Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O protesto dos especialistas em educação de Lages

27 de março de 2013 22

Dos Especialistas em Educação de Lages, via e-mail, em nota intitulada “INDIGNAÇÃO AO DESCASO COM OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO”:

“GOSTARÍAMOS DE MANIFESTAR NOSSA INDIGNAÇÃO ENQUANTO EQUIPE GESTORA (ESPECIALISTAS: SUPERVISORA E ADMINISTRADORAS) DA E.E.B. NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, LAGES, SOBRE A FRAGMENTAÇÃO QUE AUTORIDADES DE CONTEXTOS DIVERSOS ESTÃO FAZENDO COM A EDUCAÇÃO.
EM UMA PERSPECTIVA LINEAR, NOS ÚLTIMOS ANOS, ACONTECERAM ALGUMAS INCOERÊNCIAS QUE AGREDIRAM A CATEGORIA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL CATARINENSE: GRATIFICAÇÃO AOS ASSISTENTES DE EDUCAÇÃO (AES) E AUMENTO SALARIAL PARA OS DIRETORES DAS UNIDADES ESCOLARES. AGORA, SARETTA APRESENTA UM PROJETO DE LEI QUE CONCEDE GRATIFICAÇÃO DE PRODUTIVIDADE AOS ANALISTAS TÉCNICOS EM GESTÃO EDUCACIONAL E ASSISTENTES TÉCNICOS PEDAGÓGICOS, O QUE REFORÇA NOVAMENTE A DIFERENCIAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS DA MESMA CATEGORIA.
ENQUANTO PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO ENTENDEMOS QUE O MAGISTÉRIO É UM TODO INTERLIGADO E INTERDEPENDENTE: UM ELO DÁ SUPORTE AO OUTRO, COMPLEMENTANDO, REPENSANDO E MEDIANDO O FAZER PEDAGÓGICO NA BUSCA DE UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE. POIS, SEGUNDO A DIRETORA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL DA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO, SCHEILA MARINS: “A GESTÃO ESCOLAR TEM COMO CARACTERÍSTICA PRINCIPAL A PARTICIPAÇÃO DE TODOS OS ENVOLVIDOS NO PROCESSO EDUCACIONAL EM UM AMBIENTE DEMOCRÁTICO. ESTA PARTICIPAÇÃO PERPASSA PELO DIAGNÓSTICO, PLANEJAMENTO, (PROCESSO DE DECISÃO) E PELA EFETIVAÇÃO DE ATIVIDADES, SEGUIDAS DE AVALIAÇÃO CONTÍNUA”. SENDO ASSIM, COMO DIVIDIR UMA CATEGORIA EM MAIS OU MENOS IMPORTANTES? QUAIS CRITÉRIOS OFERECEM CONDIÇÕES PARA REMUNERAÇÕES DIFERENCIADAS? QUAIS QUESITOS DÃO SUPORTE PARA ENTRE CONCURSADOS, UNS GANHAREM MAIS QUE OUTROS, CUMPRINDO A MESMA CARGA HORÁRIA E ATRIBUIÇÕES SIMILARES? SE EXISTEM FUNÇÕES DISPENSÁVEIS, QUE SEJAM RETIRADAS DO QUADRO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL PARA NÃO CAUSAR PREJUÍZOS AOS COFRES PÚBLICOS.
QUANDO VISUALIZAREM AUMENTO, CONTEMPLEM A TODOS, POIS COMO CONCEDER GRATIFICAÇÃO AOS AES E ATPS SEM INCLUIR OS ESPECIALISTAS QUE TEM FORMAÇÃO PEDAGÓGICA ESPECÍFICA PARA SUAS ATRIBUIÇÕES? E OS PROFESSORES QUE ATUAM NA PONTA, FAZENDO A DIFERENÇA NA SALA DE AULA? E OS READAPTADOS, QUE DÃO SUPORTE AO GRUPO GESTOR E CONTINUAM CONTRIBUINDO NAS ESCOLAS??????
POR FAVOR, SEJAM COERENTES!!!!! ESSE PENSAMENTO É IMORAL E DESCONTEXTUALIZADO! SEJAM PRUDENTES E USEM O BOM SENSO!!!! DE ACORDO COM MURILLO CINTRA: “O SEGREDO DE UM GRANDE SUCESSO ESTÁ NO TRABALHO DE UMA GRANDE EQUIPE”.
ESPECIALISTAS DA E.E.B. NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO – LAGES- SC.”

