Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Greve dos professores: expectativas

24 de junho de 2011 22

Sindicato dos Trabalhadores em Educação tem expectativa de tres fatos novos, segundo sinalizações do governo, transmitidas esta noite pelo advogado Marcos Rogério Palmeira:1. Que o governo estaria rodando uma folha suplementar para pagamento dos descontos realizados nos salários de junho; 2. Que o governo estuda a retirada da Medida Provisória 189 da Assembléia; 3. Que seriam reabertas as negociações depois do feriadão.

Comentários

comments

Comentários (22)

  • Francieli diz: 24 de junho de 2011

    Assim esperamos….Essa nova esta na hora de acabar…..isso só depende do SENHOR GOVERNADOR!

    Professora de ARTE…APAE FLOR DO CAMPO…Rio do Campo!

  • Francieli diz: 24 de junho de 2011

    Assim esperamos….Essa novela esta na hora de acabar…..isso só depende do SENHOR GOVERNADOR!

    Professora de ARTE…APAE FLOR DO CAMPO…Rio do Campo!

  • Prof diz: 24 de junho de 2011

    Quero aqui deixar um pequeno, mas valioso lembrete aos deputados e governo. Vamos somar 60.000 professores (média) + 9 pessoas para cada professor, ou seja: Cada professor(a) tem uma esposa(o), namorada(o), pais, mães, 2 filhos, um irmão e um amigo de confiança, multiplicando 60.000 X 10 pessoas = 600.000 VOTOS.
    Então espero que nossa categoria não esmoreça. A greve começou agora. SOMOS FORTES, MUITOS FORTES.
    NÃO VAMOS ACEITAR PROPOSTAS PARA FORMAR GRUPO DE ESTUDOS……………..
    QUEREMOS A APLICAÇÃO DO PISO NO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS (SEM RETIRAR DIREITOS ENCORPORADOS EM NOSSA FOLHA),EM CURTO PRAZO, COM DATAS DEFINIDAS E DOCUMENTOS ASSINADO PELO GOVERNO.

  • sonia maria medeiros da silva diz: 24 de junho de 2011

    O governo nao tem saida,ou ele paga o que e lei,piso salarial respeitando nosso quadro de carreira e nossos direitos ou a greve continua.

  • Neusa A. de Paula diz: 24 de junho de 2011

    Caro jornalista,
    QUE OS ANJOS DIGAM AMÉM!
    Ahhh…sabe que não é má ideia o senhor Raimundo voltar para sua criação de gado, em Lages.
    Muchas gracias!
    Professora Neusa – Curitibanos
    EEB CASIMIRO DE ABREU

  • Leonardo diz: 24 de junho de 2011

    Alunos da rede estadual de Schroeder se mobilizam por causa da greve
    Estudantes revelam o descontentamento com a paralisação,
    A iniciativa partiu dos estudantes Betina Kafer, e Maycon Vicenze Milan, ambos com 17 anos. Há uma semana eles escreveram um artigo criticando a desorganização dos professores que estão em greve por não terem uma postura definida na paralisação.

    — Uns estão em greve, mas depois voltam para a escola e dizem que não estão mais. Essa indefinição talvez não gere o resultado esperado pela categoria e quem sofre mais são os alunos e nois alunos não vamos aceitar estudar aos sabados —, comenta Betina.
    Betina disse que não tem um número para quantificar quantos estudantes se apoiam a divulgação de opiniões dos alunos sobre a situação. Para abranger maior número de pessoas, eles montaram um blog para escrever artigos e receber as opiniões de outros estudantes (alunossc.blogspot.com). Desde segunda-feira, quando a página foi montada, até hoje, o blog teve 1,900 mil acessos.

    EM ALGUMAS CIDADES PROFESSORES FORAM AMEAÇADOS POR ALUNOS,SE CASO O ANO LETIVO SEJA PERDIDO E ALUNOS REPROVADOS,ALUNOS ESTÃO COMPLETAMENTE REVOLTADOS COM ESSA SITUAÇÃO.

  • Leonardo diz: 24 de junho de 2011

    Alunos da rede estadual de Schroeder se mobilizam por causa da greve
    Estudantes revelam o descontentamento com a paralisação,
    A iniciativa partiu dos estudantes Betina Kafer, e Maycon Vicenze Milan, ambos com 17 anos. Há uma semana eles escreveram um artigo criticando a desorganização dos professores que estão em greve por não terem uma postura definida na paralisação.

    — Uns estão em greve, mas depois voltam para a escola e dizem que não estão mais. Essa indefinição talvez não gere o resultado esperado pela categoria e quem sofre mais são os alunos e nois alunos não vamos aceitar estudar aos sabados —, comenta Betina.
    Betina disse que não tem um número para quantificar quantos estudantes se apoiam a divulgação de opiniões dos alunos sobre a situação. Para abranger maior número de pessoas, eles montaram um blog para escrever artigos e receber as opiniões de outros estudantes (alunossc.blogspot.com). Desde segunda-feira, quando a página foi montada, até hoje, o blog teve 1,900 mil acessos.

