Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Governo vai transferir 20 para prisões federais

08 de fevereiro de 2013 14

Texto da assessoria.

O governador Raimundo Colombo confirmou nesta sexta-feira, dia 8, que o Estado vai transferir pelo menos 20 presos de alta periculosidade para penitenciárias federais. A decisão foi tomada a partir da avaliação das forças de segurança do Estado. Por questão de segurança não foi informada a data nem a lista dos detentos que deixarão Santa Catarina nos próximos dias.

A medida integra o conjunto de ações que o governo do Estado vem tomando para conter a onda de ataques criminosos e de vandalismo registradas em Santa Catarina nos últimos 10 dias.

Colombo reafirmou que por questões técnicas não recorreu à Força Nacional de Segurança e garantiu que as Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Rodoviária, agentes penitenciários, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal estão trabalhando de forma integrada. “Temos o efetivo necessário e essa decisão de não trazer a Força Nacional para SC foi tomada em conjunto com o Ministério da Justiça. Não se trata de arrogância, não temos nenhum problema em aceitar ajuda. O Governo Federal é parceiro de Santa Catarina no combate à criminalidade. Está nos cedendo as vagas nas penitenciárias federais e nos ajudando na área da inteligência”.

O governador disse que repudia os excessos cometidos na Penitenciária de Joinville e que os agentes que atuaram no episódio já foram afastados. Raimundo Colombo lembrou que a Corregedoria da Secretaria de Justiça e Cidadania está elaborando o inquérito e os culpados serão punidos.

Comments

comments

Comentários (14)

  • Fabrício Schweitzer diz: 8 de fevereiro de 2013

    “Por questão de segurança não foi informada a data nem a lista dos detentos que deixarão Santa Catarina nos próximos dias”.
    Essa obviedade deve ter saído do tal grupo de inteligência. São essas declarações que nos assustam!

  • Walmor diz: 8 de fevereiro de 2013

    Noticia publicada hoje no Estado de São Paulo sobre blitz da Lei Seca. Será que o nosso Estado vai adquirir esses equipamentos?

    A partir de hoje, blitz da lei seca vai flagrar quem usa maconha e cocaína
    Inéditos no Brasil, equipamentos serão usados na capital sempre que policiais suspeitarem que motorista consumiu drogas ilícitas
    08 de fevereiro de 2013 | 0h 01
    Bruno Ribeiro – O Estado de S.Paulo

    Blitz na Rodovia dos Imigrantes; no novo teste, serão coletadas gotas de saliva do condutor – JB Neto/AE
    JB Neto/AE
    Blitz na Rodovia dos Imigrantes; no novo teste, serão coletadas gotas de saliva do condutor
    Atualizada às 8h32

    Entre a noite desta sexta-feira e a terça-feira de carnaval, o governo do Estado vai testar nas ruas da capital um novo modelo de blitz para fiscalizar a lei seca. Além de novos equipamentos para flagrar motoristas bêbados, como câmeras de vídeo, policiais de São Paulo terão, pela primeira vez, aparelhos capazes de detectar se o motorista consumiu também maconha ou cocaína.

    Os equipamentos – inéditos no País – serão usados caso o policial suspeite do consumo de drogas. Para o teste, são coletadas gotas de saliva do condutor. Diferentemente do álcool, não é preciso aferir a quantidade de outras substâncias psicoativas no corpo: pelo artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), qualquer valor é suficiente para indiciar o motorista por crime de trânsito, que pode pegar pena de 6 meses a 3 anos de prisão, além de perder a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por um ano e pagar multa de R$ 1.915,40.

    A ressalva, segundo o presidente da Comissão de Trânsito da seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), Maurício Januzzi, é que, assim como o bafômetro e o exame de sangue, o motorista não é obrigado por lei a fazer o novo teste antidrogas.

    Mudanças

    Os novos aparelhos são apenas uma das mudanças na blitz da lei seca. O governador Geraldo Alckmin vai assinar hoje um decreto que rebatiza a fiscalização como Operação Direção Segura. No lugar de uma operação conduzida basicamente por policiais militares, as novas blitze terão também delegado e escrivão da Polícia Civil, peritos do Instituto de Criminalística e agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e de seis secretarias de Estado. Serão, ao todo, 17 pessoas por operação. “A diferença é que toda a operação estará concentrada em um lugar só. Hoje, a cada motorista flagrado, é preciso que três, quatro policiais o acompanhem até a delegacia. Com o tempo, a blitz acaba se desfazendo”, explica o presidente do Detran, Daniel Annenberg.

