Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Inscrições para ACT

28 de julho de 2011 33

Texto da assessoria de comunicação do governo do Estado:

Estão abertas até dia 26 de agosto as inscrições do processo seletivo para contratação de professores Admitidos em Caráter Temporário (ACTs). Os aprovados atuarão na Educação Básica e na  Profissionalizante, da rede pública estadual. No mesmo período, também estão abertas as inscrições para a Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE). A prova será aplicada dia 13 de novembro.

As inscrições poderão ser feitas no site www.acafe.org.br, onde estão publicados os editais de números 03, 15 e 16/11, contendo todas as informações. Segundo a diretora de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado da Educação, Elizete Mello, umas das novidades desta seleção é que as provas da rede estadual e FCEE serão no mesmo dia. “Cada candidato só poderá inscrever-se em um único edital”, afirmou.

Para atuar na Educação Básica, o candidato poderá inscrever-se em até duas disciplinas; para a Educação Profissional, em até três. A classificação da Educação Profissional não é mais por eixo tecnológico e sim por
disciplina.

A lista dos classificados será divulgada até o dia 20 de janeiro de 2012. A escolha de vagas será feita a partir do dia 23 de janeiro de 2012, por ordem de classificação. Mais informações: ACAFE: (48) 3224-8860.

Cronograma do Processo Seletivo

Período de Inscrições: 28 de julho a 26 de agosto de 2011

Entrega de documentos: 28 de julho a 30 de agosto de 2011

Análise dos documentos: Até 29 de setembro 2011

Divulgação da análise dos documentos: 04 de outro de 2011

Prazo para recurso: Até às 18 horas de 07 de outubro de 2011

Homologação das inscrições: 24 de outubro de 2011

Confirmação do local de prova: A partir de 03 de novembro de 2011

Aplicação das provas: 13 de novembro de 2011

Divulgação dos gabaritos: 14 de novembro de 2011

Prazo para recurso: Até às 18 horas de 18 de novembro de 2011

Divulgação do resultado: Até 20 de janeiro 2012

Escolha das vagas: A partir de 23 de janeiro de 2012

Comentários

comments

Comentários (33)

  • Lia diz: 28 de julho de 2011

    Tomara que não apareça ninguém. Mas como o ronco da barriga fala mais alto, a fila vai ser grande. Ainda mais agora que tanto faz em sala de aula ou fora se ganha a mesma coisa. A debandada vai ser grande e vão precisar de muitos ACts. Problema é quem vai querer substituições pequenas e picadinhas, de menos de dois meses.

  • lu diz: 28 de julho de 2011

    Abençoados sejam os ACTs que vierem!!

    Que nos tragam fertilidade à esperança de educação com dignidade para educadores e educandos!

    Tomara, meu Deus, que também tenham os conhecimentos e comprometimentos necessários!

    E se ainda, puder pedir algo, que logo deixem de ser contratados e passem a efetivação!!

  • lu diz: 28 de julho de 2011

    Afora a utopia, sabemos que isso é só balela!
    Tal concurso de ACT, é mais um conto de fadas!
    Não há professores para todas as áreas e muito menos interessados de acordo com a demanda.
    Chamam os inscritos e logo depois quem quiser a vaga, não importando competências, mas dando graças de conseguir alguém disposto a enfrentar o desafio!
    Por isso reafirmo:
    Abençoados sejam os ACTs que vierem!!

    Que nos tragam fertilidade à esperança de educação com dignidade para educadores e educandos!

    Tomara, meu Deus, que também tenham os conhecimentos e comprometimentos necessários!

    E se ainda, puder pedir algo, que logo deixem de ser contratados e passem a efetivação!!

  • Lia diz: 28 de julho de 2011

    28 de julho de 2011 | N° 9244AlertaVoltar para a edição de hojeMAGISTÉRIO
    Sinte espera negociaçãoO Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte) aguarda a formação de um grupo de estudo para seguir a negociação da categoria com o governo do Estado.

    Ontem, em Chapecó, a coordenadora estadual do Sinte, Alvete Bedin, informou que aguarda ofício da Secretaria de Educação para a formação da comissão paritária.

    – Esperamos realizar a primeira reunião no início de agosto – afirmou Alvete.

    De acordo com ela, o grupo de estudo vai tratar de alguns pontos da pauta que não foram atendidos, como recuperação da tabela salarial e regência de classe. A categoria reclama que houve uma vitória na implantação do piso de R$ 1.187. Mas, em compensação, o governo teria achatado a tabela salarial de professores com curso superior.

    Alvete ressaltou o compromisso do governo de conceder o reajuste anual da categoria em janeiro, que, segundo ela, seria de 20% a 22%.