    EM ALGUMAS CIDADES PROFESSORES FORAM AMEAÇADOS POR ALUNOS,SE CASO O ANO LETIVO SEJA PERDIDO E ALUNOS REPROVADOS,ALUNOS ESTÃO COMPLETAMENTE REVOLTADOS COM ESSA SITUAÇÃO…..

  • Dilmar Lopes e Silva diz: 24 de junho de 2011

    O MOVIMENTO SÓ DEVE ACABAR QUANDO COM A REGÊNCIA DE CLASSE VOLTAR AO QUE ERA E O PISO GARANTIDO NA , SEM DESTRUIÇÃO DO NOSSO QUADRO DE CARREIRA, CONQUISTA DE MUITA LUTA DURANTE DÉCADAS.

    ATENCIOSAMENTE. PROFESSOR. DILMAR LOPES ( 30ANOS 2 MESES E 15 DIAS DE MAGISTÉRIO)., FILHO DE PROFESSORA PRIMÁRIA APOSENTADA.

  • Volnei Della Giustina diz: 24 de junho de 2011

    Volnei comenta:

    Percebo que esse governador não tem mais competência para resolver os “problemas” criados pela Triplece Aliança (LHS). Esta totalmente perdido e muito mal orientado pela sua equipe que de técnica não tem nada. Se a justiça nesse estado demonstra vicios, então a única saída é intervenção federal. E que nas próximas eleições o povo desse estado começe a aprender a votar sozinho e não fique indo atrás de promessas de cabos eleitorais ou pior só pensando em proveito próprio. Aqui se faz aqui se paga. E para toda ação sempre ocorre uma reação. A lição que o magistério esta passando para o eleitor catarinense é bem clara, espero que o povo catarinense aprenda nessa primeira aula. Esse estrago que esta aparecendo agora já dava sintomas na época de LHS.
    Volnei Della Giustina. E. E. B. Melchíades Bonifácio Espindola. Balneário Rinção

  • Djalma diz: 24 de junho de 2011

    Eu e meus colegas de trabalho gostariamos de voltar as salas de aula ainda no inicio da semana que vem,(27/06-01/07), MAS ISSO SO DEPENDE DE VOCE RAIMUNDO.
    Esperamos sua resposta que pode ser dada neste Site durante o fim de semana.
    Saiba que estamos plugados nele o tempo todo, basta vc chamar o Sinte e o Comando de grebe pra uma decisão cabal, para que voltemos às aulas.
    Djalma EEB Santa Crus e EEB Julia B.Zaniolo / Canoinhas SC

  • Djalma diz: 24 de junho de 2011

    VOCÊ ENTENDEU QUE É COMANDO DE GREVE NÉ?
    GRATO.

  • joao gabriel rempel diz: 24 de junho de 2011

    Caro Moacir eu sou um tanto cético em algumas coisas. Tomara que de fato esses tres elementos estejam ocorrendo. É um fato novo e que poderá dar um novo rumo ao impasse gerado entre o governo e nossa luta do magistério.

  • Elci diz: 24 de junho de 2011

    Colegas Professores!!!

    Ainda há esperança de que algo bom aconteça.
    Não podemos desanimar.
    Não sei se é otimismo de minha parte, mas não consigo acreditar que essa situação não seja mudada.
    Quem sabe uma Luz Divina ilumine as mentes dos nossos governantes e possamos ter, em breve, boas notícias…

  • Zenaide Inês Schmitz diz: 24 de junho de 2011

    Vamos esperar o feriado passar e ver os acontecimentos.

    Que esse final de semana sirva para o governo pensar e pôr um basta em tudo.

    Queremos voltar para as escolas de cabeça erguida.

    Mas a greve continua.

