Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A reforma mínima e as opções de Colombo (22/02/2013)

22 de fevereiro de 2013 40

Estão em fase final no Centro Administrativo os estudos sobre a reforma administrativa que o governador Raimundo Colombo (PSD) vai propor a Assembleia. A previsão é remeter o projeto na próxima semana.

A fusão de empresas e extinção de órgãos estaduais não se confirmará. A tendência é de que “a reforma seja mínima”, segundo o secretário Nelson Serpa (PSD), da Casa Civil, alegando que a gestão Colombo caminha para o final. Sinal de que o projeto de reeleição é uma de suas prioridades políticas do governador. Neste caso, terá que decidir sobre as condições da candidatura. Pode seguir o exemplo de Luiz Henrique da Silveira (PMDB), que renunciou em abril de 2006, deixando o vice Eduardo Pinho Moreira (PMDB) assumir o governo.

Também pode concorrer à reeleição no cargo, como fez Esperidião Amin (PP) em 2002. A terceira opção é pedir licença do cargo, abrindo duas novas possibilidade: o vice Pinho Moreira assume ou declina para disputar outro cargo na eleição. Neste cenário o governo será ocupado pelo presidente da Assembleia Legislativa. Pelo acordo celebrado na eleição da nova mesa diretora, o deputado estadual Romildo Titon (PMDB), atual vice-presidente, assume o Legislativo em 2014.

O secretário Serpa disse que a reforma administrativa deverá prever, no máximo, a fusão das agências reguladoras em apenas uma. Existem duas questões pendentes: a criação da Secretaria de Governo, a ser ocupada pelo advogado Filipe Mello (PR), e a elevação ao status de Secretaria de Estado para a pasta de Assuntos Internacionais, hoje uma secretaria executiva. Se acontecer, o nome mais cotado para ocupá-la é do professor Ubiratan Rezende, que está retornando a Santa Catarina para, em princípio, prestar consultoria ao governador.

Definido mesmo está o projeto que trata da prevenção contra incêndios. Dará poder de polícia aos bombeiros em todo o Estado.

O prefeito de Jaraguá do Sul, Dieter Janssen (PP), à direita, visitou ontem o Hospital São José. No Pronto Socorro da entidade privada, foi informado pelo conselho deliberativo que 70% dos atendimentos naquele setor são feitos através do SUS. O prefeito prometeu parcerias com o hospital e a construção de uma UPA 24 horas.

Licença suspensa
A juíza Maria de Lourdes Porto Vieira concedeu liminar em ação civil pública do Ministério Público Estadual para suspender a licença ambiental da Penitenciária de Imaruí. Na mesma sentença, a magistrada suspendeu as obras do novo complexo. Fixou multa diária de R$ 100 mil pelo descumprimento da decisão.

Pedágio: deboche
Em pronunciamento da tribuna da Câmara, o deputado federal Esperidião Amin (PP) classificou de debochada a decisão da ANTT de autorizar reajuste no preço do pedágio cobrado pela Auto Pista Litoral Sul na BR-101 Norte. Denunciou que “há um conluio entre a concessionária e a ANTT”. Cobrou a execução do Contorno Viário da Capital.

Convidado de honra
O PT convidou o ex-ministro José Dirceu para as celebrações dos 33 anos de fundação do partido em Chapecó. Mudaram os tempos ou mudou o PT? Antes, o partido trazia líderes nacionais, notáveis da política, mestres do pensamento para falarem de ética, justiça e causas populares. Agora traz um condenado pelo STF para comemorar aniversário.

A campeã do inchaço
A Prefeitura de Imbituba entra 2013 na contramão da história. Ao invés de enxugar a máquina, como estão fazendo vários prefeitos, cria mais cargos. Ampliou para 18 o número de secretarias municipais. Florianópolis e Chapecó tem 15, Blumenau conta com 14, Curitibanos só 8. Com 18 secretarias, Imbituba é a campeã estadual da máquina gorda.

