldanha diz: 30 de dezembro de 2009

    A Casan deveria reunir os donos de postos de combustível para conscientizá-los da necessidade de economizar água. A lavação de carros muitas vezes é um brinquedo, com o lavador correndo a mangueira pra lá e pra cá, pra cima e pra baixo, quando a limpeza já está mais do que feita. Multiplique-se este exercício pelo número de postos na Grande Florianópolis, a brincadeira rolando desde manhã até a noite, e se terá, só aí, uma idéia do desperdício.

  • Marcelo Silva diz: 30 de dezembro de 2009

    Caro Jornalista,
    Como diz a propaganda da CASAN a primeira norma que a PMFpolis deveria exigir dos projetos arquitetônicos é ter armazenagem de água suficiente para “X” dias.
    Além é claro de vagas de garagem para não tumultuar as ruas.
    Tudo facil pois é só fazer subsolos para atender as exigências.

    Aproveito para desejar um FELIZ 2010 com mais competência das autoridades e menos desonestidade.

  • anselmo agostinho da silva diz: 30 de dezembro de 2009

    Isso é que é cidade turística. Só se preocupam em chamar gente pra cá e a cidade vira um caos maior ainda. Até quando? Ab

  • bombeiro diz: 30 de dezembro de 2009

    Virou rotina, cada vez que este senhor fala alguma coisa, sempre culpa os outros pelos problemas da Casan, cria vergonha, reconheça que o senhor, um dia pode ter sido competente. Hoje é uma caricatura do passado.Pede o boné e abra caminho a outro. VERGONHA.

  • Marcelo diz: 31 de dezembro de 2009

    O que eu fico impressionado é como o sistema de água e saneameno do nosso Estado fica na mão de um cidadão desses.

  • Alexandre diz: 30 de dezembro de 2009

    Um dia a casa cai…. Caiu…..

  • Center Half diz: 1 de janeiro de 2010

    Obrigado Dario Berger, muito obrigado Dona Ângela. Graças àts gesões “mudernas” e sociais de vcs há mais de 7 anos não fico na querida Ilha da Magia para às festas de final de ano. É que meu cérebro do tamanho de uma ervilha não consegue alcançar a divindade dos propósitos de vcs. Obrigado !!!!

  • jurandir machado diz: 31 de dezembro de 2009

    Se a situação é crítica assim, por que planejaram fazer o show do Bocelli? Pra atrair mais turistas, dizia o bocudo Cavalazzi. Engraçado, o prefeito é do PMDB. O Sr. Walmor trabalha para o PMDB.
    Que bando…

  • pedro de souza diz: 31 de dezembro de 2009

    dinheiro para a campanha da mulher dele certamente não vai faltar.

  • Leitor diz: 31 de dezembro de 2009

    A entrevista do presidente da Casan é no mínimo estranha. As campanhas da TV falam na parceria Casan-Prefeitura e, agora, o problema é só da prefeitura. Muito engraçado. Outro ponto: o consumo aumentou 30%. Será que isso já não estava previsto? Cadê o planejamento?

  • euclides cesar garcia diz: 30 de dezembro de 2009

    Ao assistir a entrevista deste incompetente
    que é o Presidente da Casan rindo da desgraça e fazendo piadinha,mandando todo o pessoal das praias virem para a beira mar pois la tem agua de sobra deu noj o de assistir e ver a cara de debochado do aprendiz de presidente.

  • Santos Silva diz: 1 de janeiro de 2010

    É dizer a verdade merece crusificaçã0, o “cara” pode até ser criticado mas esta certo sobre os interesses especulativos e o desinteresse pelo planejamento… ora é obvio que para crescer e necessario infraestrutura, o que os “administradores” escolhidos pela midia e aprovado pelo “povo” nunca se preocuparam e ainda não se preocupam… enquanto isso… o povo sofre… e “elles” ficam abonados e poderosos, com auxilio precioso da midia…

  • Kátia diz: 30 de dezembro de 2009

    Muito bem. Só uma pergunta… com todas essas novas construções, não aumenta também o faturamento da Casan? Poderia investir em rede de abastecimento na mesma proporção que arrecada. A cidade está precisando de investimentos que acompanhem seu crescimento. Não se pode imaginar que Papai Noel existe, e que vivemos em Florianópolis de 1999.

  • SERGIO M. SILVEIRA diz: 30 de dezembro de 2009

    na casa dele CONCERTEZA não vai faltar NÉ..

  • Anilzo diz: 30 de dezembro de 2009

    Só agora que o sujeito vem falar isso? O caminho é a privatização.

  • IRINEU JOSE NUN ES diz: 31 de dezembro de 2009

    Caro Jornalista. Comn certeza não está faltendo água na cidade natal do Presidente da Casan, porem nas praias onde todos os turistas vão, ai sim falta água. Já esotu visualizando a próxima campanha da Casan: No Verão não vão p/ as praias, fiquem e casa e não faltará agua. E ainda dividem dividendos na Casan. Vamos botar gente competente p/ administrar e os outros vão´p/ casa cuidar dos bisnetos.

  • Catarina Desterrense diz: 30 de dezembro de 2009

    “A prefeitura autoriza as construções de prédios sem que haja condições de garantir o abastecimento”… e, também, não tem esgoto… E como é que fica o ex candidato a candidato a governador, do Luiz Henrique, Dário Berger, com as declararações do todo poderoso da Casan? Fingindo que está muito preocupado com o defeso do Itacorubi e dando licenças para as construções de edifícios nos morros do Itacoruri, nos condominios que eram só de casas, e dezenas de prédios atrás da Celesc… Vade retro!