    Apesar de algumas divergências ocorridas no final da greve, a coordenadora considerou positiva o balanço da paralisação de dois meses.

    – Foi a maior mobilização da história e conseguimos a implantação do piso – disse ela.

    A coordenadora afirmou que as aulas serão recuperadas com calendário até 30 de dezembro, mas respeitando a autonomia de cada escola.

    Alvete lembrou que a categoria continua em estado de greve para verificar se o governo do Estado vai cumprir o prometido, mantendo o canal de negociação.

    darci.debona@diario.com.br

    DARCI DEBONA | Chapecóanteriorlista | imprimir | enviar | letra A – | A +

    “– Foi a maior mobilização da história e conseguimos a implantação do piso – disse ela.”

    Juuuuuurrra?? Conseguimos a implantação do piso foi? Então o governo está com a razão e se era isso o que queria a greve pra que “estado de greve”??

    Sei não, sei não! há um certo cheiro de quinta coluna no ar…

    Os 120 dias estão correndo e nada de um ‘rascunho’ do plano que queremos. Vai sair da cabeça de quem?

    ¬¬

  • CRISTINA diz: 28 de julho de 2011

    Será que o ACT grevista terá sua inscrição efetivada com sucesso???
    Muitos ACTs ficaram receosos e se sentiram ameaçados durante a greve; suas incrições não seriam aceitas.

  • silvialehmkuhl diz: 28 de julho de 2011

    Para quem ameaçava colocar ACTs para substituir os grevistas tá exigindo qualidade?
    No que se refere a professores não habilitados abriram tanto espaço e esqueceram de quem se formou no MOBRAL. Preconceito?
    O que diz a LDB sobre a formação do professor que atua na Educação Básica? a SED não conhece!

  • Lia diz: 28 de julho de 2011

    Sinte virou suspensórios…Suspendeu a greve, agora suspendeu o blogue. Na prática já estava mesmo às moscas. Sem atualizar e com as tesouras do moderador-censor cortando comentários com críticas ao Colombo. Não podem alegar que não receberam porque devem saber que é fácil salvar envio de comentários não publicados.

    Se não conseguem manter um simples bloque, será que estão preparados para gerenciar um sindicato como o dos trabalhadores da Educação? Uma categoria numerosa assim?

    !20 dias, SINTE, tempo demasiado para mera formação de comissãozinha paritária. O que pode ser feito em 120 pode muito bem ser feito em 60 dias. Mas enfim, vamos contando na folhinha. Se não mostrarem serviço até o 120º dia, podem apostar, a desfiliação vai ser grande. sugiro contagem regressiva diária, nem que seja no blogue do Sinte de São José. Espero que coloquem um contador lá.

  • silvialehmkuhl diz: 28 de julho de 2011

    Esqueci, temos que encaminhar o edital para o MEC avaliar.

  • sonia diz: 28 de julho de 2011

    Meu Deus !!
    Escolha de vagas a partir do dia 23.01 ????
    Com certeza, vamos começar o ano novamente sem o quadro completo como está acontecendo todos os anos.
    Será que estas aulas, que com certeza vão faltar no início do ano, serão repostas ?
    Não acredito !! O governo pode tudo!!

    Por favor equipe da Educação, se antecipem !!!! Chega de repetir erros. Já deu tempo de corrigí-los.

  • Maria Zelia Cardoso Conti diz: 29 de julho de 2011

    Boa noite:

    Bem, esperava mais deste governo….mas as perguntas que ficam para o governo responder para sociedade catarinense é:

    QUAL A FINALIDADE DE CONTRATAR ACTS E NÃO FAZER CONCURSO PÚBLICO PARA O ANO DE 2012?

    SERÁ QUE OS ESTUDANTES CATARINENSES NÃO MERECEM PROFESSORES EFETIVOS NAS SUAS ESCOLAS?

    SERÁ QUE TODOS OS PROFESSORES SERÃO CONTRATADOS NAS SUAS AREAS ESPECÍFICAS OU DEPOIS APRESENTANTO O CURRÍCULO, PODERÁ UM PROFESSOR DE GEOGRAFIA LECIONAR EDUCAÇÃO FÍSICA ?

    E NO INICIO DO ANO. AS ESCOLAS TERÃO TODOS OS PROFESSORES NO PRIMEIRO DIA DE REUNIÃO OU SÓ CONHECEREMOS NOSSO COLEGAS ACTS DEPOIS DE 15 DIAS DO INCIO DO ANO LETIVO?

    SERÁ QUE O GOVERNO E/OU SEUS REPRESENTANTES TEM RESPOSTA PARA ESTAS PERGUNTA?