Debate em Criciúma
Marcado para amanhã, as 10h30min, pela RBSTV local o debate com os candidatos à prefeitura de Criciúma. Terá a participação dos quatro postulantes, cujos partidos têm representação na Câmara Federal: Américo Faria (DEM), Fabio Brezola (PT), Márcio Búrigo (PP) e Ronaldo Benedet (PMDB).

Conversa jurídica
O prefeito da Capital, Cesar Souza Junior (PSD) conversou com procuradores da República que atuam em Florianópolis. Em audiência com o procurador Walmor Alves Moreira, falou das ações civis públicas que envolvem questões ambientais em locais como a Praia Mole e Jurerê.

90 anos
Histórico fim de semana para a imprensa catarinense. O jornal A Notícia, de Joinville, celebra hoje 90 anos de fundação. Três fases e três nomes: o fundador Aurino Soares, o reformador Helmuth Fallgatter e o modernizador Moacir Thomazi.

- Em Joinville, o vereador Adilson Mariano (PT) apresentou projeto de lei para impedir a participação em licitações de empresas que respondam judicialmente por atos criminais ou não cumprimento de direitos trabalhistas.

- O prefeito Cesar Souza Junior anuncia hoje a implantação de duas promessas de campanha: remédio em casa e mutirão de exames médicos.

- Raimundo Colombo assinou ontem o ato de nomeação do procurador Sérgio Antônio Rizelo, de 53 anos, natural de Concórdia, para o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça.

Comentários

comments

Comentários (40)

  • Almir Wagner diz: 22 de fevereiro de 2013

    Colombo desonra o povo lageano. Fará uma reforma meia-sola. Não tem a coragem suficiente para empreender um governo com personalidade própria, correndo os riscos da democracia. Entre o apoio do povo ou do PMDB, fica com o segundo. Pagará caro por isso.
    Quanto a LHS, o melhor que tem a fazer é ficar de bico calado pois a situação do estado hoje é de sua inteira responsabilidade (ou irresponsabilidade).
    O pior de tudo é saber que nosso povo não acompanha a vida política do próprio estado e, se LHS fosse hoje candidato a qualquer coisa, eleger-se-ia sorrindo.

  • Edson Moraes Lessa diz: 22 de fevereiro de 2013

    A nota “Convidado de honra”, merece alguma reflexão ???

  • marcos diz: 22 de fevereiro de 2013

    CATARINENSES PREPAREM-SE PARA APOSENTAR MAIS UM GOVERNADOR COM APENAS 8 MESES NO CARGO. QUEM SERA O FELIZARDO DESTA VEZ. NO GOVERNO DO LHS ELE BRINDOU 2 AMIGOS COM ESTA FORMA DE APOSENTADORIA. QUANTOS COLOMBO VAI LARGAR NOS OMBROS DO POVO QUE JÁ NÃO AGUENTA MAIS TANTA BANDALHEIRA.

  • Paulo Roberto diz: 22 de fevereiro de 2013

    O Senhor Esperidião Amim não é aquele que em 1982 fechou ponte Hercílio Luz para reforma? Que por sinal encontra-se em reforma até hoje. Não é aquele que foi governador do Estado? Por sinal tem sua parcela de contribuição pelo caos que vivemos (trânsito, segurança pública, saúde, educação). Afinal, foi governador e sempre deputado pelo jeito.

  • Roberto Lustosa diz: 22 de fevereiro de 2013

    O Governador Colombo, que teve o meu voto, perdeu a grande oportunidade de se tornar o grande lider catarinense, fazendo uma administração exemplar. Optou em ser “escravo”do PMDB, diga-se LHS, Eduardo Moreira, Casildo, Ada Deluca, Dalmo de Oliveira, Cobalchini & cia. A escolha foi “dar cargos”, empregar todo mundo. Enquanto isto, as obras necessárias e os atendimentos aos contribuintes ( saúde, segurança, infraestrutura, educação) tudo ao “deus dará”. É uma lástima!

