Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Auto Pista Litoral: "obras do Contorno da BR-101 dependem apenas da licença ambiental"

31 de agosto de 2013 Comentários desativados

A Assessoria de Imprensa da Fiesc distribuiu a seguinte nota sobre a reunião desta manhã para tratar do Contorno da BR-101 em Florianópolis:

“Com o anúncio de que Palhoça e Governador Celso Ramos aceitam o traçado definido para o contorno da Grande Florianópolis, agora uma das etapas mais importantes para tirar a obra do papel serão as audiências públicas que fazem parte do processo de licenciamento ambiental. Esta foi uma das conclusões da reunião realizada na Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) neste sábado (31), com a presença da ministra Ideli Salvatti, do diretor geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres, Jorge Bastos, de prefeitos da Grande Florianópolis, de parlamentares e de entidades empresariais e da sociedade.

Bastos chamou atenção para o fato de que se não houver consenso nas audiências, os prazos não serão cumpridos. Os prefeitos de Palhoça, Camilo Martins; de Biguaçu, José Castelo Deschamps; e de Florianópolis, Cesar Souza Júnior, destacaram a importância do trabalho de comunicação que precisa ser feito para esclarecer a questão para a população antes da realização das audiências, previstas para ocorrerem a partir de outubro. “Temos que nos mobilizar e levar a posição da sociedade catarinense, do setor produtivo e do setor público e creio que conseguiremos superar esta etapa”, disse o presidente da FIESC, Glauco José Côrte. “A reunião marca uma nova fase para as obras do anel viário, que é uma obra importante não só para a Grande Florianópolis, mas para todo o Estado. Estamos animados porque parece que desta vez as obras serão iniciadas e terão ritmo intenso”, afirmou Côrte.

A ministra Ideli resumiu: “Mudança de traçado é uma coisa que está enterrada. Jogamos uma pá de cal”, disse. Tanto ela quanto Bastos ressaltaram que apesar do prazo oficial máximo para as obras ser março, em função dos trâmites do licenciamento ambiental, haverá esforço para começar os trabalhos antes.

Respondendo a questionamento do deputado Esperidião Amin, Bastos informou que a primeira reunião mensal prevista no termo de ajuste de conduta com a concessionária para acompanhamento do cronograma dos trabalhos será realizada em outubro.

O diretor-superintendente da Autopista Litoral Sul, Paulo Mendes Castro, reafirmou que, do ponto de vista da concessionária, o início da obra depende apenas da licença ambiental. “Os projetos estarão concluídos em no máximo 30 dias. As empresas construtoras estão contactadas e praticamente fechamos os contratos”, disse. “Estimamos investimento de R$ 500 milhões, mas esse valor pode ser alterado, em função dos seis túneis que estão tendo os projetos executivos finalizados”, finalizou.

Comentários

comments

Não é possível comentar.