  • ilidio vilmar diz: 29 de julho de 2011

    que a carreira de educadores, está em baixa, sempre o foi, querer pagar algo parecido com renda de pipoqueiro ou vendedor de churrasquinho em festas e futebol, para alguem que detem curso superior…….Agora, o belo governo federal que temos ai, implanta o piso nacional, sabe que educação tem percentual elevado na despesa estadual, mas como PT adora essas coisas, de que são nada menos do que aparecer ou mostrar serviço, mas com o chapeu dos outros….Este plano nacional teria solução, se houvesse interesse nas associações de educadores e governo estadual/municipal é tão facil é só calcular o percentual de elevação de despesa na area e o governo federal subvenciona, até o dia 20 do mes, como ocorre com MP/Judiciário…..No RGS, querendo desviar toda atenção de problemas identicos de SC, nosso sábio governador quer implantar a “meritocracia”, que a julgar de procedimentos que sempre ocorrem no PT, Merito vai ser filiado no PT/soldadinho do PT/corneteiro da ex-governadora e por aí afora,constitui inclusive uma comissão que vota todas as novidades petistas,comissão estilo globalização, ou seja “estado zero”, ou o que conseguimos tirar do funcionario publico, vai ficar para nós………..

  • ana diz: 29 de julho de 2011

    Qualidade na educação?? Nota m[inima exigida é 1.0? Penso que teria que exigir nota maior. Fez, passou? Será medo de não termos professores para o ano que vem? Cabe analisar que não é só salário que precisa melhorar, precisa cobrar também dos cursos de formação e do próprio professor também. Além de salários a educação precisa de qualidade. Do aluno exige-se 7.0 e do professor 1.0? Aumente os salários para poder exigir mais do candidato também. Tô te pagando mais , mas tu tem que ser bom, cabra!!

  • aacioli diz: 29 de julho de 2011

    Maria Zelia, voce esperava MAIS desse governo ??? Que mundo voce voce vive ? Nao posso acreditar que ainda existam pessoas tao inocentes como voce.

  • Maria Zelia Cardoso Conti diz: 29 de julho de 2011

    Oi Lia concordo plenamente com você devemos ficar atentos , pois tem muita coisa OBSCURA neste processo todo!!!!

    Podes passar o link do Sinte de São Jose…

    E não podemos esquecer dos nossos meios de comunicação ( PLANFLETOS, CAMISETAS E OUTDOOR) para mostrar os Ininigos da Educaçào , mas por favor não esqueçam do ex governador de SC e do ex Sec. da educaçào( eles merecem serem lembrados como co-autores da aniquilação do magistério catarinense).

    Obrigada Zelinha

  • Pedro diz: 29 de julho de 2011

    Caro Colunista, alguma informação sobre a cassação do (então) presidente da Câmara de Vereadores de Itapema (Gilliard Reis) e do aumento da punição ao ex-prefeito daquele município (Clóvis Rocha)? Agradeço.

  • Aline diz: 29 de julho de 2011

    Geralmente no início do ano muitos alunos ficam sem professores por muitas aulas porque ninguém quer. Tomara que os ACTs que vierem sejam tão bons e dispostos a lutarem pelos seus direitos como aqueles que estiveram conosco na greve. Parece que somente nós professores efetivos sabemos o valor destes nossos colegas, pois o governo menospresa a todos nós.

  • Mãe diz: 29 de julho de 2011

    Se o governo prometeu (tudo bem que promessa de governo é a mesma coisa que nada) fazer concurso para efetivo dentro de 12 meses, por que raios me inventa esse agora?

    Que façam as coisas direito!

