Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

As causas da exoneração no DEIC

06 de abril de 2012 33

A exoneração do delegado Cláudio Monteiro passou a ser cogitada há três semanas quando chegou a conhecimento do secretário Cesar Grubba uma denúncia sobre ato ilegal praticado pelo titular da Deic. Havia requerido diárias para uma operação no oeste e no mesmo período viajou para Miami.
Feitas as investigações houve a confirmação da viagem ao exterior pela Policia Federal. Monteiro foi chamado ao gabinete do secretário de Segurança, tendo o Delegado Geral de Policia, seu superior, como testemunha. Cientificado da denúncia não reagiu. Ao contrário, admitiu o erro, lamentou e chegou a reagir emocionado, já consciente de que a degola seria inevitável. O clima pesou mais pelas relações de respeito profissional mútuo que unem o secretário e o ex-diretor, desde a época em que Grubba atuava como promotor e Monteiro com delegado. Sempre na linha de convergência de combate a bandidagem.
Ato contínuo, o secretário pediu ao Delegado Geral Aldo Ávila que indicasse cinco delegados. Dessa lista constava o nome de Laurito Akira Sato, um profissional de segurança de São Paulo que fez concurso em Santa Catarina, atuou em Joinville e, por suas qualidades operacionais, foi requisitado para atuar na Força Nacional de Segurança Pública em Brasilia.
Convidado para vir ao Estado, Akira Sato manteve uma conversa com o secretário de Segurança na quarta-feira. Saiu da audiência como o novo diretor da Deic e a mesma determinação de manutenção da politica de combate enérgico à criminalidade no Estado.

Comentários

comments

Comentários (33)

  • marcos diz: 6 de abril de 2012

    Até parece que foi só por causa de diarias. essa policia civil ta virando pura “politica” uma vergonha o que esse secretario e o delegado geral estão fazendo com a policia civil catarinense. Engraçado, compraram tornozeleiras para presos ( só gastaram dinheiro do povo pois nunca vi um preso usando), colocaram rastreadores em viaturas (só deram problemas nas viaturas, sempre deixam a policia na mão, fora o custo que gerou com consertos) e ninguem foi exonerado por causa disso, vendem motores apreendidos e ninguem foi exonerado…É PIADA O QUE ESTÃO FAZENDO PARA O DR MONTEIRO, E PIOR PARA A SOCIEDADE CATARINENSE!!!

  • faisca diz: 6 de abril de 2012

    Tendo em nossos Politicos corruptos muitos casos em que roubam escancaradamente e ainda têm a cara de pau de negar ,este caso do Delegado poderia ser resolvido internamente e de maneira bem responsável;pois este profissional demontra ser de extrema importância na Segurança Pública Catarinense,quem nunca errou que atire a 1ª pedra. Acho que sua exoneração têm muito a ver com certas pessoas que se acham superiores a tudo e a todos,sinceramente Policial BOM têm que valorizar e não exonerar;claro que errou ,mas não foi nada de exorbitante;pois nossos Mandatários e superiores ganham diarias e ajuda de custo a toda hora e ninguém comenta nada;pq a teta dá muito leite.DEIXA O HOMEM TRABALHAR.É a minha opinião.

  • André diz: 6 de abril de 2012

    Mesmo assim… não interessa. Podem dar o motivo que for. Não entenderam ainda?

    Momento errado para fazer isso. É como a mulher que pega o marido em adultério e ele diz: “a querida, eu já estava mesmo para me separar”.

    Isso só mostra o total desprepado e falta de visão de gestão, principalmente em um momento tão delicado quando as delegacias são alvo de TERRORISTAS.

