Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 15 agosto 2010

Carmelita:60 anos de vida religiosa

15 de agosto de 2010 1

         O arcebispo de Florianópolis, dom Murilo Krieger, preside hoje, as cinco da tarde, a solenidade comemorativa dos 60 anos de vida religiosa da Irma Stela, uma das fundadores do Carmelo Cristo Redentor, em Picadas do Sul, São José. 

         Nota da Arquidiocese dá mais informações sobre a homenageada e sua família, destacando este registro singular da Igreja Católica:
         “Natural de Arroio do Meio, município da região da Grande Porto Alegre, Irmã Stella teve a sua vocação despertada em tenra idade. Dos seus
sete irmãos, todos tiveram iniciação à vida religiosa. Apenas um deles
não seguiu essa vocação, decidindo-se pelo casamento e a família. Três
irmãos foram ordenados padres: dois diocesanos em Porto Alegre e um
Jesuíta. Outro se tornou irmão jesuíta. Suas duas irmãs entraram na
congregação das Irmãs da Divina Providência. Em 1960, quando sua mãe
enviuvou, ela também entrou na congregação, tendo a filha mais velha
como mestra das noviças.”

O centenário de Ferreira Lima

15 de agosto de 2010 Comentários desativados

         Fato histórico da semana que merece registro: o centenário de nascimento do professor João David Ferreira Lima,  fundador e  primeiro reitor da Universidade Federal de Santa Catarina.  Integrou uma geração de notáveis do ensino, ao lado de outro insuperável mestre,  o professor Henrique da Silva Fontes,  fundador da Faculdade de Filosofia,Ciências e Letras, e outro incansável formador de cidadania, que plantou a semente do “campus” universitário  da Trindade.   E que geração qualificada! Ferreira Lima tinha vínculos com o PSD;  Henrique Fontes integrava família da UDN. Mas ambos rejeitavam qualquer  vinculação das origens partidárias com a exemplar missão educadora que cumpriram com destaque na história de Santa Cataria.

           Ferreira Lima já havia batalhado pela Federalização da Faculdade de Dïreito, com outros notáveis da magistratura, da advocacia e da política estadual.  Passo definitivo para o sonho maior de criação  da Universidade Federal.  E ali recrutou um grupo de jovens, formado uma equipe criativa e dinâmica que se transformou em exemplo de renovação e modernidade para universidades brasileiras e estrangeiras.  Aluisio Blasi, Emanoel Campos, Vivaldo Garofalis,  Antônio Grillo, Antônio Miroski, Teodoro RogérioVahl, João José Caldeira Bastos, Ari Ramos de Castro, Ernani Bayer,  Jair Francisco Hamns, João Nilo Linhares, Amaral e Silva, Murilo Martins, eram alguns dos jovens colaboradores de primeira hora, os que cravaram os primeiros alicerces do magnífico edifício da cidadania.  E, sobretudo, os que instalaram a reitoria  e construíram a unidade acadêmica  e realizaram a integração das faculdades isoladas.    

            Mérito

            O “Doutor David”, como era chamado, não fez outra coisa na vida senão cuidar da educação.  Viveu dentro da Universidade mais de 50 anos.  Depois da esposa Nelly e dos filhos David, Paulo e Murilo, a Universidade era sua  grande paixão.  Transmitiu este amor à instituição a todos.  Implantou uma verdadeira escola de administração, com um modelo que não se encontra mais hoje na Ufsc ou em outra instituição pública de ensino.  Os que trabalhavam na Ufsc, professores e servidores, formavam uma só família.  Todo mundo vestia a camisa e amava a instituição,  como ele.  Dava liberdade de ação, incentivava a criatividade e nunca pediu filiação partidária ou fez distinções de credo, raça ou classe.

             Comandou a construção de obras milionárias no  “campus”, mas não se tem notícia  do menor ilícito.  A ética e a honestidade que ensinava e praticava contaminavam  os subordinados.  A independência e a coragem eram outras qualidades excepcionais.  Presidente do Conselho de Reitores  enfrentou com bravura o governo militar quando a crise financeira comprometia o funcionamento das universidades federais.                   

              A Universidade Federal de Santa Catarina  abriga hoje 25 mil alunos.   Nestes 50 anos formou mais de 68 mil profissionais.  Um gigantesco contingente de especialistas que qualificou a vida de milhares de catarinenses em todos os setores.  E agora, com a Ufsc produzindo cérebros em várias regiões do Estado.  Embrião da Universidade da Fronteira  no oeste.   

              João David Ferreira Lima antecipou-se à lição do genial

estadista Nelson Mandela, quando pregou:  A educação é a arma mais

poderosa que você pode usar para mudar o mundo.” 

             Em Santa Catarina, as mudanças chegaram meio século mais cedo.