Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O PMDB, o vice e as derrotas no sul

31 de março de 2013 10


“Moacir,
É fato que em Criciúma o PMDB foi derrotado nas duas últimas disputas. Outro fato é que estamos falando da cidade do vice-governador. Agora associar estas duas constatações a desgaste político de Eduardo Moreira em nível estadual e partidário é questionável. Em Criciúma houve uma tentativa de atribuir, de forma especulativa, as derrotas eleitorais diretamente ao vice-governador, quando entre os peemedebistas ele é o mais lembrado pela boa gestão que exerceu enquanto prefeito.
Aliás, não é a primeira vez que líderanças políticas estaduais perdem em seus redutos, a exemplo das eleições de 2008, quando a maioria das principais lideranças perdeu em seus municípios (Colombo, LHS, Ideli, Amin, Eduardo Moreira, etc). E pela trajetória política de cada liderança nos anos seguintes, percebe-se que ter perdido na cidade de origem não influenciou negativamente nos projetos subsequentes.Em 2012 o fato se repetiu em muitas cidades.
E no âmbito partidário cabe ressaltar que, embora o PMDB tenha perdido as quatro eleições municipais realizadas em 2013, continua sendo de longe o maior partido de Santa Catarina, e nas eleições municipias foi o grande vitorioso, mesmo com a ascensão de outras siglas.
Abraço
Rafael Cardoso
Assessor de comunicação
Gabinete do vice-governador.”



Comentários

comments

Comentários (10)

  • Sergio Luiz diz: 31 de março de 2013

    Será que eu entendi de forma correta? A nota não trata de assunto pertinente ao Governo do Estado, portanto nada de oficial. Qual a razão de aparecer “Gabinete do vice-governador” expressamente?

  • João Cargim Freitas diz: 31 de março de 2013

    NA CIDADE DE CRICIUMA O VOTO NÃO É E NUNCA FOI DO PARTIDO.
    ENGANA-SE QUEM ATRIBUI DERROTA DESTE OU DAQUELE PARTIDO.
    A HISTÓRIA POLÍTICA NA CIDADE DE CRICIUMA É UM SÓ.
    O VOTO DO CIDADÃO QUE É LIVRE, SEMPRE É CONTAGIADO PELO CANDIDATO DA BURGUESIA/FAMÍLIA MAIS RICA OU APOIADA PELAS MESMAS..
    MANIQUE, GAIDISZINKI, FREITAS, GUGUIELMI e agora SALVARO.
    O RESTO É FALTA DE CONHECIMENTO NAQUILO QUE FALAM OU ESCREVEM POR AI.

  • saulinho baixinho diz: 31 de março de 2013

    é, quanto mais tenta explicar pior fica…..

    NÃO TEM VOTO, NÃO TEM VOTO ! e ponto final.

  • Jacob Daros diz: 31 de março de 2013

    Moacir, aqui no sul do Estado os eleitores sabem reconhecer/avaliar e fazer justiça aqueles políticos que se aproveitam do erário público ( aposentadorias precoces e milionárias de ex-governador – 6 meses; mistura do público com o privado -Triradial; gestão comprometedora na Celesc – sumisso R$50 milhões firma cobrança; empreguismo; incompetência administrativa). O povo está cansado e não é cego.

  • Plinio Freitas diz: 1 de abril de 2013

    Querer explicar 10.000 votos é enxugar gelo !

  • Luciano diz: 1 de abril de 2013

    Peraí, o Moreira está há três mandatos consecutivos como vice governador, cargo cujo cacife eleitoral não pode ser medido em votos -já que ninguém vota em vice em separado. Depois vem um aspone, digo assessor dizer que as derrotas do pmdb aonde o Pinho Moreira botou o dedo não de devem a ele? O tal assessor subestima o intelecto dos leitores deste blog.
    É pena que a legislação eleitoral atual não permita que o voto em vice seja feito em separado, pois seria mais fácil descartar o que não serve.
    Quanto ao tamanho do pmdb, o assessor tem toda razão, é o maior partido político do estado, e isto pode ser medido na quantidade de secretarias regionais, na quantidade de comi$$ionados e no imobilismo que este cabidário causa ao governo do Colombo que já está no terceiro ano de mandato e cuja inação pode sim ser creditada ao pmdb e seu perfil fisiológico.

  • Mandarins Sancatrinas diz: 1 de abril de 2013

    Mais, no meio do povo. Na Alesc, porém, tem voto suficiente para Colombo acabar de implantar, de vez, a Ditadura dos Mandarins Catarinenses. Isso mesmo Colombo… nos prestarás um grande serviço: será a maior pesquisa em credibilidade já feita por toda Santa Catarina! É importantíssimo saber se de fato o povo é burro e sem escola ou não, como o dizem inúmeros comentários.

  • Giffoni diz: 1 de abril de 2013

    houvesse MP (moralidade pública) em SC e o dito ora vice-desgovernador já estaria enquadrado por improbidade administrativa: utilizar cargo público para ações particulares. Como não há, ficomo como está. Pobre Santa Catarina.

  • Hilário Froes Criciúma diz: 1 de abril de 2013

    Pinho Moreira, Meler, Benedet são os grandes lideres (?) do PMDB de Cricuma. Assim é moleza para o Savaro. 10.000 votos, conseguem enrolar 10.000 pessoas.

  • Criciúma de hoje diz: 4 de abril de 2013

    Onde esta Wally? Na Suíça…. Hummmm