Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de julho 2010

Comitê e candidatura

31 de julho de 2010 Comentários desativados

Depois de instalação do Comitê Eleitoral de Vânio dos Santos, prestigiado por lideranças estaduais do PT, a semana se encerra com o lançamento da candidatura à reeleição do deputado Marcos Vieira, do PSDB. Será neste domingo, no Golden Executive Hotel,em São José.

Gastronomia na Costa Esmeralda

31 de julho de 2010 Comentários desativados

A 3ª. Semana Internacional de Gastronomia da Costa Esmeralda, iniciada dia 23 de julho e que contou com a presença de chefs de cozinha de vários países, vai ser encerrada neste domingo. Está confirmada a presença do famoso Alex Atala. O evento turístico-cultural está acontecendo em Bombinhas, Itapema e Porto Belo.

Os 50 anos da CDL

31 de julho de 2010 Comentários desativados

Cinquentenário de fundação da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Florianópolis terá comemoração festiva hoje, a partir da 20h, no Lira Tênis Clube. Além de homenagens aos fundadores, a presença musical do conjunto Os Demônios da Garoa.

A CDL é presidida pelo empresário Osamr Silveira, que este ano terá a grande responsabilidade de realizar a Convenção Nacional dos Lojistas. O evento já bate recorde em inscrições.

Hospitais privados e filantrópicos garantem saúde em SC

31 de julho de 2010 Comentários desativados

O diagnóstico da Federação e Associação dos Hospitais revela que os hospitais privados e filantrópicos são responsáveis por 77% dos leitos existentes em Santa Catarina. E seus 7.891 leitos para pacientes do SUS representam 67% do total de unidades do sistema hospitalar catarinense. Em relação aos leitos de UTI, os comunitários e privados respondem por 77% do total com544, contra apenas 129 dos hospitais estaduais, 16 federais e 16 municipais.

De um total de 222 hospitais, 182 são privados/filantrópicos, 25 municipais, 14 estaduais e 1 federal.

O número global de funcionários é de 33.900, dos quais 20.585 dos privados/filantrópicos, 5.951 estaduais, 1.787 municipais e 1367 federais.

Se é fato que a situação dos hospitais é grave, verdade também que o diagnóstico poderá ficar ainda pior se medidas não forem tomadas pelo SUS, governo estadual e prefeituras. Os valores pagos pelo SUS aos médicos e hospitais, por exemplo, são considerados “aviltantes” no estudo das duas instituições. A baixa remuneração leva a resultados negativos, com perda de capacidade de investimento e sucateamento.

Sabendo-se que os equipamentos digitais oferecem diagnósticos médicos mais precisos, mas são cada vez mais caros e exigem renovação tecnológica mais freqüente, é fácil prever o futuro.

Ou as autoridades se sensibilizam, parlamentares e políticos agem, a partir do conhecimento mínimo dessa grave realidade, ou este sistema hospitalar misto, único no Brasil, vai se deteriorar ainda mais. Com resultados catastróficos para todos.

Saúde na UTI

31 de julho de 2010 3

A Associação e a Federação dos Hospitais e Estabelecimentos dos Serviços de Saúde de Santa Catarina promoveram um debate com os candidatos ao governo. Apenas a deputada Angela Amin compareceu. Raimundo Colombo cumprir roteiro político no sul, e Ideli Salvatti cancelou presença na véspera. Os nanicos também não foram. O debate virou entrevista. Uma ausência inexplicável, sabendo-se que “saúde” é – disparado – o maior problema da população catarinense. É, mas não parece.

O economista Francisco Graziano, coordenador do plano de governo de Serra, lá esteve. Recebeu o mesmo documento entregue à candidata do PP. Passa a conhecer, portanto, o diagnóstico da dramática situação da rede médico-hospitalar catarinense.

Começando pelo fim. Santa Catarina tem a pior remuneração pelo Sistema Único de Saúde. Os hospitais recebem R$ 144,00, contra R$154.44 para o Paraná e R$ 188,97 ao Rio Grande do Sul.

