Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

CBN Diário lança "Todos na Série A"

31 de julho de 2013 15

A rádio CBN Diário lança hoje, às 19h30min, a campanha Todos na Série A. O objetivo  é  mobilizar os clubes e suas torcidas, bem como o mercado publicitário, a campanha une esforços para estimular os dois times da Capital catarinense. Avaí e Figueirense sofrem com as cotas baixas de TV  na Série B , jogos às terças, sextas e sábados – geralmente com pouco público – e uma desconfiança grande por parte dos torcedores.

A solenidade, que acontecerá no auditório da sede do Grupo RBS em Florianópolis,  terá apresentação de Mário Motta e a presença do diretor-geral de rádios RS e SC do Grupo RBS, Gabriel Casara. O evento contará também com um talk show comandado pelos comunicadores Roberto Alves e Miguel Livramento com personalidades do futebol da Capital.

Estão previstas na campanha peças para impressos e online, spot para rádios e VT para a televisão. Também será realizado um trabalho intenso nas mídias sociais, com a participação do torcedor, que irá interagir com a programação. As hashtags #sobeleão#sobefuracão serão usadas em todas as postagens relacionadas à campanha e aos times.

A iniciativa prevê ainda ações nos estádios em dias de grandes jogos, com ativação da marca da rádio e distribuição de adesivos, além de outros brindes.

Comentários

comments

Comentários (15)

  • Giffoni diz: 31 de julho de 2013

    Ou seja, o “todos” são apenas 2 entre 4. Os demais, pelo visto, que se “explodam”. O que efetivamente acontece? Seria que com esses times na série B sofre a grade de programação das emissoras e, por consequência, seus faturamentos? Nada como quer tornar público o que não passa de interesses privados. Pobre futebol.

  • da ilha diz: 31 de julho de 2013

    Tem que começar baixando os preços dos ingressos, no caso do Figueira pedir para o presidente parar de mentir, e o treinador parar de inventar moda

  • Sérgio diz: 31 de julho de 2013

    Por que não lançar a campanha, Esportes na Escola e na Comunidade? Iriam tirar milhares de jovens do convívio com as drogas e a possibilidade da descoberta de talentos esportivos. Por que só futebol, já que as pessoas não aguenta mais, razão dos estádios vazios, baixa audiência na TV, etc.?

  • Luis diz: 31 de julho de 2013

    Parece que os outros três times do Estado simplesmente não existem.De minha parte, eu farei o que todo torcedor de Joinville, Chapecó e Criciúma deve fazer: cancelar a assinatura dos jornais do grupo RBS, pois se nossas cidades e times não existem para ele, também deixaremos de existir para os interesses comerciais do grupo. Não é de hoje que sequer somos citados por este grupo apesar das grandes campanhas dos últimos tempos.

  • Mauro diz: 31 de julho de 2013

    Acho que alguém aí na RBS esqueceu de olhar a tabela antes de lançar essa companha… hahahahaaha

    Que tal uma campanha “Metade na Série C”? hahahahaha

  • Jaime diz: 31 de julho de 2013

    Todos??? Pelo que li, apenas 2 estão se beneficiando e temos 4 times catarinenses na B. Ou o “interior” não existe para a RBS e suas afiliadas?

  • Nilton diz: 31 de julho de 2013

    Simplesmente dona RBS através de seus veículos, passando o atestado de que não tem interesse no público do interior do estado. Como se os times da capital fossem os únicos na série B do Brasileirão. Lamentável.
    Não é a toa que em Joinville já perdeu sua posição de liderança em audiência a tempos.

  • Gerson_Florianópolis diz: 31 de julho de 2013

    É por isso que a RBS não é respeitada pelos torcedores dos times do interior do Estado, que hoje estão “dando um banho” nos times da Capital. E o grupo de comunicação ainda se sente injustiçado.
    O Avaí e o Figueirense não tem bom público porque seus torcedores só vão ao estádio quando o time está ganhando, ou quando joga com os grandes, não para ver o seu time, mas o adversário.
    Aliás… vi Figueirense e Botafogo pela Copa do Brasil… foi um grande jogo, e o público no estádio foi uma vergonha. Estádio vazio. Cada torcida tem o time que merece. E cada time, a torcida que merece.

