Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Secretário apresenta proposta aos professores

31 de janeiro de 2013 43

Antes de apresentar os valores da proposta de descompactação da tabela salarial dos professores, o secretário Eduardo Deschamps exibiu vários slides. Mostrou o comportamento da receita e o comprometimento das despesas com educação. Informou que os gastos passaram de 26,19% em 2010 para 26,57% em 2011 e 29,42% em 2012.
Da mesma forma, indicou dados sobre aumento da participação dos recursos do Fundeb na folha do magistério.
Anunciou depois as tabelas, informando que a variação do piso salarial foi de 157% no período entre 2011 e 2013.
Pela proposta, para aplicação até 2015, professor com graduação terão reajuste de 68,41%. O projeto inclui progressão funcional no período.
Duas tabelas foram mostradas. Uma para vigorar em abril e outra a partir de outubro e 2013.3
Os novos vencimentos básicos propostos são:
Piso – R$ 1.567,00
Professores com graduação- R$ 1.672,
Professores com especialização – R$ 2.024,37
Professores com mestrado – R$ 2.250,36
Professores com doutorado – R$ 2.483,69.

Comentários

comments

Comentários (43)

  • Elin Ceryno diz: 31 de janeiro de 2013

    Ele rebaixou a proposta anterior!!!!!!

  • José Germano Cardoso diz: 31 de janeiro de 2013

    Isto mesmo caro Moacir. Um professor com doutorado ganhando a metade da gorjetinha dada para uns a título de ” auxílio moradia ” ! Mestres e especialista ainda menos. Os licenciados que são profissionais habilitados para a carreira menos ainda que um cobrador de ônibus, não querendo desqualificá-los mas, só para situar o interesse pela mão de obra qualificada por toda Santa Catarina.
    A nossa Via Crucis é humilhante, o amigo haverá de concordar, sem maiores explicações. Mas haveremos de ressuscitar! O sangue dos antepassados não deixarão nossas terras regadas em vão. Isto é mais certo do que Deus no céu e o sol brilhando no espaço sideral! O tempo agora, é bem verdade, está de nublado e chuvoso para trevas. Tormentas e abalos sísmicos entretanto nos deixarão abismados, mesmo que não movêssemos um dedo sequer. A fé tranquila é o melhor remédio para as almas que são imprensadas entre a luta e o desespero para manter a vida. Fraternos abraços a você estendidos aos professores, policiais, enfermeiros e congêneres.

  • isabela diz: 31 de janeiro de 2013

    Tudo bem que o professor merece e deve ser reconhecido, MAS MOACIR, como é que fica os os outros servidores, que não são da SED( novo piso), SES( QUE TIVERAM ABONO) da SSP (que teve incorporações etc) fica ver navio?

  • Elizabeth dos Santos diz: 31 de janeiro de 2013

    É para rir? Se for não teve a mínima graça. É melhor eu para de escrever qualquer coisa, pois eu corro o risco de desacatar essas “autoridades” ou serei censurada por esse blog por todos os palavrões impublicáveis que acabei de proferir e que eu estou com vontade de escrever, mas não o farei. a essa hora até a Derci Gonçalves revirou no túmulo.

  • julio cesar diz: 31 de janeiro de 2013

    se aceitarem esta aberação estão destruindo a carreira de professor. salario miséria. queremos e exigimos o cumprimento da lei do piso do magisterio na sua integra. ou é GREEEEVVVEEEEEE……

  • Andreia diz: 31 de janeiro de 2013

    Oi Moacir, não tens como publicar a tabela por inteiro? Obrigada

  • Emir Agostini diz: 31 de janeiro de 2013

    Esse cidadão chamado Eduardo,Secretário da Educação,está de brincadeira.Primeiro,quem será o Governador em 2015?Será que ele pensa que o povo irá referendar esse continuísmo,modelo de administrar,para poucos.Mais de 60 secretarias.Verdadeiros comitês eleitorais,dito pelo próprio Governador.Segundo,Educação deve ser entendido como investimento e não despesa.Despesa,gastos,gerados por secretarias ,comissionados,funções políticas.Exemplo:Felipe Melo,Roberto Martins,João Paulo,Fabrício de Oliveira,Vanderlei Agostini,Hobus,etc.Isto é despesa,comprometimento das finanças.Enquanto isso,o líder,em carreata,enganando.