    A ideia do Palácio dos Bandeirantes, conforme o Estado antecipou em novembro, é que o indiciamento do motorista infrator ocorra na mesma noite do flagrante da bebedeira. A documentação do motorista e a situação do veículo (em relação ao pagamento de IPVA e licenciamento) também serão fiscalizadas nas operações.

    Outra novidade é que os policiais vão usar câmeras de vídeo, cujas imagens passaram a ser aceitas como prova de embriaguez desde o fim do ano passado, e foram treinados para notar os sinais de embriaguez definidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

    Além disso, cadeirantes vítimas de acidentes de trânsito farão ações de conscientização sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool e outras drogas. Eles também vão atuar em bares, baladas e restaurantes.

    O piloto do novo programa só deverá ser implementado no resto do Estado após o carnaval. Annenberg diz que, em uma segunda etapa, ainda neste ano, as blitze terão vans com computadores da Secretaria de Estado da Fazenda para que motoristas que estejam sóbrios, mas tenham pendências financeiras com o veículo, possam acertar suas contas. “Às vezes, o cidadão que não é bandido e está com a família fica a pé à noite por causa disso.”

    2 perguntas para: Dirceu Rodrigues Alves Jr., médico especialista em trânsito

    1. Há diferença, para a segurança do trânsito, se o motorista bebeu ou usou maconha ou cocaína? Todas as drogas alteram a capacidade cognitiva, motora e sensitiva. As três drogas atrapalham, mas as ilícitas podem causar até alucinações. As drogas são uma grande agressão ao corpo e a pessoa não tem nenhuma condição de dirigir sob efeito delas – e isso inclui o álcool.

    2. Há estatísticas sobre consumo de drogas por motoristas? Sim. Há relatos sobre motoristas nas rodovias que antes bebiam e agora usam maconha, porque a droga não aparece no bafômetro. E o consumo é maior entre os jovens que vão para as festas de carnaval. E lá consomem também álcool.

    Também está na mira venda de álcool para adolescentes

    A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo vai fazer operação especial no carnaval para fiscalizar a proibição de venda de álcool a menores de idade, mesmo acompanhados dos pais ou responsáveis. As blitze vão de hoje a terça-feira.

    Agentes das Vigilâncias Sanitárias estadual e municipal e do Procon-SP, a maioria à paisana, vão fiscalizar bailes de carnaval, casas noturnas, bares e outros estabelecimentos que ficam em ruas por onde passam blocos, cordões e trios elétricos. O sambódromo do Anhembi e imediações também estão na mira.

    A vigilância será intensificada ainda no litoral, em quiosques de praia e estabelecimentos. Os fiscais também vão checar o cumprimento da lei antifumo.

    Os estabelecimentos infratores receberão multa de até R$ 96,8 mil, além de interdição e perda da inscrição no cadastro de contribuintes do ICMS.

  • marcos diz: 8 de fevereiro de 2013

    PERFEITA A ENTREVISTA PUBLICADA NO CLIC RBS COM O COMENTARISTA DA GLOBO RODRIGO PIMENTEL. O HOMEM FALA TUDO QUE GOSTARIAMOS DE FALAR. DIZ QUE QUEM MANDA NO ESTADO É O PMDB E QUE A SECRETARIA ADA DE LUCA NÃO SAI PORQUE SEU PARTIDO O PMDB É QUEM MANDA NA PASTA. ENTÃO TÁ !!! O PMDB MANDA NA PASTA , E QUEM SE EXPLODE É O POVO. PARABÉNS RAIMUNDO COLOMBO DO PMDB ,O POVO NÃO VAI ESQUECER.

  • Lu diz: 8 de fevereiro de 2013

    Se Não é arrogância o que é? Medo da presidenta descobrir o que todos nós catarinenses já sabemos a quase três anos?
    Pelo amor de Deus Sr Colombo! Não é hora de começar com suas historinhas… a presidenta já é bem crescidinha para ouvi-las.
    O Estado está desgovernado! Peça ajuda!

