Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de setembro 2013

Com Dilma e Cartes, LHS defende volta do Paraguai ao Mercosul

30 de setembro de 2013 6

O senador Luiz Henrique (PMDB-SC), junto da presidente Dilma Rousseff, disse no encontro com o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, que “ele fará muita diferença no processo de integração entre os dois países”.
O senador defendeu a urgência no reatamento diplomático do Brasil com o Paraguai, considerando a medida “fundamental e inadiável para reverter o quadro de isolamento político do país do Cone-Sul”.
- Com base em dados do Itamaraty, Luiz Henrique ressaltou que apesar da suspensão do Paraguai da União de Nações Sul-Americanas e do Mercado Comum do Sul com o impeachment do presidente Fernando Lugo, em 2012, as relações comerciais e econômicas com o Brasil não foram afetadas – disse o senador. Opinião compartilhada pela presidente Dilma Rousseff.
- Acredito que o presidente Cartes fará muita diferença nesse processo, porque tem a firme convicção de que são muito importantes as relações entre nós e sempre me diz uma coisa, desde o primeiro encontro: que os papéis dos nossos chanceleres não conseguirão registrar tudo aquilo que faremos -, ressaltou Dilma. Ela destacou que os dois governos têm o maior interesse no retorno do Paraguai ao Mercosul.
O senador Luiz Henrique participou da cerimônia de posse de Cartes, em agosto, e essa é sua primeira visita de Estado ao Brasil. Além do almoço no Itamaraty, o presidente Cartes foi recebido no salão nobre do Senado Federal nesta segunda-feira (30).
O Paraguai ficou suspenso do bloco do Mercosul de 29 de junho do ano passado a 12 de julho deste ano, porque os líderes políticos da Argentina, do Brasil e Uruguai discordaram da forma como o então presidente Fernando Lugo foi destituído do poder, por impeachment. Com o processo eleitoral e a vitória de Cartes, que tomou posse em 15 de agosto, a suspensão foi extinta.

Crédito: Letícia Schlindwein, Divulgação

Crédito: Letícia Schlindwein, Divulgação

 

Deputado Sargento Soares filia-se no PSOL nesta terça

30 de setembro de 2013 3

O deputado Sargento Amauri Soares está cancelando filiação no PDT. Realiza ato de filiação ao PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) e entrevista coletiva para a imprensa nesta terça-feira, 1º de outubro, às 15 horas, na Sala de Imprensa da Assembleia Legislativa. O ato vai contar com a presença do vereador de Florianópolis Afrânio Boppré, presidente do PSOL em Santa Catarina.

A indignação dos ceboleiros

30 de setembro de 2013 Comentários desativados

A superlotação do salão paroquial da Igreja Bom Jesus, de Alfredo Wagner, obrigou a colocação de telões em outros dois ambientes. Cerca de 700 produtores participaram da audiência pública. Foi uma das maiores audiencias públicas da Assembleia Legislativa.
A cultura envolve cerca de 15 mil famílias que produzem 390 mil toneladas de cebola em aproximadamente 21 mil hectares, cerca de 30% da safra nacional. A parceria entre vizinhos ou a contratação de diaristas para o plantio e colheita é considerado fora dos padrões da norma regulamentadora 31 do Ministério do Trabalho, motivando ação da Procuradoria do Trabalho e da fiscalização da DRT, inclusive com apoio da Polícia Federal.
A audiência foi proposta pelo deputado Marcos Vieira (PSDB), que preside a Comissão do Trabalho, em conjunto com a Comissão de Agricultura da Assembleia, presidida pelo deputado Moacir Sopelsa (PMDB). Também participaram os deputados Dirceu Fresc (PT), Dirce Heiderschiedt (PMDB), o líder do governo Aldo Schneider (PMDB) e Jorge Teixeira (PSD).
O superintende da DRT Luiz Viegas propos a formação de uma comissão com participação dos parlamentares e produtores para estudar propostas que serão encaminhadas ao ministro do Trabalho Manoel Dias, com o objetivo de flexibilizar a legislação. A primeira reunião da comissão ficou programada para 14h de quarta-feira (2), na sede da DRT.

 

13.09.30.Audiência.AlfredoWagner

Walendowsky assume a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte

30 de setembro de 2013 1

Presidente da Santur, Valdir Walendowsky assumiu agora há noite o comando da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte. Ele substitui Beto Martins, que está deixando não só a pasta, mas também o PSDB. O ex-prefeito de Imbituba deve ser candidato a deputado estadual pelo PP.

