Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de outubro 2012

Dom Carlos doa filme inédito sobre Treze Tilias

31 de outubro de 2012 3

A cidade de Treze Tilias, no Vale do Rio do Peixe, conhecida mundialmente como “O Tirol Brasileiro” viveu uma noite especial, com o evento promovido pelo Instituto HIstorico e Geográfico de Santa Catarina para homenagear a colonização austríaca no Estado.
O evento teve como destaque a presença de Dom Carlos Tasso de Saxe-Coburgo e Bragança, trineto de Dom Pedro II, acompanhado de sua esposa, que é Arquiduquesa e trineta de Francisco Jose, da Áustria. Ele doou a cidade e ao Instituto Histórico, cópia de um filme que registra a visita de seu pai a Treze Tilias, em 1938, quando o fundador Andreas Thaler ainda estava vivo.
A solenidade teve a participação do Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, Augusto Cesar Zeferino e demais representantes da entidade, a Consul Honorária da Áustria em Santa Catarina, Sra. Anna Lindner von Pichler, do prefeito Romeu Rabuski, autoridades e convidados.
A Sessão Solene foi aberta pelo Presidente do Instituto que falou da importância do evento e o porquê de Treze Tílias ter sido escolhida. Ressaltou que Dom Carlos é sócio do Instituto e tendo nascido na Áustria, sua ligação com Treze Tílias é muito direta. Falou que o objetivo do Instituto é descentralizar as informações e os eventos que o Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina promove na Capital.
O site de Treze Tilias dá mais detalhes
“Dom Carlos emocionou a todos com suas palavras serenas e destacou logo no início, que dentre todos os atributos mencionados pelo protocolo, o fato de ter sido agricultor é o que mais lhe orgulha. Falou que conheceu Treze Tílias através do vídeo que seus pais fizeram quando estiveram aqui em 1938, mas que conheceu a Dreizenhlinden daquela época e que agora se encantou com a Treze Tílias de agora. Agradeceu a presença de todos e se demonstrou imensamente feliz por poder compartilhar com Treze Tílias, um arquivo de família que a partir de ontem, passou a ser um documento histórico de valor imensurável para Treze Tílias. Em seguida o áudio visual foi reproduzido e emocionou a todos os presentes, muitos destes descendentes de austríacos, que viram a vida de suas famílias sendo contada de uma forma diferente. Foi sem dúvidas um momento muito especial e único, onde o passado uniu-se ao presente, dando a certeza de um futuro próspero e feliz para a pequena Drenzenhlinden, hoje Treze Tílias.
Dom Carlos Tasso de Saxe-Coburgo e Bragança lançou em Treze Tílias seu livro intitulado “Dom Pedro II na Áustria” e para fechar a noite, ofereceu alguns livros e fez uma sessão de autógrafos.”

Auto-escolas voltam a funcionar

31 de outubro de 2012 2

Deputado Darci de Matos(PSD) prevê para esta semana o funcionamento dos 93 Centros de Formação de Condutores (CFCs) que estavam impedidos de aceitar novos alunos.
– Isto acontecerá porque o Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Santa Catarina (Sindemosc) solicitou ao Tribunal de Justiça a desistência da ação civil pública e do agravo de instrumento que move desde 2011 contra as escolas credenciadas depois da publicação da lei que regulamentou o setor – disse o parlamentar.
Completou: “O Tribunal deferiu o pedido e agora há a possibilidade da normalidade voltar às auto-escolas enquanto a Assembleia Legislativa discute o Projeto de Lei 319/2011, que está em tramitação, e que regulamenta definitivamente os CFCs. Eu tenho acompanhado esta questão desde o início e o nosso objetivo é manter um serviço de qualidade na formação dos motoristas.”

Transporte Marítimo: e Florianópolis?

31 de outubro de 2012 13

Contribuição do internauta Carlos Madeira Correa sobre transporte marítimo em Porto Alegre:
“A retomada do serviço de transporte hidroviário entre Porto Alegre e Guaíba completou um ano nesta quarta-feira com resultados a comemorar. No período foram realizadas mais de 10,9 mil viagens, o que resultou no transporte de mais de 700 mil passageiros. Para comemorar o resultado, a CatSul, responsável pelo serviço, já pensa na expansão. “As expectativas eram grandes porque sabíamos que onde o serviço existe é bem recebido”, afirmou o diretor Hugo Fleck.

