Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Celulares: após CPIs ficaram piores

31 de dezembro de 2013 5

A temporada nem começou e já está identificado o setor mais carente em termos de serviços públicos:  a telefonia móvel.  No interior da Ilha de Santa Catarina, há regiões em que todas as chamadas vão direto para a caixa postal.  Há alguns condomínios com sinais fraquíssimos que caem a todo instante.  E entre as operadoras, outra vez a TIM lidera as reclamações. Disparado!

E a CPI?

A Câmara Federal passou o ano com uma CPI sobre a telefonia móvel.   Os deputados realizaram audiências públicas, ouviram especialistas, convocaram diretores das operadoras. O mesmo ocorreu aqui na Assembleia Legislativa.  As operadoras prometeram mudar. A impressão que fica:  o celular estava ruim; depois das CPIs ficou pior!

Comentários

comments

Comentários (5)

  • Joe Picanso diz: 31 de dezembro de 2013

    O culpado desta esculhambação da telefonia, ê o FHC. Privatizou e começamos comer pela mão dos estrangeiros.Os politicos nunca vão contra as potencias.

  • Curió ( de cuspe e giz ) diz: 31 de dezembro de 2013

    É a operação SAL-AMARGO que o povo hesita em aplicar neles.

  • Antonio diz: 31 de dezembro de 2013

    Agora estamos caindo em uma realidade. A realidade que a antiga embratel, foi divida em quatro telefonias que contribuem para serem uma das piores telefonias do mundo e cara. Governo não se preocupa com a bagunça que virou a telefonia brasileira. fazem os brasileiros de trouxas e ainda cobram um absurdo. Retém os créditos e liberam só depois de uma nova recarga. Isso o que ? que deu poder para reter o meus créditos ? Como podemos acreditar é uma coisa séria. Estamos a perigo de perder a democracia. Muitos sujeira acontecendo e sendo colocada para debaixo do tapete. Vai rolar muito dinheiro nas eleições. CPIs nunca funcionou e nunca vai funcionar, pois é um realidade em nosso Brasil. Todo mundo sabe que as eleições estão chegando e quanto custam para eleger um indivíduo.

  • Walmor diz: 1 de janeiro de 2014

    O grande problema do nosso país é que se criam vários órgãos fiscalizadores, como as Agências Reguladoras, e via de regra eles não cumprem a sua função básica que é fiscalizar, e com isso defender o interesse dos consumidores, ao contrário preferem ficar ao lado das empresas que exercem forte lobby principalmente sobre os políticos, visando anular qualquer ação fiscalizatória ou alteração na Lei que vise beneficiar os consumidores. Já nos acostumamos com a falta de fiscalização em qualquer setor, só nos resta reclamar para o Papa.

  • LOURIVAL AFONSO diz: 1 de janeiro de 2014

    É por isso que os políticos não querem saber de financiamento público de campanha. Como se sabe muitos deles estão a serviço de multinacionais e das grandes empresas nacionais. Quando surge algum problema criam CPIs que nunca resolveram nada, a não ser muita pirotecnia, espetáculo midiático e exposição na mídia de políticos que estão ostracismo e aproveitam para aparecer para serem lembrados pelo povo. E quando pressionados, criam mini reformas dando-lhes mais poderes, mais mordomias e mais imunidade. Na politica e na segurança pública o Brasil esta indo de mal a pior esta regredindo e voltando o coronelismo do séc XIX.