  • O REFORMADOR diz: 22 de fevereiro de 2013

    UQUE……..REFORMA PRA QUE ?????
    ESTE GOVERNO FAZ 2 ANOS e MEIO QUE ESTA PARADO.
    JÁ FÊZ 3 REFORMAS ADMINISTRATIVAS……. MAIS UMA ?????
    ELEGERAM O SERRANO PARA SOMENTE FAZER REFORMA ?????
    CADE O DINHEIRO DOS NOSSOS IMPOSTOS PAGOS MENSALMENTE ????
    ESTÂO FALANDO QUE ESTE “REZENDE” QUE ESTEVE POR AQUI VIRÁ NOVAMENTE ???
    COLOMBO, ISTO GENTE PARA SER COLOCADA PINDURADA EM UM CABIDE ( CABIDÀRIO DO COLOMBO) JÁ FÊZ MUITAS COISAS ERRADAS NOGOVERNO AMIN / BORHAUSEM…….ELE SERVE DO QUÊ,…………….
    AGORA O POVO CATARINENSE VAI PAGAR SALÁRIO MENSAL PARA ESTE ESTRANGEIRO ?????
    CATARINENSES SÓ NOS RESTA PEDIR “SOS” PARA OS ………….. E INCENDIAR O CENTRO FESTEIRO DA ADMINISTRAÇÃO ESTADUAL.

  • juca diz: 22 de fevereiro de 2013

    Esse Bira vem fazer o que sempre fez, enganar o bobão do Raimundo. Bira é um incopetente, fica seis meses e vai embora. Arrumou emprego pra filha na Alesc com salário de 20 mil mês. Os falsários em primeiro lugar, né Colombo?

  • Walmor diz: 22 de fevereiro de 2013

    Prezado Moacir, sou de opinião que o senhor Governador deveria fazer uma reflexão profunda, e implementar neste momento uma ampla reforma administativa que é quase unanimidade na população, visando enxugar os gastos do Estado com a máquina pública, diminuindo com isso o tamanho da estrutura do administrativa do Estado, visando dar mais agilidade as ações administativas do governo que hoje encontram-se meio travada. Dessa maneira poderia obter melhores indicadores na perfomance do seu governo. O Estado hoje conta com aproximadamente 60 Secretarias de Estado, incluindo aí as Regionais, e a estrutura total da administração pública é formada por mais de 90 órgãos no seu organograma, o que convenhamos é muito órgão público para um Estado do tamanho do nosso, o que torna a estrutura lenta, pesada e onerosa para os cofres públicos. Acredito que no Brasil é o Estado que tem mais Secretarias. Historicamente o Estado sempre teve em torno de 15 Secretarias e funcionava muito bem. O Governador deveria aproveitar os dois últimos anos de governo e dar mais agilidade na sua administração, oferecendo serviços públicos de melhor qualidade a população, como educação, saúde, segurança pública e infraestrutura urbana. Tivemos exemplos de bons administradores públicos num passado recente, cito os Governadores Mário Covas em São Paulo e Vilson Kleinumbing em nosso Estado, foram Governadores com pulso firme na tomada de decisões, mesmo quando enfrentaram resistência nos partidos políticos e greves no serviço público. Sempre agiram colocando em primeiríssimo plano os interesses do Estado e por extensão os da população de seus Estados. Apoio de partidos políticos é importante e necessário para um administrador público, mas mais importante é o apoio da população, que é para quem o Governador está exercendo o seu mandato, e por quem foi eleito. Por essas e outras é que estou convicto que deve acabar a reeleição em nosso país, criando o mandato de cinco anos para todos os cargos eletivos, e que também as eleições sejam unificadas e ocorram de cinco em cinco anos, pois eleições de dois em dois anos comprometem em muito as ações administrativas dos governantes que tem mandato de quatro anos. O senhor Governador está muito preocupado em agradar os partidos e políticos da coalizão que o apoia, mas está se esquecendo da grande coalizão que é formada pelo povo, e que em última análise é quem decide as eleições. Mas ainda há tempo de reverter esse quadro, e para que isso aconteça esperamos que os assessores e lideranças políticas históricas, importantes e influentes do nosso Estado, iluminem o senhor Governador nesse sentido. Que o Grande Arquiteto do Universo o ilumine neste momento grave por que passa o nosso Estado.