    Quanto mais tentam justificar…pior parece. #FATO

  • Anonimo seguro diz: 6 de abril de 2012

    Prezados,

    Sou Policial Civil e trabalho na DEIC, posso afirmar que o Dr. Monteiro é um ótimo delegado, um dos melhores que já trabalhei, sua ausência vai causar muita deficiência no combate à criminalidade.
    Ocorre que essa questão de desvio de diárias não é bem assim, acredito que ele ainda irá explicar a situação, mas posso adiantar que houve uma viagem em que os policiais foram ao Estado do Mato Grosso do Sul fazer uma investigação e inicialmente o Dr. Monteiro iria junto, por isso acabou recebendo o valor de diárias em sua conta, no entanto acabou não indo a tal investigação pois já tinha uma viagem marcada à Miami/USA. Pois bem, após um certo tempo que percebeu-se o erro, que acredito não ser somente dele, mas também do pessoal que gerencia as diárias, onde então o Dr. Monteiro devolveu toda a verba recebida, ou seja, acredito que não houve má fé, ou então simplesmente não devolveria a verba.
    Mas, na verdade posso afirmar que ele não quis servir de “marionete” do Governo. Ou seja, Dr. Monteiro apoiou o movimento de reivindicação salarial dos Policiais Civís, e a partir daí os governantes passaram a olhar com outros olhos para ele. Outra questão é o Inquérito Policial que investiga o desvio de verbas (milhões) da Celesc, no qual o vice-governador está totalmente envolvido. E ainda um Inquérito Policial que investiga o desvio de peças do complexo da SSP, no qual estão envolvidos coronéis do alto escalão da SSP.
    Será que foi alguma retalhação?
    O fato é que o Dr. Monteiro sempre foi contra os corruptos existentes no Governo e não entrou para a “corja”. Essa questão de diária com certeza não justifica. Ele apenas não serve para um Governo que precisa de alguém que defenda todos os interesses do cargo que infelizmente é político.
    Ficarei no anonimato, pois posso sofrer consequencias, assim como nosso nobre delegado.

  • Alexandre diz: 6 de abril de 2012

    E pq o delegado amigo do governador, aquele lá de Lages, que usa a viatura para fins particulares não é exonerado do cargo comissionado?

    Hããããã? PQ? Qual é a diferença?

  • Luiz Carlos Pereira diz: 6 de abril de 2012

    Faz muito tempo que o governador do estado está sendo mal assessorado, em todos os sentidos e assuntos possíveis, educação, saúde e agora segurança. O que dizer de seus assessores? Um secretário de segurança Promotor eu disse promotor de justiça, que tem ao seu lado um delegado acusado de furtos de armas de fogo de um colega também delegado já falecido e seu vice-secretário de segurança Oficial PM ligado diretamente aos desvios de peças e motores apreendidos e revendidos para desmanches no município de Joinville (que só por um acaso este inquérito estava sendo feito pela DEIC segundo a imprensa), Coincidência isso vocês não acham? E o inquérito da CELESC? Alguns milhões desviados e o nome do vice-governador em fóco(segundo a imprensa)Também está na DEIC… Também pura coincidência! E o fóco das reivindicações sindicais por melhorias para a Polícia Civil, nasceu na DEIC… Também coincidência. Resumindo não puniram ninguém nesses casos e agora querem moralizar por diárias recebidas indevidamente e devolvidas devidamente. Juntou a fome com a vontade de comer, é o poste urinando no cachorro.

  • Luis diz: 6 de abril de 2012

    Que pena, tenho plena convicçaõ que se trata de mera e pura politicagem do senhor governador juntamente com seu vice, aliás, o Colombo não manda em nada, somente obedece, por isso lhe deram a caneta, “apenas faça o que dissermos”, em quem iremos confiar, se até a segurança passa a ser comandada pela política dos politiqueiros. hei, Colombo, por que não segue o exemplo da Dilma? Não se curva diante ameaças represálias.. Apenas uma opinião, de um catarinense que vê a injustiça tomando frente ao bem da sociedade..

  • policial civil diz: 6 de abril de 2012

    Peguntas que não querem calar:

    - Uso de viatura para fins particulares no oeste, se for amigo do governador, PODE!
    - Inquérito para na DEIC para apurar rombo milionário da Celesc, se for amigo do governador, PODE!
    - Vender motores para desmanches, se for da cúpula da SSP, PODE!
    - Entrar numa delegacia, pedir para ver um inquérito de um parente e ainda furtar um depoimento PODE!

  • preocupado diz: 6 de abril de 2012

    chego a ficar preocupado em ler alguem falar: “Até parece que foi SÓ por causa da diarias”.

    Pera ai, só??? Se realmente isto aconteceu, isto é roubo de dinheiro publico, nosso país ta uma zona porque o povo acha que a corrupcao é SÓ ISSO.

    Repito, se é verdade o que foi dito nessa materia, que foi informado e ele nao reagiu entao eh pq ele sabe que ta errado.. se sabe que ta errado entao pronto.