Ele acredita que entre janeiro e fevereiro de 2013 já estará funcionando a estação junto ao BarraShoppingSul, na zona Sul da Capital. A saída deste ponto até Guaíba encurtará em 10 minutos a viagem, além de colaborar com a melhoria da mobilidade urbana.

O local onde será instalado o pier está em obras. Em função do nível da água, será necessário um recuo maior da margem, de cerca de 30 metros. Mesmo assim, as expectativas são grandes para o início das operações. “O sucesso do catamarã é a sua aceitação pela população. É isso que estamos constatando pelos resultados em Guaíba”, disse Fleck.

Em relação à linha Porto Alegre-Guaíba, ele estima que cerca de 15 mil carros por mês deixam de circular neste trajeto pela opção dos proprietários de utilizar o catamarã.”

"A Antropóloga" em Lisboa

31 de outubro de 2012 Comentários desativados

O filme “A Antropóloga”, do cineasta catarinense Zeca Nunes Pires, foi convidado a participar da Mostra Rotas&Rituais, em Lisboa. Foi levado também no 11o. Festival de Cine de Montevidio ( http://www.movie.com.uy/festival/movie/109/).
O longa-catarinense também está nas prateleiras das locadoras de todo país, distribuído pela Imagem Filmes.
A obra, rodada em Floripa e lançada em abril de 2011, ficou entre os 15 finalistas brasileiros para representar o país na disputa por uma vaga entre os indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2012.

Novo partido politico em SC

31 de outubro de 2012 14

Fernando Ritter envia e-mail para comunicar que deu-se inicio ao processo de fundação do PAN-Partido Aliança Nacional em Florianópolis. Em novembro vai ser realizada a assembleia geral que oficializará a criação da entidade.

Hospital de Caridade: condenação mantida

31 de outubro de 2012 9

Tribunal de Justiça decidiu hoje manter parte das condenações aplicadas a ex-dirigentes do Hospital de Caridade de Florianópolis, por desvio de recursos financeiros, em montante superior a R$ 3 milhões – valores atualizados.
Nota do Tribunal dá outros detalhes da condenação: “Os fatos apontados na denúncia do Ministério Público ocorreram na década de 90. “A vítima, o Hospital de Caridade, é, de fato, entidade com fins assistenciais e filantrópicos, que se mantém por meio de colaboradores e doações privadas, com o intuito primordial de atender à grande parcela necessitada da sociedade catarinense, e diga-se, proveniente da desassistência provocada por um Sistema Único de Saúde precário e insuficiente às demandas sociais”, ressaltou o desembargador Leopoldo Augusto Brüggemann, relator da apelação. Parte de seus ex-dirigentes, à época dos fatos, montava negócios jurídicos fictícios entre o hospital e empresas privadas, com atuação ainda de pessoas físicas com laços de amizade e parentesco entre si, para assim promover o desvio de valores da entidade. Das oito pessoas cujas condenação foram mantidas, seis acabaram punidas com penas de quatro anos e dois meses de reclusão, a serem cumpridas em regime semi-aberto, em colônia agrícola, industrial ou similar. Duas outras, com penas de três anos e dois anos e dois meses, respectivamente, tiveram-nas substituídas por medidas restritivas de direito: prestação de serviços à comunidade e prestação pecuniária. Um dos apelantes teve adiado a apreciação de seu recurso para a próxima sessão da câmara, em razão de seus defensores não poderem comparecer ao julgamento desta terça-feira. Um por motivo de viagem previamente agendada e outro por ter contraído doença infecto-contagiosa. A decisão foi unânime. Há possibilidade de recurso aos tribunais superiores.
Foram mantidas as condenações e as penas de:
Armando Taranto Júnior, Sérgio Severo Matos, Ari Osvaldo Carvalho, Luiz Augusto Schneider, Luiz Tadeu Zequinão e Shirley Correa Peixoto, à pena de 4 (quatro) anos e 2 (dois) meses de reclusão, por infração ao art. 168, caput, do Código Penal, por mais de 7 (sete) vezes, em regime semiaberto;
Ataíde Manoel Pereira à pena de 3 (três) anos de reclusão, por infração ao art. 168, caput, do Código Penal, por 3 (três) vezes, substituída esta pena por duas restritivas de direito, quais sejam, prestação de serviços à comunidade e prestação pecuniária;
Antônio de Azevedo Jorge Júnior, à pena de 2 (dois) anos e 2 (dois) meses de reclusão, por infração ao art. 168, caput, do Código Penal, substituída esta pena por duas restritivas de direito, quais sejam, prestação de serviços à comunidade e prestação pecuniária.”

