Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Sinte: novos protestos contra o governo

31 de julho de 2012 21

Coordenação Estadual do Sindicato dos Trabalhadores em Educação emitiu “nota do Sinte a imprensa, magistério e sociedade”, com novos protestos contra o governo do Estado. Denuncia falta de negociações e supressão de direitos, como a licença-prêmio. Confira:

“O SINTE/SC vem através dessa nota, tornar público a postura do Governo nas negociações com os trabalhadores da educação de Santa Catarina. Desde o início, com a suspensão da greve, o SINTE adotou uma posição de seriedade frente às mesas de negociações com o CONER, enquanto que o Estado usou da “enrolação” para ganhar tempo, distrair a categoria. Nesse meio tempo, O Grupo Gestor do Governo planejava e aprovava a Resolução 008/12, que dispõe sobre a contenção de despesas do Estado.
É claro que a educação não ficaria de fora destes cortes, inclusive sendo tratada como principal responsável pelos altos gastos do Governo, pois foram obrigados a fazer o reajuste do Piso Nacional, mas que reajuste? Se até agora o SINTE espera a proposta do Governo dos 22% para todos e na carreira do magistério. O Governo apresenta esta resolução em meio a contradições, anuncia investimentos bilionários em todo o Estado, ao mesmo tempo, corta os direitos históricos conquistados pelos trabalhadores.
Os professores/as estão sendo tratadas com total desrespeito por parte desse Governo com relação ao corte das licenças-prêmio. Tomar essas medidas após licenças terem sido concedidas, chamar os ACTs, para depois voltar atrás, cancelando as licenças, e somente pela pressão da categoria conceder apenas 30 dias, é falta de consideração com esses profissionais. Da mesma forma é o tratamento dado ao efetivo. A posição do SINTE é pela retirada da resolução 008/12.
Queremos que o Governo cumpra com o que prometeu em relação a devolução dos descontos na folha de pagamento dos grevistas, e deposite imediatamente os valores devidos, pois já foi informado que a grande maioria dos professores repuseram todas as faltas.
Com relação à descompactação da tabela e o pagamento do reajuste do Piso Nacional para todos, o SINTE afirma que, continua esperando a proposta do Governo, que insiste em cancelar reuniões e não apresentar sua posição, para que os trabalhadores possam avaliar em assembleia e deliberar sobre a mesma.”

Comentários

comments

Comentários (21)

  • Gualberto Cesar dos Santos – FLN/SC diz: 31 de julho de 2012

    http://www.facebook.com/gualberto.cesar.3
    Parabéns ao Sinte, para a sua nova postura.
    Utilizar a mídia para efetuar esclarecimentos como este, para a opinião pública ficar sabendo o que está ocorrendo na contra mão das necessidades em favor de todas e todos os servidores do Estado.
    Vou compartilhar no meu Facebook.

  • Gilmar diz: 31 de julho de 2012

    Excelente a nota publicada. Agora é possível vislumbrar um novo engajamento da categoria dos professores na defesa de seus direitos. Parabéns ao SINTE.

  • Neusa Maria dos Santos diz: 31 de julho de 2012

    Próxima de vencer a minha segunda licença prêmio, me inscrevi para o segundo semestre de 2012, já que são concedidas a dois professores por semestre. Assim, a minha licença e de outra professora foram programadas desde o início de julho . Participei do planejamento para o próximo semestre, juntamente com a professora que iria me substituir. Marquei inclusive uma cirurgia, logo para o início do mes de agosto (02/08/12) e me programei para viajar posteriormente para a casa de parentes distantes. Eis que no primeiro dia da licença (30/07/12) fui informada que a licença seria cancelada. Posteriormente fui informada que teríamos somente um mes.
    Interpretei isso de forma “lúdica” , para não surtar. Foi como se alguém me dissesse : era tudo brincadeirinha . Pena que eu acreditei!

  • Alexandre S. diz: 31 de julho de 2012

    Chega a ser sádico…

    …pois o ACT NÃO pode desistir da vaga – conforme edital – logo esse inescrupuloso “governo” manipula da maneira como quiser.

    Então o professor precisa submeter-se a essa situação deprimente aí, ir trabalhar, ser mandado embora e depois ter que voltar, só que para trabalhar apenas 30 dias e não 90.

    Humilhante.

