Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

SOS Floripa: nova colaboração

16 de novembro de 2010 2

De Mauro Moscatelli, sobre os problemas de Florianópolis:

    “Moacir,
     Eu gostei muito de sua coluna, sobre SOS Floripa .
Mas eu assistindo um programa da Câmara de vereadores local na tv
entendi o porque disto tudo, as minhas impressões sobre o feudo de
vereadores foi a pior possível  da aparência à arrogância de alguns!
Sugiro uma manifestação no recinto destes despostas, que sem sombra de
dúvida favorecem os porcos donos de construtoras. Só vem lucroem seus
olhos e os outros que se danem, e a cada dia estão acabando com a nossa
Ilha .  Vamos colher a água dos córregos ao redor do Itacurubi, cheia de dejetos e jogar na Câmara dos vereadores lavar a Câmara,  para mostrar ao
cidadão a vergonha que é a nosso poder legislativo. Ah existe prefeito
em Florianopolis?….até me esqueci do cargo .Mauro Lutti Moscatelli”.

Comentários

comments

Comentários (2)

  • Luis F Ferreira diz: 16 de novembro de 2010

    Um único senão ao teu recalcitrante desabafo – SOS Floripa -: a tentativa de excluir o prefeito Moeda Verde do processo de decomposiçaõ da cidade! Alguem que, no rescaldo da Moeda Verde, para dissimular, “enfrenta” a construção civil (a DONA da cidade) com uma pífia “Moratória do Itacorubi” e esquece de combinar com sua ampla maioria na CMF?? Ou o mesmo que coloca Michel Cury , e depois Rauen, para cuidar do IPUF??? É brincadeira, não Moacir? A verdade que a cidade está careca de saber é que sempre houve um balcão de negócios na cidade, envolvendo a indústria imobiliária , nossos políticos e uns tantos servidores municipais dos setores de fiscalização. Alguns, meros vereadorezinhos, tornam-se milionários da noite para o dia. Mudanças pontuais e despudoradas do Plano Diretor, modificações de zoneamento e gabarito, sempre a favor dos interesses privados das construtoras e na calada das sessões. Como é que o “pessoal da Casa do Barão” ainda não instaurou uma investigação dessas modificações?? Qual o porquê deste silêncio obsequioso das autoridades que promovem campanhas contra a corrupção? Hipocrisia?? Ou coisa pior?Até onde vamos no rumo do caos urbano, da barbárie? Qual o limite de Florianópolis? O ambiental, geográfico ou do bolso da construção civil e de seus “despachantes”,os políticos??

  • Daniel Vinicius Netto diz: 16 de novembro de 2010

    Prezado Moacir,

    Este é um assunto muito interessante só que não é só ficar dando paulada na classe politica, precisamos lembrar que muitas familias tradicionais da ilha tambem se beneficiaram com o clientelismo e paternalismo,a questão da discussão do planejamento Urbano e Viario sempre esteve no discurso de varios vereadores que vi passar na nossa cidade.O que quero dizer com isso é que precisamos tambem repelir esta pratica do troca troca de favores, onde as vezes o politico é a vitima,Vimos nas ultimas duas eleições que varios vereadores e deputados desistiram de concorrer porquanto não aguentavam mais tanto clientelismo e oferta de apoio em troca de favores e dinheiro, e isso Moacir, não da para negar que parte do nossa povo flrorianópolitano tambem ficou muito mal acostumado com essas praticas.Tambem sou a favor da cidade mas vamos dar a cada um sua parcela de responsabilidade.Vamos tentar salvar o que ainda temos,o caminho é, Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentavel.

    Daniel Vinicius