Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de março 2012

Arquidiocese promove Jornada da Juventude

31 de março de 2012 2

Mais de três mil jovens são aguardos na Jornada Arquidiocesana da Juventude que será realizada neste domingo, 1º de abril (Domingo de Ramos). O evento terá como tema “Ide e fazei discípulos todos os povos”. Promovido pelo Setor Juventude, a Jornada contará com presença do arcebispo de Florianópolis, Dom Wilson Tadeu Jönck (leia-se ienki).
A Jornada terá início às 8h30, quando os jovens se concentrarão na Praça Fernando Machado (que fica abaixo da Praça XV), no Centro de Florianópolis. Às 9h30, eles iniciam uma Procissão de Ramos, conduzidos por Dom Wilson, até em frente Catedral. Lá, a partir das
10h, será realizada uma Celebração Eucarística, coma bênção dos ramos.
Após a celebração, os jovens se encaminharão no Ginásio de Esportes do Colégio Catarinense, onde, à tarde, serão realizadas apresentações artísticas e shows de evangelização de bandas jovens. Dom Wilson terá um novo momento especial, ele ministrará uma catequese sobre a Quaresma. O evento é uma promoção da Igreja Católica na Arquidiocese de Florianópolis, através do Segmento da Juventude, organização que reúne os vários setores da Igreja que trabalham com os jovens. O encontro serve como preparação para a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada em julho de 2013 no Rio de Janeiro.

Tesoura Junior e Derly homenageados pela Rádio Clube

31 de março de 2012 Comentários desativados

Do Diretor da REde Nereu Ramos, que inclui a Rádio Clube de Blumenau, pioneira na radiofonia catarinense, que comemorou 80 anos e prestou várias homenages:
“Caro amigo Moacir,
Agradeço a nota sobre os 80 anos da Clube. No café da manhã comemorativo a data realizado dia 30 com a presença de autoridades, dirigentes de entidades representativas de classe, militares, eclesiásticas e empresário, tivemos a oportunidade de prestar algumas homenagens. Entre elas aos antigos proprietários da emissora, antigo colaboradores e atuais colaboradores com mais de 25 anos de casa. Entre os homenageados estava Tesoura Junior, comentarista esportivo que atuou por 35 anos na Clube e hoje com 96 anos. Este presente dando um show de vitalidade e grande memória. Prestamos ainda justa homenagem a Derly Massaud de Anunciação, atual secretário da casa Civil e por 9 anos Secretário de Comunicação. Ele um profissional que reconheceu o papel do rádio e da TV na divulgação de atos do Governo, aplicando as verbas de forma democrática. Obrigado.
Edélcio José Vieira”

Duplicação da Edu Vieira: o depoimento do engenheiro Riderer

31 de março de 2012 7

Moacir Pereira,
Na coletiva do prefeito sobre a polêmica cessão de área da UFSC para duplicação da Rua Deputado Antônio Edu Vieira, em que estivemos, me manifestei que não há mais razões para rediscutir a cessão da área da UFSC, uma vez que foram feitas duas audiências públicas no Conselho Comunitário do Pantanal e uma na Câmara, antes da aprovação da Lei Complementar nº 088/2001 que define as características da duplicação.
Porém me restaram algumas dúvidas:
1- O prefeito disse que o projeto era de 2003, feito na gestão de Angela Amin e depois, indignado, disse que o IPUF se recusou a alterar o projeto, sem explicar o motivo para o pedido da alteração.
Por ter sido elaborado no período em que presidi o IPUF, desejo esclarecer que o projeto de 2003, que teve um custo elevado, é um projeto final de engenharia, ou seja, está completo para ser executado e prevê todas as etapas da obra, desde escavação, aterro, drenagem, pavimentação, até a sinalização. É esse o projeto que tem a licença ambiental da FATMA e teve o financiamento aprovado no Fonplata.
Além de não justificar a mudança do projeto, que na verdade não mudou o conceito básico original, não foi dito que vai para o lixo todo o trabalho anterior, que foi pago com dinheiro público, e também não foi mencionado o custo da mudança de projeto, feita pela mesma projetista do projeto original.
2- O prefeito fez menção à audiência de apresentação da proposta do Plano Diretor, feita pelo Presidente do Grupo Gestor do Plano Diretor Participativo, o Professor Rodolfo Pinto da Luz, no último dia 27. Não foi dito que naquela ocasião foi apresentado o mapa do eixo da mobilidade, composta pela ligação da Via Expressa Sul com a SC-401, que é, como no atual Plano Diretor, a Rua Deputado Antônio Edu Vieira !
Estranho que o Professor Rodolfo não esteve presente na coletiva, até por que, como ex-Presidente do IPUF, ex-Reitor da UFSC e atual coordenador do Plano Diretor, a meu ver, seria a pessoa mais indicada para negociar com a UFSC o impasse da cessão da área.
3- Sobre o binário composto pelas ruas Deputado Antônio Edu Vieira e Capitão Romualdo de Barros, reafirmo que não é uma boa alternativa, pois essas vias estão muito distantes uma da outra e não têm ligações intermediárias, ou seja, com a implantação de mão única, quem precisa ir da UFSC para o Pantanal, ou da Carvoeira para UFSC, terá que ir até o Saco dos Limões para retornar. Se estiver usando ônibus fica pior ainda, pois terá que fazer transbordo.
Pela falta de ligações intermediárias, o volume de tráfego gerado por essa imensa “rótula” deverá ser acrescentado ao volume do tráfego de passagem apresentado pelo projetista.
4- O prefeito alegou que o alto valor das desapropriações impediram a execução da duplicação no restante da Rua Deputado Antônio Edu Vieira. Vale ressaltar, porém, que todas as construções feitas nos últimos 30 anos já estão no alinhamento da duplicação e que, na maioria dos casos, a área do recuo já foi paga com índice construtivo, cujo valor o Fonplata aceitava como contrapartida para o financiamento.
5- Em sua fala, o vice prefeito mencionou a necessidade de implantar o BRT, porém no material distribuído na coletiva referente ao novo projeto, não está contemplada a canaleta exclusiva para ônibus, nem as estações de embarque nas quais ficam os cobradores. Existe apenas previsão de recuo para parada !
Será que teremos que pagar por nova alteração do projeto
Abraço, Carlos Alberto Riederer.”

