Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Valeu só pelo almoço (notas da coluna de 22 de maio)

22 de maio de 2013 3

O deputado federal Mauro Mariani e o ex-prefeito Dário Berger participaram do almoço da bancada do PMDB. O encontro começou ameno, com Dário se apresentando como motorista de Mariani, e terminou azedo. Candidato à presidência do partido, o deputado voltou a dizer que sua vitória não representaria rompimento com o governo estadual. Saiu de lá como entrou: apenas com o apoio declarado de Carlos Chiodini, que sentou entre ele e Dário, à direita.

Veja bem
Quem esperava uma declaração contundente pelo fim das secretarias regionais, acabou decepcionado. A bancada do PT na Assembleia apresentou ontem um estudo sobre os 10 anos da descentralização administrativa com críticas ao custeio da estrutura – apontando que 20 SDRs gastam mais com custeio que do que com investimentos. Mas os petistas não pediram o fim das 36 pastas. Falaram em rediscutir o modelo e debater o assunto com a sociedade.

Iogurte garantido
Foi derrubado ontem pela Assembleia o veto do governador Raimundo Colombo ao projeto do deputado Mauro de Nadal (PMDB) que obriga a inclusão do iogurte produzido em Santa Catarina na merenda das escolas estaduais. Os deputados reclamaram do parecer técnico que justificava o veto, questionando a importância do iogurte para as crianças.

Chapa para Campos
Integrados ao projeto para criação do MD, lideranças do PPS catarinense já vislumbram o palanque do presidenciável Eduardo Campos (PSB) no Estado. Torcem para que haja uma composição com o PP, tendo Joares Ponticelli candidato ao governo estadual. Nesse cenário, o ex-deputado federal Fernando Coruja (PPS) é citado como possível candidato a vice.

É um ou outro
A prefeita de São José, Adeliana Dal Pont (PSD) diz que se conceder os 7,16% que os servidores grevistas reivindicam, ultrapassará o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal e não poderá abrir as duas novas creches em construção e nem implementar os 33% de hora-atividade em fevereiro de 2014. Oferece 4% agora e o resto no final do ano, se a receita subir. Os 7,16% representam apenas a reposição da inflação anual.

Intervalo menor
Empresários de Indaial se reúnem hoje com o ministro do Trabalho, Manoel Dias (PDT), para discutir a redução de 60 para 30 minutos o intervalo das jornadas de trabalho. Eles alegam que é costume na região que essas jornadas ocorram em três turnos,com tempo mais curto de descanso. A Facisc acompanha a audiência com o diretor jurídico Jonny Zulauf.

— É cada vez maior o assédio do PT ao deputado Amauri Soares, que enfrenta processo de expulsão do PDT por incompatibilidade de gênios com Manoel Dias.

— Foi derrubado veto ao projeto de Kennedy Nunes (PSD) que permite o atendimento às gestantes de alto risco em hospitais privados quando não houver leito público vago.

— Foi assinada ontem a delegação do Ibama para que a Fatma faça o licenciamento do acesso a Paial.

O colunista Moacir Pereira está em férias e retorna na edição de 23 de maio.

Comentários

comments

Comentários (3)

  • Contundente! diz: 22 de maio de 2013

    Só os colombinos, não o PT, fazem o que querem e sonham na Alesc! Até estado de exceção vive o povo por toda a Santa Catarina.

  • Celso diz: 22 de maio de 2013

    É obrigado os nossos deputados estarem rechonchudinhos. Os danado comem bem pra caramba.
    E quanto a incompatibilidade de gênio com Maneca Dias, isso não é muito difícil de acontecer.

  • Onívoro Carnoso diz: 23 de maio de 2013

    Deputado Mauro, quantos trairas tem na mesa?