  • silvia diz: 31 de julho de 2012

    Cumadi Maria, o homi quer arranjá dinhero a quarqué custu. Diz que tá pensando inté em montá um circu. Os paiaçus vão sê os professô, os trapezista os da puliça que tem sartá em cima di bandidu sem equipamentu necessário e os malabarista serão os da saúde qui tem qui si virá nos trinta para atendê duente inté no chão. Mas o número principá fica pur conta dele (Colombo) qui vai ser o atiradô di faca nos otros artistas e sem a tar da LUPA,e inquanto isso a platéia formada pelos comissionados e puxa -sacu se diverti cum ispetáculo.

  • João diz: 31 de julho de 2012

    Vejam esse site q é a tal transparencia onde é colocado os salários do povo das SDRS, é de ficar indignado. http://www.sef.sc.gov.br/transparencia/gasto-p%C3%BAblico/consultas/1560

  • Aloisio Antoni diz: 31 de julho de 2012

    Enquanto não houver um compromisso pela valorização da Educação por parte do Governo, os professores não precisam esperar nada além de promessas feitas de manhã e ignoradas à tarde. O Governo do Estado não liga para o assunto e a SEED que deveria ser parceira dos professores tenta de todas as formas irritar mostrando que manda no pedaço. O SINTE tem somente uma forma de se impor: ir à Justiça. Nenhum juiz poderá negar o direito que a Lei Federal garante.

  • JOTA GE CARDOSO diz: 31 de julho de 2012

    Nova postura ? Como coisa que o Sinte nunca tenha utilizado a mídia para efetuar esclarecimnentos!
    Podemos sim votar em assembléia, entre outras propostas, a retirada da suspensão da greve! Quero ver daí continuarem os mimos daqueles que ” não são a favor da greve de quem quer que seja ” se… patati-patatá, condiciones, condiciones…

  • Liaseal diz: 31 de julho de 2012

    Beleza, depois coloquem aqui quantos do tal ‘público’ leram a nota do
    Sinte ¬¬
    A tirar pelo tanto de acessos e comentários no blog do sindicato, não enchem um Ford K. Nem professores parecem se dar ao trabalho de ler as notas do blog sindical,quanto mais o público, a sociedade. ‘Qualé’ mesmo o cacife que a categoria tem para para reverter a humilhação acachapante? E lá o povo, os pais, a mídia e o escambau querem saber das lamúrias de piso, de plano de carreira, de licenças, de direitos de PROFESSORES? Nem a Ideli se importa e acha que tendo estabilidade compensa a baixa remuneração… O que querem é peões tocando a manada, de preferência em sala de aula, sem incomodar fora da escola.
    “É preciso formar professores, de excelência, e atraí-los com remuneração alta. Escola não é brincadeira, não é passatempo, não é depósito de criança porque os pais estão trabalhando. É o lugar mais importante de um país sério.” [ Alexandre Garcia]

    Ler mais em : http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2012/05/nao-se-faz-um-pais-sem-educacao-aponta-alexandre-garcia-sobre-greve.html

    zzzzZZZZZzzzzzzZZZZZ

  • Emir Agostini diz: 1 de agosto de 2012

    Ainda tem Professor que é candidato a vereador pela sigla PSD do governador.É pra acabar de vês,com a nossa categoria.Por isso e por outras continuamos levando pau.Professor com letra maiúscula,ético jamais votará nesses triadores,pelegos.Esperando uma vaquinha de diretor se não for eleito.Incompetentes,como a maioria dos diretores.

  • Claudete diz: 1 de agosto de 2012

    O SINTE/SC sempre procurou utilizar a midia para prestar esclarecimentos, o problema era a midia dar espaço ao sindicato. O espaço que estamos usando é o das midias sociais que não custam nada e atingem seus objetivos pois o SINTe não tem condições financeiras de pagar a fortuna que o governo paga usando o dinheiro público para fazer campanhas publicitárias. Precisamos ser criativos e usar os espaços alternativos.

  • alexandre – floripa diz: 1 de agosto de 2012

    Minha esposa é Assist Tec Pedagógica numa escola daqui da regiao, enfrenta todos os dias a situação precária da escola e o comportamento agressivos de alguns “alunos”, recebe liquido algo erm torno de R$ 1300,00 para 20hs. Outra pessoa com o MESMO cargo, porém lotado na SEC. DO DESEN. REG. GRANDE FPOLIS recebe liquido R$ 4.039,57. Assim podemos entender como funciona os cabidaços de empregos, chamados SDR´s. Detalhe : O que faz um Assist Tec Pedagógico FORA de uma escola ?????????????? PQP, é revoltante !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • luiz diz: 1 de agosto de 2012

