Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Elizeu Mattos faz balanço de 2011

29 de dezembro de 2011 23

   Do líder do governo na Assembleia, Elizeu Mattos(PMDB), fazendo um  balanço sobre as atividades de 2011: “Foi um ano de muito trabalho. A função de líder do Governo (que iniciou no governo de Luiz Henrique),   exige dedicação quase que exclusiva. Por muitas vezes   deixei  até mesmo de atender   lideranças da região (função que acabou sobrando para minha equipe)  para poder cumprir com o meu dever. A responsabilidade é muito grande e não sou homem de assumir  um compromisso e deixá-lo  à deriva. Se dou a minha palavra, vou até o fim. Não vamos confundir o líder do Governo com o Governador. Eu sou o deputado Elizeu Mattos, o governador é o Raimundo Colombo”.

     Nota da assessoria acrescenta:  “Destaque, também, para projetos que versam sobre a recomposição salarial do funcionalismo público, entre os quais o projeto de lei complementar 48/2011, que incorpora gratificações e abonos ao vencimento e soldo dos servidores e militares, ativos e inativos,  do grupo Segurança Pública e do grupo Justiça e Cidadania. O projeto foi aprovado em sua forma original, ficando aberto o diálogo junto ao governo para que os demais servidores do setor da segurança pública sejam contemplados em 2012 com projetos específicos.  Aprovado, ainda, o projeto de lei (PL) 521/2011, que prevê reajuste linear de 8% para os servidores públicos estaduais, civis e militares, sendo 4% em janeiro e 4% em maio, além da unificação da data-base de todas as categorias em janeiro, e o PL525/2011, que prevê o reajuste dos valores serviços prestados pela Secretaria de Segurança Pública na área de trânsito, também passou pela aprovação do parlamento catarinense, assim como os PLCs 0051.7 -  que  altera a Lei nº 6.218, de 1983, que dispõe sobre o Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Santa Catarina, e o  0052.8 -  que  altera a Lei Complementar nº 318, de 2006, que dispõe sobre a carreira e a promoção das praças militares do Estado de Santa Catarina, e estabelece outras providências.”

Comentários

comments

Comentários (23)

  • Alexandre costa diz: 29 de dezembro de 2011

    Nesse balanço o deputado omitiu a PL que massacrou o plano de carreira do magistério.
    Ele pode fugir do assunto, mas a sociedade não vai deixar em branco essa página.
    2012 eleição.

