Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Os processos da Asssembleia

31 de maio de 2011 4

Presidente Gelson Merísio informa que a Assembléia Legislativa tem hoje 455 servidores aposentados. Desse total, 211 por invalidez permanente.

Comentários

comments

Comentários (4)

  • Rafael diz: 31 de maio de 2011

    Meu Deus!! Assim ninguem vai querer trabalhar na Assembléia é muito insalubre!!

  • luiz saulo diz: 31 de maio de 2011

    nem nas minas de carvão do sul do estado tem tanto aposentado por invalidez permanente. é um percentual que faz inveja aos soldados americanos envolvidos em invasões mundo afora. cadê a justiça? cadê os órgãos de controle que controlam tudo, menos essa gente. depois dizem que não tem dinheiro para pagar um piso “piso” aos professores, policiais e outros servidores que ralam o ano inteiro. na assembléia eles trabalham tão pouco durante o ano, que acabam contraindo moléstias graves, por ficarem muito sentados sem nada para fazer.

  • Pedro diz: 31 de maio de 2011

    Nunca pensei que a ALESC fosse o emprego mais perigoso de Santa Catarina. Creio que o pessoal da ativa deve – de imediato – requerer abono insalubridade e periculosidade. O risco de um funcionário alesquiano se tornar inválido é inversamente proporcional a de um mergulhador em águas profundas, de um policial em tarefas de rua pela madrugada, de um alpinista, de um astronauta. E dizer que o TCE-SC, que o MP (moralidade pública) e que a polícia não estão nem aí para esse bando de safado. Haja paciência.

  • Janete Alda de Miranda diz: 1 de junho de 2011

    Luiz Saulo,

    Gostei da sua análise sobre as moléstias que atacam os servidores da assembleia legislativa…
    Sinceramente é uma vergonha. A bela e Santa Catarina está virada de cabeça para baixo. É muita gente sugando a máquina estatal; e pelo jeito, o sangue está contaminado a ponto de causar invalidez permanente. SOCORRO!