Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de dezembro 2011

Comércio de SC vendeu 3,89% no Natal

29 de dezembro de 2011 1

        O comércio de Santa Catarina registrou aumento de 3,89% nas vendas durante o natal, segundo nota da Fecomércio.    Índice inferior ao ano passado, qeu foi de 10%.   A nota tem o seguinte teor:

       “A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina, acaba de divulgar os números de consumo para este ano, levantados pela Pesquisa Fecomércio de Resultados das Vendas de Natal.

          De acordo com o levantamento, em Santa Catarina a data foi positiva para o comércio. A variação do faturamento em relação ao mesmo período de 2010 foi de 3,89%. Apesar de satisfatório, o índice é menor do que o elevado crescimento das vendas de Natal registrado em 2010 ante 2009: em torno de 10%. O maior incremento no faturamento foi verificado em Lages (13,76%). Na sequência aparece Joinville, com crescimento de 11,29%. Já o pior desempenho foi o do varejo de Chapecó (-2,2%). Também apresentou pequena queda no faturamento a cidade de Blumenau (-0,80%). Florianópolis teve alta de 0,10% e Criciúma teve aumento de 1,21% nas vendas deste Natal.

          Apesar disso, em relação ao período corrente, o Natal se confirmou mais uma vez como a data de maior movimento do ano para o comércio. O incremento no faturamento em relação ao mês de novembro foi de 24,76%. Na avaliação da Fecomércio, tiveram influência neste quesito o pagamento do 13º salário e a intenção, apurada pela Fecomércio, dos consumidores reservarem em média 30% do salário extra para as compras de Natal.

          A média de gastos por cliente foi de R$ 264,77. Valor inferior ao declarado pelos consumidores na Pesquisa Fecomércio de Intenção de Compras para o Natal, onde a maioria pretendia investir em presentes cerca de R$ 296,78. Superando em R$ 44,85 o resultado médio do estado, Florianópolis registrou o maior gasto médio, de R$ 309,62.

          Quanto às formas de pagamento, 29,8% dos consumidores preferiram comprar de forma parcelada no cartão de crédito. Também foram bastante utilizados os pagamentos à vista no cartão de crédito (25,4%) e à vista em dinheiro (25%).

          Em relação ao faturamento por setores, houve variação por região pesquisada. Em Florianópolis alta de 12,50% para produtos de informática. Em Chapecó destaque para artigos de decoração (19,10%). Em Joinville o maior crescimento foi dos eletrônicos (19,64%). Em Blumenau as lojas de móveis foram as que mais faturaram (11,50%). Em Lages incremento de 28,48% para o comércio de perfumes e cosméticos. E em Criciúma variação positiva de 4,67% para o setor de vestuário. Em Santa Catarina tiveram queda nas vendas os setores de utilidades domésticas (-43,01%), livrarias e papelarias (-15,35%), óticas, jóias e relógios (-3,54%) e automóveis (-0,54%). Todos os demais tiveram alta. A maior delas foi para as lojas de perfumaria e cosméticos (11,31%) e a menor delas para os brinquedos (3,07%).

          Os resultados se aproximam das perspectivas da Fecomércio, que havia considerado o movimento de desaceleração da atividade econômica brasileira e catarinense o motivo principal do crescimento ponderado. A perda de fôlego na expansão das vendas já vinha sendo percebida neste segundo semestre do ano. Com base na conjuntura atual a estimativa da Fecomércio é que o varejo catarinense termine o ano com crescimento de 5,5%. Em 2010 o crescimento foi de 7,6% no estado.

           A desaceleração econômica também incidiu na contratação de novos trabalhadores. Chama a atenção que neste Natal a maioria das empresas do estado (61,7%) não contratou novos colaboradores para o período. O resultado também era previsto, já que segundo dados do Ministério do Trabalho, o saldo de contratações nos meses de setembro, outubro e novembro (meses que concentram a contratação de temporários) deste ano foi de 35.539 novas vagas criadas, número 13% menor do que o saldo de 2010. Dentre aquelas empresas que abriram vagas para novos funcionários, a média de pessoas contratadas foi de 2,48 por empresa.”