  • ProfessoraRose diz: 29 de julho de 2011

    Carta de Repúdio à Implantação do Turno Intermediário

    A comunidade escolar da EEB Carlos Techentin vem a público apresentar seu descontentamento com a implantação do turno intermediário na referida escola. Para que se possa compreender a criação desse turno, faz-se necessário voltar no tempo, ao fatídico mês de novembro de 2008.
    Por ocasião das chuvas constantes que assolaram a região do Vale do Itajaí no mês de novembro de 2008 – provavelmente, o momento mais crítico que está região já vivenciou – Blumenau enfrentou uma enchente que provocou estragos na cidade como os deslizamentos de terra de morros da região, levando abaixo casas e pessoas. A triste realidade era de grande destruição material e perdas de vidas humanas, alem disso a população sofreu também com a falta de água e de alimentos.
    A situação na qual se encontrava a cidade e a região ficou conhecida como “A catástrofe”, o evento foi noticiado no Brasil e no mundo e assim a população de Blumenau pode receber a ajuda voluntária de um interminável número de pessoas que deixaram sua casa e famílias para ajudar a população a reerguer a cidade. Muitos foram os incentivos: liberação de recursos do FGTS, empresários que se organizaram e mobiliaram casas, emissoras de televisão que organizaram campanhas de arrecadação de dinheiro, mas nada poderia ser reerguido sem a participação do poder público. Este se viu obrigado a organizar a cidade de forma estratégica para que uma nova catástrofe não afetasse novamente a cidade. Assim um convênio entre a Prefeitura Municipal, o Governo do Estado de Santa Catarina e o Governo Federal deu início a construção de condomínios habitacionais para receber as famílias atingidas que estavam morando em abrigos comunitários. Um dos bairros escolhidos foi o Passo Manso, que por ter sua geografia privilegiada tornou-se a melhor opção para abrigar os novos moradores.
    Neste contexto a Escola de Educação Básica Carlos Techentin surgiu como a melhor opção para receber os filhos das famílias que teriam suas residências no bairro Passo Manso. Em janeiro de 2009 a direção e os professores da escola começaram a se articular vislumbrando a possibilidade real da ampliação física da unidade escolar. Na época contava com aproximadamente 600 alunos. Considerando que o número de famílias atendidas no condomínio, do programa do governo federal “Minha casa, minha vida”, seria de aproximadamente 500, era visível a necessidade de ampliação ou até mesmo a construção de uma nova escola.
    No entanto, durante os anos de 2009 e 2010 a comunidade do bairro Passo Manso e a comunidade escolar do Carlos Techentin presenciaram o andamento da obra de construção do condomínio sem que nenhuma intervenção significativa fosse realizada no bairro; não se ampliou o número de vagas na creche municipal, não se ampliou o número de vagas nas escolas de educação básica da rede municipal, não se ampliaram as opções de lazer. O bairro afastado do centro, mas com excelente topografia continuava a não merecer um olhar digno dos poderes públicos.
    A parte toda esta situação apresenta, em 9 de junho de 2011, com a presença da Presidente Dilma Rousseff, o condomínio foi entregue às famílias atingidas pela catástrofe. Uma vida nova e com segurança e dignidade não era mais uma promessa e sim uma realidade. No entanto, ao procurar vaga nas escolas para matricular seus filhos, as famílias se deparam com um novo problema: não há vagas.
    A solução apresentada às famílias foi a implantação do turno intermediário. Assim poderão matricular seus filhos, eles ficarão na escola pelo período máximo de 3 horas e 30 minutos; a opção dada pela Secretaria de Estado da Educação é de que os alunos frequentem à escola mas, será que terão as condições mínimas que os documentos oficiais de educação garantem? Os alunos já matriculados na Unidade Escolar também terão suas aulas reduzidas, sendo que o turno matutino terá início às 7 horas e 10min e terminará às 10 horas e 35, o turno vespertino terá início às 14 horas e 10min e terminará às 17horas e 50 min. Assim tanto os alunos novos como também os alunos que já estão matriculados na escola serão prejudicados.
    A Constituição da República Federativa do Brasil na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n.° 9394/96), a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Estadual (Lei Complementar n.° 170/98) e ainda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n.° 8.069/90) são os documentos oficiais que regem todas as práticas educativas em território nacional e especificamente no estado de Santa Catarina. Nas três Leis a educação é um direito de natureza social ou de segunda grandeza. Tem por fundamento a afirmação da igualdade, em contraposição aos direitos de primeira geração, fundados na liberdade individual. O artigo 208, parágrafo primeiro, da Constituição Federal define a educação como direito público subjetivo. Frise-se, contudo, que não basta que simplesmente sejam ministradas aulas para que seja considerado como satisfeito o dever de educar, a educação é bem mais abrangente, é um processo que demanda atuação eficaz tanto dos pais quanto da escola e que, para atingir o seu fim, necessariamente precisa de qualidade. É o que se depreende do artigo 206, VII, da Constituição Federal.
    Conforme todo o exposto nesta carta, a comunidade escolar do Carlos Techentin quer ainda lembrar que a unidade escolar não conta com biblioteca (o acervo encontra-se em dois armários no pátio da escola), não tem refeitório, não tem banheiros adaptados, não apresenta acesso adequado ao ginásio de esportes, não tem sala de professores, e a sala informatizada está sucateada e sem manutenção correndo o risco de também não existir mais no próximo ano. Além disso, nossa escola não possui segurança física (não temos uma portaria adequada, muros ou portões, situação que facilita a entrada de estranhos ao ambiente escolar) para receber seus alunos. Lembro aqui as palavras da própria gerente regional de educação, senhora Simone Malheiros, que visitou a escola no último dia 7 de julho: “a escola Carlos Techentin é uma escola que está emendada”. Neste mesmo dia a gerência de ensino representada pela senhora Simone Malheiros expos, em reunião com a comunidade do bairro Passo Manso, que não há prazo para que a ampliação da escola aconteça, o que nos leva a acreditar que o turno intermediário será implantado em definitivo.
    Os membros da unidade escolar acreditam que há necessidade urgente de se resgatar a cidadania e a dignidade das famílias que foram atingidas pela catástrofe em 2008. Cremos que mais do que matriculá-los em nossa escola é preciso dar condições mínimas de se integrarem à comunidade escolar de forma plena e efetiva. Mais do que estar na escola as crianças precisam se sentir acolhidas e seguras no ambiente escolar.
    Em face desta situação de descaso pedimos ao Governo do Estado de Santa Catarina que se posicione apresentando uma data para a ampliação de nossa escola ou a construção de um novo educandário. No entanto, compreendendo que as crianças têm direito aos 200 dias letivos ou às 800 horas-aula, apresentamos como alternativa a não implantação do turno intermediário, mas sim que sejam utilizadas as salas de aula ociosas, no período vespertino, no colégio Pedro II. Assim facilitaria também a contração de professores, visto que a escola está em uma região central da cidade. Para maior segurança das crianças entendemos que ideal é que sejam encaminhadas através de ônibus exclusivos para essa finalidade, sendo embarcadas no próprio condomínio onde moram e ao final do dia serem entregues às suas famílias com total segurança.
    Aguardamos um breve e satisfatório posicionamento das autoridades que zelam pelo bem estar das crianças e dos adolescentes.