  • Willian diz: 31 de julho de 2013

    VOCÊS SÃO RIDÍCULOS! Será que vão apagar a critica de um leitor? Praticamente ignoram os outros dois times catarinenses que disputam a mesma competição! Dão mais atenção ao AVAÍ que esta se batendo na zona de rebaixamento e que nao tem metade das medias de publico dos outros times do que a chapecoense ou o joinville que esta brigando la em cima e sempre enchem seus estadios! ÓDIO À RBS!

  • Aurélio diz: 31 de julho de 2013

    Baixo publico é porque os times da capital possui em sua grande maioria torcedores de ocasião e não torcedores por emoção pelo clube, pelo futebol… Todos querem a série “A”. A CBN tem todo o direito de fazer a campanha que quiser desde que esteja de acordo com a situação “Todos na série A” é um erro, deveria ser “Capital na série A”, menosprezar, ignorar os outros times de Santa Catarina é uma vergonha para o grupo CBN, Criciúma é Santa Catarina na série “A”! Vem ano, passa ano e a imparcialidade jornalística só aumenta em Santa Catarina, deprimente!

  • Zilma Bertol Correa diz: 31 de julho de 2013

    Lamentável o todos de vcs não inclui Joinville E Chapeco só a capital então quero ver se manter no ar sem nossa audiência começando agora a campanha abaixo a RBS TORCEDORES DE jec chapecoense criciúma e todas as outras que sempre foram ignoradas, fora rbs

  • Albert F Good diz: 31 de julho de 2013

    Realmente ridícula a campanha. Estarei cancelando meus jornais ligados ao grupo Globo. Esta exclusão do interior só queima ainda mais o filme da RBS.

  • marcelocardosodasilva diz: 2 de agosto de 2013

    …”pão e circo” para ÔÔs otários de sempre;;; regado à muita “cachaçada” liberada dentro do “teatro das tretas”; via FIFA/CBF modelo “Ricardão Boca Raton”!!!

  • JonasPW diz: 2 de agosto de 2013

    Ou seja, o que era velado – campanha pró times de fpolis -, agora será declarado.

  • Mario L. Nascimento diz: 2 de agosto de 2013

    Creio que as manifestações dos leitores falam por si só e não vou precisar, mais uma vez, citar os privilégios gritantes que o Grupo RBS confere à dupla da capital.

    Escrevo apenas para pontuar que agora isso se tornou aberto e sequer fazem questão de tentar tapar o sol com a peneira mentindo para internautas, leitores, ouvintes e telespectadores como sempre fizeram. Se antes diziam que havia problemas de logística ou qualquer outro para cobrir todos os clubes considerados grandes em SC (dupla de fpolis, Criciúma, Joinville e Chapecoense) de forma equânime, agora a máscara caiu e vão fazer somente para dois clubes.

    Não vou cancelar nada porque há muito tempo não coloco um tostão em veículos do Grupo, justamente porque sei que a política é esvaziar o interior e privilegiar a capital. Não assisto RBS-TV, não assino jornais e não ouço rádios do grupo. Apenas acesso pela internet quando algo chama atenção (normalmente quando recebo pelo twitter). Não compactuo com privilégios injustificáveis. Fpolis representa menos de 7% da economia e da população do estado. Nada justifica a diferença de exposição dada à cidade em detrimento de outras cidades e regiões tão importantes quanto ela. A política do grupo RBS é, para se dizer o mínimo, injusta. E no futebol, como atividade econômica, privilegia os dois clubes (que patrocina indiretamente) com exposição absurdamente maior, dando-lhes a chance de melhores patrocínios, prejudicando todos outros que, muito menos expostos, têm dificuldades em conseguir patrocínios sequer semelhantes.

    Como concessionários de serviços públicos, não poderia ser permitido aos veículos do grupo RBS privilegiar alguns integrantes de uma atividade econômica em detrimento de outros dentro de sua programação jornalística (não falo aqui de propaganda paga, obviamente). Se não há elemento legal que impeça (sou leigo no assunto, mas acho que existe), pelo menos a ética do jornalismo deveria prevalecer. O que a RBS faz com os clubes do interior do estado é indecente e injustificável!