    SIMPLESMENTE VERGONHOSO,,,,,JÁ PAGA MAL O SERVIDOR DO EXECUTIVO, NÃO TEM PLANO DE SAUDE, NAO PODE RECEBER POR HORA EXTRA TRABALHADA, E AINDA CORTAM LICENÇA ESPECIAL, SENDO QUE LICENÇAS ACUMULADAS SAO PERDIDAS.TENHO QUE GOZAR LICENÇA SENAO PERCO,MAS NAO POSSO GOZAR PARA NÃO ONERAR O ESTADO PARA QUE POSSAM PAGAR OS MARAJAS.
    VERGONHOSO SIMPLESMENTE VERGONHOSO,TRISTE,REPROVAVEL,LAMENTAVEL

  • Edemilson Praxedes ferreira diz: 1 de agosto de 2012

    Bom dia a todos. Quando o governo disse que tinha que economizar po causa da queda de arrecadação, estava claro que quem pagaria seria a educação(vilã pelo aplicação do piso), a saúde e a segurança. Afinal as SDRs não podem serem fechadas afinal tem uma grande serventia, e tenho certeza que se pergutarem para qualquer catarinense ele sabe,afinal o governador já tinha definido isso em campanha politica, É UM CABIDAÇO DE EMPREGO. Existe até SDR em São José, creio que essa é para o pessoal não precisar atravessar a ponte nos horários de pico. Bom senhores não vou me estender mas tenho certeza que para nós que estamos na ponta mais fraca ainda tem mais, lembresse do comentário de nosso governador, ESTOU COM MEDO DE ATRASO NA FOLHA DE PAGAMENTO, adivinha de qual folha ele está falando? da assembléia estadual que não é.

  • eliana-mafra diz: 1 de agosto de 2012

    E o que o sinte vaI fazer a respeito das chamadas públicas? Professor act tem que fazer prova…e ficar desesperado no site da sed-sc, porque senão perde a vaga. E perde pra qualquer um que tenha ensino médio. Ainda por cima tem que viajar 70km ou mais para “ver” se pega as aulas…uma vergonha! Antes as escolas disponibilizavam o horário e os que estavam na lista iam até a escola de interesse. Agora é um festival de cumadre da gered dando o golpe pros amiguinhos ou filho dos amiguinhos ficarem com as vagas…vergonha, vergonha, vergonha

  • aninha diz: 1 de agosto de 2012

    Dêem uma olhada nos salários do pessoal das sdr’s, diretores e assessores de escola….é revoltante, pois basta ser filiado político puxa-saco para ter um salário destes. Competência não é necessário!!!!

  • E o salário, óh! diz: 1 de agosto de 2012

    Temos um governo fraco, raquítico na saúde, educação, segurança, infra-estrutura… tudo vai mal, parado, os cabides continuam a jorrar politicagem e a imprensa, o que diz? Nada!!! Apenas vende propaganda, como sempre!

  • aderbal diz: 1 de agosto de 2012

    eu vi os salarios dos funcionarios das sdrs, nao abaixa de R$ 6000,00
    eo meu é de matar de rir, R$ 1040,00
    mas no brasil (enquanto o país for uma merd… assim escreverei, com b minusculo sempre) será sempre assim, ricos cada vez mais ricos e pobres cada vez mais pobres.
    a não ser que o povo reaja e pare de canta o tchu tcha

  • Rebeca diz: 2 de agosto de 2012

    Gente, verifiquem a Lei…o governo como sempre mal assessorado, e os capachos da SED nao falam nada para nao perder a boca.Professor nunca pôde tirar somente 1 mes de licença premio, há um impeditivo no estatuto…os assessores do Colombo estão mais perdidos que cego em tiroteio. Querem arrumar a “lambança” mas fizeram tudo errado. Inclusive quero lembrar ao grupo gestor que já há em vigor um Decreto, muito bom por sinal, de 2003, que fala de contenção de despesa. Apliquem as leis que já existem, não queiram aparecer mais do devem sob o risco de fazer essa vergonha que fizeram publicando a tal resolução.

  • Cristiane diz: 2 de agosto de 2012

    Governo autoritário…cortam nossos benefícios pra pagar a “cúpula” que não faz nada de útil e pra alimentar os funcionários fantasmas…é claro que a corda arrebenta pro lado mais fraco: educação, saúde e segurança…

  • wime diz: 3 de agosto de 2012

    É isso ai Caro Moacir. Continuamos negociando. Lembra os comentários sobre a greve, que era precipitada que deveriamos negociar. E agora, negociamos o quê, se a cada dia o governo corta mais nossos direitos.