  • Arilson Carlos Nazario (policial civil) – SINTRASP região de Criciúma diz: 6 de abril de 2012

    ATAQUE \”EXPLOSIVO\” Á SOCIEDADE CATARINENSE!

    A ingerência política não tem limite! É preciso demonstrarmos indignação e cessar qualquer cooperação com esta INGERÊNCIA INTEMPESTIVA e DESAGREGADORA.

    Solidariedade ao nobre guerreiro Del. Claúdio Monteiro. Colegas da DEIC/PC-SC é hora de exercer o espírito de equipe e pacto de lealdade.

  • Silvia diz: 6 de abril de 2012

    Na verdade o jogo é assim: quem tem o poder (político e econômico) quer que a Polícia trabalhe de acordo com os seus interesse! Neste caso estão dando uma rasteira no Delegado…

    Os Delegados quando querem algo, negociam com os inquéritos, eles podem ser instaurados, andar a passo de tartaruga, arquivados, depende se vão atender ou não o seu pedido!

    Sobre os chips das viaturas, a grande maioria dos Delegados é contra; pois usam as viaturas descaracterizadas como carro particular; vão para casa, pegam filho na escola, vão ao supermercado, basta olhar os roteiros; alegam que estão de sobre-aviso, mas na verdade há um Delegado de plantão por dia, atendendo uma ou mais comarcas!

  • FABRICIO diz: 6 de abril de 2012

    A verdade é que fica dificil acreditar nesta versão das diárias, acho que pode até ter havido culpa, porém custo a acreditar que houve dolo por parte do delegado Monteiro. Quem o conhece sabe que trata-se um policial honesto, que não se curva aos políticos vagabundos e não dá mole para bandidagem.Todos os policiais sabem muito bem quem é vagabundo dentro da instituição e quem não é, mesmo assim policiais imorais ocupam cargo de diretoria. Todos sabemos quem é íntegro e trabalha para a sociedade e quem está no poder apenas para auferir vantagens pessoais.

  • Luiz Felipe diz: 6 de abril de 2012

    Eu duvido muito que um profissional deste gabarito iria se sujar por tão pouco! Será que ninguém consegue ver que pegaram um erro corriqueiro, algo que acontece não só na polícia e usaram de desculpa para tirar o nobre delegado? Ninguém seria exonerado por valores tão insignificantes, pediriam o reembolso (que já foi feito!) e pronto! Ta na cara que algo que ele fez ou vinha fazendo não estava agradando. Com certeza mexeu com alguém influente!!!!

  • Francisco Emmanuel Campos Ferreira diz: 6 de abril de 2012

    Moacir,

    Li e lamento, que o senhor Luiz Carlos Pereira tenha feito alusão à um delegado acusado de furto de arma de fogo outrora pertencente a outro delegado já falecido, que labora junto à direção da SSP, de maneira imprópria.
    Trata-se de informação inverídica, pois, o delegado então acusado restou absolvido em primeira instância.
    Isto posso afirmar, porquanto, atuo no caso.

    Abraços,

    Francisco Ferreira – Advogado

  • cidadão do bem diz: 6 de abril de 2012

    Estou cansado de falar “OS POLÍTICOS SÃO O CÂNCER DESSE PAÍS”. É fácil constatar que este caso tem o “dedo” da politicagem, pois se houve o problema com as diárias deveria primeiramente ser apurado internamente e caso confirmado, ai sim poderia ser punido ou até mesmo exonerado do cargo. O que se percebe é que estão usando o caso como desculpa para exonerá-lo devido a outros motivos que deveriam ser muito bem esclarecidos. E a sociedade é que sai perdendo mais uma vez. VERGONHA!

  • Paulo diz: 6 de abril de 2012

    Acredito que estão usando o “equivoco” das diárias por mera politicagem tirar o nobre delegado. R$1.300,00…seria esta a quantia que derrubou o diretor da Deic…É brincadeira..Acreditar nisto é a mesma coisa que acreditar que o coelhinho virá neste domingo..

  • Luiz Felipe diz: 6 de abril de 2012

    Todo mundo sabe que ninguém seria exonerado por um erro, inclusive por um valor insignificante! Ta na cara que isso foi desculpa! Por isso a revolta da população!!

