Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A morte da rainha da TV no Brasil

29 de setembro de 2012 Comentários desativados

Com a morte da apresentadora Hebe Camargo desaparece a rainha da TV no Brasil e um dos ícones históricos mais respeitados da comunicação eletromica. Hebe teve uma parada cardíaca enquanto dormia em sua casa, em São Paulo. O velório será realizado ainda neste sábado no Palácio dos Bandeirantes, edifício sede do Governo do Estado de São Paulo.
A ultima entrevista que concedeu foi publicada na Folha de São Paulo. Leia:
“Na última quinta-feira (27), o SBT havia anunciado a volta de Hebe à emissora. Ela estava afastada do canal de Silvio Santos desde dezembro de 2010, quando não renovou seu compromisso e migrou para a Rede TV!.

As idas e vindas de Hebe ao hospital começaram naquele ano, quando ela passou por cirurgia e quimioterapia após ser diagnosticada com câncer no peritônio, membrana que envolve os órgãos do aparelho digestivo.

Em março deste ano, outro susto. A apresentadora passou por outra cirugia para retirar um tumor no intestino. Um mês depois, recuperada, porém um pouco debilitada, voltou ao ar na Rede TV!.

Em junho, Hebe foi levada às pressas ao hospital para a retirada da vesícula. No mês seguinte, ficou internada por cinco dias para realizar exames de rotina.

Hebe

DOENÇAS

Em janeiro de 2010, Hebe Camargo foi internada no mesmo hospital, o Albert Einstein, em São Paulo, para a retirada de um tumor.

A operação ocorreu assim que os médicos diagnosticaram nódulos no peritônio, membrana que envolve a cavidade abdominal –um câncer raro, mas tratável, segundo a equipe do hospital.

Após a cirurgia, Hebe começou a fazer sessões de quimioterapia para combater a doença. Em março, em meio ao tratamento, voltou a gravar seu programa, então no SBT, emissora que a acolheu por 25 anos.

“Vou vivendo como se nada tivesse acontecido”, disse a apresentadora ao fim da gravação, acompanhada pela Folha. “Vou para a quimioterapia e não sinto nada, é uma coisa mágica na minha vida”, contou.

Na ocasião, Hebe afirmou que foi um pouco relapsa com sua saúde. “Eu fui um pouco, só fazia exame de sangue”, disse, completando que nunca teve nenhuma doença. “Só ia no hospital pra fazer plástica, ou no peito ou na cara.”

A apresentadora falou ainda sobre a perda de cabelos acarretada pela quimioterapia. “O meu médico comentou com meu sobrinho que meus cabelos iam cair, e foram os cabelos dele que começaram a cair de medo [de contar]. Quando eu soube, não tive impacto nenhum”, disse.

Hebe contou que ligou então para uma conhecida e fez “umas três, quatro” perucas. “Vocês estão crentes que é o meu cabelo? É peruca, pode fotografar!”

Em abril de 2010, a assessoria de imprensa da apresentadora afirmou que o câncer que a acometia já não existia mais.

Hebe

VOLTA AO SBT

O contrato de Hebe com o SBT foi selado em uma reunião entre a cúpula do SBT e o empresário dela, Cláudio Pessuti. Daniela Beyruti, diretora artística e de programação da rede, José Roberto Maciel, vice-presidente, e Leon Abravanel, diretor de produção, estavam presentes.

“Diretores e colaboradores do SBT comemoram a volta da artista, que sempre foi uma das mais queridas da casa”, dizia o comunicado da rede.

A negociação entre Hebe e SBT ocorria desde junho e foi revelada pela coluna Outro Canal, da Folha. Foi o apresentador Ratinho quem iniciou a aproximação entre as partes.

Em 17 de setembro deste ano, ela se desligou da Rede TV!, cujo compromisso iria até dezembro.

Hebe teria ficado meses sem receber seu salário e participação no merchandising de sua atração. No comunicado em que anunciou a saída da loira, o canal disse não ter pendências financeiras com ela.

Hebe não realiza gravações para a televisão desde junho, quando se submeteu a novas internações por conta de um tratamento contra um câncer no peritônio, descoberto em 2010.

Recentemente, Silvio Santos telefonou para a apresentadora, desejando que ela se recuperasse logo para retornar à TV.

Hebe estava escalada para participar do Teleton, que será exibido pelo SBT em novembro.

Comentários

comments

Não é possível comentar.