Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Projeto fixa novo efetivo dos Bombeiros Militares de SC

30 de agosto de 2012 1

Durante a reunião com os oficiais e comandantes de Bombeiros Militares, o Secretário César Grubba, assinou o projeto de Lei Complementar de fixação de efetivo que será encaminhado à Assembléia Legislativa para votação. Dentre as justificativas apresentadas pelo comando ao Governo do Estado para a adequação dos critérios de progresso hierárquico está o crescimento exponencial da corporação desde a emancipação administrativa em 2003, quando o número de batalhões saltou de 3 para 12, além do Batalhão de Operações Aéreas (BOA). O serviço ampliou-se e diversificou-se, demandando uma remodelagem no tocante à carreira dos comandantes e combatentes.
A nova Lei estabelecerá outros critérios de ascensão na carreira, com a ampliação do número de vagas, que representarão a possibilidade efetiva de progressão hierárquica de postos (Oficiais) e graduações (Praças) – um incentivo para os militares da corporação.

Após a assinatura do documento a plateia saudou com palmas esta conquista, que já vem sendo alicerçada desde os últimos três comandos pelo Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Walmor diz: 30 de agosto de 2012

    Está também na hora de fixar um efetivo para a Polícia Militar mais condizente com as necessidades da segurança do cidadão, pois o efetivo atual em torno de 12.000 homens é insuficiente para atender bem a população no policiamento ostensivo. Como a população de Santa Catarina em 1960 era de 2.076.471 habitantes e em 2010 a população atingiu 6.178.603 habitantes, é necessário adequar o efetivo da Polícia Militar a essa nova realidade, pelos critérios establecidos pela ONU, o efetivo hoje deveria estar em torno de 20.000 homens. Com o aumento do efetivo e a eliminação dos desvios de função dos PMs, será possível prestar um melhor serviço de segurança a população catarinense.