Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Denúncias de fraude em Blumenau volta ao noticiário

30 de abril de 2013 23

Do site Uol, da Folha de São Paulo:
“Um megaesquema de corrupção com o objetivo de desviar dinheiro público, instalado na administração do município de Blumenau (130 km de Florianópolis), está sendo investigado pelo MPE (Ministério Público Estadual), em Santa Catarina. O grupo já teria desviado pelo menos R$ 100 milhões dos cofres públicos , valor equivalente a 7% do orçamento de 2012 da cidade.

Interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça mostram indícios de práticas criminosas como fraudes em licitações, contratação de funcionários fantasmas, desvio de recursos e equipamentos do poder municipal e uso de cargo público para o favorecimento de particulares. Os diálogos constam em investigação do MPE que gerou um documento de mais de 3.500 páginas ao qual o UOL teve acesso.”

A matéria dá enfase a suposta participação do ex-prefeito João Paulo Kleinubing, atual presidente do Badesc. Ele se encontra viajando a Brasilia.

A Assessoria do Badesc informou que a matéria não traz fatos novos em relação ao que foi noticiado no final do ano passado. Kleinubing não foi localizado em Brasilia pelo celular.

Comentários

comments

Comentários (23)

  • Joaquim diz: 30 de abril de 2013

    Se até às 14 horas de hoje o clicrbs não trouxer esta matéria em suas páginas, cancelo a assinatura do jornal! Por enquanto só o seu blog está informando.

  • Marcos diz: 30 de abril de 2013

    Como diz uma amiga minha, logo mais aparece a patrulha do PSD pra tentar colocar a culpa no Dário…

    Vamos ver as investigações, mas pelo grampo a coisa é feia.

    Não é esse o mesmo grupo do prefeito da capital?

    Abre o olho, Floripa! Nunca vi uma cidade mais humana onde você paga até para caminhar na beira-mar. Falo isso, por conta da instalação de Zona Azul nos bolsões da avenida, onde as pessoas param os carros para caminhar.

  • erledio pedro pering diz: 30 de abril de 2013

    MOACIR… TEM UM FATO NOVO NESSA MATÉRIA.
    ELA POSSUI A MATERIALIDADE , A FALA, A ORDEM DO EXPREFEITO DE BLUMENAU PARA FRAUDAR UMA LICITAÇÃO NA ORDEM DE 20 MILHÕES. ISSO É POUCO? E HOJE O MESMO PRESIDE O BADESC… E A LICITAÇÃO FRAUDADA ERA TAMBÉM DE RECURSOS DO BADESC. O GOVERNADOR DEVE UMA EXPLICAÇÃO A SOCIEDADE CATARINENSE.

  • Luis diz: 30 de abril de 2013

    Isto é JPKleinubing, o queridinho da mídia. Este é o pestilento PSD, tão poupado de críticas por nossa imprensa chapa-branca. Se este MPE despir-se de suas amarras, descer do salto alto e for enfrentar as máfias no poder em SC, vão ter muito o que fazer.

  • Sergio Luiz diz: 30 de abril de 2013

    A postagem está muito “light”.

    Qual o partido do ex-prefeito? Ênfase a “suposta” participação… Outro blog divulgou partes de conversas e, tirando os termos chulos, a coisa toda também cheira mal!

    Fossem integrantem de partidos da “esquerda” a banda tocaria outra música – certamente.

  • Osvaldo Peixoto diz: 30 de abril de 2013

    Enquanto isso as Missões dão um banho…
    SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO, CULTURA E ESPORTE – EXTRATO DE CONTRATO DE APOIO FINANCEIRO – ESPÉCIE: Termo de Contrato nº 2013TR1218, referente ao Fundo de Incentivo ao Turismo – FUNTURISMO. CONVENENTES: O Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Estado dE Turismo, Cultura e Esporte – SOL e ASSOCIAÇÃO E MOVIMENTO COMUNITARIO RADIO PAZ NO VALLE FM. OBJETO: O objeto do presente Contrato é o repasse de recursos financeiros a serem aplicados no projeto “31° CONGRESSO INTERNACIONAL DE MISSÕES”. SDR17 2682/2013. VALOR DOS RECURSOS: Total R$ 350.000,00 (trezentos e cinqüenta mil reais), incentivados pelo Estado. CRÉDITO ORÇAMENTÁRIO: A despesa correrá a conta da Ação 11703, Item Orçamentário 33.5043, Fonte 0262, do Orçamento do Estado para 2013. PRAZO E VIGÊNCIA: O presente contrato tem início a contar da data de 26 de abril de 2013, com vigência de 06 (seis) meses. SIGNATÁRIOS: Jose Roberto Martins, pela Secretaria e Adesio Duarte pela entidade.
    PÁGINA 229 – DIÁRIO OFICIAL DIA 29/04/2013

  • Sérgio diz: 30 de abril de 2013

    Por que só agora estão divulgando detalhes? Que providências estão sendo tomadas? O Sr. Kleinubing permanecerá na presidência do Badesc? Minha opinião pessoal: Não acontecerá nada com o Sr. Kleinubing, pois nada será provado. Exemplos não faltam para fortalecer minha opinião: Caso Pavan; Pinho Moreira; Luiz Henrique; Paulo Afonso, Dário Berger e tantos outros.