Na foto, o cumprimento entre o novo e o antigo secretário.

Walendowsky vai acumular a secretaria e a Santur.

Crédito: Saul Oliveira, Divulgação.

PSDB da Palhoça contesta PR

30 de setembro de 2013 3

Presidente do PSDB da Palhoça, Carlos Alberto Fernandes Junior, o Caco, envia e-mail contestando algumas colocações na nota do PR, comunicando a filiação do cel. Ivon de Souza. Leia:

“Prezado jornalista,
Gostaríamos de corrigir alguns pontos do texto encaminhado pela assessoria do PR e publicado no seu blog.
>Ivon de Souza não foi impedido de assumir por “manobras” internas do PSDB pois assim o PR está acusando TODOS os juízes do TRE catarinense de serem coniventes com tais manobras. Ivon de Souza não assumiu pois recursou-se a disputar a convenção municipal e tentou registrar sua candidatura através de duas resoluções inconstitucionais e ainda com assinaturas falsas. Isso tudo comprovado e condenado pela justiça eleitoral. Enganou o povo palhocense que era candidato no dia 7 de outubro quando ele próprio sabia que estava sem registro. O texto MENTE quando afirma que o presidente Carlos Fernandes e a maioria do partido impediram sua diplomação e posse. O PSDB entrou com o pedido de impugnação quase 3 meses antes da eleição e Ivon de Souza foi impedido de SER CANDIDATO por unanimidade pela JUSTIÇA, até porque não se pode ser diplomado e empossado antes da eleição. O PSDB Estadual, na figura do Senador e agora Presidente Estadual Paulo Bauer deve estar decepcionado pela traição de Ivon de Souza pois o próprio Bauer publicamente afirmou que contratou o advogado Péricles Prade para fazer sua defesa. E agora para quem fica essa fatura? E o ex-Presidente na época Leonel Pavan que não mediu esforços para que Ivon fosse candidato sendo induzido até a fazer uma intervenção no PSDB de Palhoça para garantir a candidatura de Ivon como fica? Apunhalado pelas costas por ter o apoio para Deputado Federal trocado no apagar das luzes para o Deputado Jorginho Mello. E o Deputado Estadual Marcos Vieira que desde o início deu apoio irrestrito para Ivon ser candidato como fica? Apostou suas fichas para ampliar sua votação na região da Grande Fpolis para Estadual e ganhou em troca um concorrente em seu reduto. Toda história tem dois lados e é papel da imprensa divulgá-los para que a população faça seu juízo e tire suas conclusões.
PSDB Palhoça.”

Ivon de Souza oficializa filiação no PR de Jorginho Mello

30 de setembro de 2013 1

Ivon de Souza hoje oficializou hoje sua filiação ao PR de SC. Além de ter sido impedido de assumir a prefeitura, após vencer a eleição, por manobras de dirigentes de seu ex-partido, Ivon também não aceita a manutenção de Carlos Alberto Caco Fernandes como presidente do PSDB de Palhoça e não concorda com o fato de o PSDB na Alesc ter sido contra a CPI das Águas.

13-09-30 - Diversas Fotos Máquina Xande 583

Aprasc repudia PDT pela expulsão do deputado Soares

30 de setembro de 2013 4

A Diretoria da Aprasc – Associação dos Praças de Santa Catarina – emitiu nota oficial repudiando a decisão do Diretório do PDT de expulsar o deputado Sargento Soares do partido. Leia a íntegraa:


A diretoria da APRASC repudia veementemente a atitude da direção estadual provisória do PDT de expulsar o deputado Sargento Amauri Soares, único parlamentar do partido na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Alegando supostos “fatos concretos”, a direção tomou uma decisão política contra um deputado que nunca se alinhou ao fisiologismo do partido caracterizado pela troca de apoio partidário por cargos em governos, em todos os níveis.

É de conhecimento público que o deputado Sargento Soares sempre se pautou pela coragem e pela firmeza na defesa dos praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Estado, bem como dos direitos dos trabalhadores de todas as áreas. O deputado Soares nunca se aliou ou se vendeu para qualquer governo, nunca se rendeu à troca de seus princípios por cargos ou benefícios pessoais, desde quando foi o primeiro presidente da Aprasc, em 2001, até se eleger por duas vezes deputado estadual. No campo ético, não há uma única mácula envolvendo a atividade pública do companheiro Sargento Soares.