Comments

comments

Comentários (22)

  • Jordeval Fernandes diz: 27 de março de 2013

    Boa noite Moacir,
    Os especialistas desta escola estão de parabéns. estão sendo felizes em suas colocações. Estas atitudes devem fazer parte do magistério catarinense. Vamos levar estas colocações maravilhosas para as unidades escolares, ou seja, por toda santa Catarina.

  • Jonas de Jesus Rosa diz: 27 de março de 2013

    Moacir, meu caro! Quero parabenizar aqui o protesto dos especialistas, no entanto, quando os professores fizeram greve, quantos especialistas apoiaram?
    Eram especialistas em PUXAR SACO DO GOVERNO! Agora dói…Estou fazendo uma análise, não estou falando mal de ninguém. Mas serve como exemplo. Estamos todos no mesmo barco e guiados por “PIRATAS” QUE NÃO TEM E NÃO QUEREM SABER DE EDUCAÇÃO…Devemos nos juntar, entendendo que somos todos educadores e temos contra nós todos “OS HOMENS BONS DAS CÂMARAS…”.
    PS: Homens bons eram os que podiam votar e ser votados para as câmaras municipais no SÉCULO XVIII, eram “QUALIFICADOS”, para isso não podia estar ligados a nenhuma atividade manual…………

  • MARIA IVACI MOSER diz: 27 de março de 2013

    PARABENIZO A EQUIPE DE ESPECIALISTAS DE LAGES. TAMBÉM ESTOU COM VOCÊS. SINTO QUE ESTAMOS MUITO LONGE DE SERMOS VALORIZADO COMO EDUCADOR. ESPERO QUE “ALGUÉM” RESPONSÁVEL POR ESTA DISCRIMINAÇÃO REVEJA NOSSA SITUAÇÃO.PORQUÊ A LEI PODE SER SOMENTE PARA ALGUNS? AGRADEÇO O JORNALISTA MOACIR PEREIRA PORQUE SEMPRE NOS DEU SEU APOIO.

  • Especialistas da E.E.B Jonas Rosário Coelho Neves-Blumenau-SC diz: 27 de março de 2013

    Concordamos com os especialistas de Lages e questionamos nossos governantes e legisladores, quando sem conhecimento do real trabalho dos especialistas criam uma lei discriminando esses profissionais, gerando conflitos na categoria. Vindo não acrescentar nenhum benefício ao ambiente escolar gerando uma educação sem qualidade.
    Qual o objetivo desta discriminação?????

  • Professor ( ganhando uma Merreca ) diz: 27 de março de 2013

    Nós concordamos com vocês em gênero, número e grau! Aqui em Florianópolis estamos indignados também. E sabem qual é o novo pacto, cada bimestre aparece um, é uma vergonha, novinho em folha de papel, chama-se SANTA RENDA. Leiam sobre. A que ponto chegamos que Colombo na pretensão de ganhar as eleições acaba de entronizar uma nova santa. E mais, beatificou um sobrinho secretário da regional de Lages. Como diz o mané da ilha… exconjuro satanás!

  • Paulo sergio de Moraes diz: 28 de março de 2013

    Olá, gostaria de reforçar a indignação destes profissionais extremamente importantes no cotidiano escolar. Conforme a CONAE 2010, as discussões hoje apontam para o o verdadeiro trato da categoria como “Profissionais da Educação” e para tanto, a remuneração dos especialistas deve ser equiparada ao quadro. Vemos a Educação sendo tratada de maneira fragmentada com o objetivo único de desestabilizar, sendo que, nós trabalhamos em busca de um objetivo comum, o aluno amplamente formado. Desta forma e em poucas palavras, como Professor da rede Estadual, quero me solidarizar com todos os especialistas que como os escravos há muitos anos, também foram espoliados de seus direitos, e isso se comprova nas indescentes propostas aprovadas e a falta de cumprimente de uma lei nacional que trata do piso salarial da Educação.

    Um abraço.

  • PROFESSOR diz: 28 de março de 2013

    Aos colégas professores:Este governo só sacaneou a grande maioria dos funcionários públicos.É uma sacanagem atrás da outro,imaginem a motivação para o trabalho com um patrão assim.Então:não vote em Colombo.

  • Carlos diz: 28 de março de 2013

    É impressionante… Quando aparece uma noticia boa já tem gente contra. Os ATPs ganham bem menos que os cargos citados. Essa gratificação só vai igualar os salários. Não tem nada a mais…….

  • Professora diz: 28 de março de 2013

    Queridos colegas de trabalho!

