Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Editais para contenção de cheias serão lançados logo

22 de fevereiro de 2012 1

Os editais para elaboração dos projetos do projeto de contenção de cheias serão lançados logo pelo governo estadual. Eles deverão tratar de quatro pontos emergenciais, na primeira etapa do estudo realizado pela agência japonesa Jica:
1. Elevação do nível das barragens de Taió e Ituporanga, para aumentar a capacidade de retenção das águas. Taió pode receber hoje até 83 milhões de metros cúbicos, enquanto Ituporanga atinge a 93,5 milhões. Com o aumento da barragem em mais dois metros, as duas juntas elevarão a capacidade em mais 36 milhões de metros cúbicos.
2. Monitoramento eletrônico das calamidades, com instalação de um moderno radar meteorológico na região de Santa Cecília.
3. Construção de comportas em Botuverá visando maior contenção das águas do rio Itajai Mirim, protegendo melhor as cidades de Brusque, Itajaí e arredores.
O edital do monitoramento será lançado pela Secretaria da Defesa
Civil, que vem coordenando os estudos do programa, enquanto os dois relacionados às barragens e comportas serão coordenados pelo Deinfra, da Secretaria de Infraestrutura.
O governador deverá anunciar, ainda, novas obras de recuperação de pontos críticos de rodovias estaduais e federais situadas em toda a bacia.
A região do programa Jica abrange 53 municípios e representa mais
de 20% da população catarinense e cerca de 25% do PIB estadual.
O plano será apresentado pelo governador às autoridades e lideranças de Itajaí na quinta-feira, às 15h30m, e de Blumenau, às 18h30. Idêntico encontro acontecerá na sexta-feira, às 10h.
Aleluia! Pela primeira vez nas últimas três décadas os governos estadual e federal se unem de forma republicana para priorizar um projeto catarinense de grande alcance sócio econômico. Saem da retórica para, com singular agilidade, partir concretamente para a ação.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Giffoni diz: 22 de fevereiro de 2012

    Esses são os estudos feitos há mais de 18 anos? Duvido-e-de-o-dó: apenas “cortina de fumaça” politiqueira-eleitoreira. Podem até “lançar” o edital, mas, obra que é bom, ó, nem pensar. Os raimundianos deveriam deixar as solenidades e os teatros para quando da total inauguração das obras. Antes, só teatrinho patético.