A diretoria da APRASC entende que os dois mandatos conquistados pelo parlamentar são frutos do empenho de milhares de praças, familiares, amigos e apoiadores de todas as cidades catarinenses. Portanto, vamos nos dedicar ainda mais para manter este mandato, trincheira da classe trabalhadora na Assembleia Legislativa, para impedir que seja extirpado por uma direção provisória do PDT.

Empenhamos nosso total apoio e nossa total confiança ao deputado Sargento Soares durante esse período de mudança partidária. Como entidade legítima de representação de cerca de 13 mil praças, a APRASC vai se manter ao lado do deputado para garantir a manutenção do mandato, com a certeza de que o mandato pertence àqueles que o elegeram, para que este continue sendo a voz ativa de todos os praças da ativa e da reserva, bem como instrumento de denúncia e de defesa de nossa categoria e de todos àqueles que verdadeiramente constroem este Estado e esta Nação: os trabalhadores. Trabalhadores estes que o PDT, infelizmente, abandonou em troca de cargos e de um fisiologismo pernicioso à política brasileira. Mais que isso: o mandato pertence aos lutadores do povo, àqueles que lutam por justiça social, pelos direitos e garantias individuais e sociais, por transporte público de qualidade, pelo direito à moradia, emprego, terra, saúde, educação e segurança pública.

Diretoria da APRASC
Florianópolis, 30 de setembro de 2013.”

Bancários terceirizam greve, diz professor Buatim

30 de setembro de 2013 3

“Moacir, essa greve dos bancários em florianópolis está utilizando um serviço que eu não conhecia, o serviço de terceirização de grevistas. São pessoas que não são bancários mas estão fazendo piquete nas portas da agências, ou seja, gente que não tem nada a ver com serviço bancario. Na porta da agência Itaú havia um do MST. O cara disse que estava ali por R$50,00 por período. João Buatim”

Baldissera emite nota sobre disputa no PT de SC

30 de setembro de 2013 6

Deputado estadual Pedro Baldissera emitiu nota sobre as eleições para o novo Diretório Estadual do PT. Confira o texto:

“Desde o início do Processo de Eleições Diretas (PED), contestei a disputa pela presidência do PT de Santa Catarina. Optei por não participar de nenhuma das chapas entendendo que é fundamental unidade para fortalecer partido e militância; para pensar o presente e o futuro, definindo um projeto de governo para Santa Catarina.

O cerne de nossa proposta de debate está na ideia de que uma disputa neste momento nos afasta do que precisa ser resolvido e do que é prioridade, que é combater as contradições sociais lado a lado com movimentos sociais do campo e da cidade, e com a militância que ao longo de décadas se manteve fiel à luta por legítima igualdade. Este é o verdadeiro PT: um partido com diversidade de opiniões e linhas de trabalho, que não se entrega ao oportunismo do poder, mas que tem um objetivo comum, uma luta comum.

Em diversas iniciativas junto à base partidária, em várias regiões, buscamos reforçar a construção de um nome consensual para presidir o PT em nosso estado, numa demonstração de que é preciso aprender a superar as divergências. Um consenso interno, fruto dos debates de nossas diferenças, mas que aponte para um horizonte programático conquistado pela militância e afinado com os movimentos sociais.

Neste momento já poderíamos estar percorrendo municípios com uma indicação de candidatura ao governo, voltando atenção e energia para ouvir nosso povo.

Entendo que o PT é maior que as suas divergências internas, e proponho concentração aos desafios de reeleição da presidenta Dilma, e ao mesmo tempo, da construção de uma candidatura própria do PT ao governo de Santa Catarina.”

Concessão da BR-101: Justiça Federal dá ganho de causa a Auto Pista

30 de setembro de 2013 2

Juiz da 1ª. Vara da Justiça Federal de Florianópolis, Gustavo Dias de Barcellos, indeferiu pedido de liminar feito pelo Ministério Público Federal, questionando a legalidade de resoluções da ANTT sobre a BR-101 norte. As resoluções da Agência aprovaram revisões do contrato de concessão com a Auto Pista Litoral Sul, que informa: “A decisão comprova a inexistência de irregularidades”.