    Obrigada por expressarem junto a mídia também a indignação de vocês. Estamos nesse meio de comunicação expressando isso a mais de dois anos. A DESVALORIZAÇÃO é visível, todavia, nada é feito. O Magistério Catarinense está a beira de um colapso pela inércia desse DESgoverno. Falta PLANEJAMENTO E AÇÃO para resolver a problemática. Estamos tristes, desmotivados… lutando por um reajuste salarial, previsto na LEI e nem isso é cumprido. Um governo que só trabalha por acertos políticos, sem oposição…tornando-se cada dia mais refém dos partidos, só pode ser inerte e fraco. Tantos professores votaram nesse senhor, acreditando em suas palavras…Não consigo entender o porque o PODER é mais forte do que a ética e a integridade das pessoas.
    Temos que continuar nos mobilizando e acreditando que isso pode mudar se colocarmos para governar pessoas certas…Nosso voto será muito importante na próxima eleição. Temos que votar contra TODOS OS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO.

  • elizabete diz: 28 de março de 2013

    Uma pessoa que fala do trabalho das AEs sem ter conhecimento, deveria lavar a boca com K.boa. Não temos direito à Licença Prêmio de 3 meses, não temos direitoà Licença Não remunerada, Não temos 30 dias corridos, de férias, temos que estar à disposição da Escola e do SISGESC sempre que precisar… E ainda alguém diz que nao temos direito à Gratificação? Deveríamos tê-la em dobro, isso sim!! E chamo essa pessoa que escreveu a trabalhar no meu lugar, para ver se temos A MESMA CARGA HORÁRIA E ATRIBUIÇÕES SIMILARES? me poupe dessa sandice!

  • Síria Silveira diz: 28 de março de 2013

    Muito oportuno o manifesto dos especialistas da E.E.B. Nossa Senhora do Rosário-Lages. Mas gostaria de lembrá-los que a fragmentação e a discriminação entre os diferentes cargos que compõem o quadro do magistério existem há muito tempo, só para recordar alguns: Prêmio Assiduidade para quem estava na escola (excluía os servidores das CRE’s/SED, Especialistas, ATPs e Consultores Educacionais e Professores, que lá atuavam, lembrando que o quadro efetivo das GERED’s(CRE’s) e SED, são os ATPs e Consultores Educacionais); Prêmio Educar (mesmo efeito citado acima);Em 2005, gratificação de 30% para Assistentes em Educação, e mais o acesso a Licenciatura Plena e Pós-graduação, para um cargo criado para nível médio (não é uma crítica, é só para relembrar!). Lei 13.761/2006, instituição da GAF para os servidores lotados e/ou em exercício na Secretaria de Educação, que incluem: Especialistas (Administratores, Orientadores e Supervisores), Consultores Educacionais, ATPs, e Professores. 2010, criação da Gratificação de Desenvolvimento Regional de 30%, mas observem, não é a GAF (gratificação de produtividade, estendida a SED). Ah! resultado da última greve, aumento significativo da gratificação dos direitores e das funções gratificadas das GERED’s e SED, e para o restante da categoria???????????? Penso que a PL59/2013, está tentando corrigir estas distorções e deve sim contemplar os especialistas e consultores educacionais. E a aplicação correta do Piso Nacional do Magistério na carreira, sem o achatamento da tabela, como vimos neste último aumento. Assim veremos s materializar as palavras da Diretora de Ed. Básica e Profissional da SED, “SCHEILA MARINS: “A GESTÃO ESCOLAR TEM COMO CARACTERÍSTICA PRINCIPAL A PARTICIPAÇÃO DE TODOS OS ENVOLVIDOS NO PROCESSO EDUCACIONAL EM UM AMBIENTE DEMOCRÁTICO. ESTA PARTICIPAÇÃO PERPASSA PELO DIAGNÓSTICO, PLANEJAMENTO, (PROCESSO DE DECISÃO) E PELA EFETIVAÇÃO DE ATIVIDADES, SEGUIDAS DE AVALIAÇÃO CONTÍNUA”. E encerro o meu comentário com as palavras dos colegas de Lages, “SENDO ASSIM, COMO DIVIDIR UMA CATEGORIA EM MAIS OU MENOS IMPORTANTES?.

