Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Previ Derrotada na Celesc

29 de janeiro de 2010 4

A Justiça Estadual já está notificando a Bolsa de Valores de São Paulo e a presidência da Celesc Distribuidora de decisão do Tribunal de Justiça garantindo três cadeiras no Conselho de Administração hoje preenchidas pela Previ, o Fundo de Pensão do Banco do Brasil.

O Tribunal de Justiça decidiu em julho de 2009 a favor de recurso impetrado pelo Estado sobre o processo da Invesc, empresa criada há 15 anos com a colocação de R$ 105 milhões no mercado financeiro durante o governo Paulo Afonso. Estes papéis eram garantidos por ações da Celesc. Os governos seguintes não pagaram a dívida, que atingiu a soma fabulosa de em R$ 2,5 bilhões. A Previ entrou com ação na Justiça Estadual através da corretora Planner e obteve sucesso, conquistando 29% das ações da Celesc e com isso três cadeiras.

Com a vitória na Justiça, o secretário da Fazenda, Antonio Gavazzoni, que deflagrou e conduziu toda a operação na Justiça com a colaboração do consultor jurídico Alex Santore e do procurador Sérgio Pinto, requereu o retorno das cadeiras. A juíza Taynara Gosssel, já enviou determinação a Bovespa e à Celesc, para devolução das ações.

Gavazzoni pediu, também, à Procuradoria Geral do Estado que entre no processo. Vai questionar a correção dos valores junto à Previ e suspender a penhora das ações da Celesc.

O presidente da Celesc, Felipe da Luz deve convocar assembléia geral de acionistas para mudar o Conselho de Administração. O governo terá direito de indicar os três novos conselheiros.

Assim, a Celesc ficará mais estatal.

Postado por Moacir Pereira

Comentários

comments

Comentários (4)

  • Henrique diz: 29 de janeiro de 2010

    No primeiro parágrafo, garantindo a quem?

    Att.

  • Fernando diz: 29 de janeiro de 2010

    UM ABSURDO, APOS 1 HORA NA FILA PARA TROCAR A TITULARIDADE PERANTE A CELESC DE UM IMOVEL QUE COMPREI, A ATENDENTE DISSE QUE TERIA QUE PAGAR UMA CONTA HOJE DIA 29-01 UMA CONTA QUE NAO VENCEU AINDA, POIS MINHA FATURA VENCE DIA 14-01, DETALHE PRECISO ENFRENTAR NOVAMENTE A FILA PARA CONCRETIZAR O PROCESSO, ONDE TEM O ESTADO NO MEIO TEM SEMPRE MUITA BUROCRACIA, PARIZZOTTO ESTA TENTANDO DEIXAR A MAQUINA AGIL COMO DEVE SER UMA EMPRESA LUCRATICA MAIS COM ESSE RANÇO DA POLITICO NO MEIO, FICA DIVICIL.

  • Candinho diz: 29 de janeiro de 2010

    “Assim, a Celesc ficará mais estatal”. E daí? Isso é melhor ou pior? Em que se altera seu desempenho e eficiência. Vão continuar cobrando pela energia não consumida, a taxa mínima?

  • maria mara diz: 29 de janeiro de 2010

    Lírio Parizoto gostou??