  • Cláudio diz: 6 de abril de 2012

    Os Srs. ainda acreditam que o Governador tem algo a ver com isso? Ledo engano, ele não existe administrativamente,isto é coisa do atual e permanente Governador, LHS.

  • JOÃO MARTINS diz: 6 de abril de 2012

    Quem rouba 1 milhão é ladrão e quem rouba 1400 reais , também é ladrão do dinheiro público. RUA PRA ELE.

  • Cidadão Catarinense diz: 6 de abril de 2012

    Será que foi por conta disto Sr. SSP?
    Então porque não afasta o seu vice SSP, aquele coronel da PM que está envolvido no rolo de motores que o pessoal da DEIC PEGOU EM FLAGRANTE até esclarecer sua participação????
    VERGONHA….PROMOTOR NA POLÍTICA É ISTO !!!

    FORA GRUBA….FORA GRUBA…….ESTA ACABANDO COM A POLICIA CATARINENSE.

  • Carminha diz: 6 de abril de 2012

    Que feio Senhor Secretário César Grubba pregar moralidade de calça curta. Todos sabemos que os motivos foram bem outros. O caso da diária foi sanado e não precisava enxovalhar o nome e denegrir a imagem de um profissional do calibre de CLÁUDIO MONTEIRO. Agora se quer moralizar mesmo por que não afastou seus assessores envolvidos com o desvio dos motores, aliás fato apurado pela DEIC.

  • Cidadão diz: 6 de abril de 2012

    E como ficou o caso dos motores apreendidos pela DEIC em que um coronel da PM, vice secretário de IN Segurança deste Estado teve seu nome envolvido?????????w

    Por que o Sr. Gruba não o afastou ????

    E o tal delegado amigo do governador, tal de badá, que usa viatura todo dia enquanto os demais funcionários públicos tem que andar de onibus ou de carona????

    Por que o Sr. Gruba não o afastou ????

    E o inquérito da CELESC, porque não está andando????

    E os rastreadores das viaturas, porque não funcionam???? quem ganhou com isso????

    E os chips/tornozeleiras dos presos???? algum deles usou e o dinheiro gasto????

    FORA GRUBA , FORA GRUBA !!!!!!!!!!!!!!!!

  • Vergonha diz: 6 de abril de 2012

    E o Badá , com ele não acontece nada dois pesos duas medidas vergonha isso seu Gruba? só por que é amigo do governador ? Com o bravo policial que acima de tudo se mostrava um amigo dos Policiais, lhe cortam a cabeça, vergonha um dos unicos delegados realmente preocupado com a invasão da criminalidade no estado. Hoje tem festa no covil da vagabundagem, muito mal explicada esta estória, força delegado monteiro que a tiragem tá do teu lado.

  • Martins diz: 6 de abril de 2012

    …certamente foi um ótimo pretexto para exonerá-lo… a quanto tempo esperam…
    Um profissional integro e dedicado totalmente ao bom trabalho da Polícia Civil, que tem o apoio de todos os que com ele trabalham, que não se pode nem chamar de subordinados, e sim de amigos…
    Ocupa um lugar de muito poder, o que é claro, incomoda muita gente envolvida com a politicagem nojenta entranhada na Segurança Pública…
    Com relação as diárias, só quem vive a loucura da rotina de um policial sabe que realmente é possível acontecer o engano sim…
    Pelo menos quem vai substituí-lo é da mesma forma um excelente policial, o que me parece que foi uma escolha técnica e não política… Pelo menos isso para “conformar”.

  • Jeremias diz: 6 de abril de 2012

    Foi aberto processo administrativo dentro dos parâmetros legais ?
    Assim tão rápido já teve resultado ? Impossível.
    Na educação estou lutando fará três anos para sair um processo administrativo que já foi engavetado mais de quatro vezes e conseguimos reabrir. Já há um parecer pronto para publicar portaria e, está parado na COJUR faz um mês… O sr. Assessor Júrico da sed, homem de bem, saiu faz uma semana… A advogada autuadora e funcionária da Cojur saiu de 90 dias licenciada… não anda… É impossível que seja diferente em outra
    área, outra secredtaria, pensa Jeremias, é a caravana do rei ai gente!!!
    Mas vai aparecer a verdade. É questão de dias…
    Vamos à Jerusalém! Oráculo de Jeremias.
    - Mas …
    Arreda-te satanás!
    - Nós vamos apanhar feito bois ladrões…
    Dois ladrões e muito mais lá na Via Àpia.
    - Mas…
    Exgurita seu demônio! Te excomungo! Excunjuro-te!
    - Mas …
    Vamos à jerusalém ! Nosoutros! Lembren-se do pacto dos Templários!