  • roberto de souza diz: 28 de março de 2013

    é, mais quando todos voces ganhavam aumentos os analistas tecnicos em gestao educacional nao, e nao veio ninguem a favor destes, agora que eles tem seus direitos reconhecidos voces especialistas se intrometem, por favor……

  • Jussara diz: 28 de março de 2013

    Desde 2008 quando ingressei no quadro do Magistério como Atp estamos lutando para melhorar nosso salário. Muitas investidas sem sucesso. Uma colega de Criciúma criou um blog, enviamos incontáveis correspondências eletrônicas para as escolas, ninguém se manifestou para nos apoiar… Enviamos correspondências para diversos Deputados (muitas entregues em mãos). Uma luta quase que solitária, de poucas pessoas. Infelizmente é assim que as coisas andam, na hora de dar a cara pra bater poucos se manifestam. No entanto, quando aparece uma luz lá no fim do túnel como agora em que um Deputado entrou com um PL na Assembléia, aparecem muitos injustiçados lamentando e se colocando como excluídos. Não vamos reclamar e acusar uns aos outros. Que tal termos atitudes adultas e de pessoas esclarecidas que somos (ou deveríamos ser) e nos unirmos para reivindicar melhorias? Esses ataques só vão nos levar ao desrespeito da comunidade. Vamos gritar que todos somos importantes ao invés de ficar se agredindo e declarando que o trabalho desse ou daquele cargo é mais importante… Lamento muito ter que dividir meu cotidiano com pessoas cujos objetivos e armas de luta sejam tão distintos da maioria…

  • Marcellus diz: 28 de março de 2013

    Pessoal, sou ATP e concordo plenamente com as especialistas, somos todos uma equipe, mas temos q lutar para q todos ganhem tb, não só as AES, e outra, isso é papo de véspera de ano político, não acredito que virá nada mas não é falando mal de um ou de outro que vamos resolver. Na escola, falamos para nossos alunos que a equipe é quem faz a ação e o que está havendo aqi?

  • Cristiane diz: 28 de março de 2013

    Já bateu uma dor de cotovelo???
    os a.t.p.s não tem triênio de 6% como a maioria dos especialistas… Deixem-nos ser felizes tbém!!!

  • Daniela diz: 28 de março de 2013

    Desculpem, vou só esclarecer sobre essa tal gratificação, os AES quando fizeram o Concurso Público necessitavam somente o Ensino Médio, quandos os ATPs era necessário ter Curso Superior Completo. No decorrer do tempo os AES RECEBERAM UMA GRADIFICAÇÃO ADICIONAL DE 30%, ALÉM É CLARO DOS 25%, EU SOU ATP E ESTOU CERTA DE MINHA AFIRMAÇÃO. Não me cabe jugar justo ou injusto, somente quero falar o que aconteceu. Quem beneficiou não interfere, o contesto educacional está todo complicado, espero que possamos atingir nossos direitos e nada mais.

  • Síria Silveira diz: 28 de março de 2013

    Roberto, você deveria ler o teor do projeto de lei PL59/2013, e ver que o segundo cargo a ser citado é Analista Técnico em Gestão Educacional, para o qual é previsto uma GAF de 60%, e não de 30%, como foi concedida neste último aumento da categoria.

  • Nilcéia diz: 28 de março de 2013

    Penso sim que devemos nos respeitar, como classe do magistério. Lendo os comentários e refletindo, relembrando a cada trajetória desde o inicio de nós AES e os ATPS. Vem nítido a lembrança de como nos viam. Como se fossemos intrusos, mostramos que viemos para somar com a equipe gestora e não para competir, como muitos especialistas falavam. Estou torcendo para os Atps e os consultores Educacional consigam o que almejem, por que muitos destes colegas mesmo correndo riscos foram para greves. E como diz um colega anteriormente CADE OS ESPECIALISTAS na greve. Ha lembrando que os Especialistas não trabalham com sistemas e nem documentação de alunos.

  • José Wilson do Prado diz: 29 de março de 2013

    Cara Cristiane, tu sabes por que os ATPs não tem esse triênio de 6%? Porque um sujeitinho chamado Paulo Bauer cortou na gestão do senhor Kleinubing em 1993 . ele era Secretário da Educação e Dona Elza Moreto era Secretária Adjunta da Educação, já naquela época.

  • SÓ NA GUASCA diz: 29 de março de 2013

    Mas que cosa de loco tchê !!!
    ACT, ET, ACETES, ACTS, ATPS … Já ligeiro vão chegar na TPM !!!
    Háverá quem aguente ? Cosa de louco meu !
    Só mesmo na gusca tche!

  • Adriana diz: 1 de abril de 2013

    Bom dia caros colegas! Já faz um bom tempo que nós ATPs estamos brigando por um salário melhor, mas agora quando fomos apenas citados no projeto de lei “deste deputado”, parece que apenas nós existimos. Quando os AEs receberam a gratificação todos acharam justo, mas ninguém foi atrás para também conquistar este aumento. Quero sim, e acho mais do que justo nós ATPs termos este reconhecimento salarial.

  • Jussara diz: 1 de abril de 2013

    Somente fomos “citados” no projeto, nada concreto, cada um que lute pelos seus direitos.
    Um abraço!