Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Sinte aguarda resposta do governo

30 de abril de 2012 16

Presidente do Sinte, Alvete Bedin, está aguardando resposta do Coordenador Executivo de Negociações do governo estadual, Décio Vargas, sobre o pedido de reabertura de negociações.
No Centro Administrativo, a informação oficial é de que o governo não mudou a posição inicial, isto é, “negociações com os professores só com retorno as aulas”.
Bedin anuncia que a greve vai aumentar a partir da próxima quarta-feira com os conselhos de classe.

Comentários

comments

Comentários (16)

  • JULIO CESAR diz: 30 de abril de 2012

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk esta dona Alvete é uma piada……..aguardar a resposta do governo ?????????????? ela ta sempre aguardando e o governo dando um nó de gravata na diretoria enfraquecida e desgastada…este povo ai ta sempre esperando…..esperando ……….esperando…………. parem de esperar criaturas…..ajam mais e esperem menos …….já deu pra ver que vcs são muito ruins de negociação …….só esperam esperam esperam esperam ……..a tá esperem até o natal de 2012…..quem sabe o mundo termine antes………espera espera espera…é de doer……..ah ja entraram na justiça contra o estado?????????ou estão esperando tbem ?????????????? a justiça dar uma resposta que podem entrar???????????

  • Ivana diz: 30 de abril de 2012

    Ué para o governo nao tem greve,disse que só 3% dos professores aderiram,entao pq nao negociou ainda,tá esperando os demais entrarem,é isso que vai acontecer….te liga governador…

  • Jacob diz: 30 de abril de 2012

    Quando o gari ganha mais que o professor, é porque tem algo errado!
    A partir do concurso público anunciado pela Cocamp, empresa pública de Florianópolis, para preenchimento de 173 vagas, veio a informação. A remuneração inicial do gari na Capital passa de R$ 2 mil. Sem contar vale-transporte e adicional de 30% para quem trabalhar diretamente na coleta de lixo à noite.
    São os garis mais bem pagos do país.
    Ao mesmo tempo, o professor do Estado ganha menos de R$ 1,5 mil, e depois de mais de 60 dias de greve. Está em greve de novo porque o Governo não cumpriu totalmente o acordo que assinou no ano passado, e não aceita encaminhar uma negociação ampla com o professorado.
    Enfim, quando o gari ganha mais que o professor, é que tem alguma coisa errada!

  • Rogério diz: 30 de abril de 2012

    Ta ai outra ótima oportunidade de a OAB-SC se manifestar. O Governo de SC age de forma intransigente. Os professores agem dentro do que permite a Constituição e o governo tenta coagir para que aceite seus termos de negociação.
    Aliás, caberia também a OAB-SC e principalmente o Ministério Público acionar judicialmente o Estado de SC. Não tem o mínimo cabimento o estado manter cerca de 50% de seus professores ativos sendo ACT’s. A atividade educacionabel não é uma atividade TRANSITÓRIA que justifique a contratação dos ACT’s.
    Cabe lembrar que no Rio Grande do Sul foi o Ministério Público Estêadual que entrou com ação civil pública contra o Estado para ver cumprida a Lei do Piso dos Professores.
    Cadê o Ministério Público Catarinense?

  • professor José Germano Cardoso diz: 30 de abril de 2012

    Não digam que estou escrevendo demais!
    Alguma coisa errada ?
    É que a vaca já foi pro brejo com estaca, um pedaço de cerca, corda e tudo.
    E não existe pecado do lado de cá do equador.
    Atoleiro, corda no pescoço, assaltantes a mão armada na praça, fila de baleados nos hospitais.
    Pessimista. Eu ? Alarmista. Eu.
    Não existe lei que não seja desrespeitada.
    Esta lei não presta pra nós.
    Vamos alterar a lei na assembléia. Temos maioria.
    A lei é federal ?
    Vamos desrespeitar a lei, que logo logo os três senadores vão alterar a lei lá em Brasília! Vão pressionar a Dilma, vão o diabo a quatro.
    Nós somos os portadores da via, da verdade e da vida.
    Quem não estiver do nosso lado que se esfole!!!
    Via Ápia! Mais de três mil crucificados!
    A história se repetindo como farça, Karl !!!