  • Lu diz: 31 de janeiro de 2013

    Boa tarde Moacir!
    Essa tabela é retroativa a janeiro?
    Sabes qual será o valor que o MEC vai repassar aos professores alfabetizadores?
    E o tablet que prometeram aos professores do Ensino Médio?
    Outra pergunta que não posso deixar de fazer a ti e somente a ti, pq ninguém até hj soube me responder é sobre os LEGOS enviados as escolas em 2011, acredito que para aulas de robotica e então seriam dados cursos aos professores, etc. e tal… custaram milhões… mas, até hj na minha escola só estão ocupando espaço e nem sequer foram usados pelos alunos menores….
    Quem sabe vc possa esclarecer minhas dúvidas em algum momento…
    Sempre grata por sua consideração,
    Obrigada!

  • Marcellus diz: 31 de janeiro de 2013

    Cadê a tabela?

  • Estella Bahr diz: 31 de janeiro de 2013

    Em 16 de abril de 2012 o ilustre Secretário apresentou um “Projeto de Revitalização da Carreira do Magistério” aos diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação. Neste documento (conforme link: http://www.sed.sc.gov.br/secretaria/noticias/3402-secretario-da-educacao-apresenta-o-projeto-de-revitalizacao-da-carreira-do-magisterio) os novos vencimentos básicos propostos seriam:
    Professores com 2o grau magistério: R$1.450,87
    Professores com graduação- 1.886,13
    Professores com especialização – 2.176,31
    A nova tabela seria aplicada por meio de ajustes em Agosto de 2012, Janeiro, Maio, Setembro e Dezembro de 2013.
    Fica a dúvida… Chegarão a estes valores ou esta nova mega e irresistível proposta desbanca a outra?

  • leda diz: 31 de janeiro de 2013

    “Anunciou depois as tabelas, informando que a variação do piso salarial foi de 157% no período entre 2011 e 2013″.

    Continuam propaganda mentiras. Na minha escola apenas uma professora, sem graduação, se beneficiou desta “Lei do Piso” que Santa Catarina implantou e usa como desculpa para não dar o aumento previsto em lei federal.
    Nesta explanação ele expôs o reduzido número de professores que se beneficiou?

  • Lizbet diz: 31 de janeiro de 2013

    É uma brincadeira? É uma aposta para deserção e o implantar do clientelismo na rede? É um jogo jogado para a privatização? É algo pusilânime tratar os responsáveis diretos pela educação nestes termos salariais.

  • Isabela. diz: 31 de janeiro de 2013

    Este vencimento basico nem chega perto do que os servidores do IGPE(instituto Geral de Pericias recebem) Fora os servidores da SED, SES, SSP,os outros servidores ficam sem nada.

  • Eduardo Guerini diz: 31 de janeiro de 2013

    Na apresentação da “descompactação salarial” na tabela dos professores, a observação é que o discurso do colapso financeiro num dia, serve para noutro dia justificar uma proposta salarial desconcertante. Para qualquer sujeito com bom senso, o discurso da valorização do magistério público estadual não passa de mais uma peça de ficção, carregada de uma desfaçatez sem precedentes. Quando avaliamos ( no sentido de valorar = qualificar), qual o estímulo de um professor em início de carreira buscar o aprimoramento constante , e, no final de uma longa caminhada não ganha mais do que 10% (isso mesmo!!) de um deputado estadual , sem necessidade de muita operosidade ou qualificação. Realmente, entre trucagens estatísticas e maquiagens políticas, chegaremos a triste ilusão – ser professor no Estado de Santa Catarina, se transformou num martírio em vida. Triste futuro das próximas gerações, sem base educacional, sem lastro cultural, seremos um Estado de ignaros e toscos movidos pela “idiotia compulsiva” de nossos governantes.

  • AGNALDO diz: 31 de janeiro de 2013

    OLá MOACIR!SERIA POSSÍVEL VC DISPONIBILIZAR A TABELA NA INTEGRA COM TODOS OS NÍVEIS?OBRIGADO!

  • joao gabriel rempel diz: 31 de janeiro de 2013

    Caro Moacir esta proposta de descompactação da tabela está muito aquém do que a categoria espera. Todos os professores tem consciencia de quanto foi a perda. Só pra fazer algumas lembranças do ano passado foram 14,22% e neste ano são 7,97%. Portanto, a defasagem do piso, sem mencionar os anos de 2010 e nem 2009 é de 22,19%. Sem contar que queremos q permaneça o adicional por tempo de carreira e por formação.