  • Décio diz: 22 de fevereiro de 2013

    Acreditar nas reformas do Governador COLOMBO é a mesma coisa que acreditar em PAPAI NOEL. RAIMUNDO COLOMBO ja entrou na segunda fase definitiva de seu Governo sem dizer a que veio. Os cabides de Empregos das SDrs que ele tanto criticava continuam como estava. O Governo segue engessado pelo PMDB Catarinense, não consegue tomar nenhuma atitude sem a benção dos cardeais LUIS HENRIQUE DA SILVEIRA E EDUARDO PINHO MOREIRA. Talvez não existiu nos ultimos cem anos um Governo mais omisso, sem autoridade, inoperante e incompetente quanto o Governo COLOMBO. Atualmente o Governador tem um unico pensamento R E E L E I Ç Ã O e para se garantir o Governo passa por um momento do vale tudo. Pobre dos Catarinenses

  • Anderson diz: 22 de fevereiro de 2013

    Gostaria de mudar minha opinião sobre este governo, mas não consigo, já tentei de tudo quanto foi jeito e não dá. Saúde, Segurança, Educação em colapso, o resto então, nem se fala. O Governo parece estar mais preocupado com interesses pessoais do que públicos, pois pensando em qualquer cargo eletivo, com o tripé da sociedade assolado pelo desprezo do governo, não posso pensar diferente. Lastimável essa atitude do governo, que pensa tão somente em si, e, muito provavelmente, na engorda de seu gado e no lucro de suas fazendas.

  • JUCA diz: 22 de fevereiro de 2013

    Olha a propaganda politica usando orgãos publicos na cara dura

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=496368267093353&set=a.146435392086644.31214.141967315866785&type=1&theater cade o MP?

  • rudinei diz: 22 de fevereiro de 2013

    Gostaria de perguntar o que o Senador Luiz Henrique da Silveira acha do movimento contra Renan Calheiros…ou vc votou a favor dele? Pois meu comentario anterior nem foi publicado, quando perguntei ao Moacir a sua opiniao, já que a imprensa comprada nao está nem mencionando o fato que foi importante para os mais de 1600.000,00 eleitores que assinaram a petiçao #forarenan…Ah Moacir esqueci que o Sr. nem sabia desse acontecimento!

  • nina diz: 22 de fevereiro de 2013

    Lamentável é como esse homem – LHS deixou o Estado de SC.

    Se a população aferir realmente na íntegra o que o Governo está fazendo, a história seria diferente. Não vê quem não quer, quanta coisas erradas está acontecendo em SC.

    As aulas se iniciam, e após alguns dias, os alunos ficam sem aulas.
    Durante as férias escolares nada foi feito para acabar com as filas. Esperam primeiro as aulas começar para depois ver o problemas.

    E o Governador preocupado com sua reeleição…

    Os serviços essenciais à população vão sendo deixados de lado. O Governo está preocupado em manter bem os seus parlamentares e as SDRs para sua reeleição.
    E o Governador preocupado em reformas descabidas, em locais desnecessários…

    Os SERVIÇOS ESSENCIAIS À POPULAÇÂO DEIXADOS DE LADO!
    Será que o povo não vê???

    Nina

  • Patrick Abdalla diz: 22 de fevereiro de 2013

    Que governo lamentável !!! À falta do que fazer vem com “reforma administrativa” pra mais desgaste ainda.