Missão da Fiesc vai ao Oriente Médio

31 de outubro de 2012 Comentários desativados

Missão empresarial ao Oriente Médio, liderada pela Fiesc, embarca nesta quinta-feira, dia 1º de novembro, para participar do seminário “Catar: um país em transformação – sede da Copa de 2022″, que será realizado na sede da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), no Catar, além de visitar as construtoras OAS e Odebrecht, instaladas naquele país. A comitiva será liderada pelo presidente do Sinduscon de Joinville, Marco Antônio Corsini.
Nos Emirados Árabes, a delegação participará da Big Five, a maior feira de construção civil do Oriente Médio, que na edição de 2011 reuniu 2,5 mil expositores de 70 países. O grupo também participará de seminário sobre oportunidades de negócios com o país, além de fazer visita técnica à Engeprot, empresa brasileira do setor da construção que atua nos Emirados. A comitiva irá ainda à Masdar City, cidade sustentável que está sendo construída em Abu Dhabi, a Capital dos Emirados Árabes. O empreendimento já abriga um parque de geração de energia solar composto por quase 90 mil placas fotovoltaicas.

Os 55 anos da Associação de São Bento do Sul

31 de outubro de 2012 Comentários desativados

O líder do PP, deputado Silvio Dreveck, prestou homenagem hoje na Assembleia a Associação Empresarial de São Bento do Sul – ACISBS – que completará 55 anos no dia 9 de novembro. Destacou a relevância dos serviços prestados pela associação na defesa dos interesses econômicos, políticos e sociais para a comunidade são-bentense. Dreveck, que disse acompanhar a entidade há 35 anos, lembrou que a ACISBS sempre esteve presente em pleitos de representatividade política no executivo e no legislativo. Como exemplo citou o recente esforço conjunto da entidade com os dois poderes em prol da saúde no município através da obtenção de recursos para o Hospital e Maternidade Sagrada Família.

Uma nova tríplice, à esquerda

31 de outubro de 2012 24

O senador Luiz Henrique (PMDB) já tem mostrado seus planos para a nova tríplice aliança aos mais chegados. Raimundo Colombo (PSD) seria candidato à reeleição, o PMDB seguiria com o cargo de vice-governador (mantendo ou não Eduardo Pinho Moreira na vaga) e Ideli Salvatti (PT) disputaria o Senado — todos apoiando a reeleição de Dilma Rousseff (PT).

E o PSDB? Fora do barco, tocando o projeto presidencial do senador Aécio Neves (PSDB-MG). E o PP? A primeira suplência do Senado, se quiser.

Ministério Público recorre contra falência da Busscar

31 de outubro de 2012 Comentários desativados

O Ministério Público Estadual entrou com recurso no Tribunal de Justiça contra a decisão do Juízo da 5ª Vara Cível da Comarca de Joinville, que decretou a falência da empresa Busscar, fabricante de carrocerias de ônibus.
No recurso, apresentado pela Promotora de Justiça Ângela Valença Bordini requer a nulidade da assembleia-geral, na qual os credores com garantia real rejeitaram o plano de recuperação apresentado pela empresa, aponta irregularidades na votação do plano e atenta para o fato dos autos indicarem a possibilidade de recuperação da empresa.
De acordo com a Promotora de Justiça, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), segundo maior credor com garantia real, pediu a suspensão da assembleia-geral e o prazo de 35 dias para analisar o plano de recuperação. No entanto, o pleito foi ignorado pelo administrador da massa falida, que levou o plano à votação.
O plano foi, então, aprovado por 58,73% trabalhadores e por 70,80% da classe dos quirografários (credores sem garantia), mas rejeitado por 50,56% dos credores com garantia real. O BNDES se absteve de votar por não poder analisar a proposta. A Promotora de Justiça salienta que os credores com garantia real têm prioridade de recebimento e avalia que o voto do BNDES, se tivesse a possibilidade de avaliar o plano de recuperação, poderia mudar o resultado da votação.
Segundo Ângela, a Lei de Falências determina que os votos tenham um peso proporcional à parcela da dívida com garantia real. No caso do BNDES, seu voto teria um peso de 32,5%. Mas como não participou da votação, a proposta foi rejeitada por 50,56%.
Outro ponto levantado pela Promotora de Justiça é o fato de, equivocadamente, ter sido superdimensionado o valor do voto do Santander, pois, apesar do banco ter um crédito a receber de cerca de R$ 81 milhões, a garantia real não cobre a totalidade da dívida, alterando a proporção do valor do voto.