  • Rodrigo diz: 31 de janeiro de 2013

    Descompactar, comparem essa nova tabela com a primeira que tínhamos.

    Desvalorizar o profissional é isso aí. O Governo do Estado de Santa Catarina sabe bem como fazer, foi assim com os profissionais da segurança, saúde, educação, etc. Greve atrás de greve, quero ver como vão explicar para a sociedade agora. Vergonha…

  • Jose Heriberto diz: 31 de janeiro de 2013

    O que o Colombo pensa, escreve, fala, a gente não registra…ele executa uma outra…esta totalmente perdido. Todo ano a ladainha do limite prudencial, do Lei de responsabilidade Fiscal, etc…FORA COLOMBO

  • Ana diz: 31 de janeiro de 2013

    Já tão deixando dívida pro próximo governo? Em 2015 essa corja já não vai mais estar lá!!!!!!

  • Ana diz: 31 de janeiro de 2013

    Estão propondo umas merrecas pra ver se desmobilizam uma greve unificada da saúde, educação e segurança. Acorda, governadorzinho incompetente!!!!!

  • Klayton Robert diz: 31 de janeiro de 2013

    Boa tarde!

    Sem comentários.
    Descompactação é aplicar os 157% para todos os níveis da tabela.
    Valorização é aplica a lei.
    68% até 2015, é enganar tolo, pois só em aumentos:1) Lei do piso anual, se for como este ano 7.97% já representa 23.91%, mais os triênios, pra quem recebe este ano são mais 6%, ou seja 29.91%, esses valores já são meus POR LEI, , assim sendo de aumento, tipo Casas Bahia, sobram 38,5%. VÃO ENGANAR O TOLOS COLOMBO E DESCHAMPS.
    157% + 7.97% + 7.97% = 172.94%, fora o triênio 6%
    ahhhh e a gente ainda acredita, pois somos brasileiros e não desistimos nunca.
    UNIÃO DAS CATEGORIAS
    ABAIXO ASSINADO PEDINDO O FIM DAS SDR’s
    SINTE PENSE NESTA IDÉIA
    Um abraço
    Prof Klayton Robert

  • Marco diz: 31 de janeiro de 2013

    A proposta deixa de ser ridícula…É patética. Concordo com a amiga Ana. A greve unificada deve acontecer!!!! Não vi nada de aumento!

  • Anderson GArcia diz: 31 de janeiro de 2013

    E isso é proposta que se apresente? Vergonha, meu Deus! Quando é que os catarinenses vamos aprender a votar, quando?

  • Maria Aparecida diz: 31 de janeiro de 2013

    Boa Tarde Moacir,
    onde podemos ter acesso a esta tabela?

  • leda diz: 31 de janeiro de 2013

    Gostei da ideia, Klayton. Como poderíamos organizar, via redes sociais, este abaixo assinado pedindo a extinção das SDRs por “crime lesa pátria”, ou algo parecido.

  • Fernando diz: 31 de janeiro de 2013

    Professores com graduação- R$ 1.672 , este valor é para este ano ?

    Ridículo, pois a proposta do ano passado que o sinte recusou tinha um valor de 1890 reias para dezembro de 2013. Entõa porque no fim da greve o SINTE não aceitou aquela proposta ? não dá pra entender este sindicato.

  • SAIU AGORA POUCO NO BLOG DO CACAU,pelo visto é um professor,muitos dizem que sim,outros ainda que quer ficar mais gordinho comendo a feijoada,enfim polêmica e cacau,praia e milho cozido,circo e palhaço,história e comunicador andam juntos sempre,ou nã diz: 31 de janeiro de 2013

    TROCO UMA AULA DE COMO ANDAR EM BOTE INFLÁVEL COM MOTOR 3.6 SUPER CHIKITO,ÓTIMO POIS É EM CâMERA LENTA APRENDIZAGEM,COMO GOSTAM OS APREN diz: 31 de janeiro de 2013
    Seu comentário está aguardando moderação.

    BOTE INFLÁVEL

    Embarcação considerada pela Marinha do Brasil como uma das mais seguras em operações de salvatagem ,possui bóias independentes, o que lhe assegura maior flutuação.

    Esta embarcação já percorreu o litoral catarinense,como porto belo,ilhas do guará,ilha do francês,ratones,anhatomirim e arvoredo,esteve navegando entre as pontes Hercílio Luz e Colombo Salles,coqueiros,itaguaçu,lagoa da conceição.