       

       

Magistrados contra nota da Associação

29 de dezembro de 2011 14
   Juiza federal Jananina Cassol Machado, de Santa Catarina, envia o “MANIFESTO PÚBLICO”, firmado por vários magistrados,  declarando-se contra a nota da Associação dos Juizes Federais do Brasil, na polêmica com a ministra Eliana Calmon.  Confira o texto:
 
    “Os Juízes Federais abaixo identificados vêm, publicamente, manifestar-se contrariamente às recentes notas públicas emitidas pela Associação de Juízes Federais do Brasil (AJUFE), especialmente aquelas que criticam a atuação da Corregedora Nacional de Justiça, Ministra Eliana Calmon.
 
Entendemos que a agressividade das notas públicas da AJUFE  não retrata o sentimento da Magistratura Federal. Em princípio, os Juízes Federais, signatários deste manifesto, não são contrários a investigações promovidas pela Corregedora. Se eventual abuso investigatório ocorrer, será questão a ser analisada concretamente. Não soa razoável, de plano, impedir a atuação de controle da Corregedoria, até porque toda a Magistratura – em qualquer grau (inclusive Tribunais Superiores) – deve satisfação de seus atos à sociedade.
 
Pelo exposto, esclarecemos que não nos sentimos, neste episódio, representados pelas notas públicas que, em verdade, expressam antagonismo à consolidação democrática.
 
28 de dezembro de 2011.
 
ADENIR PEREIRA DA SILVA (SP)
ANA CAROLINA VIEIRA DE CARVALHO (RJ)
ANA PAULA VIEIRA DE CARVALHO (RJ)
ANTONIO ANDRE MUNIZ MASCARENHAS DE SOUZA (SP)
CARLOS EDUARDO CASTRO MARTINS (PA)
CÍNTIA MENEZES BRUNETTA (RN)
DAGOBERTO LOUREIRO (SP)
DAVID WILSON DE ABREU PARDO (DF)
EDUARDO CUBAS (GO)
EDUARDO FRANCISCO DE SOUZA (RJ)
FERNANDO HENRIQUE CORREA CUSTÓDIO (SP)
FRANCISCO ALVES DO SANTOS JÚNIOR (PE)
GEORGE MARMELSTEIN LIMA (CE)
HELDER GIRÃO BARRETO (RR)
JANAINA CASSOL MACHADO (SC)
JEFERSON SCHNEIDER (MT)
JOÃO BATISTA DE CASTRO JUNIOR (BA)
JOAQUIM LUSTOSA FILHO (PE)
MARCELLA ARAÚJO DA NOVA BRANDÃO (RJ)
MÁRCIO BRAGA MAGALHÃES (PI)
MONIQUE BIOLCHINI (RJ)
ODILON DE OLIVEIRA (MS)
RICARDO CÉSAR MANDARINO BARRETTO (PE)
RICARDO RIBEIRO CAMPOS (PB)
ROBERTO WANDERLEY NOGUEIRA (PE)
ROGÉRIO VOLPATTI POLEZZE (SP)
SANDRA MEIRIM CHALU BARBOSA DE CAMPOS (RJ)
SÉRGIO FERNANDO MORO (PR).”
 


Enchentes: improvisação continua

29 de dezembro de 2011 1
“Sou de Vidal Ramos e acompanhei como vereador e prefeito o Projeto Jica em 1989.
É bonito se falar em recursos, principalmente quando se fala de bilhões. Ótimo que venham para nossa região, Brusque, Botuverá, Alto Vale e Vale do Itajaí.
O que me marcou a respeito do JICA é que enchente sempre existirão, os governos é que tem que traçar metas para minimizar os impactos.
Se falou (o Jica) em Rio do Sul no passado: nada de aterro em beiras de rios; construções de super mercados e mercados só em locais livres de cotas de enchentes, para poderem abastecer a população em caso de cheias; unidades de saúde em locais fora das cotas de enchente, para receber feridos, dar medicamentos, etc., na hora da cheia.
Ora, em Rio do Sul uma unidade de saúde foi construída em 2011 ao lado do rio e ficou com água até no telhado. Quem paga esta má administração, esta falta de visão e desconhecimento do Jica .
Em Brusque o Corpo de Bombeiros foi construído dentro do Rio Itajaí Mirim, e a cidade não para de aterrar as partes baixas. A moda em Brusque é “mover as montanhas”, tira-se o morro de um lugar para colocar nas várzeas, o que não é diferente em Itajaí e em todo o Vale.
Na cidade de Aurora, depois da última enchente já  tinha gente aterrando locais que a água chegou, provavelmente para evitar enchente…………..
Bilhões são ótimos.
Mas a continuar desta forma serão necessários trilhões.
Um abraço.
Heinz Stoltenberg.”

