Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Associação de moradores pede por mais segurança no bairro Kobrasol

30 de abril de 2014 2

A Associação dos Moradores e Amigos do Kobrasol (Amakobrasol) emitiu um email pedindo por mais segurança no bairro do município de São José, na Grande Florianópolis. Para o vice-presidente da entidade, Paulo Vitorino da Silva, é preciso policiamento mais intensivo na região.

Confira a íntegra do comunicado:

Os moradores e comerciantes estão sofrendo com a insegurança que impera nesse bairro, deixando a população a mercê dos marginais que sem policiamento ostensivo, ficam livres e sabendo que não vão ser incomodados, cometem seus delitos a qualquer hora do dia ou da noite tudo para saciarem seus vícios.

No bairro Kobrasol, temos o maior número de pessoas em situação de rua de todo o município e por isso, convivemos cientes do seu direito de ir e vir, mas também sabemos que eles devem ter seus deveres. É comum a intervenção dessas pessoas nos semáforos, nas vagas de estacionamento pedindo uns trocados e o que mais se vê nas ruas, são carrinhos de supermercado abarrotados de papelões que por baixo não sabemos o que está armazenado, transitando sob o olhar das autoridades, tendo a certeza de que não serão parados para averiguação.

Outra preocupação da comunidade é a perturbação do sossego na frente de algumas distribuidoras de bebidas, confeitarias que construíram decks e vendem bebidas alcoólicas para menores de idade sem nenhum restrição e nas praças, onde usam todo tipo de drogas (lícitas e ilícitas), colocando sons no volume máximo, perturbando o sono das pessoas que imploram por uma noite para descansar.

No mês de agosto de 2013, foi implantado no município o Plano Integrado de Segurança Pública e criado o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM). A iniciativa, considerada pioneira, é para promover a articulação conjunta de estratégias de prevenção ao crime, reforçando as potencialidades de cada instituição para obter os melhores resultados.

Os trabalhos serão desenvolvidos de forma integrada,sendo que o GGIM será composto por representantes das polícias Civil, Militar e Rodoviária, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Conselho de Segurança (Conseg), Aemflo, Secretaria de Segurança, Defesa Social e Trânsito Municipal. Cada órgão, dentro da sua competência trabalhará coletivamente para atender as peculiaridades do município.

Esperamos que esse Plano seja colocado em prática o mais rápido possível, para que tenhamos um Kobrasol mais seguro e bom para se viver.

Att,
Paulo Vitorino Silva
Vice-Presidente

Comentários

comments

Comentários (2)

  • Jorge diz: 30 de abril de 2014

    Não se preocupem, pois a polícia comunista moçambicana está vindo aí…
    Para quem não sabe e conhece trata-se da polícia mais violenta do planeta, segundo a anistia internacional.
    E é este primor de força policial “democrática” que virá para “trabalhar” no Rio durante a Copa das Copas.

  • Giffoni diz: 30 de abril de 2014

    Prezados associados, mais segurança pública só quando as empresas de segurança privada forem proibidas de contribuirem para o caixa 2 das campanhas eleitoreiras. Ou alguém acha que os eleitos (devidamente financiados) irão “estragar” os negócios particulares? Não entendi o comentário do sr. Jorge, (a) nada com a postagem, (b) não fundamenta o seu comentário, apenas factóide, (c) a questão em São José, pertinho de Floripa, onde, sabem as ostras, não haverá jogos pela copa.