  • Prof diz: 24 de junho de 2011

    No mercado de trabalho, todo profissional independente da classe possui um piso salarial mínimo. O piso salarial dos professores é muito baixo quando comparado a outros profissionais com mesmo nível de formação e o governo se nega a cumprir a lei e aplicar o piso salarial no plano de cargos e salarios destes profissionais. O que os leva muitas vezes pensar se valeu a pena o professor passar 4 ,5 ou mais anos numa universidade para sair de lá e ser humilhado perante governantes que não valorizam os educadores e a educação, pois as escolas estão em péssimo estado de conservação……….
    Quero aqui deixar um pequeno, mas valioso lembrete aos deputados e governo que não cumprem as leis. Vamos somar 60.000 professores (média) + 9 pessoas para cada professor, ou seja: Cada professor(a) tem uma esposa(o), namorada(o), pais, mães, 2 filhos, um irmão e um amigo de confiança, multiplicando 60.000 X 10 pessoas = 600.000 VOTOS.
    Então espero que nossa categoria não esmoreça. A greve começou agora. SOMOS FORTES, MUITO FORTES.
    NÃO VAMOS ACEITAR PROPOSTAS PARA FORMAR GRUPO DE ESTUDOS……………..
    QUEREMOS A APLICAÇÃO DO PISO NO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS JÁ (SEM RETIRAR DIREITOS ENCORPORADOS EM NOSSA FOLHA), OU EM CURTO PRAZO, COM DATAS DEFINIDAS E DOCUMENTOS ASSINADO PELO GOVERNO.

  • Réd diz: 24 de junho de 2011

    Gostaria de pedir aos colegas professores que quando fizessem algum comentário deixasse o seu e-mail. Penso que assim poderíamos sempre estar em contato para que pudéssemos auxiliar uns aos outros e cultivar uma amizade duradoura, estendo ao caro Moacir o pedido.

    Abraços Fraternais a todos!

    Réd Silveira – Araranguá – redsilveira@yahoo.com.brredsilveira@hotmail.com

  • Margot Schutz diz: 24 de junho de 2011

    Ter o pagamento do piso na carreira é a nossa expectativa maior. Esperamos que o Sr Raimundo Colombo nos apresente uma proposta decente de pagamento, nem que seja através de parcelamento, isso é TOTALMENTE POSSÍVEL SE HOUVER VONTADE POLÍTICA.. Quem esperou até aqui permite parcelar, só não pode é deixar de cumprir, a LEI, ou seja, deixar de nos pagar. Foi pelo PISO NA CARREIRA que entramos na greve e é SÓ com ele que vamos sair.

  • RITA ALVES DA SILVA diz: 25 de junho de 2011

    Está mais que na hora do governador tomar uma atitude digna e decente em relação a educação catarinense. Tirar o que é nosso por direito é atitude indigna de um representante do povo que diz governar para o povo catarinense. Estou começando a pensar que não somos catarinenses. A valorização do professor é um dos aspectos principais para uma educação de qualidade de que tanto se fala e pouco se faz neste estado e país.
    professora das séries iniciais de Campos Novos.

  • GP diz: 25 de junho de 2011

    Sem parcelar por quatro anos (até 2014), por favor!
    Sem esquecer dos valores das regências e das aulas excedentes.
    Sem esquecer que em janeiro de cada ano o piso deve ser reajustado. Que isto seja computado à parte, caso contrário o governador já nos comerá 22% em janeiro de 2012.

  • Eliane Scremin diz: 25 de junho de 2011

    Caro Moacir, hoje no SINTE de Araranguá, fizemos reunião com o comando para avaliar a greve na região do vale. O que vimos foi muito positivo, ainda estamos em média 90% paralisados. Os municípios do interior do vale como Turvo, Sombrio, Maracajá, Meleiro, Morro Grande, Jacinto Machado, Praia Grande, Passo de Torres, Ermo, Santa Rosa do Sul, São João do Sul, Timbé do Sul, entre outros, as escolas estão praticamente fechadas, sem contar Araranguá que tem o maior número de escolas, cerca de 16 no total. Os comentários dos professores nas suas escolas seguem numa linha só, não divergem, o resultado, a continuidade da Greve. Diferente das outras greve, o senso comum predomina em todos os discursos, por isso essa greve tem força.
    Se não for retirada a Medida Provisória da Assembléia na próxima semana, Floripa que nos aguarde, essa cidade será pequena para o professorado, a ideia é acampar em Floripa até que uma convincente proposta nos seja dada.
    Depois de olhamos nossos contracheques, houve desespero sim, ninguém é de ferro, mas já estamos acostumados a ganhar pouco e a falta de respeito foi tão grande para conosco que nada mais nos abala, porque a única coisa que nos resta ainda é a nossa dignidade.
    Sempre tivemos a esperança de alcançar aquela luz que está no fim do túnel. Esteve mais longe, resistimos, porque a nossa luta fez a diferença, para que pudéssemos chegar mais perto.
    Estamos chegando, devagarinho, mas estamos. FÉ EM DEUS, até segunda. POVO NA RUA, JAMAIS SERÁ VENCIDO.

  • Ivanir diz: 25 de junho de 2011

    Leonardo, nós também estamos descontentes com a paralisação. Mais que os alunos gostaríamos de estar trabalhando. Agora. Não é com os professores parados que voces devem estar indignados, mas sim com os que não aderiram a greve e com os traíras que voltaram. Se não fosse por eles, com certeza a situação já teria se resolvida. Obrigada
    Ivanir – Criciúma