Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Semana decisiva com cenários imprevisíveis

25 de junho de 2012 Comentários desativados

Convidado pelo governador Raimundo Colombo para uma conversa em Florianópolis no fim de semana, o deputado Kennedy Nunes (PSD) foi taxativo. Se o senador Luiz Henrique (PMDB) tiver sucesso nas articulações que vem fazendo para que o PSB venha a apoiar o empresário Udo Döhler(PMDB), ele retira a candidatura. E o PSD de Joinville passa a apoiar o deputado Marco Tebaldi, do PSDB. Se o PSB selar aliança com o PSD, Kennedy Nunes, já aprovado pelo Diretório Municipal, terá confirmada a candidatura na convenção do dia 28 de junho. O PSB deve indicar o delegado e ex-vereador Zulmar Valverde como vice de Kennedy.
O PSB atua em Santa Catarina como uma espécie de filial do PSD, partido fundado e liderado por Raimundo Colombo. Seu presidente é o ex-senador Geraldo Althoff, secretário da Defesa Civil. Portanto, o destino dos socialistas em Joinville depende da decisão do governador e das conversas com Luiz Henrique.
Em Blumenau, a situação também define-se esta semana. Estão colocadas três candidaturas. Segundo o Ibope, lidera a corrida hoje, pela oposição, a deputada Ana Paula Lima, do PT. Ela poderá ter o Partido Progressista como principal aliado. As últimas informações indicam que o candidato a vice deve ser João Pizzollatti Neto, presidente do Diretório Municipal. Quer dizer: o pacto PT-PP, respaldado por Lula e Maluf em São Paulo, incentiva reproduções em Santa Catarina.
Tendências
Correm como candidatos de situação o deputado Jean Kuhlmann, do PSD, e o vereador Napoleão Bernardes, do PSDB. Kuhlmann já conta com uma ampla coligação de 9 partidos e Bernardes tem o reforço do DEM. Como fiel de balança nesta semana final o PMDB, que hoje tem o vice do prefeito João Kleinubing e faz parte do governo municipal. Dois líderes do PMDB, o ex-prefeito Renato Vianna e o senador Luiz Henrique trabalham ativamente para que o PMDB feche acordo com o PSD de Kuhlmann.
Em Florianópolis, o terceiro município com eleição de dois turnos, tudo está praticamente definido. Falta apenas o Democratas decidir quem vai apoiar. O presidente Doreni Caramori Junior terá hoje reunião com o presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia. Maia defende candidatura própria para oferecer vitrine a Caramori. Quer vê-lo candidato a Câmara Federal em 2014.
Entre os maiores colégios eleitorais, outra deliberação que tende a influir nas eleições envolve o PSD de Criciúma. Suas lideranças decidiram apoiar a reeleição do prefeito Clésio Salvaro(PSDB). Mas o vice Eduardo Moreira reagiu, alegando que o PSD tinha compromissos com Romana Remor, do PMDB.
O governador Colombo teve reunião ontem a noite na Casa da Agronômica com parlamentares e dirigentes do PSD. Objetivo: definir a coligação em Criciuma.

Comentários

comments

Não é possível comentar.