  • Servidor AGESC diz: 22 de fevereiro de 2013

    Prezado Moacir,
    Mais uma vez aguardamos uma reforma que prometia revolucionar a gestão em nosso Estado e o que vemos é que mais uma vez ficaremos “a ver navios”.
    Concordo com o Sr. Almir, pois é uma pena que a população não se preocupe com a vida política de seu estado e se deixe levar pelas vantagens pessoais para eleger mais um candidato que não atende as necessidades de seus eleitores e sim dos politiqueiros. Em outros países, com a situação que enfrentamos nos diversos setores de nosso estado, o povo já teria ido às ruas para manifestar sua desaprovação. Pelo que se vê, nenhuma reforma acontecerá pelo simples fato que a atual gestão não quer criar inimizades que prejudiquem sua reeleição, lembrando que já foram 8 anos de LHS, mais 4 de Colombo e dependendo do voto do povo, poderão vir mais 4 anos. Com isso são 16 anos de um mesmo grupo governando nosso Estado.
    NÓS, SERVIDORES DA AGESC, continuamos ultrajados com nosso mísero salário. TODOS os órgãos possuem alguma gratificação, FECs ou qualquer outra ferramenta que tire o salário do básico, NÓS não temos nem isso e como somos poucos continuamos no esquecimento. Minha última esperança é que AGORA façam algo pela AGESC e pelos servidores que lá estão há anos sempre ESQUECIDOS pelo governo. Queremos dignade e que o Sr. Governador cumpra sua promessa do início de 2011 quando se reuniu com os órgãos e nos prometeu a revisão de nossos salários.

  • Velhota da Ilha que náo é Idiota diz: 22 de fevereiro de 2013

    Senadô, taposenta.
    Governadô, tarranca.

  • Cláudio diz: 22 de fevereiro de 2013

    Dois anos para entender como funciona a máquina e mais dois anos tentando a reeleição empregando apadrinhados. Por que foi mesmo que ele veio? alguém sabe explicar?

  • carlos diz: 22 de fevereiro de 2013

    Esse vereador Adilson Mariano do PT de Joinville é um gozador, tá propondo normas em matéria de licitação, algo que só a União pode legislar, conforme a Constituição Federal. Essa das violações aos direitos trabalhistas já tem até lei federal, nº 12440/2011, que mudou a lei 8666, e torna obrigatório aos licitantes a apresentação de prova de inexistência de débitos inadimplidos perante a Justiça do Trabalho.

  • Roger diz: 22 de fevereiro de 2013

    O povo está literalmente “CO LOMBO” ardido de tanta irresponsabilidade governamental….

  • Francisco diz: 22 de fevereiro de 2013

    O estado de SC está recebendo muitos investimentos, se esses fossem proporcionais ao número de viagens internacionais realizadas pelos governadonares do estado catarinense, seríamos superiores em todos os índices, ao estado norte americano da Califórnia. Lembro-me duma das últimas viagens realizadas pela gestão anterior, aos Emirados Árabes Unidos, para captação de recursos, a única mulher nas reuniões, fora a hoje ministra Ideli Salvatti. No episódio um secretário chamado de Vinícius, alegara que foram à Dubai, por ser o local onde estava o dinheiro no momento.
    Imediatamente depois, eclode o rombo financeiro-imobiliário nessa região do golfo.
    Há um vídeo ainda disposto no you tube, duma viagem pela Europa, com os representantes catarinenses da época. Chega a ser comovente o passeio do grupo pelo rio Sena. Os brindes, são contagiantes em alegria.
    Coisa boa viajar pelo mundo civilizado né? Sem pobres famintos, ladõres de celulares, de carros, de carteiras, sem ônibus queimando, sem pobres reclamando em terminais, sem miseráveis agonizando em filas e corredores de hospitais, sem trabalhadores reivindicando mais dinheiro.
    A Europa, os EUA, Canadá e Japão, ainda são bons destinos para o alívio da labuta diária desses tipos que administram os entes brasileiros.

  • Moacir Pereira diz: 22 de fevereiro de 2013

    Caro Rudinei
    Lamento decepcioná-lo, mas o pedido de impeachment de Renan Calheiros, pelo abaixo-assinado virtual, já mereceu várias notas aqui neste blog e em minha coluna no DC e Santa. Tenho pesar em informá-lo, também, que já noticiei aqui e em todos os veículos do grupo RBS que o senador Luiz Henrique da Silveira não votou em ninguém, porque estava adoentado e sequer viajou a Brasilia naquela semana.
    Finalmente, a “imprensa comprada” mantém suas portas e janelas abertas para todas as noticias de interesse público. Respeitosamente, Moacir Pereira.

