Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 8 agosto 2011

Secretário da Fazenda: previsões sombrias sobre crise

08 de agosto de 2011 21

        O secretário da Fazenda, Ubiratan Rezende, fez hoje uma avaliação sobre a forte queda nos índices das bolsas de valores em todo o mundo e seus reflexos no Brasil.  Destacou, em primeiro lugar, que há seis meses havia previsto esta nova crise e a hipótese de recessão.

       – O que desencadeou a crise é a clara percepção do mundo inteiro que os EUA estão divididos.  Chegou a hora de decidir se o País vai optar pelo modelo da democracia social européia  falida ou se vai resgatar sua concepção originária de Estado mínimo – disse o secretário.  Os EUA estão politicamente divididos, por isso não há solução para a crise financeira, porque ela é política.

         E prosseguiu:  “Essa crise, que só foi abafada em 2008 e que ameaça voltar entre agora e 2013 – ano que vem tem eleições nos EUA _ já jogou o mundo numa recessão. Estamos numa recessão econômica. Significa que a demanda por commodities vai diminuir e com isso também vai diminuir o preço delas. O Brasil tem se sustentado porque entra muitos dólares via setor primário agro-mineral. Como a União recolhe 70% de toda riqueza brasileira, esse recursos é redistribuído. Enquanto está tudo bem no mundo, tudo bem, mas com recessão mundial, diminuem o valor e o volume de recursos que entram e, por consequência, o valor a redistribuir.”

       O professor Ubiratan Rezende está convencido de que o  Brasil vai sofrer os impactos desta nova crise, tanto pela restrição de consumo quanto pelos preços menores das commodities.

       – O Brasil tem muito dinheiro em caixa. Se eu fosse governo colocava em prática mecanismos para diminuir as importações e evitar que saiam os dólares, para manter esse colchão.  A crise vai atingir o Brasil, mas não vai ter o mesmo efeito devastador que já tem sobre os EUA, onde 10% estão desempregados, ou sobre a Europa- continuou.

       Ele responsabiliza os dois governos de George Busch pelo mais completo descontrole dos gastos públicos, observando que com Obama, o descontrole  cresceu brutalmente,  pois os salários dos servidores públicos praticamente dobraram.

        O que vai ocorrer agora?  Ubiratan responde:  “O momento é um divisor de águas para o mundo. A crise vai se aprofundar e, se continuar assim, Obama perde a eleição. Ele perdeu o controle. É um demagogo e enfrenta uma situação que a demagogia não resolve. Há político que pensa que, com seu carisma pessoal, pode enfrentar todos os problemas.”

Prêmio Dakir Polidoro de Imprensa

08 de agosto de 2011 Comentários desativados

   Câmara Municipal de Florianópolis realiza nesta terça-feira, as 19 h, a solenidade de entrega do Prêmio Dakir Polidoro de Imprensa.  Vai distinguir cinco profissionais, nas categorias rádio, televisão, jornal, repórter fotográfico e repórter cinematográfico.  Homenagem especial será prestada aos jornalistas Cyro Barreto e Fernando Linhares da Silva que estão comemorando 50 anos de atividades na imprensa e, também, a o vereador Aloísio Acácio Piazza, autor da lei que Decretou de Utilidade pública Municipal a Associação Catarinense de Imprensa (Casa do Jornalista) e um dos idealizadores do Prêmio Dakir Polidoro. O evento faz parte das comemorações dos “180 Anos da Imprensa Catarinense”.

     O Prêmio será outorgado a  Paulo Brito (CBN-Diário), Júlio Cavaleiro (Diário Catarinense), Carlos Damião (Notícias do Dia), Rafaela Arns(RIC-Record) e o repórter cinematográfico Carlos Veríssimo.


Ministro rejeita recurso do PP de SC

08 de agosto de 2011 1

    Ministro Arnaldo Versiani, do Tribunal Superior Eleitoral,  negou provimento a recurso impetrao pelo Diretório do Partido Progressista em Sana Catarina. O PP  teve as suas contas relativas à movimentação financeira  do exercício de 2006 rejeitadas pela Corte regional na sessão plenária de 25 de outubro de 2010. O PP ainda pode recorrer dessa decisão, que foi monocrática.  Nesse julgamento, foi determinado ainda o recolhimento ao erário de R$ 37.094,96 e a suspensão do repasse das cotas ao diretório de Santa Catarina pelo período de 3 meses.  Versiani destacou em sua decisão diversas irregularidades graves que haviam sido assentadas pelo TRESC: movimentação de recursos de outra natureza na conta bancária destinada aos recursos do Fundo Partidário; extrapolação do limite de custeio de despesas com pessoal com recursos do FP; não comprovação da utilização de recursos do FP; não recolhimento das sobras de campanha à fundação partidária e não comprovação da movimentação financeira no período de julho a agosto de 2006.  A principal irregularidade consignada pelo voto condutor do acórdão regional, que o ministro Versiani destacou foi que o PP extrapolou o limite de custeio de despesas com pessoal, oriundos de recursos do Fundo Partidário. A agremiação teria até o limite máximo de 20% do total recebido e extrapolou essa porcentagem.