Consternação no sepultamento de Clarissa Shaden

31 de março de 2012 1

Num clima de profunda consternação e muita emoção, realizou-se no fim da tarde no Cemitério Jardim da Paz, o sepultamento da jovem Clarissa Shaden, filha do administrador Egon Luiz Schaden, da Procuradoria da Fazenda junto ao Tribunal de Contas. Ela faleceu em Florianópolis na noite de sexta-feira. Tinha apenas 26 anos e possuia dois títulos de curso superior.
O secretário da Segurança, Cesar Grubba, há décadas amigo da família, compareceu para levar suas condolências. O conselheiro do Tribunal de Contas, Salomão Ribas Júnior, acompanhou o velório e os atos de despedida, acompanhado da esposa.
Egon Chaden, exímio datilógrafo na década de setenta, trabalhou com Ribas Júnior na Secretaria da Educação, depois na Contadoria Geral do Estado, na Codesc e, finalmente, na Procuradoria da Fazenda, onde exerceu a presidência da Associação dos Servidores. Em todos os órgãos, só multiplicou o número de amigos pelo caráter, cavalheirismo e generosidade com que se relacionava com todos os colegas.
Além dos familiares e amigos, profundo pesar manifestado pelo grande número de jovens que compareceu no Jardim da Paz.

