Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Elizeu anuncia oito ex-secretários, incluindo rival que aderiu e atual vice-prefeito

30 de novembro de 2012 2

O prefeito eleito de Lages, Elizeu Mattos (PMDB), anunciou mais oito nomes de seu secretariado. Entre eles, está Paulo Dellajustina (PDT), que era candidato a prefeito de Lages e renunciou na reta final da campanha, indicando apoio a Elizeu. Ele assume a Secretaria de Segurança.

Também está na lista o atual vice-prefeito Luiz Carlos Pinheiro, que será o secretário de Desenvolvimento Econômico.

Conheça os oito indicados:

Segurança
Coronel Paulo Dellajustina – Pós-graduado em administração e segurança pública, conquistou carreira brilhante dentro da Polícia Militar de Santa Catarina. Em Lages, esteve no comando do 6º Batalhão da Polícia Militar e do Policiamento do Interior com abrangência em 191 municípios do Estado. É o idealizador do projeto de Polícia Comunitária em Lages, pioneiro em Santa Catarina, levado, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública, a 16 Estados da União. Criou o Batalhão de Operações Especiais da PMSC em São José e o Grupo de Resgate e Assalto com Especialização na SWA. Foi Secretário Municipal de Segurança das Pessoas e do Patrimônio de Lages. Atualmente é Coronel da Reserva Remunerada da PMSC.

Agricultura
João Antenor Pereira – Engenheiro Agrônomo, com especialização em educação e movimentos sociais, com mestrado em Ciência do Solo e Desenvolvimento Rural, é produtor rural e professor universitário de Extensão Rural para os cursos de Agronomia e Veterinária (CAV/UDESC). Trabalhou como extensionista da Epagri, em municípios como Dona Emma, Ponte Alta, Lages, Abelardo Luz, São Cristóvão do Sul, São Joaquim e Painel. Atuou na execução das políticas públicas estaduais e federais para o meio rural. Foi representante estadual dos funcionários da Epagri para o Conselho de Administração da empresa, diretor do Sindicato dos agrônomos/Região de Curitibanos e Membro do Colegiado do Desenvolvimento Territorial da Serra Catarinense.

Habitação
Ivan Rodrigues de Sousa Magaldi Júnior – Engenheiro Civil e bacharel em Direito, é pós-graduado em Georreferenciamento de Imóveis Rurais pela UNC. É professor universitário do Curso de Engenharia Civil nas disciplinas Topografia I e II, da Uniplac. Foi Diretor Administrativo da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos do Planalto Catarinense (AEA); ocupou o cargo de Inspetor-Chefe do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Santa Catarina (CREA/SC), na região da Amures; e coordenador do Plano Básico de Desenvolvimento Ecológico-Econômico (PBDEE), da Associação dos Municípios da Região Serrana. É responsável técnico e sócio-diretor da Losango – Engenharia, Topografia e Agrimensura em Geral.

Obras
Joel Netto Momm – De tradicional família do PMDB, é formado em Engenharia Civil pela Universidade Regional de Blumenau e é mestre em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Catarina na área de estruturas. Empresário da construção civil é sócio-diretor da empresa J.N.MOMM. Foi professor de resistência dos materiais do curso de edificações/Cedup; de laboratório de Informática da Fundação Universidade de Caxias do Sul (RS); de Estruturas de Madeira da Universidade do Planalto Catarinense no curso de Engenharia Industrial Madeireira. Participou recentemente da elaboração dos projetos da Engenharia Ambiental e Engenharia Florestal através do CAV/UDESC

Desenvolvimento Econômico
Luis Carlos Pinheiro Filho – O atual vice-prefeito de Lages, é formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e em Administração de Empresas pela Uniplac, com MBA em Administração Global pela UDESC em parceria com a Universidade de Lisboa (Portugal). Foi Coordenador da Câmara do Jovem Empresário da ACIL; Vice-Presidente da ACIL; Diretor do CDL; fez parte da Diretoria do Clube Internacional de Lages; Diretor da ASPROFAR – Associação dos Proprietários de Farmácias.

Secretaria de Turismo
Flávio Agustini – Seu nome foi indicado pela diretoria do Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares, com o aval da Serra Catarinense Convention e Visitors Bureau. Pedido este que o prefeito eleito de Lages fez questão de atender. Atual diretor de marketing da Santur, já foi diretor de Planejamento do referido órgão. É pós-graduado em Turismo de Hotelaria pela FURB e Marketing, pela Uniplac. Na SANTUR, ajudou a implantar o Programa de Regionalização do Turismo no Estado, dividindo e implantado as dez regiões turísticas. Coordena o Plano Catarina 2020/Plano de Marketing Turístico, envolvendo o Estado e cada uma das dez regiões turísticas inclusive a da Serra Catarinense. Faz parte do grupo que ajudou Santa Catarina a ser escolhida por seis vezes seguidas, como o Melhor Destino Turístico do Brasil.

Semasa
Beijamin Schutz – Filiado ao PMDB desde 1967 é Delegado de Santa Catarina na Convenção Nacional do partido e um dos homens fortes do PMDB lageano. Formado em Administração de Empresas, já foi diretor regional da Casan e da Santur. Secretário de Estado Adjunto da Secretaria do Desenvolvimento Social e da Família e Secretário Municipal do Desenvolvimento Econômico. Foi Gerente de Administração da SDR-Lages e atualmente é Diretor de Previdência do IPREV.

LagesPrevi
Dilmar Antônio Monarim – É advogado com atuação em direito previdenciário e pós-graduado em Administração de Empresas. Participou de diversos cursos voltados para a área de administração pública. Oriundo da iniciativa privada, teve participação como secretário municipal de Desenvolvimento Econômico. Empresário do setor imobiliário desempenhou a função de delegado do Creci de Lages.

Comentários

comments

Comentários (2)

  • Observador diz: 30 de novembro de 2012

    Parabéns a Trade de Turismo de Lages pela indicação e ao prefeito Elizeu pelo aceite.
    Infelizmente entidades representativas não são ouvidas e isso é a diferença entre o sucesso e o fracasso de uma gestão.

  • Giffoni diz: 30 de novembro de 2012

    Sei que em todo o lugar as pessoas economicamente ativas trabalham nisso ou naquilo, no entanto, sempre que vejo alguém ser nomeado em função de órgãos de classe, fico com a pulga atrás da orelha: afinal, será secretário ou mero depositário das vontades classistas. No geral, “operam” apenas em nome dos seus “padrinhos”. E o povo, ó, que se lasque.