  • Valmir diz: 29 de dezembro de 2011

    Números apenas números

    A exemplo do governo Colombo a Assembléia, que esteve de joelhos diante do executivo em 2011, produziu muito puco. Pelos destaques apresentados pela assessoria do líder do governo, quanse nada foi feito, a não ser dar nomes de ruas, tornar entidades de utilidades públicas, sessões solenes, projeto como o que altera o hino de Santa Catarina, institui o dia do Samurai em Santa Catarina, etc. etc.
    O líder do Governo na Assembléia, que andava com carro em desacordo com as leis, que defendeu com unhas e dentes a permanência na SC GAS de um afilhado político, um ex-prefeito condenado por improbidade administrativa, e que determinou a nomeação do presidente do PMDB de Lages para a mesma empresa, esta coberto de razão ao defender quem lhe garante votos nas eleições pois o mandato lhe proporciona uma mordomia digna de um Rei, senão vejamos: Dados publicados no portal da Alesc.
    Entre Abril/2011 e Setembro/2011, somados os meses temos 183 dias, nesse mesmo período o Líder do Governo solicitou 77 diárias , sendo 20 diárias internacionais (13 Alemanha e 07 para Buenos Aires) ao custo de 380 euros, totalizando 7.600 euros, que multiplicados por R$2,30 reais (Câmbio de Setembro/2011) nos dá o montante de R$ 17.480,00. Solicitou 04 diárias interestaduais ao custo de R$770,00 cada, totalizando R$ 3.080,00 e finalmente solicitou 50 diárias para visitar a Região Serrana ao custo de R$ 670,00 cada, totalizando R$ 33.500,00. Sendo assim o Líder fez jus a R$ 54.060,00 reais, que divididos por 06 meses dá uma média mensal em diárias de R$ 9.010,00, com salários de R$ 24.000,00 mensais o líder fez jus no em 06 meses a R$ 198.000,00 . Como diria meu saudoso pai, “interessante cálculo meu filho”, Estamos falando apenas de diárias e salários.
    Agora o mais interessante, dos 183 dias computados em seis meses, 81 dias correspondem a sexta, sábado, domingo e feriando, dias que os deputados não estão na assembléia. Sobraram 102 dias úteis para atividades parlamentares, entretanto, deduzindo o número de diárias recebidas pelo Líder do Governo na Assembléia nesse mesmo período teremos 102 (dias úteis) menos 77 diárias (viagens) o resultado será 25 dias efetivos de atividade parlamentar, TODAVIA, ELE ESTEVE PRESENTE EM 56 SESSÕES ORDINÁRIAS NA ASSEMBLÉIA. ESSA É UMA CONTA QUE NÃO FECHA..
    Somente a guisa de curiosidade o Gabinete do Líder gastou com telefone no período de Abril a Agosto/2011 a insignificância de R$ 36.343,80, numa média mensal de R$ 6.057,30 e fez jus a mais de R$ 13.534,83 reais de verba indenizatória. Será que o Líder conhece esses números e o pessoal do Gabinete, nossa quanta atenção aos catarinenses via telefone.
    Dados postados na site http://www.alesc.sc.gov.br. Clic em transparência ALESC.
    “Enquanto isso na sala da Justiça” nosso super herói do magistério, saúde educação, segurança recebe um vale alimentação de míseros R$6,00 reais.
    E o fundamental policial civil com um piso salarial de R$ 780,00, menor que uma diária de um deputado em visita a argentina, e rigorosamente igual a uma diária de um deputado em visita ao Paraná. Números apenas números.

  • Pedro Paulo de Miranda diz: 29 de dezembro de 2011

    Boa tarde!

    Diz o deputado: “Foi um ano de muito trabalho”. Ora deputado, o volume de trabalho é compatível com o salário e os demais valores agregados a ele que senhor recebe. Situação diametralmente oposta ocorre com o profissional do magistério (graduação, especialização, mestrado e doutorado), ou seja, muitos anos de estudo e de labuta diária, porém, sem a devida valorização. Na mesma situação encontram-se os servidores da segurança pública, saúde, etc.
    Com relação à outra afirmação, o líder do Governo diz: “não sou homem de assumir um compromisso e deixá-lo à deriva”. Com relação a sua fala, convém consultar no dicionário a expressão “à deriva”, que significa: sem rumo certo. Feita a devida observação, cabe a seguinte pergunta ao DD. Deputado e líder do Governo: Que rumo o senhor acredita que deu à Educação, juntamente com os seus pares na Assembleia Legislativa quando votou em favor da morte do Plano de Carreira do Magistério Catarinense?

  • Maria Aparecida diz: 29 de dezembro de 2011

    O deputado “esqueceu de mencionar” o DESSERVIÇO QUE PRESTOU AO MAGISTÉRIO CATARINENSE, QUE JAMAIS SERÁ ESQUECIDO!!!!

  • silvia diz: 29 de dezembro de 2011

    O deputado estava na ALESC em 13/07/11 e esqueceu deste detalhe ou omitiu o deboche e escarnio que cometeu com o magistério catarinense ?
    Este homem é nojento.
    Um dia o Senhor deputado irá precisar de votos.

  • Prof. Vanderlei diz: 29 de dezembro de 2011

    Elizeu… INIMIGO DA EDUCAÇÃO EM SC.

    Ficará a lembrança dele e sua gangue de raimundianos, destruidores da carreira do Magistério… E ainda falam que trabalharam muito POR TODA A SANTA CATARINA….

    Lembrando a campanha: ninguém desse desgoverno pode ser reeleito para nada! Quero ver aprontar golpes na iniciativa privada… Que 2012 seja um ano de “verdades”.

  • Sergio diz: 29 de dezembro de 2011

    Mas esse pessoal da educação é bem mau educado, por favor.
    E outra, tudo pra eles, só eles que não são benefeciados, como se o resto fosse resto.
    Tem muita gente ganhando bem menos que vocês.
    Lutar por uma classe é uma coisa, fazer guerra é outra, bem diferente.

