Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A movimentação da ministra na Ilha

31 de janeiro de 2012 3

A ministra Ideli Salvati colocou gás, também, nas coligações já existentes com o PMDB em vários municípios do oeste. Esteve reunida com o presidente estadual do PR, Sérgio Fausti, selando o pacto já existente em Joinville, para viabilizar a reeleição de Carlito Mers, e azeitando contatos para tentar repetir a coligação em Jaraguá do Sul e Blumenau.
Outro encontro aconteceu com o prefeito Dário Berger. Objetivo bem claro: deixar as portas abertas para algum entendimento futuro visando a escolha do novo prefeito. Ficou claro que, se não for possível o entendimento no primeiro turno, que ele possa acontecer no segundo turno.
O prefeito prioriza, claro, projeto comum já no primeiro turno, com o PT indicando o vice de Gean Loureiro, seu candidato. Mas também não descarta apoio no segundo turno, se o PMDB conseguir levar o deputado a etapa decisiva. Na negociação, o pacto de reciprocidade. Isto significa que, se o candidato do PT ou o nome que vier a apoiar numa coligação, como Angela Albino, do PCdoB, passar para o segundo turno, poder contar com o respaldo do PMDB e seus aliados.
Durante a reunião entre Ideli Salvati e Dário Berger, um dos destaques foi o projeto de poder da tríplice aliança e a reunião dos três ex-governadores do PMDB com o governador Raimundo Colombo. Ficou evidente para os interlocutores que o esquema governista “rifou o prefeito do processo, mas não o quer fora dele”.
A ex-senadora jantou com a deputada Angela Albino, do PCdoB, tratando da eleição em Florianópolis e acordo com o PT. A renúncia de Márcio de Souza e a chapa própria com Ricardo Baratieri pode ser o primeiro passo para o novo projeto da frente de esquerda na eleição da Capital.

Comentários

comments

Comentários (3)

  • André diz: 31 de janeiro de 2012

    A renúncia de Márcio de Souza e a chapa própria com Ricardo Baratieri pode ser o primeiro passo para o novo projeto da frente de esquerda na eleição da Capital? cOMO ASSIM? Uma frente de esquerda com o Márcio de Souza obstruindo a possibilidade do PCdoB fazer parte? Ora, quem não sabe que o vereador dos Berges, o Márcio, está querendo eliminar qualquer possibilidade do PT e do PCdoB juntos chegarem ao segundo turno, para garantir a Gean Loureiro a disputa com Cesar Souza. O vereador, cansado da Câmara de Vereadores, onde já exerce a função há décadas, provavelmente será novamente secretário municipal.

  • Giffoni diz: 31 de janeiro de 2012

    De todos os nomes citados, caro Colunista, quem estava por conta do dinheiro da “viúva”? Todos, não?

  • Zeno Kisrt diz: 31 de janeiro de 2012

    Mais turismo a custa do povo.Esta senhora é Ministra de que, afinal???Não tem sentido esta petezada colocar tanto ministro. Se FHC tivesse a metade deles, abririam a boca do tamanho do mundo…Agora tudo está certo. Vamos ver se o AECIO consegue endireitar esta meleca.