    As cordas utilizadas de longo alcance já feitas para salvatagem no ar,na terra e no mar,dando assim noções para as necessidades reais para uma navegação segura e conforttável,foi assim,pensando em voce que criamos tudo isso.

    NAVEGUE!bons ventos!

    contato:agenciasolucao@hotmail.com

    agenciasolucao@hotmail.com,onde tem pessoas querendo o melhor para todos,tem agenciasolucao.

    espalhe alegria,contagie,ame+,divirta-se+,comunique-se+,as aulas são na praia de jurerÊ internacional à combinar data e hora,credibilidade

    #moacir pereira,ca embaixo,ca embaixo,que saudade de tudo rapaz…um beijo pro mario motta,roberto alves e o miguel livramento,e pra turma toda,dois…rsrrsr

  • Rute Miriam Albuquerque diz: 31 de janeiro de 2013

    O cômico disto tudo é que a gente ainda fica aguardando para ver qual é a proposta. Que mundo é este que inverte valores e posições?
    Ele tem que conceder o reajuste pois é lei. Desde quando se negocia como aplicar a lei?
    Por que o judiciário é tão ágil em algumas questões, como a da fiscalização nas casas noturnas, por exemplo, o que é excelente, e tão demorado em outras?
    Gostei da ideia Klayton: boa campanha para a RBS. A educação precisa de respostas: Por que e para que mesmo servem as sdrs?

  • renoir diz: 31 de janeiro de 2013

    Todos os sindicatos do estado devem se reunir. Não podemos lutar separadamente. Cumpram-se os 8%. Já pensou uma greve geral?

  • Rita de Cássia diz: 31 de janeiro de 2013

    Seria cômico se não fosse trágico. O vencimento de um professor com
    doutorado é a metade do valor auxílio moradia dos deputados. Só neste estado SEM VERGONHA, SEM GOVERNO, SEM MORAL……..

  • Magda claudio cipriani diz: 31 de janeiro de 2013

    GOSTARIA DE ACREDITAR QUE O SINTE,NOSSO SINDICATO NÃO ACEITOU AINDA LEVAR PARA O GRUPO DE COORDENADORES ,QUE REPRESENTAM AS REGIONAIS,ESSA VERGONHA DA TABELA,JÁ DEVERIAM TER DITO NÃO NA MESMA HORA, POIS DESCOMPACTAÇÃO É APLICAR OS REAJUSTES QUE FALTA PARA TODOS OS NÍVEIS DA TABELA,É APLICAR A LEI JÁ,CHEGA DE ENROLAÇÃO.UMA SUGESTÃO PARA O SINTE E PROFESSORES,VAMOS UNIR TODOS OS SINDICADOS,QUE ATÉ AGORA SÓ FORAM ENROLADOS POR ESSE DESGOVERNO,VAMOS PARAR O ESTADO,E FAZER UM GRANDE MOVIMENTO,E AINDA FAZENDO UM ABAIXO ASSINADO PEDINDO O FECHAMENTO IMEDIATO DAS SDRs, QUE ATÉ AGORA NÃO DISSERAM PORQUE FORAM CRIADAS,POIS NÃO DECIDEM NADA OS PREFEITOS CONTINUAM INDO A FLORIANÓPOLIS NAS SECRETARIAS ESTADUAIS JUNTAMENTE COM SEUS DEPUTADOS ATRÁS DE VERBAS PARA SEUS PROJETOS, FECHAR OU UNIR ALGUNS ÓRGÃO E DIMINUIR OS CARGOS COMISSIONADOS, PORQUE CADA CARGO COMISSIONADO CRIADO, TEM UM ACT CONTRATADO,E MUITOS PROFISSIONAIS EFETIVOS FORA DE SUAS FUNÇÕES VOLTARIAM PARA SEUS SETORES COM CERTEZA IRÁ SOBRAR DINHEIRO PARA PAGAR OS REAJUSTES PROMETIDO PARA TODAS AS CATEGORIAS EM JANEIRO QUE É A DATA BASE,SANCIONADA PELO MESMO GOVERNADOR, E QUE A MÍDIA DIVULGOU . VAMOS FAZER UM GRANDE MUTIRÃO PARA CONSEGUIR MAIS DE UM MILHÃO DE ASSINATURAS PARA O FECHAMENTO DOS CABIDES DE EMPREGOS QUE ESTÁ SENDO CHAMADA DE AJUNTAMENTO DOS NÃO ELEITOS E APADRINHADOS..BASTA,CHEGA GOVERNADOR DE BRINCAR COM TODA UMA CATEGORIA,QUEREMOS E MERECEMOS MAIS RESPEITO,TENHO VERGONHA DE CHAMAR E DISSER QUE O SENHOR RAIMUNDO COLOMBO É O GOVERNADOR DE SANTA CATARINA.INTERVENÇÃO JÁ NO ESTADO. ALÓ MINISTÉRIO PUBLICO, ACORDA,A HORA É AGORA.

