Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2010

Confusão salarial

31 de março de 2010 9

Berreiro geral em vários segmentos do funcionalismo com as medidas provisórias. Injustiças e discriminações foram denunciadas hoje por líderes sindicais e deputados do governo e das oposições. Os benefícios só poderão ser concedidos por atos que terão de ser assinados até esta quinta-feira. Correria geral no Centro Administrativo e na Assembleia.

João Batista renuncia

31 de março de 2010 8

O vice-prefeito de Florianópolis, João Batista Nunes, do PR, renunciou ao cargo de secretário de Transportes e Obras. Atende pedido do diretório regional do partido e coloca o nome à disposição para disputar algum mandato eletivo em outubro. Nunes está, também, na expectativa de alguma decisão surpreendente de Dário Berger, que tem até sábado para se manifestar. Até agora, Berger está determinado a ficar na Prefeitura.

A Largada

31 de março de 2010 Comentários desativados

    De;utado catarinense Paulo Bornhausen,líder do DEM na Câmara, testemunhou hoje, em São Paulo, finalmente,o lançamento da candidatura do tucano José Serra à presidência da República.  Foi uma ato festivo,bem no estilo de Serra.  Ele fez uma prestação de contas, com contra ponto em relação ao governo federal.   Agora está decidido. Serra não disputará a reeleição e tentará suceder Lula.

Julgamento suspenso

31 de março de 2010 Comentários desativados

O julgamento do processo contra Dário Berger pelo Tribunal de Contas da União foi suspenso. O ministro Raimundo Carrera pediu vistas. O processo resulta de ação do Ministério Público Federal, que denuncia irregularidades e superfaturamento na construção da Beira-Mar de São José.

Posse na Unimed de Chapecó

31 de março de 2010 Comentários desativados

    O médico hematologista Luiz Roberto Dalla Costa transmitiu a presidência da Unimed de Chapecó ao nefrologista Geraldo Córdova.  O ex-presidente despediu-se com a apresentação de um relatório de sua gestão, destacando investimentos de 20 milhões de reais em instalações e tecnologia de assistência hospitalar.  A Unimed de Chapecó é uma das unidades da cooperativa médica mais sólidas do Estado.  Seu hospital é tido como modelo.

 

Coletiva

31 de março de 2010 Comentários desativados

Os ex-governadores Luiz Henrique e Eduardo Pinho Moreira voltam a se reunir nesta quinta-feira. Concedem entrevista coletiva a partir das 14h no escritório do presidente do PMDB. Na pauta, avaliação das prévias e o futuro do partido.

Julgamento

31 de março de 2010 4

Previsto para hoje o julgamento da denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-prefeito de São José, Dário Berger, por suspostas irregularidades na construção da Beira-Mar de São José. O processo estava na pauta da sessão passada, mas foi transferido.

Dário Berger permanece em Brasília desde segunda-feira, tratando da defesa.

Criminalidade

31 de março de 2010 8

O deputado estadual Ronaldo Benedet está deixando a Secretaria de Segurança Pública para concorrer à Câmara Federal pelo PMDB. Concluiu uma gestão polêmica. Afinal, o maior número de crises do atual governo aconteceu justamente na área da segurança. Fugas frequentes, denúncias de torturas, enfrentamentos, greves, disputas entre policiais civis e militares marcaram o período. A população de Blumenau vive aflita com a falta de segurança no Vale de Itajaí. Em Florianópolis, a falta de polícia nas ruas e os assaltos causam mais apreensão.

Mas a despedida acontece com uma boa notícia para o secretário e para o Estado. O Mapa da Violência, que está hoje no DC, revela que Santa Catarina tem a menor taxa de homicídios de todo o Brasil. São 11,3 casos para grupo de 100 mil habitantes. O pior do país é Alagoas, com taxa de 59,6 ocorrências por grupo de 100 mil habitantes.

Florianópolis é que está mal na foto. É a capital do Brasil em que mais cresceu o número de assassinatos entre crianças e adolescentes. Em 1997, a capital catarinense era a mais segura do país.

Segurança pública

30 de março de 2010 7

O deputado Ronaldo Benedet está se despedindo da Secretaria de Segurança Pública. Amanhã retorna à Assembleia Legislativa. Responderá pela pasta o delegado Paulo Neves, diretor geral, seu candidato para o cargo. Falará com o governador Leonel Pavan, acompanhado do presidente do PMDB, Eduardo Moreira, na próxima semana. Benedet recebeu hoje uma excelente notícia. O assessor João Mendonça liberou nota sobre a posição excepcional de Santa Catarina no mapa nacional da criminalidade. Confira:

Santa Catarina ocupa a 27ª posição, ou seja, o último lugar, no Mapa da Violência 2010 – Anatomia dos Homicídios no Brasil, divulgado hoje (30), em São Paulo. O estudo detalha os assassinatos ocorridos no Brasil de 1997/2007. Santa Catarina aparece com uma taxa de 11,3 mortes por cada grupo de 100 mil habitantes. A liderança passou a ser ocupada pelo Estado de Alagoas, com uma taxa de 59,6 mortes por cada grupo de 100 mil habitantes. O trabalho foi elaborado pelo Instituto Sangari, de São Paulo, sob a coordenação do pesquisador Júlio Jacobo Waiselfisz. A pesquisa faz uma análise detalhada dos homicídios ocorridos no país entre 1997 e 2007. Traz ainda informações e dados estatísticos sobre o número de assassinatos nas capitais e regiões metropolitanas. Mostra também a evolução dos assassinatos entre crianças e adolescentes e a população jovem”

Confira mais detalhes do estudo aqui

Crematório vetado

30 de março de 2010 10

Nota da Procuradoria da República em Santa Catarina informa que “o Ministério Público Federal enviou recomendação à Irmandade do Senhor Jesus dos Passos, em Florianópolis, para que suspenda, em 48 horas, a execução das obras do crematório do Hospital de Caridade nas áreas tombadas do complexo do hospital até que todos os órgãos ambientais e patrimoniais competentes tenham licenciado ou autorizado a sua execução.”

O documento, de autoria do procurador da República Eduardo Barragan – prossegue – foi encaminhado também ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), à Fundação Catarinense de Cultura (FCC), ao Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), à Fundação do Meio Ambiente de SC (FATMA), à Fundação do Meio Ambiente de Florianópolis (FLORAM) e às Vigilâncias Sanitárias do Estado e do Município para que os órgãos públicos adotem, em quinze dias, as medidas necessárias para proibir qualquer intervenção na área do crematório e das demais obras relacionadas a ele, como a construção de capela mortuária e estacionamento, até que todos os órgãos tenham liberado a sua execução.

Segundo o MPF, as obras do crematório têm ocorrido dentro de áreas tombadas em âmbito estadual e municipal, sem a obtenção das licenças ambientais necessárias e sem o estudo de impacto de vizinhança.