Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Knowtec, Arruda e o DEM

30 de abril de 2010 7

Matéria especial da revista Carta Capital inclui uma empresa de informática de Santa Catarina em contratos com o governo do Distrito Federal na gestão José Roberto Arruda.  Estabelece, também, conexões da Knowtec com o Diretório Nacional do DEM e com lideranças do partido no Estado.  A Companhia da Informação, empresa de consultoria com sede em São Paulo, contratada pela Knowtec, está  emitindo nota sobre a polêmica.  Parte  da reportagem de Leandro Fortes informa:

O PSDB ainda mantém outras frentes na internet. Participam da tropa virtual as empresas Knowtec e Talk Interactive. A primeira, com sede em Florianópolis, tem uma longa lista de serviços prestados ao antigo PFL, atual DEM, por meio de uma ligação histórica com o ex-senador Jorge Bornhausen. Em Brasília, tem como cliente a Confederação Nacional de Agricultura, presidida pela senadora Kátia Abreu. Quando o PFL mudou de nome em 2007, o novo portal do partido na internet foi montado pela Knowtec.

As duas empresas são administradas pelo mesmo executivo, o engenheiro Luiz Alberto Ferla. Jovem e atual conselheiro político da Juventude DEM, Ferla está à frente do Instituto de Estudos Avançados (IEA) de Florianópolis, ONG dona de um contrato de 4,6 milhões de reais com a prefeitura de São Paulo assinado sem licitação. O contrato prevê uma consultoria voltada à reformulação do portal de notícias da prefeitura paulistana, obra que, no fim das contas, saiu por cerca de 500 mil reais. Após o contrato vir a público, o prefeito Gilberto Kassab decidiu cancelá-lo.

A Knowtec foi a primeira empresa brasileira a ir aos Estados Unidos, no ano passado, em nome dos tucanos, para tentar contratar os marqueteiros virtuais que fizeram sucesso na campanha do presidente democrata Barack Obama. Joe Rospars, da Blue State Digital, e Scott Goodstein, da Revolution Messaging, acabaram, porém, por fazer uma opção ideológica. Preferiram negociar com a Pepper, de Brasília, para então fechar um contrato de consultoria para o PT. Alegaram não trabalhar em campanhas de partidos conservadores.

Comentários

comments

Comentários (7)

  • Erico diz: 30 de abril de 2010

    Qual é a polêmica afinal? Ter trabalhado para um partido conservador?

  • TRANSPARILDO SILVA diz: 30 de abril de 2010

    Olhem aí o dedo do clã. Estava muito estranho que nada ainda tivesse aparecido dele. Comandando Kassab e Arruda daqui, heim!

  • Catarina diz: 30 de abril de 2010

    Até que enfim descobriram essa maracutaia do DEM… que vem de longa data… falta descobrir muitas outras…

  • alex diz: 30 de abril de 2010

    Esta matéria é de segunda feira…

  • Moacir Pereira » Blog Archive » Knowtec e o DEM diz: 30 de abril de 2010

    [...] de São Paulo, que coordena a comunicação da empresa catarinense Knowtec, enviou e-mail sobre a matéria da revista Carta Capital. Seu [...]

  • santos silva diz: 1 de maio de 2010

    puxa o “kaiser”…é continua puxando as cordinhas do “formissimo” dem(o) e ai se for puxar o caniço vai emergir tanto “tubarão”, “jacare” e “laranjas” e a ai responderá por alguns já não estão na prisão e outros, quando chegam não ficam lá…

  • Júlio Cézar Sampaio Teixeira diz: 1 de maio de 2010

    Os marqueteiros norteamericanos estão desinformados em relação dos partidos políticos brasileiros.
    Conservador é o PT cujas reformas tributária, trabalhista, política e outras, prometidas nas campanhas de 2002 e 2006, foram esquecidas em favor da partidarização na administração pública federal.
    Dizer que DEM e PSDB são partidos conservadores mostra que os marqueteiros nada conhecem da política brasileira e ao preferirem fazer a campanha da candidata do partido da situação daqui sairão derrotados. O eleitor brasileiro não é igual ao norteamericano e saberá separar o joio do trigo ao votar neste ano. Dará um basta à mentira, à corrupção e à administração de um estado obeso, ineficiente e insensível às aspirações populares.