  • Sérgio diz: 6 de abril de 2012

    Infelizmente, o Governador Colombo nem bem começou a governar e a população está na expectativa de que logo termine!Nada,por enquanto nada mesmo,autoriza a crença da exoneração do Del.Monteiro as diárias recebidas.Bem que o “alto” escalão poderia determinar a imediata apuração do Caso CELESC,aquele da Boa Idéia- 51 milhões, e o “Caso do Desmanche”? Que bom nosso governador combatesse às imoralidades com moralidade.Lamentavelmente,nesses casos está usando a parcialidade.Nosso governador tem demonstrado uma “rigidez versátil” para apuração das sacanagens, que é de “assustar” qualquer corrupto.Grande mérito do atual governo: será o 1° governo “ingovernável” de SC.

  • Osvaldo Peixoto diz: 7 de abril de 2012

    Seria esse Sato cunhado da Lurian Lula da Silva ???

  • Elizabeth dos Santos diz: 7 de abril de 2012

    Agora há um justificativa para a exoneração, mas será que é verdade, como podemos acreditar em um governo que vive mentindo, é como a história do lobo e a criança que vivia brincando (mentindo) que havia um lobo mas era mentira, até que um dia um lobo de verdade apareceu e matou o menino, pois bem o desgoverno de Santa Catarina ´e como esse menino, vive mentindo como no caso da sc saude, no piso dos professores, e assim por diante mentiras, mentiras e mais mentiras e agora será que é verdade? Como acreditar em quem vive mentindo? Moral da história o desgoverno não tem credibilidade e está se afundando cada vez mais? E agora a dúvida está pairando pelas cabeças dos catarinenses, será realmente que o motivo foi as diárias ou esse delegado mexeu com quem não devia ou descobriu o que não deveria vir a tona? Só o tempo dirá. Só espero que não aconteça nenhum “suicídio” nessa história.

  • MARCUS MAZZUCCO diz: 7 de abril de 2012

    FORA SECRETARIO…OU SAI O SECRETARIO OU SE FAZ GREVE!!!!!

  • silvio diz: 8 de abril de 2012

    Tem também muitos diretores de escolas usando carros públicos para fins particulares,além de que esses CEDUP’s são uma fábrica de ganhar dinheiro e movimentar campanhas políticas…

  • suyane diz: 9 de abril de 2012

    Não adianta inventar desculpas para justificar a demissão do delegado….Todos sabemos queé pura politicagem…Força delegado, acreditamo e confiamos em seu trabalho…

  • luiz guilherme diz: 9 de abril de 2012

    foraaaaaaaaaaaaaa grubb

  • Christian Mirkos S. Pereira diz: 9 de abril de 2012

    O cargo de “diretor” é comissionado (em confiança), político por natureza e, portanto, sujeita seu ocupante à exoneração “ad nutum” (discricionária, ao arbítrio). Vejam que o Dr. Monteiro não foi demitido do cargo público que ocupa, delegado de polícia, para o qual foi aprovado em concorrido concurso público de provas e títulos, tornando-se (por nomeação e não por indicação) um digno SERVIDOR PÚBLICO. Pensem comigo: se o Del. Cláudio Monteiro já investigava, sem exceção, todas as denúncias que recebia, imaginem agora que não está mais atrelado à função comissionada. A única saída para se evitar estas “saias justas” é a IMEDIATA ELIMINAÇÃO DOS CARGOS EM COMISSÃO. É um absurdo a existência de cargos comissionados na Polícia Civil e na PM. Prova do argumento que estou defendendo é a repercussão que a exoneração gerou, fruto da democrática expressão da opinião do povo que não a aceitou porque via, na figura do então Diretor da DEIC, Del. Monteiro, o raro casamento no Poder Executivo de CONFIANÇA C/ MERECIMENTO. Assim, temos que o governante não mais confia no comissionado, mas, a população parece não confiar no governante. Minha opinião: Polícia e política se excluem, não se imiscuem. Meu respeito aos servidores públicos, em especial ao Delegado de Polícia Civil, Cláudio Monteiro e sua equipe.