Outra triste revelação a mostrar insensibilidade da classe política: a questão tributária. No Brasil, os hospitais são responsáveis por 33% de toda a receita nacional. Nos Estados Unidos, o índice é de 12%, no Japão de 13%, na Índia de 17% e no México de 16%. Quer dizer: aqui não há incentivo fiscal para a saúde do povo.

A rigor, os hospitais tem apenas uma isenção. É federal, desobrigados do recolhimento patronal do INSS. Incentivo fiscal estadual? Nada! Isenção do ICMS sobre água e energia, por exemplo? Zero! Participação nos recursos do Fundosocial? Nem cogitado!

O documento, que será entregue aos candidatos ausentes, revela, em síntese: os médicos não tem interesse em contratos com o SUS pela baixa remuneração. É grave a falta de leitos de UTI e há hospitais que instalaram estas unidades, mas não como fazê-las funcionar. Um leito de UTI custa R$ 843,36 a diária. O SUS paga apenas R$ 410,92.

Comitês já instalados

30 de julho de 2010 1

A tríplice aliança conta com o melhor e mais amplo espaço em seu comitê eleitoral. Alugou todas as antigas lojas do Centro Comercial Santa Mônica, ao lado do supermercado do mesmo nome, bem próximo do Shopping Iguatemi.

O comitê de Ideli Salvatti já está funcionando na Alameda Adolfo Konder, onde já esteve a Fundação do Meio Ambiente de Florianópolis.

E a coordenação de campanha de Angela Amin está há mais de uma semana na rua Almirante Lamego, onde a Formaco Cezarium tinha sua sede. 

Henrique Salvaro fecha com tríplice aliança

30 de julho de 2010 1

Empresário Henrique Salvaro, tio do prefeito Clésio Salvaro e apontado como o financiador de suas campanhas, compareceu na inauguração do comitê da tríplice aliança e fez declaração de voto.

- Somos PSDB e estamos juntos – proclamou.

Sinal de que o prefeito seguirá na mesma direção? A conferir.

Mário Petrelli: cidadão de Joinville

30 de julho de 2010 1

Câmara Municipal de Joinville realiza sessão solene esta noite para conferir o título de cidadão honorário ao empresário Mário Petrelli. Desde a década de 70 ligado ao ramo da comunicação social de Santa Catarina e dono de emissoras de televisão em vários municípios, é o presidente do grupo Rede Independência de Comunicação também no Paraná. Ao longo de décadas teve forte e discreta participação no cenário político estadual, como um dos principais interlocutores do ex-senador Jorge Bornhausen.

SC e a Proposta Serra

30 de julho de 2010 1

Foram oito as prioridades apresentadas pelos integrantes do grupo de trabalho da tríplice aliança ao economista Francisco Graziano. Pela ordem: duplicações da BR-101, BR-282, BR-470, saúde pública (unidades e policlínicas), porto de Itajaí, segurança, defesa civil no Vale do Itajaí e saneamento básico.

O plano de governo vai se chamar “Proposta Serra”.

Andrino ativo na campanha de Colombo/Eduardo

30 de julho de 2010 1

A reunião do economista Francisco Graziano Neto com Murilo Flores e representantes dos partidos da tríplice aliança teve a participação de um único parlamentar. O deputado Edison Andrino, do PMDB, que disputou a candidatura ao governo com Luiz Henrique, está definitivamente engajado na campanha. Fez sugestões ao Plano de Governo e destacou a importância de Serra tratar de medidas federais para reduzir o impacto da mobilidade urbana, grave problema nas grandes e médias cidades.

O governo federal nada fez para melhorar a mobilidade nas cidades, segundo Andrino. Deixou tudo para as prefeituras.Ao contrário, até agravou o dilema, ao conceder incentivos fiscais para comprar de veículos particulares, sem nada oferecer de estímulo a compra de ônibus ou transporte de massa alternativo.