  • José Germano Cardoso diz: 31 de janeiro de 2013

    ?

  • Fala Sério!!! diz: 31 de janeiro de 2013

    Parabéns Prof Klayton Robert!!! Ótima sugestão a respeito do abaixo assinado. Não só as regionais, mas as outras 32 secretarias também.

  • VOU QUEBRAR O PROTOCOLO,pode? diz: 31 de janeiro de 2013

    em tempo,antes que alguém diga,tens tempo,digo eu,tenho não,a feijoada tá chegando…eita.

    espaço publicidade exclusive,
    —————————–
    tenho bote inflável para 3 pessoas,motor 3.6hp,ideal para iates,chegar no rasinho com calma e confortavelmente,valor do aluguél 02 camisetas da feijoada do cacau menezes,contatos agenciasolucao@hotmail.com

    a Marinha do Brasil,adverte,pilotos de barcos motorizados devem estar com sua habilitação a porte.

  • Rose… diz: 31 de janeiro de 2013

    No Paraná minha prima trabalha 20 horas na rede estadual, seu vencimento é de 1.750.00, com 8 anos de carreira…
    Eu em Santa Catarina trabalho 40 horas meu vencimento é de 2.054.00 (10E) com 15 anos de carreira…
    Nós do quadro do magistério não temos nada haver com Lei de Responsabilidade Fiscal…nós temos o dinheiro do FUNDEB e um reajuste do piso que precisa ser feito a cada ano e no mês de janeiro…
    No qual o nosso Estado entrou com uma segunda ADIN em 2012 e perdeu…o Sr. Ministro Joaquim Barbosa disse: “Me recordo que em outros tempos estes mesmos Estados entraram com uma primeira ADIN, se não possuem as verbas comprovem isso que o Governo Federal irá completar o que falta”…foi mais ou menos isso que li…
    Qual a dificuldade de se entender isso…

  • Magda claudio cipriani diz: 31 de janeiro de 2013

    Moacir teve algum problema com meu comentário porque ele não aparece de novo.

  • Klayton Robert diz: 1 de fevereiro de 2013

    Boa noite!
    Bela proposta(se é que é proposta), como dizia Leci Brandão: “ …batam palmas pra ele, batam palmas pra ele, batam palmas pra ele, que ele merece…”
    Ler entre linhas da proposta(se podemos chamá-la de tal):
    1 ) Parcelamento tipo Casas Bahia, na descompactação – 2015 já não pertence mais a este DESgoverno;
    2) Adequação da regência de classe ??? readaptados e licenciados não receberão mais.( não poderemos ficar doentes CPI DAS LICENÇAS MÉDICAS)
    3) Otimização professor X aluno de 1/12 Para 1/20 (nem sei de onde vem esses números, talvez somando-se o segundo professor,pois as salas estão LOTADAS) se as coisas estão PÉSSIMAS do jeito que estão, imaginem sobrecarregando, ainda mais, as salas de aula;
    4) limitação da contratação de act’s para 12 mil, como gente???? Hoje o déficit é de +/- 16 mil servidores; fizeram concurso e contrataram 2 mil, o que vão fazer com os 2 mil que faltaram??? ( 16-2=14 mil de déficit, contratando no máximo 12 onde ficaram os 2 mil) ahhhhhh, claro! Como não pensei antes, SOQUEM NAS SALAS DE AULA(depósitos) que os prof dão jeito de escondê-los.
    Bem essa foi minha leitura, se pra você, prof, pai, mãe, Moacir, ….está bom….que assim seja e rezemos pela educação.
    Um abraço.
    Prof Klayton Robert
    ABAIXO ASSINADO PELO FIM DAS SDR’s “…Por TODA Santa Catarina…”

  • Abati Valência diz: 1 de fevereiro de 2013

    Não entendi, estou lenta, ou não estou acreditando alguém pode me explicar, Moacir o salário, por exemplo Professores com especialização – R$ 2.024,37 vai chegar a esse valor só em 2015? Pelo amor de Deus alguém me esclarece, ou melhor me diz que não é isso, e que esse valor de R$ 2.024,37 é na pior das hipóteses é no mês de abril. socorro.