    Comunidade da Escola de Educação Básica Carlos Techentin

  • Mary diz: 29 de julho de 2011

    Mãe, sou ACT e não acredito que vá ser feito concurso para efetivação de professores. O último concurso que teve para professores, na minha região, que é Araranguá, foram apresentadas no edital 3 vagas de 40 horas para matemática, o concurso perdeu a validade e foi chamado apenas um candidato para assumir 20 horas. Cadê as outras duas vagas de 40 horas e a terceira de 20 horas? Até onde se sabe as vagas que são lançadas num edital de concurso público tem que ser preenchidas, já fazem sete anos e eu continuo me perguntando: porque não foram chamados os três primeiros colocados? Porque o sindicato nunca pediu explicações a respeito? Se for para fazer o concurso e não preencherem as vagas como no último e melhor que nem façam.

  • leda diz: 29 de julho de 2011

    CADÊ O NOSSO SINDICATO? ONDE ESTÁ O CONCURSO PARA EFETIVAÇÃO DOS ACTS? ESTAMOS A DERIVA?

    GENTE, QUERO COMPRAR CAMISETAS ‘INIMIGOS DA EDUCAÇÃO’ E ADESIVOS TAMBÉM. POR FAVOR POSTEM AQUI.

  • CRISTINA diz: 29 de julho de 2011

    A CNTE convoca todas as entidades filiadas a participarem da paralisação nacional que vai acontecer no dia 16 de agosto. O principal objetivo da mobilização será cobrar a implementação do Piso nos estados. Mesmo com a aprovação da Lei do Piso e com o reconhecimento da sua legalidade por parte dos ministros do STF, professores de alguns municípios e estados ainda não recebem o valor estipulado em lei. Assim, a Confederação orienta a todos os sindicatos que participem dessa luta pela implantação do Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN). É preciso que o processo de negociação com os governos inicie com o valor de R$ 1.597,87, defendido pela entidade como vencimento inicial na carreira.

    A CNTE também reivindicará o cumprimento integral da lei com 1/3 da jornada destinada para a hora atividade. O valor do Piso deve ser aplicado para as jornadas de trabalho que estão instituídas nos planos de carreira de estados e municípios. “A paralisação vai acentuar a luta pelo Piso. É dessa maneira que nós vamos conseguir fazer valer a Lei e os interesses de uma educação de qualidade no Plano Nacional de Educação (PNE). Isso porque, tudo que é possível para fazer postergar essa vitória, que não é só dos trabalhadores, mas da educação pública brasileira, vem sendo feito pelos gestores. Então isso causa um problema, um tensionamento desnecessário e só atrasa os passos iniciais para que a gente possa entrar no rumo de um país com educação pública de qualidade. Aliás, é deseducador do ponto de vista da cidadania, que os governos estejam promovendo e encontrando subterfúgios para descumprir a Lei que foi aprovada duas vezes”, ressaltou o presidente da CNTE, Roberto Leão.

