Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Eduardo Campos monitora crescimento do PSB em SC

31 de maio de 2013 8

O governador Eduardo Campos monitora pessoalmente o processo de fortalecimento do Partido Socialista Brasileiro em Santa Catarina.  Voltou a falar pelo telefone com o deputado Paulo Bornhausen, que deve se filiar em breve ao PSB, deixando o PSD.  A decisão de Paulinho e do pai Jorge Bornhausen é resultado da opção feita pelo governador Raimundo Colombo de apoiar Dilma Rousseff, do PT.

Comentários

comments

Comentários (8)

  • joao santos diz: 31 de maio de 2013

    Isso é prá rir ou prá chorar?: ARENA, PDS, PFL, DEM, PSD, PSB… azar do Eduardo Campos que procurou o problema… agora é com ele!!!

  • Lourival Afonso diz: 31 de maio de 2013

    Ta na hora do Paulinho desocupar a moita, deve se filiar no PSB e voltar para Brasilia, pelo menos faz oposição a Dilma e ao Colombo,mas pelo jeito, ele quer acender uma vela para Deus e outra para o diabo. Nunca pensei que Paulinho virasse murista depois de velho, ainda falavam do Dão.

  • NEY ARAUJO SANTOS diz: 31 de maio de 2013

    OS LOBOS COMEÇAM A TIRAR AS ROUPAS DE CORDEIROS, DEVERIAM ENTÃO OS BORNHAUSEN, TEREM SEGUIDO NO PFL, E COM SUAS BASES E ESTADUAL E FEDERAL E TRAZEREM OS RECURSOS PARA SANTA CATARINA COMO ESTÁ FAZENDO A PRESIDENTE DILMA (PT), SALVANDO O GOVERNO COLOMBO (PSD), O QUE FEZ TAMBEM EM RECIFE DE EDUARDO CAMPOS, INCLUSIVE PARA LEVA-LO AO GOVERNO.

  • Julio diz: 31 de maio de 2013

    Já pensaram Paulinho, Mariani, Dário, Celso, Maurício, Carlos, entre outros juntos no PSB? Que mu-mu!

  • Parabólica diz: 1 de junho de 2013

    Esse eduardo campos não conhece os bornhausen ou é mal intencionado mesmo?

  • Paulo diz: 1 de junho de 2013

    Curioso como simples movimentos democráticos provocam desvarios de pessoas preocupadas em perder o poder ou cargos. Devemos ter em mente que a excelente votação que Dilma teve no Nordeste, teve muito da participação do Eduardo Campos. O PT está no poder há cerca de 12 anos e até o momento não mostrou para que veio. Aproveitou-se se um boom econômico mundial e do Plano Real e montou uma estrutura de permanência no poder discutível. Qual o medo da candidatura de Eduardo Campos? Qual o medo da adesão dos Bornhausen? O PT não se garante sozinho?

  • José Germano Cardoso diz: 2 de junho de 2013

    A decisão de Paulinho e do pai Jorge Bornhausen é ( RESULTADO {?} ) da opção feita pelo governador Raimundo Colombo de apoiar Dilma Rousseff, do PT ? { ” Tu o dizes de ti mesmo ou os outros o disseram de mim ? }
    - Barbaridade!

  • Luciano diz: 3 de junho de 2013

    Chega a parecer piada -com todo o respeito- ver os Bornhausen migrando para o psb, um partido que postula o socialismo.
    O que mudou, o socialismo ou a orientação política dos Bornhausen? Acho que os dois podem ter mudado. Se a China que é um pais comunista é a segunda maior encomia do mundo e abastece a todos com suas mercadorias, a ponto inclusive de se reconhecer este pais como uma economia de mercado, então a mudança dos Bornhausen para um partido de orientação socialista pode de avaliar que o possível lucro com esta troca é a sobrevivência politica deste clã na vida catarinense.
    O que ninguém até agora cogitou é uma mudança de partido do Colombo que também é algo que pode acontecer. Que tal o Colombo indo para o pt para colocar de vez este partido da poli aliança ou suruba politica do LHS?