Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Ensino técnico: a expansão em SC

31 de outubro de 2011 1

A expansão do ensino técnico federal em Santa Catarina começou quando o ex-senador Jorge Bornhausen era ministro da Educação de FHC. Aprovou, na época, a criação de várias escolas técnicas (São José, Rio do Sul), de agrotécnicas (São Miguel do Oeste, Abelardo Luz, Campo Erê), escola de cerâmica (Tijucas), de confecções (Blumenau), metal mecânica (Brusque e Joaçaba), além de convênios para ampliação das vagas das Escolas Técnicas Tupy(Joinville), Satc(Criciuma) e São Bento do Sul.
Nos dois mandatos do presidente Lula, Ideli Salvati batalhou pela implantação de novos Institutos Federais. De acordo com relatório do MEC, foram instaladas novas escolas técnicas em Florianópolis (Continente), Jaraguá do Sul, Joinville, Chapecó, Araranguá, Canoinhas, Criciúma, Gaspar, Itajaí, Lages, São Miguel do Oeste, Caçador e Urupema. Informa, ainda, que Santa Catarina tem hoje escolas agrotécnicas em Concórdia, Rio do Sul, Sombrio, Camboriu, Araquari e Videira.
O plano de expansão para 2012 prevê novos Institutos Federais em Itajaí, São Francisco do ul, Garopaba e Palhoça, e agrotécnico em Blumenau, Fraiburgo e Rio do Sul. Assim, Santa Catarina, que hoje tem 21 unidades de ensino federal técnico, passará a contar com 28 unidades no próximo ano. No Brasil, os números passam de 140 unidades no final do governo FHC para as atuais 354 e previsão de atingir a 435 institutos em 2012.
Jorginho Melo destacou que o Pronatec abrirá campo de ensino técnico e dispõe que o governo deverá obrigar os beneficiários do seguro-desemprego a frequentarem cursos de qualificação profissional, para permitir novas inserções no mercado de trabalho.
Iniciativa que chega em boa hora. São milhares de vaga hoje em Santa Catarina, não preenchidas, por falta de capacitação técnica.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Elpidio Neves diz: 31 de outubro de 2011

    ONDE SE LÊ FHC, ENTEDA-SE SARNEY.