Homenagem a Osvaldo Ferreira de Melo

31 de março de 2012 1

A Academia Catarinense de Letras realizou esta semana “Sessão de Saudade” em homenagem ao professor, escritor, músico e historiador Osvaldo Ferreira de Melo, ocupante da cadeira 20, que faleceu no dia 17 de fevereiro em Florianópolis.
Em nome da Casa de José Boiteux falou o professor Celestino Sachet. Foram oradores, também,os acadêmicos Salomãl Ribas Júnior, Norberto Ungaretti e Gilberto Callado. Na ocasião, deixei o seguinte testemunho sobre o grande educador:
“Osvaldo Ferreira de Melo, o professor Osvaldo, foi um dos mais completos intelectuais catarinenses na segunda metade do século XX. Era mais conhecido por suas excepcionais qualidades de homem inteiramente dedicado ao magistério e à educação pública do Estado. Mas sua veia artística está evidenciada por trabalhos que vão imortalizar sua obra por décadas e séculos. E sua produção literária enriquece este magnífico mosaico a compor sua exemplar biografia.
Minha admiração pelo professor Osvaldo Melo tem quase 50 anos. Começou lá atrás, na década de sessenta. Iniciante no jornalismo, testemunhei, em várias entrevistas, sua extraordinária contribuição às inovações no ensino público catarinense. No capítulo seguinte, o jornalista virou seu fã de carteirinha, pela qualidade da letra e da melodia deste segundo hino da Ilha, “Florianópolis”, que compôs em parceria com outro saudoso e digno mestre, o professor Anibal Nunes Pires. Ou a esta ode à beleza continental da Capital, a música intitulada “Itaguaçu”.
Mais tarde, noticias sobre suas atividades acadêmicas e as obras de direito de grande repercussão na literatura jurídica do Estado eram veiculadas e comentadas.
Uma relação cordial que se transformou em amizade no Curso de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina. Dobro a coluna vertebral, solenemente, para reverenciar alguns dos notáveis da Pós-Graduaçao: os professores Acácio Garibaldi Santiago e Paulo Henrique Blasi, que lideraram o processo do Pós-Graduação; Silvio Coelho dos Santos, a abrir aos mestrandos os horizontes da Metodologia Científica; Osni Régis, biblioteca ambulante a indicar os clássicos da área jurídica: Alcides Abreu, um gênio na área econômica e nos projetos inovadores da politica internacional; e Osvaldo Ferreira de Melo, o doutor do planejamento e educação. Convidado, no final de meu curso, prontamente aceitou ser o orientador da minha dissertação de mestrado.
Atencioso na indicação dos caminhos, exigente no conteúdo, sábio no aconselhamento, ofereceu múltiplos incentivos para a conclusão do trabalho acadêmico.
O Brasil vivia o regime ditatorial. O mestre, no Pós-Graduação em Direito, na defesa intransigente das liberdades individuais; o aluno, presidente do Sindicato dos Jornalistas, na trincheira contra a censura prévia que torturava os profissionais de comunicação. Desse contraste, nasceu a tese “A liberdade de imprensa como fundamento das sociedades pluralistas”. Estudo aprovado por uma banca de especialistas que o editor Odilon Lunardelli transformou no livro “Imprensa: um caminho para a liberdade”.
Princípios de direito e valores humanos que levou depois para Itajaí, como um dos fundadores do Pós-Graduação em Ciência Jurídica, engrandecendo a Univali.
Nos anos seguintes, vizinho na Agronômica, registrei a contribuição inestimável que o professor Osvaldo Melo prestou à Maçonaria, ao Instituto Histórico e Geográfico, a Univali, a Academia Catarinense de Letras.
Em todos as múltiplas atividades que exerceu, a evidência de suas virtudes, as qualidades que o tornavam um paradigma da cidadania catarinense.
Há mais de dois mil anos, Seneca descreveu “O Homem Perfeito”: “É aquele dotado de coragem, prudência, temperança. É o que age com decoro, com firmeza de princípios. É o idealista, o que tem grandeza e a harmonia social. É o se pauta pelo espírito de Justiça”.
Osvaldo Melo estava próximo desta perfeição.”

Financiamentos garantem novas obras rodoviárias

31 de março de 2012 2

Nova iniciativa oficial será lançada em abril: a Proposta de Manifestação de Interesse. Trata-se de uma figura jurídica prevista na lei das Parcerias Público Privadas. Prevê amplo estudo para apresentação de projeto já com sua viabilidade e indicações de todas as implicações.
O primeiro edital do PMI na Secretaria de Infraestrutura pretende definir qual a melhor solução para a nova ligação Ilha-Continente. O governo lançou o projeto da quarta ponte com aterro, idealizada pela Prosul, mas suspendeu o edital. Tem agora estudos de um consórcio liderado pela Queirós Galvão de construção de um túnel com cobrança de pedágio. A PMI vai indicar a melhor opção. Pela Lei 8666, o prazo para apresentação das propostas será de 45 dias, a partir da expedição do edital.
O deputado Valdir Cobalchini revelou, também, que o governo vai investir em rodovias nos grandes municípios onde há problemas de mobilidade. Pretende investir 60 milhões no complexo viário de Joinville, outros 50 milhões no eixo norte e via expressa de Blumenau e 80 milhões de reais para a duplicação do acesso da BR-282 a Chapecó.
Finalmente, previsto para abril o lançamento do primeiro lote de rodovias contempladas com o BID-6. O programa prevê 250 km de novas estradas asfaltas e outros 250 km de restauração. Estão disponíveis 250 milhões de dólares. Outros 380 milhões de reais do BNDES serão destinados a revitalização do sistema rodoviário estadual. E há 56 milhões de dólares para estrada entre o Vale do Itajaí e o Planalto Norte.