  • Lu diz: 22 de fevereiro de 2013

    Como está chegando a páscoa vou acreditar nas historinhas do Sr Colombo ( ou seria NO LOMBO?????). E, aproveitar também, para acreditar no Coelhinho da Páscoa. Espero que na reforma administrativa ele leve o DESCHAMPS junto com os ovinhos para bem longe da Educação( leve também o pacto junto, já que fez sozinho e ninguém quer ouvir essa balela). Afinal, estes ovinhos que ele quer nos dar estão chocos a anos e não queremos mais . Queremos lindos doces na páscoa, afinal é isso que merecemos:nosso dinheiro para comprar nossos ovinhos. E isso será possível se o DEsgovernador começar a governar e colocar um secretário que saiba trabalhar.

  • lila cardoso diz: 22 de fevereiro de 2013

    Jornalista,

    A ÚNICA REFORMA ADMINISTRATIVA VIÁVEL NESTE MOMENTO PARA COLOCAR O TREM NOVAMENTE NOS TRILHOS É TROCAR O:
    DESGOVERNADOR DO ESTADO RAIMUNDO COLUMBO.
    Motivo: INCOMPETÊNCIA e INOPERANCIA.

  • E o salário, óh! diz: 22 de fevereiro de 2013

    NUNCA ví o Moacir criticar de forma nenhuma o LHS por criar os tais cabides de emprego para financiar sua reeleição, eleição para o senado e eleger o sucessor. Também nunca ví ele criticar o pinho Moreira por ficar alguns meses no governo e receber salário vitalício, nunca ví criticar o Pavan e suas maracutaias, Paulo Bauer, nunca ví criticar o Amin, o Paulo Afonso, os Bornhausen… Enfim, ele não critica ninguém! Mas o Zé Dirceu, que eu admiro, parece incomodá-lo muito! Por que será? Uma pessoa que não tem nenhum cargo público, “condenado” a 10 anos de prisão representa algum perigo? Faz isso para contentar os patrões que seguem as diretrizes do Instituto Milênium? Muito esquisito!

  • Claudio Antonio Stiegler diz: 22 de fevereiro de 2013

    Parabéns ao Walmor “aí de cima” pelo excelente comentário. Concordo em gênero e grau e friso ainda a necessidade de acabar com as Secretarias Regionais que só servem de cabides de emprego (como o Próprio Colombo já frisava anos atrás.

  • Lucas F. Gonçalves diz: 22 de fevereiro de 2013

    Sobre Imbituba: Transformar diretorias em secretárias com a atual estrutura deixada pelo Beto Martins não gera tantos gastos. Para se ter ideia a quantidade de cargos comissionados do governo é o mesmo do ano passado, mesmo com as novas secretárias. Acho que essa conta é mais complicada que uma simples soma de primário.

  • PROFESSOR diz: 22 de fevereiro de 2013

    A Base do PMDB já decidiu que sai da aliança na véspera da eleição. O PSDB tá na campanha já com o Paulo Bauer. O PT tá com o Vignatti na rua pedindo voto…
    Esse navio vai afundar e a rataiada vai vazar geral, quem tem voto só fala mal desse governo.

  • Moacir Pereira diz: 22 de fevereiro de 2013

    Desculpe-me, oh Krajeski: ou você não tem memória, ou não lê meus comentários e minhas colunas.
    Além disso, o Pavan não foi condenado a dez anos de cadeia; o Paulo Bauer não teve o mandato cassado; o Amin não foi condenado pelo Supremo por corrupção ativa; o Paulo Afonso já sofreu punições, mas nunca foi taxado de bandido, criminoso por ministros do Supremo; o Bornhausen, o senador, por fim, ocupou inúmeros cargos estaduais e federais, diferentes mandatos e saiu limpo, sem manchas, sem processos, sem uma única ação, muito menos condenação.
    Você tem o direito de ter o José Dirceu como ídolo. Eu me nego, terminantemente, a indicá-lo como exemplo para qualquer coisa a meus amigos, minha familia, meus netos ou a esta gente ordeira, ética, honesta e batalhadora de Santa Catarina.
    Meus paradigmas são outros. São valores humanos, princípios cristãos, ideais de caráter, solidariedade, amizade, espírito público que meus saudosos pais me deixaram e que procuro cultivar na vida e no jornalismo.
    Bom fim de semana, Moacir Pereira

  • confuso diz: 22 de fevereiro de 2013

    Moacir, Será que no Brasil existe algum engenheiro exercendo seu trabalho por menos de 1300;00?

