Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Das 30 cidades que menos dependem do Bolsa Família, 10 são de Santa Catarina

09 de setembro de 2013 8

A revista Exame fez um levantamento sobre as 30 cidades brasileiras que proporcionamente menos utilizam o Bolsa Família. Das 30 cidades, 10 são catarinenses.

A maior parte das cidades é de pequeno porte. Entre as cidades da lista, a de maior porte é Balneário Camboriú, em 11º.

Veja abaixo as catarinenses listadas na pesquisa. Para ver a pesquisa completa, no site da revista, clique aqui.

7º – Iomerê – Um benefício a cada 306 habitantes
8º – Benedito Novo – Um benefício a cada 298 habitantes
11º – Balneário Camboriú – Um benefício a cada 234 habitantes
12º – Pomerode – Um benefício a cada 231 habitantes
13º – Rodeio – Um benefício a cada 219 habitantes
14º – Botuverá – Um benefício a cada 215 habitantes
18º – Presidente Getúlio – Um benefício a cada 203 habitantes
20º – Braço do Trombudo – Um benefício a cada 193 habitantes
23º – Doutor Pedrinho – Um benefício a cada 182 habitantes
28º – Ascurra – Um benefício a cada 165 habitantes

Comentários

comments

Comentários (8)

  • Miguel José Teixeira diz: 9 de setembro de 2013

    Há algo muito podre no reino encantado de Balneário Camboriú.
    Com a palavra as “otoridades”. . .

  • Celio diz: 9 de setembro de 2013

    E quatro delas estão próximas.

    Ascurra, Doutor Pedrinho, Rodeio, Pomerode Benedito Novo e mais a quinta, Presidente Getúlio, que fica próxima das demais.

    Em termos de Brasil, isso é muito importante.

    Parabéns a todos.

  • Artur Silva diz: 9 de setembro de 2013

    O q q o ostracismo politico catarinense faz acontecer, comentarista politico noticiando o evidente, as pequenas cidades possuem a melhor qualidade de vida, agora nos traz algo novo ó jornalista sem matérias.

  • WALDIR diz: 9 de setembro de 2013

    QUE belo exemplo porém se os governos estaduais e municipais deixarem suas empresas sairem para lugares aonde o incentivo é maior logo logo estes dados se invertem.QUEM tem raizes vai ficando por aqui por que tem que continuar a vida mas os que dependem esclusivamente do patrão o trabalho muda de lugar e o servidor que mais se destaca vai junto os demais viram trabalhadores informais não gerando impostos e renda,agora é a hora dos que tem a canete na mão aproveitarem o bom momento.

  • Rubens diz: 9 de setembro de 2013

    Viva, O SUL É MEU PAIS.
    A favor da separação imediata………

  • Cris diz: 9 de setembro de 2013

    E 18 são no RS. Somente duas cidades são Fora do “eixo RS-SC”: Fernando de Noronha-PE e Auriflama-SP.

  • Décio diz: 10 de setembro de 2013

    O povo Catarinense tem um diferencial com relação ao resto do PAÍS. Aqui o povo trabalha e não se vende por pouco a exemplo do que acontece principalmente nos Estados do Nordeste. Este programa Bolsa Família do PT não estimula na busca de melhores condições de vida da população que recebe.

  • betão diz: 11 de setembro de 2013

    No tempo de FHC o Lula só ganhou no rio grande do sul na ultima reeleição…e o Lula sempre ganhou no Sul desde collor…O sul é antigoverno não importa quem esteja no poder se o serra ganhar na próxima ele perde no Sul