  • maneznho diz: 1 de fevereiro de 2013

    É por essas medidas que os jovens perderam a motivação de estudar. Fazer especialização, mestrado ou doutorado pior ainda. Ficar quatro ou cinco anos depois da graduação para ser professor com salario de R$ 2.000,00 em 2015 se passar em concurso público. Colombo fora já. SDR´s fechadas já. Mordomias como carros, auxilio moradia, comissionados fim já.

    O povo catarinense não merece tamanha falta de compromisso e desconsideração.

  • José Germano Cardoso diz: 1 de fevereiro de 2013

    A título de correção: O sangue e o suor dos nossos…

  • NOTAS DE UMA VIA CRUCIS diz: 1 de fevereiro de 2013

    Nós os servidores públicos de Santa Catarina não desertaremos!
    Colombo está a todo vapor implantando sua visão de Estado através da estratégia já preparada por LHS para o clientelismo e de deserção pela humilhação salarial. Ontem foi um soldado da PM que pediu demissão!!! Notem… foi um dia histórico, não esqueçam jamais. Dia da prova concreta. Muitos desertarão. Alguns já tombaram por doenças psicossomáticas. Instaura-se o assédio moral oficializado. O que para a chancela dos governantes já foi um grande caminho percorrido em doze anos aguardando ( sempre aguardam ) a entrega final dos espíritos no gólgota para muitos de nós, atônitos, é preciso ser preso e condenado na primeira estação! Caiu enfim a ficha! Imaginem, só temos dois meses para a décima quinta estação da ressurreição. Você amigo não acredita. Sua via sacra só tem quatorze estações ? Já se acha muito adiantado ? Talvez suponha que a via não é esta, em Jerusalém, que seria em Roma na Via Ápia ? Pois recomendo a leitura de livros de história. Lá foram crucificados entre três a cinco mil!

  • Fernando Di Frank diz: 1 de fevereiro de 2013

    É assim que tratam a educação, desvalorizando cada vez mais o professor. E ainda tentam manipular a opinião do povo. Se continuar desta forma cada vez mais nosso Estado vai ser representado por este tipo de político, pois foi a escolha de um povo que não tem senso crítico na hora de votar. LOGO: desvalorização da educação=povo sem senso crítico=inrresponsabilidade eleitoral=políticos sem princípios=desvalorização da educação.

  • Jusse Mara Ramos Ribeiro diz: 25 de março de 2013

    Caro Moacir, ao sr renomado jornalista que fala em nome da educação, meus cumprimentos.
    Aos professores, realmente erramos de profissão. Se formos pensar em termos de salário, certos estão aqueles que usam a educação como bico, descompromissados com o futuro da Nação. Nós Professores que por amor investimos em especialização jamais teremos o retorno de nosso investimento, basta comparar nossa folha de sc com professores federais que também não são valorizados e vemos a diferença nos estados. Será que 60% investidos na educação deveria ser pago aos profissionais de carreira e acabar com cargos comissionados? Não seria de se repensar que um deputado ganha tanto, e não pensarem na educação? Temos que mudar nosso foco de pensamento se quisermos ser valorizados. Abaixo deputados estaduais e federais, abaixo cargos comissionados, o poder de voto está na mão do educador que não sabe usá-lo. Faculdades de Pedagogia foram esvaziadas e cursos à distancia começam a se destacar. Para quem precisa da prática, se instala o caos. Lutar por salário na educação é dever, pois nosso governador entre outros que passaram pelo poder, chegaram lá certamente pelas mãos de um educador. E nós ano a ano temos que berrar por um mísero aumento de direito, pois a inflação já comeu os 22% parcelados em 3 anos. E que faremos depois? Fácil para aqueles que vivem de auxilio isso e aquilo e quando se aposentam levam tudo. Tirando o direito do menos favorecido, que se contenta com Bolsas salário,tapando a boca do povo.
    Feliz foi o “mestre” que era respeitado, valorizado que incorporou aos proventos um bom salário. Mas esse já morreu. E não vê o sofrimento atual da educação. Na minha opinião a incompetência esta nos governos, que preferem deixar o povo cada vez mais alienado. Meus pêsames ao Raimundo Colombo, pois em campanha, gravada por mim, disse que o professor seria mais valorizado. Só esqueceu de acrescentar, valorizado ao nível mais inferior da categoria.