Ministra em SC

29 de dezembro de 2011 1

  Do Radar on line:  “Com a orelha quente de tanta choradeira por emendas (e quase sem saliva, para driblar tanto deputado insatisfeito), Ideli Salvatti vai para Santa Catarina hoje participar do primeiro aniversário do neto.  Ideli sai de férias até 16 de janeiro de 2012 e é bom que aproveite bem os dias de descanso no litoral catarinense. Veja o que diz um deputado governista:

– A Ideli que não fique tão feliz. Com tanta gente de mãos vazias, ano que vem vai sobrar para alguém.”

Colombo promete estudar ligação Anitápolis com sul

29 de dezembro de 2011 Comentários desativados

Do governador Raimundo Colombo, ao inaugurar hoje a ligação asfáltica entre a BR-282 e Anitápolis: “Não havia sentido governar com obras paradas. Demos continuidade a essas obras e, no próximo ano, nossa equipe da Secretaria da Infraestrutura vai analisar como poderemos pavimentar o trecho restante, principalmente buscando recursos de outras fontes, já que se enquadra em uma rodovia turística”. A comunidade aproveitou a visita governamental para pleitear a ligação entre Anitápolis e Santa Rosa de Lima, completando o anel entre a serra e o sul do Estado. 

Elizeu Mattos faz balanço de 2011

29 de dezembro de 2011 23

   Do líder do governo na Assembleia, Elizeu Mattos(PMDB), fazendo um  balanço sobre as atividades de 2011: “Foi um ano de muito trabalho. A função de líder do Governo (que iniciou no governo de Luiz Henrique),   exige dedicação quase que exclusiva. Por muitas vezes   deixei  até mesmo de atender   lideranças da região (função que acabou sobrando para minha equipe)  para poder cumprir com o meu dever. A responsabilidade é muito grande e não sou homem de assumir  um compromisso e deixá-lo  à deriva. Se dou a minha palavra, vou até o fim. Não vamos confundir o líder do Governo com o Governador. Eu sou o deputado Elizeu Mattos, o governador é o Raimundo Colombo”.

     Nota da assessoria acrescenta:  “Destaque, também, para projetos que versam sobre a recomposição salarial do funcionalismo público, entre os quais o projeto de lei complementar 48/2011, que incorpora gratificações e abonos ao vencimento e soldo dos servidores e militares, ativos e inativos,  do grupo Segurança Pública e do grupo Justiça e Cidadania. O projeto foi aprovado em sua forma original, ficando aberto o diálogo junto ao governo para que os demais servidores do setor da segurança pública sejam contemplados em 2012 com projetos específicos.  Aprovado, ainda, o projeto de lei (PL) 521/2011, que prevê reajuste linear de 8% para os servidores públicos estaduais, civis e militares, sendo 4% em janeiro e 4% em maio, além da unificação da data-base de todas as categorias em janeiro, e o PL525/2011, que prevê o reajuste dos valores serviços prestados pela Secretaria de Segurança Pública na área de trânsito, também passou pela aprovação do parlamento catarinense, assim como os PLCs 0051.7 -  que  altera a Lei nº 6.218, de 1983, que dispõe sobre o Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Santa Catarina, e o  0052.8 -  que  altera a Lei Complementar nº 318, de 2006, que dispõe sobre a carreira e a promoção das praças militares do Estado de Santa Catarina, e estabelece outras providências.”

Anitápolis e o sistema viário da serra e sul

29 de dezembro de 2011 2

     A inauguração do acesso pavimentado da BR-282 ao município de Anitápolis vai beneficiar a população de toda a região. Ficará faltando agora asfalto entre Anitápolis e Santa Rosa de Lima para fechar o anel viário pavimentado entre o litoral e a serra sul.  Santa Rosa já é ligada a Braço do Norte, que tem asfalto com Tubarão, dali pela BR-101.  Um sistema viário que vai impulsionar o desenvolvimento de uma região belíssima e promover o turismo rural naqueles municípios.