    Pois então;
    Na Agesc tem!
    Parece piada, mas é verdade.

  • angela diz: 23 de fevereiro de 2013

    ESTOU COM O SR ,SEU MOACIR!!!!!!!!!!
    PARA MIM LUGAR DE BANDIDO É NA CADEIA!!!!!!!!
    MAS PELO QUE VIMOS, ELE FOI CONDENADO A DEZ ANOS E CONTINUA COMANDANDO O PT.
    O QUE POSSO PENSAR DE UMA PRESIDENTE E COMPARSAS QUE ACEITAM UM ELEMENTO DESSE TIPO DENTRO DO PARTIDO E AINDA COMANDANDO????????
    EU COMPARO O PT A IGREJA UNIVERSAL ,SEGUEM SEM ENXERGAR NADA!!!!!!!
    AGORA , QUANTO AOS NÃO CONDENADOS ACIMA QUE O SR MENCIONOU, ALGUNS NÃO FORAM JULGADOS AINDA,NEM POR ISSO DEIXAM DE SER CRIMINOSOS AOS OLHOS DO POVO !!!!!!!!!!!

  • angela diz: 23 de fevereiro de 2013

    COLOMBO ME ENGANOU UMA VEZ, MAS NÃO ME ENGANA NUNCA MAIS!!!!!!
    ERA A MINHA ÚLTIMA ESPERANÇA!!!!!!!!!!!
    MOSTROU QUE ERA MAL CARÁTER, QUANDO ENGANOU O POVO QUE DEPOSITOU O SEU VOTO DE CONFIANÇA, ACREDITANDO QUE NOS LIVRARÍAMOS DO PMDB E PT.
    ALIARAM-SE TODOS!!!!!!!!!

  • koryny lamas diz: 23 de fevereiro de 2013

    Tá carimbado, Desgovernador Raimundo Colombo (PSD) foi aquele que trouxe a INSEGURANÇA para o Estado de Santa Catarina.
    Grande marca de desgoverno.

  • teodoro vieira diz: 23 de fevereiro de 2013

    o Professor aí de cima tem razão. Nós da base do PMDB (a turma que carrega o piano) já resolvemos a dúvida.
    O Partido terá sim candidato ao Governo de Santa Catarina.
    Quem tiver opinião contrária vai ficar falando sozinho, seja quem for.
    Essa COISA que esta instalada no Centro Administrativo na capital nem pode ser chamada de Governo.

  • Daniel – Laguna diz: 23 de fevereiro de 2013

    Caro jornalista Moacir Pereira, é vergonhoso ao desgovernador columbino vir a público para falar em mini-reforma a título de mais acomodação em seu debilitante governo.
    Em seus comentários e análises, o senhor mostrou ponderação, o que diz agora a respeito do que foi discorrido pelo secretário da Casa Civil, o homem de confiança do columbiforme, quando afirma que caminhamos para o fim da gestão columbina? É irritante, foram dois anos para conhecer e estudar a máquina estadual e, agora estão saindo discretamente e planejando reeleição.
    Nunca antes, nem mesmo LHS, trabalhou tanto em uma gestão para uma reeleição, embora seja sabido que falta competência e trabalho realizado para justificá-la.
    O estado passa por dificuldades financeiras, pelo menos é o que Serpa, Rezende e o o próprio columbiforme sempre afirmaram, então questiono:
    A criação de mais uma secretaria não desperdiçará ainda mais os escassos recursos? Preço alto para acomodar um advogado político.
    O que dizer sobre a elevação do status e de custos da futura secretaria de Assuntos Internacionais? E novamente para quê? Acomodar aquele que saiu a francesa ou a inglesa, para seguir com sua vida profissional, falo do Rezende.
    Li em um comentário realizado neste blog que a filha do senhor Rezende ocupa uma vaga na ALESC. Isto é verdadeiro? Como foi contratado, por indicação ou concursada?

