Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Verde queixa-se de falta de espaço

31 de agosto de 2010 1

     Do advogado Alfredo Silva, candidato a primeiro suplente de senador do PV, sobre as dissidências do partido em Santa Catarina, via e-mail:  “Gostaria de salientar que o PV vem se fortalecendo em todo o Estado.   Você deveria ressaltar que estamos próximos de 10%, uma conquista enorme para o que você chama de “nanico”, nos incluindo no rol de partidos sem expressão, ignorando o interesse de boa parte dos catarinenses por Marina Silva.

       Ivan Naatz não queria candidatura própria. Queria que o partido continuasse sendo mais uma letra no adesivo das grandes coligações. Quanto a Carmelito, a votação dele pra Vereador em Joinville fala por si.

Você tem muita credibilidade, sabe da forma discriminatória que o PV está sendo tratado pela grande mídia, como no jornal de hoje onde ignora a nossa chapa a majoritária, até quando na última pesquisa nosso senador Fabiano aparece com 6%, o maior de todos os candidatos do PV no Brasil, apenas 1 ponto percentual atrás do Vignatti, não mereceu destaque devido.

Nos ajude e retrate a realidade. Muito mais de 10% vão votar na Marina, já dizem que votam, e muitos e muitos outros são simpatizantes do PV.

Só quem está sendo prejudicado com essa sua postura são os eleitores e a democracia. Reflita.  Saudações verdes. Alfredo Silva”

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Pedro diz: 31 de agosto de 2010

    Mais uma vez – e como sempre – estão errados. O PV continua com os mesmos 0,1%. Os outros 9,9% (se tanto) pertencem à cota pessoal da Marina. Após as eleições, ela se apaga e o verde amarela outra vez. Espaço há, até mesmo na mídia (por agora), para atuações constantes, persistentes e pertinentes. Se não houver esse discurso, o espaço se fecha (em consumo, de novo e sempre). No mesmo erro incorreu o PSOL na eleição passada, achando-se dono e proprietário dos votos da Helena: deu no que deu.