Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Faesc critica projeto que prevê concessão sem duplicação na BR-153

29 de abril de 2014 1

O plano de modernização de rodovias do governo federal – anunciado na última semana – incluirá a concessão do trecho da BR-153, que atravessa o Oeste de Santa Catarina, na altura das cidades de Porto União, Irani e Concórdia, incluindo o encontro com a BR-282 (trevão de Irani), que leva a Chapecó e passa em Ponte Serrada. A parte da rodovia que passa pelo Estado foi contemplada no lote BR-476/153/282/480 (Lapa/Chapecó/Divisa SC/RS). O trecho tem 439,2 quilômetros e responde pelo escoamento de seis milhões de toneladas de grãos por ano. A concessão não prevê a duplicação das rodovias. As entidades empresariais – entre elas a Federação da Agricultura de Santa Catarina (Faesc) – indagam se isso significa que, em breve, estaremos pagando pedágio para rodar pela mesma via simples (sem terceira pista nem duplicação) existente atualmente?

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Giffoni diz: 29 de abril de 2014

    Talvez se a tal federação apresentar plano econômico-financeiro que viabilize a duplicação da referida rodovia? Não tem? Pois bem, seria interessante darem uma olhada na BR116, cotejando o estado atual da mesma com o que era antes da concessão. De mais a mais, não li nenhuma crítica dessa mesma federação em relação à precariedade – total e ilimitada – das rodovias estaduais (um buraco dentro do outro), sem duplicações e ou acostamentos. Pau que dá em chico não dá em francisco, caro presidente? Seria bom assumir a realidade dos atos e deixar de lado esse engajamento politicóide-palanqueiro.