  • direto do Senadinho diz: 23 de fevereiro de 2013

    Jornalista Moacir,
    De pé de orelha, na Felipe, falam que a Celesc quebrou na mão dos menudos.
    Será verdade?

  • anderson alexandre diz: 23 de fevereiro de 2013

    Moacir, receba meus parabéns pelos seus comentários acima sobre os princípios que lhe regem. Ademais, vc demonstrou independência ao publicar comentários que tentaram colocaram sua idoneidade a prova. Jornalistas desse quilate que precisamos, ético e verdadeiro. Abraços.

  • Daniel – Laguna diz: 23 de fevereiro de 2013

    Só pode ser piada o que foi dito por LHS. Faz tempo que o senador não anda por SC.
    De cartas de intenção o inferno está cheio.
    Uma das poucas que parece se concretizar está sendo guardada para uso durante a tentativa de reeleição.
    Perguntinha, LHS não ia se aposentar? Não perca a oportunidade.

  • Murilo Azevedo diz: 24 de fevereiro de 2013

    Caro Moacir Pereira, não precisava ter ido tão longe para achar a “campeã do inchaço” da máquina pública. Ela, a campeã, está mais perto do que se imagina. Se não, vejamos.

    Aqui em Biguaçu, onde o slogan governista lembra que nada pode parar (apesar de já ter parado projetos como escola de música, capoeira, construção de hospital, entre outros), consta uma equipe de governo (http://www.bigua.sc.gov.br/prefeitura-2/equipe-de-governo/) com, escandalosamente, 15 secretarias, 4 superintendências, 1 controladoria e 1 procuradoria.

    E não faz muito tempo circulou em mídia local que estava para sair mais duas secretarias na conta do povo. Pois esperemos para ver o desfecho, mas confesso que não tenho expectativas positivas sobre o assunto. Sabe como é, mídias compradas, muitos partidos, máquina pública, sede de poder… não precisamos misturar tudo isso em um caldeirão para saber o feitiço que dá.

    Vale destacar que o que conta não é o número de secretarias em si, pois, se for levar somente isso em conta, fica claro que perdemos para a cidade levantada aqui por você. Sobretudo, o que está em questão, defendo aqui, é o cargo/salário. Afinal, além das secretarias, os cargos de superintendência, controladoria e procuradoria também são CC1 (cargo comissionado 1), ou seja, estão entre os cargos e salários mais altos (R$ 5.818,79) logo após o prefeito e vice-prefeito.

    Resumindo: temos 21 (!) cargos de confiança de alto escalão no momento e mais dois para sair.

    Será que esse inchaço da máquina pública faz parte do pacote “os fins justificam os meios” que os governistas tanto alardeiam para legitimar sua “maioria”?

    Pois é, Moacir, eu sei que estamos na contramão da história, mas é esse ufanismo barato e retrógrado, e a tal da real politik que fazem governos como esse da minha cidade. Sim, ao invés de enxugar a máquina, criam cada vez mais cargos, cada vez mais gastos inexplicáveis e absurdos, e o guarda-roupa é um imenso corredor, infelizmente, sem luz no fim do túnel.

    Bom mesmo seria se limitassem o “não pode parar” exclusivamente para os serviços públicos urgentes, como professores, enfermeiros, médicos, projetos sociais, etc., e não só para o loteamento da máquina pública aos partidos políticos da cidade.

    Somos ou não somos campeões?!

  • Curió diz: 26 de fevereiro de 2013

    Velha, amável e estimada professora! Tenho dó max tou na mesma barca. Pareço Pedro afundando desprovido de fé. Santa Catarina não é mais a mesma.
    - Arriba Curiozinho! Pobreza não mata.
    Mas aniquila, fessôra. Já ando arriando o acento…
    - Arriando nada… e a revolução ?
    Já está nas ruas, o urubu de baixo já cagou no de cima e raio tá queimando igreja…
    - Então! Soletra comigo como nos velhos tempo: O GA TO SU BI U NO TE LHA DO . . . CERTO ?

  • Confuso diz: 12 de março de 2013

    Boa tarde Moacir,
    E a unificação da Agesc com A Agesan que era para a próxima semana?