Plano de contenção de cheias: obras podem começar em 2012

29 de dezembro de 2011 Comentários desativados

             A audiência do governador Raimundo Colombo com a ministra Miriam Belchior teve dois momentos.  O primeiro tratou do projeto Jaica e o segundo do programa de saneamento básico de dezenas de municípios, com recursos já contratados e com financiamentos da Caixa Econômica Federal e BNDES. Dela participaram a ministra Ideli Salvati, no início; o secretário Leodegar Tiscoski, representando o Ministério das Cidades; e os secretários Geraldo Althoff e Acélio Casagrande, além do presidente da Casan, Dalirio Beber.
            A ministra sinalizou com a destinação de 300 milhões de reais, valendo-se de verbas específicas do PAC.  E já agendou nova reunião para o dia  11 de janeiro.

           A audiência foi marcada pela própria ministra do Planejamento. Ela se encontrava com a presidente Dilma Rousseff, quando de um telefonema de Raimundo Colombo, tratando exatamente do projeto Jaica para o Vale do Itajaí.   Foi nesta conversa que a senadora Miriam Belchior definiu a reunião. A realização durante esta semana marcada pelo recesso tem caráter prático.  Objetiva agilizar medidas administrativas nas duas esferas.

           O governador anunciou que determinará agora as providências para a elaboração dos projetos executivos, dando prioridade para o monitoramento das águas da bacia do Itajaí.  Revelou que as obras devem começar no segundo semestre de 2012.  

           O secretário Geraldo Althoff  realizou antes do Natal reunião com os órgãos que executam o monitoramento, como a Furb e a Prefeitura de Itajaí, para integrar todo o sistema em 2012.

            A reunião foi classificada de “excelente”.  O tratamento revela uma sintonia republicana entre duas autoridades que  estiveram em trincheiras opostas nas eleições de 2010. 

            Colombo e Dilma mantém hoje um canal de comunicação direto.

Enchentes: as obras previstas no projeto Jaica

29 de dezembro de 2011 Comentários desativados

Fato inusitado em Brasilia: uma audiência de uma ministra do PT (Miriam Belchior, do Planejamento) a um governador liberal(Raimundo Colombo, ex-DEM e atual PSD) em pleno recesso da semana entre Natal e Ano Novo. Acontecimento singular: tratou-se, segundo os participantes, de uma reunião efetiva de trabalho. Duração de uma hora e meia, para minuciosa exposição sobre o Plano de Contenção de Cheias no Vale do Itajaí e sobre o ambicioso projeto de saneamento básico que a Casan pretende executar em Santa Catarina. O plano contra enchentes representa um estudo com mais de 20 anos. A proposta de um canal para liberação rápida das águas do rio Itajaí Açu na região de Piçarras vem antes do governo Kleinubing. Começou com estudos preliminares logo após a grande enchente de 1983. Por razões que até hoje ninguém explicou, o polêmico projeto do canal ficou engavetado. Volta agora com novas idéias. O projeto global envolve recursos de dois bilhões de reais. Como o canal é matéria controvertida e exige minuciosa análise para concessão das licenças ambientais, fica para o segundo tempo. O secretário da Defesa Civil, Geraldo Althoff, que coordena as atividades de contenção de cheias, confirmou que as prioridades agora são: 1. implementação de sistemas de monitoramento meteorológico; 2. construção de sete barragens de pequeno porte em rios tributários, próximas à cidade de Rio do Sul; 3. construção de uma barragem de médio porte no rio Itajaí Mirim, na região de Botuverá; 4. melhoramentos no canal do rio em Taió, Rio do Sul, Timbó, Blumenau e Ilhota; 5. melhorias nos ribeirões Garcia e Velha, em Blumenau; elevação em dois metros do muro de contenção das barragens atuais. Valor total estimado em de um bilhão e 300 milhões de reais.

Anitápolis ganha acesso asfaltado amanhã

28 de dezembro de 2011 2

    Está confirmada para esta quinta-feira, às 10h30, a tão esperada inauguração SC-108, acesso da BR-282 ao município de Anitápolis, na região da Grande Florianópolis. A rodovia tem 23,5 km de extensão e recebeu investimentos, com supervisão e desapropriações, de R$ 22,3 milhões, sendo executado pela
empresa A. Mendes Construções. O ato ocorre na praça Roberto Bepeler, no centro da cidade.  A rodovia SC-108 faz parte do programa de pavimentação dos acessos rodoviários aos municípios.
      Segundo o Deinfra,  “com a inauguração do acesso a Anitápolis e Macieira, que já está concluído
e deve ser inaugurado em janeiro, faltam apenas Chapadão do Lajeado e Paial para que Santa Catarina seja o primeiro estado a ter todos os municípios com pelo menos um acesso asfaltado.