    Leão também destacou o desrespeito à carreira dos professores em todo o país. “No que diz respeito à carreira podemos observar que se eles pagam o Piso para o professor de nível médio, eles dão uma diferença de 10, 20, 30 reais para o professor com formação de nível superior e isso descaracteriza a carreira. São artifícios para fazer economia às custas da educação. Então nós temos muito dinheiro da educação que vai para o lixo com desvio na merenda escolar, no transporte escolar e na construção. Todas as mazelas existem com o dinheiro da educação e isso precisa acabar para melhorar a gestão”, finalizou. (CNTE, 14/07/2011)

    O SINTE É FILIADO AO CNTE, SUGIRO QUE O MAGISTÉRIO PARE NO DIA 16 DE AGOSTO!!!
    VAMOS LÁ SINDICATO, VAMOS DAR ÀS CARAS, CASO CONTRÁRIO, O ROLO COMPRESSOR CONTINUARÁ NOS OPRIMINDO…

    VAMOS FAZER UMA MOBILIZAÇÃO PROFESSORES?
    SAIR ÀS RUAS COM O APOIO DA COMUNIDADE ESCOLAR.
    JÁ ESTÁ QUASE FAZENDO UM MÊS DO MASSACRE DA EDUCAÇÃO NA ALESC (13 DE JUNHO).

    VAMOS MOSTRAR AOS NOSSOS GOVERNANTES QUE NÃO ESTAMOS MORTOS.

    QUE TAL USARMOS AS CAMISETAS COM O NOME DOS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO, FAIXAS, CARTAZES, APITAÇO, PASSEATA, PANFLETOS… SEI LÁ, VAMOS NOS UNIR E SUGERIR ALGO PARA ESTE DIA 16 DE AGOSTO???

    MAIORES INFORMAÇOES CONSULTEM O SITE:
    http://www.cnte.org.br/index.php/comunicação/noticias/8203-vem-ai-paralisacao-nacional-pelo-piso-carreira-e-pne
    E O VÍDEO NO YOUTUBE: hmMkxhxdQz8|290|290|1{/youtube}

    Professora Cristina Sutil – regional de Lages

  • Mãe diz: 29 de julho de 2011

    Oi, Mari,

    Pois é, porém, que eu saiba, não se pode fazer outro concurso público (nem para ACT) enquanto houver candidatos classificados dentro do número de vagas do concurso anterior.

    Qualquer um dos classificados pode ingressar na justiça e requerer a vaga conquistada. Pelo menos na universidade federal é assim, nos institutos federais tbem. Não sei como funciona na rede estadual, mas acredito que o raciocínio siga a mesma linha.

    Alguém mais informado sobre o assunto pode nos esclarecer essa questão?

  • Réd diz: 29 de julho de 2011

    Boa noite Upiara!

    Gostaria se fosse possível colocar como nota o depoimento dessa aluna. Obrigada

    QUERIDOS PROFESSORES!

    Estou decepcionada, não, não com a greve, pois acho que lutaram por uma causa mais que justa, lutaram por uma lei, a lei da educação. Estou decepcionada por muitos de vocês estarem desvalorizando a sua própria profissão. Nessa volta as aulas todos os professores falaram sobre a greve, vários desprezavam sua própria profissão, o professor. Tá, tudo bem, mas ai eu pergunto, qual será a próxima geração de educadores? Quem irá dar aulas aos nossos filhos? O Brasil está andando pra trás, daqui a 20 ou 30 anos, quem sabe, as aulas serão em casa, como antigamente. É o mundo, ou melhor, o Brasil e mais especificamente Santa Catarina esta regredindo a evolução.
    Não é irônico? O Brasil está em 85º lugar na educação, e ninguém está se lixando pra isso. Já no futebol o Brasil ficou em 8º melhor do mundo e todos ficaram tristemente revoltados.
    Professor… Existe alguma profissão melhor? Todos passam por professores: jogadores de futebol, advogados, médicos, dentista e até mesmo juiz, TODOS passam pelo professor. Professores no início de suas jornadas ganharam um dom, o dom de ensinar e ao longo da jornada o aperfeiçoam ainda mais. Eu tenho muito orgulho, de todos meus professores, e tenho gratidão eterna por todos os meus mestres, desde os professores do pré-escolar até os de hoje. E o que fez eu me orgulhar ainda mais, foi depois da luta, dessa batalha (não vou dizer batalha perdida, pois nada está perdido, os bons sempre vencem, e nós sabemos quem são os bons nessa história, também não vou chamar de batalha não conclusa, por que cada passo que deram, cada lágrima que derramaram não foi em vão, creio que isso os fortaleceu e fortalece cada vez mais), vocês entrarem na sala sorrindo, de cabeça erguida, isso foi o melhor presente que um aluno pode ganhar, pois vemos a esperança em seus olhos.
    Então professores nunca digam ao seus alunos que não vale a pena ser professor, que não vale apena se aperfeiçoar nessa área, porque ser professor é ser tudo, é ser muito mais. Muitos alunos, principalmente de 2º e 3º ano, então em cima do muro, eles não tem certeza do que fazer, e falando isso vocês vão fazer eles cair para o lado errado do muro, pois seus sonhos vão ser acabados e suas esperanças abaladas.
    Quero que saibam que sempre vou estar do lado de vocês professores, pois vocês me ensinaram a ler, a escrever, a ter minhas próprias ideias, vocês me educaram, e nunca desistiram de mim, toleraram minhas conversas e minhas brincadeiras, foram rígidos quando preciso. Vocês não me ensinaram apenas as matérias de matemática, português, história, geografia ou essas outras pelas quais estão no boletim, mas vocês me ensinaram uma matéria que nunca vou esquecer vocês me ensinaram a matéria VIDA.
    Obrigada professores. Peço algo a vocês, peço que nunca desistam dos seus objetivos, nunca desistam do ensino, nunca desistam do Brasil, pois é só acreditando e fazendo acontecer que tudo se torna real.