Unimed sela acordo com Hospital Baia Sul

08 de agosto de 2011 1

             Uma boa notícia na área da saúde para os milhares de segurados do sistema Unimed.   O Hospital Baía Sul, de Florianópolis, e a Unimed Grande Florianópolis, fecharam acordo para atendimento dos associados da operadora em cirurgias de alta complexidade e UTI. O contrato será formalizado hoje.   Com uma equipe inicial de 135 colaboradores, o Hospital Baia Sul, inaugurado em janeiro deste ano, dispõe de 70 leitos (15 deles de UTI), além de três modernas salas de cirurgia. No total, recebeu investimentos que chegam a R$ 30 milhões. 

Julgamento adiado

08 de agosto de 2011 8

    O Tribunal Regional Eleitoral transferiu para a próxima segunda-feira, dia 15 de agosto, o julgamento de duas ações impetradas pelo Ministério Público Eleitoral contra o senador Luiz Henrique, seus dois suplentes e o ex-secretário Gilmar Knaesel, sob alegação de abuso do poder econômico na campanha eleitoral de 2010.  Uma delas pede a cassação do mandato.   O juiz Carlos Rosa de Góes pediu vistas do processo.

Colombo com PMDB

08 de agosto de 2011 4

    Encontro entre o governador Raimundo Colombo e 180 lideranças politicas do PMDB, 80 deles prefeitos municipais, segundo fonte do partido, acontece neste momento no Hotel Majestic.   “Melhorar o relacionamento”, foi a informação dada pelo governo do Estado.  Dirigentes, vice-prefeitos e parlamentares do PMDB também participam do evento partidário.

Transferidas substituições

08 de agosto de 2011 1

   A escolha dos quatro novos dirigentes da Executiva Estadual do PMDB foi transferida para outra ocasião.  A deputada Ada de Luca não aceitou a indicação para pedir demissão e optou por uma licença.   Os preferidos, contudo, estão confirmados: Carlos Chiodini como Secretário Geral e Miguel Ximenes na Tesouraria.

Escola já é da Prefeitura

08 de agosto de 2011 1

   Assinado hoje ato do governador Raimundo Colombo que transfere para a Prefeitura Municipal de Florianópolis,a Escola Básica Celso Ramos, situada na prainha, ao lado da Assembléia Legislativa.  O município tem seis meses para ali instalar uma nova creche.  A área criou uma grande polêmica quando foi incorporada pelo legislativo e depois devolvida ao Estado.

Moreira: tranquila recondução

08 de agosto de 2011 1

    O vice-governador Eduardo Pinho Moreira vai permanecer na presidência do Diretório Regional do PMDB.  Decisão tranquila tomada durante reunião do Diretório Estadual, por ele mesmo presidida. Os parlamentares e prefeitos que defendiam a tese da renovação não compareceram.  O único do grupo que marcou presença foi o deputado federal Edinho Bez, que entrou mudo e saiu calado. Quando Eduardo Moreira encerrou o encontro, pedindo unidade partidária e debates fora da imprensa,o deputado sulista retirou-se da reunião.

Dresch e a agricultura familiar

08 de agosto de 2011 6

   O líder do PT na Assembléia, deputado Dirceu Dresch, liga para enfatizar a prioridade que tem dado à agricultura familiar.  Informa que 66 prefeituras catarinenses não cumprem a lei federal que determina aproveitamento de produtos da agricultura familiar na merenda escolar.  Destaca que alguns municípios adquirem até 50% destes produtos e há até casos de 100%.    E esclarece que a solenidade desta noite – vai entregar 227 diplomas e troféus aos prefeitos que cumpriram a lei, o que, repito,é um exagero, uma iniciativa onerosa e desnecessária, pois há outras formas de valorização – procura também debater iniciativas de mais valorização da agricultura familiar.

    A Assembléia poderia, por exemplo, dar uma contribuição mais econômica e eficaz, exigindo que o governo do Estado também compre produtos da agricultura familiar para a alimentação das crianças da rede estadual de ensino.