Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bancários terceirizam greve, diz professor Buatim

30 de setembro de 2013 3

“Moacir, essa greve dos bancários em florianópolis está utilizando um serviço que eu não conhecia, o serviço de terceirização de grevistas. São pessoas que não são bancários mas estão fazendo piquete nas portas da agências, ou seja, gente que não tem nada a ver com serviço bancario. Na porta da agência Itaú havia um do MST. O cara disse que estava ali por R$50,00 por período. João Buatim”

Comentários

comments

Comentários (3)

  • Walmor diz: 30 de setembro de 2013

    Descontem os dias parados, para ver se não voltam todos ao trabalho imediatamente. O problema é que a nosso Constituição Federal promulgada em 1988, fez 25 anos de idade, e os nobres congressistas ainda não tiveram tempo ou vontade política para regulamentar o direito de greve no serviço público, que no caso da greve dos bancários iria atingir os da CEF que é um banco público. Tem algumas greves que já fazem parte do calendário anual, a das Universidades Federais, a dos Bancos e a dos Transportes Públicos. E a população que não tem nada com isso, é quem sofre com os transtornos causados por essas greves anuais.

  • José Germano Cardoso diz: 1 de outubro de 2013

    Essa miséria humana já não é antiga e os partidos políticos ainda por cima só não pagam R$ 30,00 ? Será que o berreiro todo só não está acontecendo porque R$ 50,00 está inflacionando o mercado dos que seguram o pau da bandeira e poderão brevemente fazerem uma greve por melhores diárias?

  • SIDNEY – BRASILIA diz: 1 de outubro de 2013

    Muito relevante esta informação professor, parabéns por esta denuncia extremamente importante para a humanidade.