  • O CONTESTADO II ( relatos de uma guerra civil ) diz: 8 de fevereiro de 2013

    * assustados nos deitamos assustados levantamos;
    * a cada hora confirmamos na internet os movimentos das tropas, as baixas materiais e humanas dos dois lados invisíveis;
    * medidas são tomadas na proporção tempo inversa ao da divulgação podendo gerar graves ruídos de sintonia e adequação;
    * desta sexta para este sábado abateu-se sobre todo o front uma nevasca líquida mais impertinente deixando as tropas em exaustão e o inimigo também;
    * basta uma ventana e tudo pode voltar da noite para o dia chegando a cem os confrontos nesta noite decisiva;
    * o quartel general ainda não considerou que as rádios são o meio de comunicação mais rápido entre o inimigo que a internet: a rádio é alimentada pela internet que não está em todos os locais mas o rádio sim está em qualquer acantonamento;
    * a reação das últimas medidas de transferências podem ser um último tiro pela culatra da tropa e não intimidar o inimigo que pode surpreender muito ainda;
    * os movimentos da tropa são facilmente calculáveis pelo inimigo.

  • Almanaque do Roberto diz: 8 de fevereiro de 2013

    Teve uma época em Recife-PE,em que as empresas de ônibus queriam tirar a gratuidade para policiais.Na mesma semana começaram a incendiar ônibus na região metropolitana de Recife. Eram vários grupos de homens pançudos e de toucas ninjas pretas. Foi um terror !!!

  • #ludesesperada diz: 8 de fevereiro de 2013

    Mas nas penitenciárias federais os telefones celulares também funcionam, não?
    Pois é, só não funcionam nas casas de pessoas honestas!
    Ontem mesmo, nas redondezas da minha casa, um homem gritava muito por polícia e por socorro. Fiz 7 tentativas do meu celular para o 190, todas frustradas, inclusive a única atendida, que caiu depois, sem o policial me entender…
    Ligo para a operadora e ouço: “É área de sombra, senhora.”
    Mas nas penitenciárias não tem área de sombra. Estranho!

  • Antônio C. S. Souza Jr diz: 8 de fevereiro de 2013

    E se esses vagabundos que estão nas ruas continuarem com atentados QUE TRANSFIRAM MAIS OUTRA TURMA de presidiários, e assim por diante….

    Não se pode tolerar a criminalidade !

    E NÓS, COMUNIDADE EM GERAL, DEVEMOS DENUNCIAR ESSA BANDIDAGEM E AJUDAR A POLÍCIA A ACABAR COM ESSES VAGABUNDOS.

    Alguns vagabundos se escondem no anonimato das ruas e fazem esses atentados. Devem pagar por isso…

    Que as Polícias façam mais e mais blitz nas “bocadas” e acabem ou atrapalhem o esquema desses bandidos.

    Talvez alguns órgãos sejam relaxados e ajudem na impunidade, mas se só as Polícias permanecerem nessas operações reforçando suas atividades, vai atrapalhar muitos esquemas….

  • Cláudio diz: 8 de fevereiro de 2013

    Torceremos para que um “deles” Seja ELE!

  • Abati Valência diz: 9 de fevereiro de 2013

    Por que que um estado que se diz de excelência não tem penitenciárias adequadas para criminosos de alta periculosidade? E não venham dizer que é por falta de dinheiro também, se não tem alguma coisa errada nas contas do governo. Se o estado de Santa Catarina não tem verbas é porque os gastos com servidores comissionados e secretarias regionais estão onerando o estado, é simplesmente um caso de má gestão.

  • florianopolitanos amigos diz: 9 de fevereiro de 2013

    QUANTA INTELIGÊNCIA JUNTA !!!!!!

  • BlaBlaBla diz: 9 de fevereiro de 2013

    Novos outros aparecerão, novos ataques serão ordenados e nós ficaremos pagando a conta dessa ingerência politica, desse desgoverno.

  • LIGA ( 0 INTELECTO ) diz: 9 de fevereiro de 2013

    Sim, são estas declarações que nos assustam. Como o bêbado que não reconhece jamais, o governo embretado revela-se por obviedades… 20. Só falta dizer o sexo, mas são masculinos, e o dna de cada um. Puta merda nós estamos fodidos e mal pagos!

  • leda diz: 9 de fevereiro de 2013

    Peguem o Colombo, juntamente com o grupo gestor, passem por Brasília e juntem o LHS e o Paulo Bauer e mandem para a … China!
    Não! Melhor: vamos dar chance de escolha: Afeganistão ou Síria.