Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Kleinubing emite nota sobre denúncias de fraude em Blumenau

30 de abril de 2013 9

O ex-prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinubing(PSD), emitiu “Nota de esclarecimento” no final da tarde de hoje sobre as denuncias publicadas no site Uol, contestando os fatos ali divulgados. Veja o texto:

“Em relação à matéria publicada no site UOL, no dia de hoje, e à investigação do Ministério Público, na chamada Operação Tapete Negro, o ex-prefeito João Paulo Kleinubing esclarece a bem da verdade:

1 – As notícias publicadas não correspondem à verdade dos fatos, são irresponsáveis e já foram divulgadas no final do ano passado;

2 – O que de fato existe é uma apuração do Ministério Público Estadual baseada em suposições construídas em cima de informações não verdadeiras;

3 – O Ministério Público não ofereceu denúncia contra qualquer pessoa;

4 – Nenhuma pessoa foi indiciada, muito menos o ex-prefeito João Paulo Kleinubing;

5 – Não houve qualquer tipo de fraude e não foi provada a existência de qualquer tipo de fraude: a contratação da URB – Companhia Urbanizadora de Blumenau – pela Prefeitura é um procedimento legal;

6 – Não houve superfaturamento de qualquer obra realizada ou contratada pela URB – durante a gestão do prefeito João Paulo Kleinubing;

7 – Todas as obras referidas foram contratadas e executadas abaixo dos preços de mercado e abaixo dos preços de referência oficiais apresentados nas tabelas federais do SICRO e SINAP e estadual, do DEINFRA;

8 – Por preceito legal, a URB era contratada através de dispensa de licitação, modalidade prevista em lei, porque a Companhia pertence à Prefeitura e pode ser contratada através dessa modalidade, desde que efetue preços compatíveis com o mercado, o que de fato sempre ocorreu;

9 – O suposto superfaturamento de obras apontado na matéria do UOL e na ação do Ministério Público teria sido feito para beneficiar a URB, que é uma empresa da Prefeitura, ou seja, a beneficiada seria a própria Prefeitura, o que é no mínimo incoerente e sem fundamento;

10 – Nem a reportagem, nem a ação do Ministério Público apontam como teria sido desviado o dinheiro da URB, coisa que de fato não aconteceu;

11 – A matéria aponta, de forma inverídica, o desvio de R$ 100 milhões através da URB, mas não diz que os contratos realizados pela prefeitura com a URB para execução de obras somam R$ 58 milhões de 2006 a 2012, período da apuração do Ministério Público;

12 – Nenhuma empresa e nenhuma pessoa foi favorecida no suposto esquema apontado pela reportagem;

13 – Nenhum contrato foi assinado com data retroativa;

14 – Todos os contratos com o Badesc foram assinados dentro dos prazos previstos em lei e as datas comprovam isso;

15 – Nenhum documento foi fraudado;

16 – O uso maldoso de gravações fora do devido contexto é um artifício que deve ser repudiado. Naquele momento, a Prefeitura de Blumenau corria o risco de perder R$ 15 milhões por conta de entraves burocráticos, mesmo assim, nenhum contrato, dispensa de licitação ou ordem de serviço foi assinado com data retroativa, conforme sugere a reportagem;

17 – A conversa foi citada na reportagem foi realizada no dia 5 de julho de 2012 e todos os documentos foram assinados em data posterior, o que é de fácil comprovação;

19 – O ex-prefeito João Paulo Kleinubing reafirma que não houve desvio de recursos públicos e não houve prejuízo aos cofres públicos e tomará as medidas judiciais necessárias com relação à matéria do UOL;

20 – O ex-prefeito João Paulo Kleinubing jamais foi chamado pelo Ministério Público para prestar qualquer esclarecimento e está totalmente à disposição do MP para as informações que forem necessárias.

Florianópolis, 30 de abril de 2013.”