  • Adilson diz: 30 de abril de 2013

    Quando um fedelho recém formado em História pela UFSC e Administração pela ESAG/UDESC assume a presidência de uma empresa importante como a ELETROSUL, só porque prometeram ao pai dele, muito doente, que iriam ajudar o filho de alguma forma, tudo pode acontecer depois disso.
    E aí,o nosso povão imbecil, que vota até em poste para Presidente da República, elege esse guri prefeito de uma cidade importante como Blumenau, só pelo sobrenome Kleinubing. É aí que as coisas começam.
    Hoje preside o Badesc, amanhã o BNDES e assim até chegar á presidência de uma Caixa EconOmica Federal ou BB. Enquanto isso, funcionários de carreira ficam pelo caminho, mesmo tendo melhor currículo. O Brasil não progride por causa disso. Hoje carroceiros, amanhã Deputados Federais.
    Vejam o Mescolotto, a Ideli, o Fritsch e tantas outras cavalgaduras que na iniciativa privada não seraim nem office-boys.
    Não vai acontecer nada com eles, mas só o fato de terem o rabo na ratoeira já está de bom tamanho….

  • Stanislaw Machado diz: 30 de abril de 2013

    O porto de São Francisco do Sul é outro lugar que carece de uma investigação. Tem deputado fazendo barba, cabelo e bigode, garantindo as próximas 3 ou 4 campanhas. Enquanto isso, nós da comunidade, cuja economia está centrada no porto, estamos à míngua.

  • A VERDADE diz: 30 de abril de 2013

    Kleinubing ( PSD ) ?

  • A VERDADE diz: 30 de abril de 2013

    João Paulo Kleinubing é PSD ou DEMO ?

  • Upiara Boschi diz: 30 de abril de 2013

    João Paulo Kleinübing trocou o DEM pelo PSD em 2011.

  • Marcelo diz: 30 de abril de 2013

    Parabéns ao Ministério Público pela investigação.
    Diga NÃO à PEC 37/11.

  • Walmor diz: 30 de abril de 2013

    Porque essas notícias sobre acontecimentos em nosso Estado tem que sair primeiro na mídia nacional, no caso a Folha de São Paulo, onde andam os nossos reporteres dos nossos jornais e tvs que não dão esses furos. A mídia do nosso Estado passou batida nesse episódio, não sei se por vontade própria ou por inoperância.
    Os contribuintes pagam diariamente muitos impostos neste país, para depois leerem na mídia esse tipo de notícia, quando será que os administadores públicos vão tratar com mais seriedade o dinheiro sagrado do contribuinte deste país. As reportagens sobre operações da Política Federal e do Ministério Público são recorrentes, até quando!!! Imagino o que não acontecia por esse país afora quando não existia as escutas telefonicas, que felizmente hoje tem ajudado muito a descobrir muitas coisas que acontecem em todos os cantos deste país.

  • angela diz: 30 de abril de 2013

    POUCO SE ESPERA DO MP, IMAGINEM DE UMA PEC!!!!!!
    O POVO NÃO AGUENTA MAIS ISSO!!!
    TODOS OS DIAS HÁ DENÚNCIA DE FRAUDE E NUNCA SOLUCIONADA OU DEVOLVIDA!!!!!!!!!!
    DEPOIS , QUANDO FALO QUE O PAÍS VIROU UMA QUADRILHA SÓ, É EU QUE SOU LINGUARUDA E QUE NÃO RESPEITO ELES CHAMANDO DE QUADRILHA.
    ENTÃO ME RESPONDAM, O QUE SE CHAMA ISSO??????????

  • Observador diz: 30 de abril de 2013

    DNA da corrupção na SECOM:
    Enio Branco legitimou uma licitação fraudolenta tem fortes ligações mesmo com gravações de Carlinhos Cachoeira…
    E o NELSON da gravação do Prefeito acusado ?
    Pergunto: Ficarão nos seus postos João Paulo no Badesc e Nelso Santiago na Secretária da Comunicação ?
    Governador deveria fazer como o do RIo Grande do Sul… DEMITIR o acusado pra ele se defender… Mais uma mancha nesse desgoverno.