    Aluna Thayná Monteiro – EEB. Profª Maria Garcia Pessi – Araranguá

  • Ervin Sperandiio diz: 30 de julho de 2011

    Alguém pode me ajudar,não encontrei a tabela de vencimentos? Seria por vergonha?

  • Mileidi diz: 30 de julho de 2011

    CAMISETAS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO

    Leda, não sei onde vc mora, mas na loja QUATRO ESTAÇÕES na Ponte do Imaruim, Palhoça, elas estão sendo vendidas (mediante encomenda) por 11 reais. O telefone da loja é 3242- 6380, fica a alguns metros da Avenida Aniceto Zachi, na rua da minha escola, EEB Irmã Maria Teresa (EEBIMT), ao lado do Posto de Saúde e do Postinho da Polícia.

    Meu email: teachmemila@hotmail.com

    Vamos multiplicar nossas camisetas de luto!

    JUNTOS SOMOS FORTES!

  • Raquel Fortunato Gomes diz: 30 de julho de 2011

    Este edital para inscrição de ACT só vem comprovar o total descaso com a qualidade da educação em SC. Um professor é considerado habilitado para ministrar aulas para o ensino fundamental, estando cursando apenas a 1ª fase do curso superior ou tendo apenas o diploma do ensino médio. A nota mínima para a aprovação desse professor é 1,00.

    Isso só comprova que não há professor devidamente habilitado no mercado e se essa seleção não for assim com “essa moleza”, não haverá quem contratar.

    **E pensar que, durante a greve, o governador Colombo nos ameaçou de substituir os professores grevistas em todas as escolas de SC. Só se ele fosse buscar professor na China a preço de banana.

    Imaginem como estará a qualidade da EDUCAÇÃO daqui uns 5 anos, principalmente depois desse pós-greve??

  • ZELIA DELLA GIUSTINA GUINZANI diz: 31 de julho de 2011

    Parar dia 16 de agosto? Não, sou professora, meu salário é injusto, mas produzo mais nesse momento preparando meus alunos para os futuros processos eletivos . Marcha pelo PISO, não seria marcha pelo cumprimento da LEI. Nínguém que governa pecisa cumprir a lei . Fiquei 62 dias de greve….e nada de se cumprir a lei…como cumprir né? quem não sabe onde estava e está o dinheiro do professor….
    E o concurso público? ACTs ACTs ACTs…sempre coordenados pela” eficiente ” Elizete Melo…Realmente esta categoria é abençoada…

  • Edimara diz: 1 de agosto de 2011

    Caro Moacir e colegas,
    Este edital possui um conteúdo sem precedentes. Estão aceitando candidatos com apenas a 1ª fase do curso de graduação. Ou seja, o candidato nem teve o conhecimento técnico, nem as disciplinas de Didática e pratica de Ensino e já pode atuar em sala de aula como não habilitado. Isso é ou não é um sinal de desespero? Isso comprova que eles sabem que falta professores no mercado e o que fazem para valoriza-lo? Lotam as salas de aula (como é meu caso tenho uma turma com 48 alunos); oferecem aulas excedentes; ou a polêmica enturmação.

  • Marcelo Siqueira diz: 12 de novembro de 2011

    SOU ACT 1° ano, estou chegando com muita vontade de ajudar a melhorar a educação, sei que o salario não é muita coisa, mas as crianças do meu Brasil não tem culpa disto, e farei o que for preciso pela boa Educação.
    Gostaria de aprender muito com vocês que já são mais experientes e muitos, foram a motivação de eu estar aqui.