  • Alexandre Costa diz: 29 de dezembro de 2011

    Os dados que o Sr. Valmir coloca aqui é vergonha pura.
    CPI….pelos dados esteve mais ausente que o número de presença computados no ” PONTO”.
    É lider…corretamente líder de um governo que também esteve ausente, pois quem resolveu ou tentou resolver ou foi grupo de estudo ou foi jogado para ALESC.
    Não deram as caras para nada.

  • Celso diz: 29 de dezembro de 2011

    Excelente atuação desse jovem Deputado! Sou de Blumenau e tenho ouvido de amigos a atuação desse moço. Parabéns! Reclamação sempre, vai existir! Muitos reclamam de barriga cheia, outros reclamam por que tem o costume de reclamar e as vezes também faz de conta que trabalha. NO mais a atuação desse jovem lider politico promete .

  • Aloisio Antoni diz: 29 de dezembro de 2011

    Este deputado perdeu uma grande oportunidade de ficar quieto em vez de contar vantagens inexistentes. A ALESC , encabeççada pelo líder do governo, escreveu uma das páginas mais vergonhosas da Casa,pois, sendo subserviente ao Grupo Gestor criou uma situação constrangedora à classe que deveria ser a mais prestigiada pelo governo: o magistério.A retirada de direitos adquiridos garantidos pela Constituição, certamente gerará demandas judiciais.A eliminação do plano de careira certamente foi um golpe mortal deferido pela ALESC contra a qualidade do ensino.Pobre governo, com liderança tão mediocre.E ainda aspira ser candidato.Boa sorte.Ah , o que dizer da absurda gratificação aos funcionários, com as tais “sobras”de dinheiro de origem dividosa e indevida(FUNDEB misturado)?

  • Walkiria Becker diz: 29 de dezembro de 2011

    Nenhum deputado estadual pode comemorar coisa alguma, muito menos o “lider do governo” (que governo??). Nossos representantes não nos representaram, foram omissos, fracos, lentos e improdutivos. Desejo que NENHUM DELES se eleja para mais nada. Quando penso na vergonheira que fizeram com a educação em SC, então, fico enojada!

  • leda diz: 29 de dezembro de 2011

    É isso mesmo pessoal. Pesam que vamos esquecer o que fizeram com a Educação em SC?
    Valmir, divulgue estes dados por onde puderes. A população deve ter conhecimento deste abuso e saber onde vai o dinheiro público. Que vergonha!!!

  • Profa. Lilian Cordova diz: 29 de dezembro de 2011

    nós, professores catarinenses, aguardamos 2012 com muita ansiedade, desejando em dobro aos excelentíssimos senhores deputados #inimigosdaeducaçãoSC tudo o que sentimos, as noites sem dormir, as angústias, as incertezas, as humilhações…lembrem-se, eleições chegando… Feliz Ano Novo!

  • cristina diz: 29 de dezembro de 2011

    o líder do governo na assembleia é inimigo da educação.

  • Altair diz: 29 de dezembro de 2011

    O que está descrito em destaque pela assessoria, especialmente com relação aos salários, foi aprovado no último dia, no apagar das luzes. Não foi feito análise algum, simplesmente foi aprovado como veio do executivo. Se o deputado quer fazer média com a população deveria dizer o que é “muito trabalho” e “dedicação quase que exclusiva”.

  • Andresa acf diz: 30 de dezembro de 2011

    Ótima contribuição, Valmir.

    Se o governador mostrou-se desconexo, despreparado e desleal, frustrando inclusive os seus eleitores, o que dizer deste outro “senhor” aí?