Museu Fritz Plaumann terá hoje acesso asfaltado

31 de março de 2012 Comentários desativados

O governo Raimundo Colombo vai lançar em abril um novo e ambicioso pacote de obras rodoviárias em várias regiões de Santa Catarina. No dia 9 de abril será a vez do “SOS Rodovias”, programa que atacará na primeira etapa 17 pontos críticos das rodovias estaduais. Estão entre os 127 identificados nos estudos da Policia Militar Rodoviária. Eles são responsáveis por 70% dos acidentes. Serão investidos mais de 2 milhões de reais. Há obras de rápida e fácil execução, como correção de pequenas curvas, mas também de complexidade, como cortes em rochas para evitar acidentes.
O anúncio sobre este novo pacote foi feito pelo secretário da Infraestrutura, Valdir Cobalchini, durante visita a RBS-TV, no Morro da Cruz, em Florianópolis. Ele deu uma panorâmica dos projetos em execução, dos que estão pendentes e dos principais gargalos de infraestrutura rodoviária, aeroviária e ferroviária.
O secretário confirmou que hoje o governador vai entregar o acesso pavimentado ao distrito de Nova Teotônia, em Seara, no oeste catarinense. Além de facilitar o escoamento da produção agrícola, a obra tem um extraordinário potencial turístico-cultural e científico. É na exuberante paisagem de Nova Teotônia que está instalado o Museu Entomológico Fritz Plaumann, o maior acervo de insetos da América Latina e dos mais qualificados em todo o mundo. Nascido na Alemanha, Fritz Plaumann mudou-se para Santa Catarina em 1928, instalando-se no oeste. Seu trabalho científico tem prestígio internacional.
No mês de abril, Colombo inaugurará a ligação asfáltica de acesso a Chapadão do Lageado, no Alto Vale do Itajaí e, finalmente, em setembro, Paial, na região de Chapecó. Santa Catarina, a partir daí, será o único estado do Brasil com todos os municípios ligados com asfalto.
O pacote governamental incluirá também os programas de revitalização e de conservação das rodovias estaduais. A conservação será executada com recrutamento de 500 presos em regime semiaberto.

Secretário Deschamps faz relato sobre Encontros Regionais

30 de março de 2012 52

“Prezado Moacir,
A professora Elza Moretto e eu encerrando hoje, 30, a primeira etapa de reuniões com gestores escolares e professores da rede pública estadual (com participação aberta também a representantes do Sinte). Na ocasião apresentamos e debatemos o plano de reforma da educação que pretendemos implantar em Santa Catarina. Na próxima semana, os encontros terão continuidade em mais 18 regionais.
As reuniões têm sido muito produtivas, mais de 2 horas, com debates sobre diversos temas que compõem o plano, como: parceria com municípios na oferta do ensino fundamental, diversificação do ensino médio, tecnologia e inovação nas escolas, plano de recuperação e ampliação da infraestrutura, programas de melhoria dos indicadores educacionais, reorganização estrutural da SED, GEREDs e escolas e valorização do magistério.
Todos os questionamentos apresentados são respondidos e anotados como sugestão de melhoria ao plano em debate. Também foram apontadas formas de atendimento das reivindicações e eventuais limitações para a aplicação das soluções imediatamente.
Além disso, se busca discutir formas de resgatar a autoridade dos gestores escolares, sem autoritarismos, para garantir o funcionamento pleno das escolas e o direito dos alunos de terem aulas normais.
O objetivo destas reuniões é colocar os gestores e professores no processo de elaboração dos planos educacionais e estabelecer um pacto com todos os educadores catarinenses. Trabalharemos juntos para que a educação possa voltar a ser uma fonte de boas notícias e orgulho da sociedade catarinense pela sua qualidade.
Um abraço, Prof. Eduardo Deschamps.”

Duplicação do Pantanal: a defesa da Ufsc

30 de março de 2012 2

Durante a apresentação do projeto de duplicação da rua deputado Antônio Edu Vieira, o vice-reitor da Ufsc, professor Carlos Alberto Justo da Silva, fez algumas revelações de impacto.
1 – Era a primeira vez que ele como vice e membro do Conselho Universitário tomava conhecimento do projeto de duplicação.
2- A Ufsc, em nenhum momento, negou-se a ceder a área para a execução da obra.
3- A Universidade recebeu apelos da comunidade para fazer mudanças no projeto, para priorizar o transporte coletivo e dar mais segurança aos moradores do Pantanal.
4 – Durante audiência pública na Trindade cerca de 20 Ongs manifestaram-se contra o projeto da Prefeitura, alegando falta de segurança e por não priorizar o transporte coletivo.

PT esclarece em nota doação empresarial para campanha

30 de março de 2012 5

O Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores também lançou nota sobre a polêmica da doação de uma empresa náutica para a campanha de 2010 em Santa Catarina. Eis a íntegra:
“1. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou a prestação de contas do Comitê Financeiro do PT, referente às eleições de 2010, sem apontar qualquer indício de irregularidade na prestação de contas, conforme consta no site do TSE.

2. O Comitê Financeiro do PT recebeu a doação da Intech Boating, no dia 13 de setembro de 2010, no valor de R$ 150 mil, por meio de transferência eletrônica, conforme recibo eleitoral nº 13000994669, disponível para consulta no site do TSE.

3. Contribuições de empresas a campanhas eleitorais são práticas previstas em lei e é natural que algumas delas sejam fornecedoras do poder público nas diferentes esferas.
Diretório Estadual do PT de Santa Catarina.”