Comentários

comments

Comentários (9)

  • Mário Sérgio de Oliveira (CAPILÉ) diz: 30 de abril de 2013

    Tem jornalista, que tem credibilidade de escrever o que pensa, mas com muita sabedoria e muita responsabilidade.
    Já tem uns jornalistas que escrevem apenas o que lhes contam, ou o que ele acha que é a verdade, e é esse tipo de jornalistas que não devemos dar a minima atenção.
    O Site UOL já esta a muito tempo perdendo sua credibilidade em relação aos seu jornalistas que escrevem noticias sem nenhuma veracidade, o apenas o que lhes pagam pra publicar.
    Não é a realidade, o que escreveram sobre o ex prefeito de Blumenau -sc João Paulo Kleinubing, pois nada foi comprovado contra o ex-prefeito.
    Nem o ministério publico ofereceu qualquer denuncia contra o suposto acusado.
    Portanto cabe ao site UOL, uma retratação ao ex prefeito João Paulo Kleinubing.
    O Prefeito João Paulo Kleinubing foi um dos melhores prefeito dos últimos 20 anos em Blumenau, e isso as urnas irão comprovar em 2014.

  • Pela Verdade diz: 1 de maio de 2013

    FALTOU DIZER O QUE FUDEO (PALAVRA PROFERIDA PELO KLEINUBING)!???
    ALIÁS, VALE LEMBRAR QUE SEU PAI SEMPRE DIZIA QUE O PMBD ERA O ETERNO ADVERSÁRIO DELES (DEM, PSD, PP), E ELE, O FILHO, “AJUNTOU-SE”(SIC) COM A CAMARILHA DO PMDB, RASGANDO O DISCURSO DE SEU PAI. QUEM NÃO HONRA OS SEUS, BOM SUJEITO NÃO É!!!!

  • Cláudio diz: 1 de maio de 2013

    É a Polícia Federal e o MP estão errados, ele está certo! E viva as PEC’s 33 e 37. O sonho de todo o político Brasileiro.

  • Lu diz: 1 de maio de 2013

    O JPK é bom de discurso!

    Deixa ele discursar, então, já que no final desse tapetão tem pizza!

  • Belmiro diz: 1 de maio de 2013

    Por uma dessas razões sou favorável à PEC 37. Como pode sair uma publicação dessa sem que a parte tenha sido denunciada? A quem interessa a publicação de uma conversa telefônica, cujo conteúdo não foi suficiente para que o MP oferecesse uma denúncia? O abuso do MP está presente, e os holofotes que tanto gostam tambem. Aqui, infelzmente, a mando e pedido do PT feito por parente de vereador do PT de Blumenau e do casal Lima. Isto é vergonhoso.

  • Alex diz: 1 de maio de 2013

    As gravações são extremamente comprometedoras, e desqualificar o trabalho do MPE é um absurdo.

    Está claro que JPK, vários de seus secretários e vereadores, além de corruptos tratam com extremo deboche do povo.

    O Site UOL merece uma homenagem por retomar este assunto que todos tentam jogar para debaixo do pano, ou melhor do tapete negro. E agora com muitas novidades.

    Não podemos aceitar que se credite a outros políticos de administrações passadas, sejam corruptos ou não, a grande vergonha que Blumenau está passando.

    Corrupção é corrupção, em Blumenau, em Florianópolis ou em Brasília.

  • CURIÓ ( DA CEPA! ) diz: 1 de maio de 2013

    Ah… então essa conversa erótica, mais do que phodida, foi no dia 05 de julho de 2012… conforme o item 17…
    Pelo amor!… ainda confirmam em plena luz do meio dia!!!
    Que falta de relho na bunda dessa geração de novos políticos catrinenses (!), de tudo que é regional, planaltal, serranal, litoral…!

  • Dionei Assis diz: 5 de maio de 2013

    É uma vergonha o povo blumenauense nao se indignar com tamanho discaramento de todos os envolvidos no tapete negro, eles deveriam estar pagando por isso na cadeia mas o que esta acontecendo? JPK AINDA esta na presidencia do BADESC e os outros envolvidos ainda estao trabalhando na camara. A pergunta é QUANDO e COMO esses corruptos vao devolver o dinheiro que nos roubaram? Cadeia Ja!!!

  • Cesár Linhares diz: 5 de maio de 2013

    Era facil conseguir Gasolina com o Fabio Fiedler aqui no Tribess, era só colocar uma placa de propaganda da campanha dele na sua casa, jardim, terreno. Aqui no bairro quase todo mundo conhece ele por isso. O pior é ele negar os fatos. Ser honesto e se redimir é sempre a melhor saída.