  • Rudinei Valerius diz: 30 de abril de 2012

    Será que no Brasil, tanto o governo federal, juntamente com o STF, não conseguem garantir o estado de direito democrático, sobre as matérias e as leis aprovadas democraticamente, no congresso nacional, e no senado.Ou é tudo negociata conforme os interesses ocultos ou a circunstância política do momento.Enquanto isso valorização dos profissionais da educação só na propaganda na mídia.

  • Zelia diz: 1 de maio de 2012

    TRÊS PERGUNTAS SINTE ESTADUAL:

    1-QUAL O NUMERO DO PROCESSO PROTOCOLADO NA JUSTIÇA COBRANDO OS 22 % QUE TEMOS DIREITOS LEGALMENTE ?
    2-QUAL O NUMERO DO PROCESSO PROTOCOLADO NA JUSTIÇA COBRANDO O PISO NA CARREIRA , QUE TEMOS DIREITOS LEGALMENTE ?
    3- SE VCS NÃO FOREM CAPAZES DE RESPONDER AS DUAS PERGUNTAS ANTERIORES, PQ AINDA NÃO COLOCARAM SEUS CARGOS A DISPOSIÇÃO?

  • Zenaide diz: 1 de maio de 2012

    Como escreve uma amiga minha:

    Quando os servos se rebelam é o fim do império.

    Zenaide -oeste em greve

  • sidnei silveira diz: 1 de maio de 2012

    Professor que escreve farsa com c cedilha,nao pode lecionar.

  • Professora Líria diz: 1 de maio de 2012

    Há pouco li um recado de um pai preocupado em onde deixar o filho, diz que a escola em Maravilha está uma bagunça, é incrível como os pais estão preocupados (não todos) mas às vezes penso que, a sociedade precisa de um lugar para deixar seus filhos e não preocupados com a qualidade da educação em Santa Catarina, caso contrário estariam pressionando o governo juntamente conosco. Acho que já estou delirando….

  • Germano diz: 1 de maio de 2012

    Desculpe Sidnei. É que trabalhamos dia e noite com os erros e acertos… acabamos descuidando um pouco… longe de sermos deuses, somos professores. Valeu o toque. Mas não pega a mania de gastar os óculos assim garimpando essas coisas. A rapidez nos conduz à sonoridade silábica esquecendo a razão gramatical… Eu vou agora fazer uma busta dos teus gafanhotos todos, que devem ser praga exterminadora do Egito!!! KAKAKA! kakaka! kakakaa! Pra professor você também não dá! Dá? Que farsa.

  • jonas diz: 2 de maio de 2012

    Näo säo professores que escrevem aqui, säo analfabetos de gabinetes do PT querendo se fazer de professor.. Em quase todos os posts tem erros de portuguës e concordancia verbal.. Vao trabalhar, governo já pagou o piso..

  • janete diz: 2 de maio de 2012

    Caro Jonas, o governador pode ter pago o piso para vc, mas, no meu contra cheque não tem nada de piso, só quero o tenho direito.
    PISO NA CARREIRA JÁ…

  • Analu diz: 2 de maio de 2012

    Sr. Jonas, os analfabetos que muitas vezes escrevem aqui são os laranjas do governo…
    É nítido que quem escreve são professores de verdade e, angustiados por dizer a verdade, na pressa, acabam cometendo erros gramaticais. O que mais nos denuncia, ou seja, o que mais comprova que são (somos) professores que escrevem é o fato de que os erros gramaticais são corrigidos no word e, como professores do estado não tem acesso a computadores nas escolas e nem renda suficiente para ter um em casa, não temos o hábito de usar o corretor do word antes de postarmos aqui.

  • JULIO CESAR diz: 2 de maio de 2012

    ainda no aguardo…eu e a colega Zélia……
    esperamos que o sinte apresente o número do processo judicial ????????????
    esperamos esperamos esperamos esperamo esperam espera esper
    espe esp es e………………………….chi …morri,,,,,,,,,……………………te cuida ai zélia ……..abração

  • Daniel – Laguna diz: 3 de maio de 2012

    Jonas da SDR dê uma olhadinha no que vc escreveu, não encontrou algum erro ao monografar? Procure senhor perfeição, cabideiro, columbiforme e outros adjetivos peculiares, sabujo situacional.
    Sou professor, não ligado a partido algum e não recebi o que o STF e, MEC determinaram que este desgoverno pagasse.