  • ASDRUBAL diz: 30 de abril de 2013

    Se fosse do PT seria manchete no jornal Nacional, sera que vai sair alguma coisa hoje a noite, vamos aguardar.

  • Thiago diz: 30 de abril de 2013

    Ex-prefeito João Paulo Kleinubing: “Alô, Brollo?”

    Ex-secretário de Obras Alexandre Brollo: “Oi.”

    Kleinubing: “Conhece a definição do termo ‘fodeu’?”

    Brollo: “Ai, meu Deus.”

    Kleinubing: “Fodeu, fodeu, vais entender, fodeu.”

    Brollo: “Certo.”

    Kleinubing: “Falei com o Nelson agora, né?, do Walfredo me provocou agora, algum luminar do BNDES mandou correspondência pro Badesc, advogado, advogado merda, advogado merda, equiparando operação de crédito a transferência voluntária de recurso.”

    Brollo: “Fodeu.”

    Kleinubing: “Ou seja, o prazo não é mais 31 de agosto, mas 7 de julho.”

    Brollo: “É depois de amanhã.”

    Kleinubing: “Deve estar licitada e com ordem de serviço emitida. Isso é a definição do termo ‘fodeu’, né?”

    Brollo: “Sim.”

    Kleinubing: “Então, fodeu.”

    Brollo: “Puta que pariu.”

    Kleinubing: “Então, Brollo, preciso trazer tu e o Jacomel [Eduardo Jacomel, então presidente da URB] pra cá.”

    Brollo: “Sim.”

    Kleinubing: “E assim, ó: dispensa pra URB, com data atrasada e ordem de serviço com data de hoje.”

    Brollo: “Tá bom, tô ligando pro Jacomel e tô indo pra aí.”

    Kleinubing: “De projeto que não existe.”

    Brollo: “Não, até existe, né?”

    Kleinubing: “É, só que assim, naturalmente, Brollo, porque eu preciso que vocês dois venham aqui. Eu não vou fazer isso para R$ 20 milhões, nem faz…”

    Brollo: “Não, claro, claro, claro, mas tem mais ou menos as obras que eles poderiam fazer lá.”

    Kleinubing: “Isso, a questão é: o que que, de fato, o que nós vamos priorizar, o que nós temos capacidade de execução, pra começar agora, e essa nós vamos encaminhar. Nós vamos fazer de tudo, né, também…”

    Brollo: “Não, não, mas isso aí… Isso aí tem, mais ou menos nós já temos.”

    Kleinubing: “Pra gente trabalhar nisso.”

    Brollo: “Meia-hora aí.”

    Kleinubing: “Meia-hora aqui.”

  • Claudio Antonio Stiegler diz: 30 de abril de 2013

    Vergonha. Demissão do Sr. Kleinubing já. Depois que li na Folha a gravação do diálogo telefônico do ex prefeito com seu secretário fiquei menos orgulhoso de ser catarinense, e até minha admiração pela cidade de Blumenau foi diminuída. A prisão desse tipo de gente seria pouco.

  • gilmar bnu diz: 30 de abril de 2013

    Puxa, que tristeza para nosso povo !!! putz !!!
    dizer o que… vai MP.

  • marcio diz: 30 de abril de 2013

    Carnaval + Futebol + Novelas = Povo Burro = Governo Feliz!

  • Edenir diz: 30 de abril de 2013

    Esse tambem teve esquema em Blumenau:
    JORGE GOETTEN DE LIMA
    Irmão dos ex-deputado Nelson Goetten de Lima, Jorge é diretor da empresa Minister que é empresa destaque em vários segmentos, entre eles, segurança, obtendo inclusive no ano de 2011, a exclusividade na segurança da Oktoberfest de Blumenau. Jorge foi candidato a prefeito em 2008 da cidade de Rio do Sul, renunciando no último dia por uma manobra política. Foi um dos incentivadores da candidatura do prefeito Gariba em Rio do Sul, obtendo êxito no pleito. Em 2010, o PR do Alto Vale foi representando pelo candidato João Salles que hoje é assessor do deputado federal e secretário de agricultura, João Rodrigues. Em 2014, o partido deverá ter Jorge como representante da região.

  • Isabel diz: 30 de abril de 2013

    É, volta ao noticiário, de onde não deveria sair enquanto não for apurado tudinho. Ve que as denúncias do tal ¨mensalão¨ que até agora nem provou se envolveu dinheiro público, não sai do noticiário nacional nem regional. Por que as denúncias de irregularidades locais saem do noticiário e só voltam quando um site nacional resolve desenterrar? A imprensa catarinense não vai ¨cair de pau¨ em cima do governador que mantém o ex-prefeito na presidência do BADESC? Só petista não pode continuar em cargo público quando tem denúncias no lombo? Dois pesos e duas medidas.