  • Éverton de Almeida diz: 30 de dezembro de 2011

    Ainda ecoa na minha mente uma multidão de professores gritando:

    - Elizeu, boneco do governo! – Elizeu, boneco do governo! -

    O que motivou os docentes a tal atitude foram as diversas intervenções em plenária (com ar de soberba), por parte deste deputado, na tentativa de desqualificar o movimento, defendendo o ataque do governo como a melhor saída para aquela crise, sem contar os deboches e risadas deste senhor, quando o Bope foi acionado.
    Entre os inimigos da educação, Elizeu destaca-se como um líder no ataque ao magistério e um o principal defensor da política do governo estadual para a lei do piso. Inesquecível os seus gestos durante a votação do PLC do magistério.
    A câmara dos deputados é o palco do circo político, onde o deputado atua com maestria, pois, com maioria de base governista, os debates seguem um padrão: a oposição aponta e tece críticas e o Elizeu maquia ou esvaia o debate… aí os projetos são votados e aprovados facilmente pelos outros 40 deputados que só fazem a figuração e apertam um botão verde (SIM)!
    Este é o seu trabalho mais suado. Atuar é bastante cansativo, quem já fez teatro sabe bem…

  • Lourival Afonso diz: 30 de dezembro de 2011

    Pena que este senhor tem base eleitoral no interior onde os coitados dos eleitores não têm acesso a internet e são fáceis de serem manipulados por esse farsante que nunca trabalhou sempre ganhou a vida na politica. Pena que a oposição é minoria e a situação é muita unida pois esse é um caso tipico de CPI para desmascarar esse mentiroso, pois pelo exposto acima, ele deve muitas satisfações a sociedade. Resta aos professores do médio vale do Itajaí e região serrana divulgarem aos alunos e pais o desserviço que este cidadão presta a sociedade como politico e nunca mais votarem nele. Quanto ao senhor Celso acima, chamar esse cidadão de “jovem”, nota-se que não conhece o Sr. Eliseu ou não entende de politica pois esse “jovem” há muito tempo esta de cabelos brancos, sempre foi politico e nada fez pela sociedade, principalmente por Blumenau onde o PMDB esta quase extinto.

  • Pedro Paulo de Miranda diz: 30 de dezembro de 2011

    Sérgio!

    Não é “mau educado”, mas MAL educado.
    Não são “benefeciados”, mas BENEFICIADOS.
    Sugestão: Além dos erros de língua portuguesa, procure informar-se acerca dos problemas da educação catarinense.

    Desejo paz e saúde!

  • leda diz: 30 de dezembro de 2011

    Celso, você novamente aqui falando do que não sabe ou fingi não saber.
    Aqui só reclamam os de barriga vazia. Os de barriga cheia, ALESC, MP, TC, SDRs, entre outros, não tem do que reclamar. Aliás, estão de barriga cheia porque fazem regalias com o dinheiro desviado dos barrigas vazias. Vamos ser justos pelo menos aqui!

  • Braz dos Santos diz: 30 de dezembro de 2011

    Quero prestar meu apoio irrestrito àqueles que criticam esse político lageano e contra todos os que intgegram a base política aliada na Alesc, inclsuive os blumenauenses Jean Kuhlmann e Ismael dos Santos, sendo o prikmeiro o candidato do PSD a prefeito de Blumenau. Alguém aí em cima falou que no intrior não tem internet. Gostaria de informar que, apear dos nossos políticos, temos sim. Agora Moacir. O governo tem de agir com rigor contra as empresas de telefonia. Há ruas em Blumenau, em pleno centro da cidade, em que não há sinal. E olha que Blumenau é servida por quatro operadoras de telefone fixos e outro tanto de telefonia móvel. Eu só gostaria de saber o que faz a Anatel, que permite essas aberrações. E#nquanto tivermos essas multinhas que não repreentam nada para as operadores, o problema vai continuar. }Quando elas sentirem no bolso, garanto que vão procurar reolver os problemas o mais rapidamente mposwsível.

  • Névio F. Filho diz: 30 de dezembro de 2011

    As palavras de Valmir me fazem corar de vergonha, vergonha de ser lageano e ter um deputado deste quilate negativo representando a querida cidade de lages. Merecíamos bem mais do que políticos incompetentes e politiqueiros que não fazem nada além de defender e lamber o… de seus mentores. Pobre serra e pobre povo lageano.

  • Leonardo Backes diz: 5 de janeiro de 2012

    Elizeu Mattos é um dos deputados mais atuantes de Santa Catarina.
    Integra um grande número de comissões e faz o que pode para defender o povo catarinense.
    Homem trabalhador e honesto, mas nunca ninguém vai conseguir agradar a todos.