  • Márcia E Costa diz: 3 de dezembro de 2011

    Pela segunda vez tomo conhecimento de mais um desrespeito ao professor ACT. O município de Camboriú está com edital aberto (2011 para 2012), com organização da tal “Click Soluções inteligentes”. Diz lá de novo, sem pudor algum, que os classificados não receberam salário diferenciado, correspondente à sua titulação (mestrado, doutorado…). Podem usar os títulos para se classificar, mas isso será ignorado no salário. A prefeita tucana Luzia Coppi em anos anteriores disse desconhecer esta cláusula, em entrevista à TV Panorama. Se não é ilegal, é imoral. Os que forem prejudicados, que entrem na justiça para ensinar a estes burocratas zarolhos.

  • Márcia E Costa diz: 3 de dezembro de 2011

    Prezado Moacir,

    A prefeitura de Balneário Camboriú realizou seletivo para professor ACT, no dia 20 de novembro, através da Fepese/UFSC. Para minha surpresa, as provas foram todas iguais, para o nível médio e para o superior. Não importava se vc era candidato à aula de capoeira, português, matemática, religião. Coisa de burocrata espertinho, que fatura com concurso sem ter muito trabalho. Era LDB, ECA, Didática… Só Fonoaudiologia teve prova diferente. Por exemplo, o candidato de Inglês ou Espanhol não respondeu sequer a uma questão sobre a língua. Também não se fala de nota mínima e pelo jeito gente com qq desempenho será chamada.
    Se os alunos fazem redação no Enem e em qualquer vestibular, porque os candidatos a professor não fazem também? Se os alunos têm que obter média mínima, porque isso não se exige dos professores?

    Houve tempo que o ACT do estado de SC só passava por prova de título. Sabe-se que muitos obtiveram um diploma e nunca mais estudaram nada, não têm bagagem cultural.

    Há candidatos “estudantes” (aceitos a partir do quinto período de faculdade) que tiram notas superiores aos graduados. Mas boa parte dos estudantes não têm condições de ser professor, tanto que ainda passarão por muita matéria, estágio, tcc. E sabe-se que muito recém formado é uma nulidade, além de faltar-lhe experiência de vida para enfrentar centenas de alunos problemáticos, na falta total de educação na família, drogas, violência…

    Porém a maior indecência é termos praticamente a metade dos professores de SC na condição de professor “bóia-fria”. Anos sem concurso, sem capacitação. Corpo docente fragmentado, que não abraça sua escola e sua comunidade.

    Estes governos, ojalá, um dia, devem passar por julgamento público por improbidade moral. São os grandes culpados pela situação social, a falta de horizontes da juventude, a criminalidade, o abandono da escola pela garotada aos 13, 14 anos. Como eles dizem, a escola é muito chata, o professor fica lá fazendo sua lutinha com giz poeirento, naquela escola verde, despencando ou em reforma meia-boca, para alegria de empreiteiros apenas. Idiomas, por exemplo, sequer tinham livro didático.
    Quando os parlamentares, judiciário, ministério público, vão tomar providências quanto aos ACTs, e à educação em geral? São omissos!

  • José Roberto diz: 22 de janeiro de 2012

    Olá Professores

    Fiz a prova ACT 2012 para ensino profissionalizante, fui classificado e estou aguardando a escolha das vagas para marketing e vendas, meu sonho sempre foi ensinar, não tenho noção sobre a remuneração, confesso que estou ansioso para o inicio das aulas, alguém pode me informar qual a remuneração para professor não habilitado, pois possuo apenas a graduação em administração.
    Abraços a todos.

  • Alessandra diz: 27 de janeiro de 2012

    A espera por vagas é uma tortura psicologica e moral porque estudamos, mostramos nosso potencial e uma prova classificatória nos resume profissionalmente…Isso no inicio do ano, depois a vez é de quem chegar!!! Act´s precisam de serem respeitados pelo governo, pela socidade, pelos prórprios colegas efetivos, nao vou generalizar, mas tem cada um nas escolas que se sentem os donos do pedaço!!! É discriminação!!!
    E também não adianta concurso e nunca chamam os aprovados, fiz o último fiquei em 16 e até hoje nada, nem sei que fim tomou!!! SOCORRO para os acts ou sera o fim??? Fui na escolha de vagas é alem de serem poucas vagas, era interior e ninguem queria… Será que outras oprtunidades vão surgir na segunda chamada???? Somente duvidas e incertezas pra nós so acts…..